Tirar o brevê nos EUA – Dicas do leitor

By: Author Raul MarinhoPosted on
1380Views33

Recebi um comentário ao post “Tirar o brevê nos EUA – Vale a pena?” hoje, de um leitor chamado Roberto, que fez direitinho seu dever de casa. Tanto ficou boa a pesquisa que ele fez que eu resolvi transformar o comentário dele num post, pois contém informações muito importantes para ficarem escondidas na seção de comentários. O texto, levemente editado, segue abaixo, e os trechos em negrito foram destacados por mim, pois são as partes que considero mais importantes do relato.

.

.

Olá pessoal. Fiz o curso teórico de PP aqui no Brasil e até já passei na prova da ANAC, mas, após muita pesquisa, conversas com pilotos e pensar muito a respeito das vantagens e desvantagens, optei por fazer o curso todo nos EUA, pois, acredito que me trará uma melhor formação profissional, além de um inglês fluente.

Estou cogitando a possibilidade de fazer um curso que me forneça a carteira da JAA, que é a carteira da União Europeia. Falando com um conhecido, ele me disse que atualmente essa carteira está sendo melhor aceita e é mais fácil convalidá-la na FAA do que a FAA na JAA. Fora isso, meu objetivo de vida é pilotar na Ásia (Japão, Coréia do Sul, China) e, lendo um artigo escrito por um piloto asiático, o qual informa que a maior parte dos países asiáticos exigem que seus pilotos portem a carteira da JAA, decidi levar em conta a possibilidade de tirar essa carteira.

Porém, estou tendo problemas ao escolher uma escola, tanto FAA como JAA. Não vou citar nomes de escolas, mas em ambas as escolas em que quase fechei negócio e que possuem representantes brasileiros, eu acabei descobrindo características negativas que encontrei nesse site que achei muito interessante, apesar de um pouco impreciso em alguns casos: http://www.flightschoolreviewer.com/

Só pra vocês terem noção, uma das escolas foi multada pela FAA em quase US$ 600.000,00 por fazer reparos impróprios nas aeronaves, falsificar registros de manutenção e operar aeronaves de forma imprudente. Eles têm uma média de 1 acidente por ano, nos últimos 10 anos, tendo havido 2 fatalidades nesse período. (Essa informação eu encontrei primeiramente no google e depois, no site de reviews!). Antes de ler isso, estava decidido a fazer meu curso nessa escola que promete muito. Após ler, simplesmente descartei a possibilidade, acredito, por motivos óbvios.

No site de reviews, consegui inclusive descobrir que escolas mudaram de nome após terem denegrido em demasia os antigos nomes. Portanto, cuidado. Se não acharem as escolas que procuram pelo nome, procurem pela localidade e verifiquem se não se trata de uma escola que mudou recentemente de nome para se livrar da má fama. Algumas delas até redirecionam do site antigo para o site da nova escola.

Enfim… Já visitei dezenas de sites, achei preços de cursos completos (no Brasil, PP + PC Multi IFR) que variam entre US$ 31.000,00 e US$ 80.000,00 e podem ser concluídos a partir de 16 semanas até mais de um ano (na verdade até o infinito, pois, depende muito do aluno, condições meteorológicas, etc). Sendo assim, tenho boa noção do que os sites da maioria das escolas mais famosas oferecem. Porém, não tenho muita noção do que as escolas realmente oferecem. Infelizmente, criar um site enganoso é fácil e algumas escolas mal intencionadas se usam disso pra vender seu peixe podre como se fosse super fresco.

