O perigo do “instrutor raposa velha”

By: Author Raul MarinhoPosted on
1007Views2

O texto deste artigo encontra-se publicado em https://paraserpiloto.org/blog/2018/02/22/recordar-e-viver-o-raposa-velha-e-o-mane-o-problema-nao-e-ter-muita-ou-pouca-hora-de-voo/

 

2 comments

  1. Cesar
    7 anos ago

    Tive um caso onde meu instrutor “decidiu” dar carona de Sorocaba a Resende para um amigo seu, durante MINHA AULA de vôo, num PA-28.

    Dia nublado, teto relativamente baixo, com minha pouca experiencia na época, ainda manicaca, aceitei ter a aula (inútil) para dar carona ao seu amigo.

    Durante a navegação, o teto ia descendo vagarosamente.
    E nós, idem…

    Comecei a abaixar, seguindo orientação de meu instrutor.
    Até que estávamos vendo detalhes das vacas pastando abaixo e não via mais os topos dos morros…

    Comecei a escutar meu instrutor dizer para passar em meio aos morros, abaixo dos picos.
    E, não querendo criar um clima ruim abordo, assim fiz.

    Na hora me lembrei de uma conversa com um veterano piloto acrobático, que prefiro não citar o nome,
    que contava “causos da aviação” onde histórias do vôos ciscando os morros apareciam e seus resultados quase ou de fato fatais!

    Na hora entendí que:

    1)Isso ia contra tudo que lia nos relatórios SIPAER.

    2)Eu estava EM INSTRUÇÃO, logo, que doutrina de segurança era essa?

    3)Estava pagando por um serviço, não para ser assassinado!

    Sem avisar, olhei em volta , vi que dava, e virei 180 graus, deixando ambos, instrutor e carona,
    surpresos.

    Para minha ainda maior surpresa, meu “instrutor” (agora entre aspas, merecidamente), agarrou
    o manche e forço um 180 para voltar.

    Largei o manche , olhei firme para sua cara e falei:]

    -E aí? Vai até onde com isso?

    Ele percebeu a burrada e as consequências disso, largou o manche, virou e me disse:

    -Eh, Cesão, ce vai longe assim!

    No que retruquei:,

    -Vou sim, longe e VIVO!

    Ficou um silêncio cortante a bordo.
    Então, ele caiu em sí;
    Começou a lamentar que seu aeroclube não pagava as horas voadas , que sua vida estava um caos, etc, no que expliquei que me matar e ao nosso carona, além deçle instrutor, não justificava nada.

    Bom, para resumir, solicitei no aeroclube não ter mais nenhum vôo com este instrutor.

Deixe uma resposta