Mulheres na aviação

By: Author Raul MarinhoPosted on
571Views3

Saiu hoje, no G1, uma reportagem interessante sobre mulheres na aviação. Vale a pena ler – clique aqui.

Não sou nada preconceituoso – quem me conhece sabe disso -, mas eu vejo uma séria barreira para a atuação das mulheres na aviação: a maternidade. De acordo com as regras do CCF (RBHA-67), tão logo seja detectada uma gravidez, a mulher tem que parar de voar. Somando a gestação à licença maternidade, lá se vai então um ano literalmente “fora do ar”. E depois, com um filho pequeno, amamentando, é evidente que fica complicado continuar voando. Mas, fora essa questão, não vejo nenhum outro motivo para que uma mulher seja pior ou melhor que um homem no comando de uma aeronave.

Mas voltando à matéria do G1, eu acho que faltou uma citação à Cmte. Graziela Fernandes dos Santos (foto acima), primeira PLA mulher do Brasil, além de exímia piloto de automóveis. Esta, sim, desbravou o mercado da aviação e deveria ser lembrada sempre que se falar sobre o avanço feminino na área.

3 comments

  1. Fred Mesquita. O Cmte. Silvio Comenho, foi meu instrutor, se não me falha a memória, no AVRO HS 748, da VARIG. A Kalina Comenho, deve ser sua irmã ou esposa. Gostaria, MUITO, de reencontrar o Cmte Comenho. Um abraço, meu amigo

  2. Fred Mesquita
    6 anos ago

    Tem também a piloto Kalina Comenho, a primeira mulher a voar na antiga Varig, hoje voa de co-piloto de Boeing 777 na Emiretes, em Dubai. Pernambucana da cidade de Gravatá Kalina tem pai e irmão pilotos.

Deixe uma resposta