Para evitar problemas com a língua, evitando assim atrasos no curso, vou fazer um curso de inglês intensivo de 12 semanas na Inglaterra, garantindo assim que chegarei aos EUA afiado para ter proveito total do curso. Acredito que talvez você esteja se perguntando por que fazer o curso na Inglaterra se eu poderia fazer tudo direto nos EUA, evitando assim gastos extras com passagens aéreas. Em princípio, também achei que fosse mais caro, mas botando tudo na ponta do lápis e fazendo as contas, sai o mesmo valor ou mais barato fazer o curso na Inglaterra. Primeiramente, pela escola em que vou fazer o curso, considerada uma das melhores do mercado, o valor do curso em Manchester (e da maioria das outras opções na Inglaterra), onde vou fazer, é inferior à maioria das opções do mesmo curso nos EUA pela mesma escola. Acredite se quiser, sair do Brasil, ir para Manchester e então ir para Flórida, sai mais barato do que sair diretamente do Brasil para a Flórida se você escolher a opção mais barata em ambos os casos. Levei em conta também o fator regional da língua inglesa. Pessoalmente, tenho preferência pelo inglês britânico pois acredito ser mais formal e elegante. Acho a pronúncia das palavras mais audíveis e claras, o que acredito ser importante numa comunicação por rádio. E, claro, não poderia deixar de unir o útil ao agradável. Posso aproveitar minha estadia lá para conhecer museus, castelos e vários outros passatempos culturais que, acredito, sejam mais interessantes que os americanos. Sendo assim, acredito que fazer o curso de inglês na Inglaterra me acrescentará mais do que se eu fizesse nos EUA, além de ficar mais barato.

Como a maioria dos que estão aqui, não tenho pé de dinheiro. E, por mais que pareça desperdício de dinheiro, ao menos em meu caso, acho preferível fazer um curso de inglês para iniciar meu curso totalmente preparado do que passar por dificuldades e até abusos por parte da escola. Isso mesmo, abuso! De acordo com um contato que tenho em uma dessas escolas que mais fazem propaganda no Brasil, eles dizem que qualquer pessoa consegue acompanhar o curso, sendo necessário, assim como eles dizem, apenas o inglês “the book is on the table”. No entanto, quando o aluno está lá, já pagou boa parte do curso, senão todo, eles começam a obrigar o aluno a fazer aulas particulares com uma professora da escola que cobra preços abusivos. Caso contrário, o aluno não é permitido checar ou é reprovado no cheque até que aprenda o inglês necessário. Já vi reclamações dessa mesma escola em que o aluno reclamou do instrutor designado a ele e nada foi feito. Ao insistir na reclamação, o aluno foi ameaçado de ter seu visto cancelado, ficando assim de mãos atadas. Devido a isso, acredito ser interessante a formação de grupos com o mesmo interesse para fazer o curso juntos, pois, dessa forma, sendo de mesma nacionalidade, uns podem ajudar os outros em situações complicadas, inibindo assim o abuso de algumas escolas mal intencionadas.

No caso de formar um grupo para fazer o curso, é interessante criar regras para o bom convívio e até mesmo para evitar que a experiência com a língua inglesa seja falha devido ao constante uso da língua materna. Para isso, é importante que todos os membros do grupo se comprometam a falar somente inglês para forçar o aprendizado e botar em prática o que eles chamam de imersão na língua, o que torna o aprendizado mais eficiente e rápido.
Além disso, de acordo com outro contato, o valor cobrado pelo alojamento de algumas escolas é muito alto e, se um grupo de 4 a 5 pessoas alugar uma casa e comprar um carro, o gasto mensal com essas despesas ficará a metade do que uma escola cobraria por moradia e transporte. E vale lembrar que, de acordo com a pessoa que me deu essa dica, há a vantagem da casa alugada ter um quarto e um banheiro para cada pessoa, enquanto na escola referida por ele, os quartos e banheiros são compartilhados entre duas pessoas.

Eu até havia juntado alguns amigos do aeroclube em que fiz meu curso de PP teórico, que estavam animados a formar um grupo, mas, com o passar do tempo, acabaram desistindo. Mas, estou decidido a ir, mesmo que sozinho. Terminando, apesar de não ter tomado minha decisão quanto à escola, até a escrita deste post, quem quiser entrar em contato comigo por e-mail para trocarmos ideias e, quem sabe, até formarmos um grupo para irmos aos EUA fazer o curso e talvez até conseguirmos um desconto na escola escolhida, fique a vontade para me enviar um e-mail pelo endereço rboalves@gmail.com


33 comments

  1. Matheus tavares
    1 ano ago

    Tenho 17 anos, meu maior sonho é ser piloto, como posso começar isto

  2. Tiyoko
    5 anos ago

    Também tenho interesse, mas para PPH e PCH compensa ir pra fora?

    • Raul Marinho
      5 anos ago

      Essa é uma resposta que só vc pode dar…

    • Olá Tiyoko, tudo bom?
      Se compensa ir para fazer o curso de asa rotativa eu não sei. Mas, tenho falado com várias pessoas que estão interessadas em ir fazer este curso lá nos EUA e eles geralmente demonstram um interesse especial pela escola Mauna Loa Helicopters, que fica no Hawaii.
      Sendo bastante sincero com você, não conheço as escolas que oferecem treinamento de PPH e PCH lá e não sei lhe dizer se essa escola é realmente boa. Só sei que o marketing é bom! hehehe
      Conheço outras duas que também dão o treinamento. São elas: US Aviation Academy e Hillsboro Aviation.
      O Luiz que postou aqui abaixo está lá na US Aviation Academy. Inclusive quase fomos juntos, mas como tive alguns contratempos e ele estava com pressa, foi antes e eu estou me preparando para ir no final de julho.
      Os relatos que ele tem sobre a escola são excelentes… E realmente aparenta ser uma ótima opção para quem quer fazer o curso de asa fixa. Mas, acredito que asa rotativa lá também deve ser uma boa escolha!

      Quanto à vantagem de fazer o curso nos EUA, isso vai depender muito do seu objetivo e conhecimento.
      Quando comecei a cogitar a possibilidade, o dólar estava cotado a R$ 1,71… Digamos que era outra realidade! hehehe
      Porém, como pretendo pilotar em linhas aéreas, de preferência fora do Brasil, acho essencial que eu tenha no mínimo ICAO 5. Além disso o tempo de conclusão do curso é bastante reduzido, se comparado à maioria das opções que temos no Brasil.
      Portanto, no meu caso, depois de ter pesquisado bastante e achado uma escola reconhecida mundialmente e que oferece o curso num valor muito bom e o melhor de tudo, fixo, sem surpresas, pago no decorrer do curso… Mesmo com o dólar por volta de R$ 2,00, acredito que, no meu caso, ainda compense ir fazer o curso nos EUA.

      Se quiser dar uma olhadinha, os sites das escolas são:
      http://www.maunaloahelicopters.com/ (Mauna Loa Helicopters)
      http://www.usaviationacademy.com/ (US Aviation Academy)
      http://www.hillsboroaviation.com/ (Hillsboro Aviation)

      Qualquer dúvida que tiver em relação a fazer o curso lá nos EUA, tirando os detalhes do curso de asa rotativa, que não é minha área, pode ficar a vontade para me contatar por e-mail (no final do texto publicado). Tentarei lhe ajudar da melhor forma possível! :)

  3. Luiz
    5 anos ago

    Eu tô fazendo minha formação completa (PC + Multi + IFR) aqui no Texas, na US Aviation Academy. A escola é muito boa e eles oferecem muito boa infra-estrutura. Até agora não tenho do que reclamar. Se quiserem entrar em contato comigo, meu e-mail é luizfelipeviola@gmail.com

    Abs
    Luiz

  4. leonardo
    5 anos ago

    opa, tb tenho interesse concreto em ir com vocÊs! meu e-mail é lhusid@hotmail.com

  5. isabel
    5 anos ago

    só não entendi uma coisa: Para virar PC no Brasil precisa ter 150 horas voadas, certo? Se as horas voadas nos EUA não são aceitas pela ANAC, então o camarada que vier convalidar no Brasil o brevê de PC americano terá que pagar de novo 150 horas? se for isso, nãovejo como vale a pena fazer o curso nos EUA…

    • Raul Marinho
      5 anos ago

      Não se trata disso. Na convalidação, a ANAC concede ao piloto somente as 150h básicas do curso de PC brasileiro, mesmo que ele tenha voado 250h (requeridas para a licença de PC nos EUA) ou mais.

      • isabel
        5 anos ago

        a tá, ok…obrigada!

  6. Roberto
    5 anos ago

    Olá Jair, tudo bom?
    Se precisar de informações, posso te ajudar. Pesquisei diversas escolas e já decidi para qual vou. Mas, posso te dar detalhes de todas as principais escolas, vantagens e desvantagens de cada uma. Aí você escolhe a que achar melhor, afinal de contas, cada pessoa tem um foco e isso interfere bastante na escolha da escola.
    Como eu já disse no comentário que virou esse post aqui, os valores variam muito e o tempo de conclusão do curso também.

    Sei como é difícil essa busca pela escola ideal, por isso procuro orientar da melhor forma possível todas as pessoas que estão passando por essa fase.
    Portanto, fique à vontade para entrar em contato comigo por aqui ou pelo e-mail rboalves@gmail.com. Procurarei ajudar da melhor forma possível.

    • Roberto
      5 anos ago

      Não era pra ter aparecido debaixo do comentário do Jair? o_O

    • Raul Marinho
      5 anos ago

      Por que nao disponibilizar suas mormacenta publicamente no blog?

      Enviado via iPad

      • Roberto
        5 anos ago

        Vou tirar um tempinho pra isso… Mas, não é muito mais do que já falei nesse comentário que você converteu em post aqui. Seriam mais detalhes técnicos e que são um pouco complicados de se harmonizar num texto.
        Não sou muito bom redigindo textos. hehehe

        Além disso, procuro me manter neutro e não citar nomes, para evitar causar atritos com alunos e instituições. Sendo assim, se a pessoa tem interesse de saber sobre quem estou falando, basta fazer uma busca rápida no Google e confirmar sozinha a veracidade da existência da informação.

        Aproveitando a oportunidade, vou dar uma opinião que talvez seja idiota, mas, se não ajudar, espero pelo menos não atrapalhar.
        Acredito que o fluxo de leitores no blog já é razoável. Acho que seria interessante fazer um chat… Algo simples pro pessoal trocar ideias, gerar novos tópicos pra você abordar no blog e trazer diferentes visões sobre os assuntos.
        Só não sei se isso destruiria os comentários nos posts. Espero que não.
        Apenas acredito que o pessoal se sente mais à vontade ao se expressar num ambiente mais dinâmico, onde o retorno é mais rápido e a possibilidade de diálogo (infelizmente, às vezes, discussõe) é mais fácil, simples e rápida.

        • Silva
          5 anos ago

          Olá Roberto, eu quero no proximo ano ir tirar meu brevê no USA e estou com muita duvida sobre qual escola , qual eu posso confiar , por favor me ajude . um grande abraço.

  7. jair viveiros
    5 anos ago

    opa
    quero enviar meu filho aos EUA pra fazer curso pp / pc e ingles.,ele so fez curso teorico em sorocaba e CCF.
    preciso saber sobre escola de aviação e ingles pra entrar em contato.se alguem puder informar,agradeço.

    • Raul Marinho
      5 anos ago

      Seu filho nem precisaria ter feito o teórico e o CCF/CMA no Brasil – na verdade, ele vai te que repetir tudo nos EUA. Quanto à escola, este blog não recomenda nenhuma instituição.

    • Roberto
      5 anos ago

      Olá Jair.
      Fiz um comentário que era para ter aparecido aqui logo abaixo do seu, mas foi para lá em cima.
      Dê uma olhadinha lá!

      Grato

  8. Rodolfo
    6 anos ago

    Já pensei nisso também.
    Sou PC MONO e gostaria de fazer meu MLTE fora, mas minha dúvida é: Será que as horas voadas fora poderão ser convalidadas aqui?
    Essa questão é importante pois nosso orgão regulador(ANAC) pode demorar meses para convalidar tais horas (ou mesmo não convalidar).
    Eis aí uma questão, que ainda não tenho resposta, e que talvez alguém possa sanar essa dúvida.

    Pois dependendo do tempo de demora pode-se até perder uma oportunidade de emprego.

    • Roberto
      6 anos ago

      Olá Rodolfo.
      Teoricamente é possível sim convalidar as horas, mas nunca ouvi relatos de quem já tivesse feito. Dizem ser muito burocrático e demorado.
      Porém, na hora de conseguir emprego numa cia aérea, o que vale mesmo é o número total de horas que você tem e cia aérea nenhuma vai ficar de frescura pra contar suas horas feitas em outro país, principalmente nos EUA onde o pessoal não “caneta”.

      • Tiago
        6 anos ago

        Fiz o meu Pc/multi/ifr nos Estados Unidos, na California. Achei muito valido pela experiencia de ter voado la, dos equipamentos que voei, e é claro, o aprimoramento da lingua inglesa.
        Por outro lado, demorei quase 8 meses para validar minhas licenças na ANAC, e as horas voadas la, segundo a ANAC, não são validas aqui.
        Perdi uma seleção, pois quando fui chamado minhas licenças ainda não estavam disponíveis no site da ANAC.
        Fiz algumas seleções, e conforme o Roberto citou acima, as cias (quase todas) querem saber do seu total de horas. Fiz a seleção na TAM, e la nao aceitaram minhas horas voadas no exterior.
        No geral, considero minha escolha positiva, e nao me arrependo de ter voado la.
        Fui selecionado em um cia, e tambem convidado a voar em uma executiva.
        Optei pela executiva, por varios fatores.
        Não me arrependo.
        Boa sorte, e bons voos a todos.
        Qualquer duvida, ou perguntas, estou na escuta!
        abs

        • Sérgio Liova
          5 anos ago

          Tiago,
          Gostaria de saber mais informações sobre seu percurso nos USA e como foi para se empregar na volta ao Brasil. Podes ma mandar um mail para sergioliova@hotmail.com?

          Abs,

          Sérgio Liova.

        • umabsurdo
          5 anos ago

          Tiago, posso entrar em contato contigo? EStou pesquisando sobre escolas na Califórnia. abs LUiz

        • isabel
          5 anos ago

          Então você teve que fazer 150 horas de voô aqui no Brasil por causa da ANAC?

        • Edi carlos
          5 anos ago

          Olá Tiago,
          Gostaria de saber mais informações sobre seu percurso nos USA e como foi para se empregar na volta ao Brasil. Pode me mandar um e-mail.
          estou a procura de uma escola, uma de confiança, eu pretendo ir para o USA no proximo ano em abril de 2013
          estou terminando meu teorico de PP em sorocaba, e vou fazer algumas horas de voo, só para ter uma noção basica.
          Por favor me ajude, um grande abraço e muito obrigado!

        • Murilo
          5 anos ago

          Tiago, gostaria de receber mais informacoes sobre a escola que voce estudou la!
          Eu estou fazendo o PP aqui no Brasil, queria saber se ao fazer a prova da anac e ser aprovado eu consigo entrar nos EUA com o PP feito, ou precisarei refazer o curso teorico por inteiro??
          Tenho muita vontade de ser piloto executivo! me passe mais informacoes se possivel?
          agradeco desde ja
          meu email eh mukalvarez@yahoo.com.br

  9. Sander Ruscigno
    6 anos ago

    Vamos montar um grupo então e vamos lá mostrar como se voa para gringos!

    • Roberto
      6 anos ago

      Com certeza… Quem tiver interesse na criação de um grupo, por favor, entre em contato comigo para irmos trocando ideias e organizando a ida aos EUA.

Deixe uma resposta