Dificuldades para conseguir o primeiro emprego – Conselhos de um veterano

By: Author Raul MarinhoPosted on
666Views23

Tem um sujeito chamado “Lebrão” (é o nickname que ele usa em um fórum de discussão), comandante de King Air na aviação executiva, que frequentemente escreve textos muito interessantes sobre a carreira de piloto lá no fórum. Eu já pedi várias vezes para ele escrever aqui no blog, mas sabe como é artista, né? Ele tem que estar com as vibrações certas, o chakras têm que estar harmonizados, os astros têm que ter o alinhamento correto, senão a inspiração não vem… Bem, mas o fato é que ele escreveu um texto muito interessante sobre como obter o primeiro emprego na aviação, que eu vou copiar aqui, pois contém várias recomendações interessantes (muitas delas já feitas anteriormente aqui). O texto está levemente editado.

Dificuldades para conseguir o primeiro emprego

*Hoje em dia está lotado de gente para ser copila, graças à ANAC e às propagandas com promessas de emprego, o que fez com que o mercado tenha se inflado.

*Estude, estude, estude e demonstre que você estuda.

*Já que a coisa está apertada na linha aérea e nos táxis, é comum “encher de gente” pedindo emprego na aviação geral, e agora vou falar com propriedade. No aeroporto, NINGUÉM quer saber se você enche a cara, se você come todas, ou se puxa 400Kg no supino; eles querem saber se você é determinado, esforçado, se gosta de avião, e se está disposto a “se ferrar”, ficando uns dias fora de casa. Não adianta nada conseguir uns voos de copila, e negar outros porque quer passear no fim de semana com a namorada, ou viajar para ver a família. Se você conseguiu um voo de copila na executiva, aproveite: só há uma (e eu disse UMA) chance de causar uma primeira boa impressão. Você está ali pra aprender sobre o avião, sobre o voo, e a rotina do avião e do cmte que está voando. NÃO é para pegar celular e ficar batendo fotinho para por no Facebook, ou para mostrar para as menininhas; do contrário, você estará mostrando que se interessa mais por fotos do que por aviões (foi só um exemplo). Pergunte, pergunte e PERGUNTE: normalmente as pessoas interessadas se encaixam mais rápido.

*Seja bom de papo e um bom “político”. Rodinha de 4 ou 5 pilotos em aeroporto dá cagada, é um falando mal do outro. De preferência, faça amizades com o pessoal, sem demonstrar que só quer ser amigo pelo emprego ou pela vaga. Tenho um amigo (e que vai ler isso aqui) que chegou “do nada” no aeroporto e o único “dever de casa” dele era comprar pão para o lanche da tarde em um hangar: não demorou muito, ele estava voando na executiva, e hoje está na comercial. (Mandou bem garoto!). Ou seja: conquistou a todos, foi gente fina, não se enfiou em blá blá blá e fofoca de aeroporto, e se deu bem. Detalhe: era de fora, e conhecia pouca gente no aeroporto. Fez o networking, a lição de casa, e hoje colhe os frutos.

*Parem de só choramingar e serem reclamões: na maioria das vezes, o defeito está em você mesmo – e reconhecer isso é o primeiro passo. Se você não fez ICAO ou PLA, enfim, se não se qualificou, para de reclamar que perdeu a vaga para alguém mais qualificado que você. E aqui vai um recado para o qualificado: se você tirou ICAO-6, PLA teórico gabaritado, fez o PC em 9 meses porque os pais pagaram (ou você mesmo pagou), você NÃO é melhor que ninguém. Você vai sentar a bunda na direita e aprender, entenda que você NÃO sabe tudo, mesmo sendo bem qualificado. Abaixa a orelha e ouve os mais velhos, eles já passaram pelo que você está passando, então senta e ESCUTA. Eu tenho paciência e vontade de aprender; por mim, a velha guarda sempre foi e sempre vai ser respeitada. Não ache que quem voa Boero é um lixo e você só voa Cessna, Tupi, Carioca ou Corisco: todos vão pro mesmo buraco. E, no fim das contas, um Seneca cumprindo STAR no SDU vai fazer BASICAMENTE a mesma coisa que um A320 no mesmo lugar. Avião só aumenta de tamanho pra trás da cabine!

*Mais um detalhe: cedo ou tarde, você vai se ferrar na vida, então que seja o quanto antes. Empurrar avião e ajudar na hangaragem não dói e não faz mal a ninguém. Já tive que tirar Baron de dento do hangar sozinho, caí, sujei todo o uniforme, e fui como tava. Cheguei na fazenda e lavei o mesmo, não tinha outra escolha. Ainda assim, foi pouco, sei que cedo ou tarde a vida vai exigir de mim e eu estou pronto, vamo que vamo!

*Tirar INVA – aqui vai uma grande dica, parece boba, mas a maioria peca aqui. O sujeito acha que é só ter o INVA, e está empregado. Amigão, não é assim: a maioria dos aeroclubes dá preferência para os “pratas da casa”. Se você quer fazer INVA em algum canto, pega um aeroclube que possa precisar de você. Aeroclubes com “fila de espera” para INVA são bucha, caso você tenha pressa em conseguir o emprego e não possa esperar. Opte por um aeroclube que tenha poucos INVAs, pois logo logo chega sua vez. Fazer INVA em São Paulo e querer dar instrução em Pará de Minas é quase sempre um tiro no pé: escolha o lugar para voar o INVA, onde há chance de contratação.

*QI, QI e QI… Todo mundo xinga… Já parou para pensar que QI é só o seu grupo de amigos do aeroporto que “evoluiu”? Meus amigos, e alguns ex-copilas meus são hoje meus QIs nas companhias. Pois é, o cara que eu poderia ter pisado no pé hoje pode me ajudar. Não é na aviação não: a vida é um círculo, hoje se está em cima, amanhã não se sabe. Você que se revolta com o QI (e eu já fui assim) só está “pLuto” da vida porque está fora da “roda”, mas calma: cedo ou tarde você estará dentro. Não menospreze ninguém, saia com os amigos do aeroporto, não precisa ser para beber não: come uma pizza, dá uma carona pra alguém que um dia ficou sem carro, seja prestativo. NÃO é pra babar ovo de ninguém, é só ser legal, sendo você mesmo, aí você faz seu networking e logo logo tá voando.

*Não engane ninguém, parem com isso de “está faltando piloto”, NÃO está e NÃO vai faltar não, o que acontece é que quando as companhias estão sem pilotos, elas baixam os mínimos, e logo enche de piloto de novo. NÃO vão bater na sua porta te chamando.

*Elancers… Esqueça isso: é mais fácil ganhar na loteria do que o Elancers ser sua chance. Eu diria que 90% das pessoas que são chamadas para seleção em companhias, o são por um amigo (cms/cmte/copiloto) que entregou seu CV na chefia. Enfim, as chances são com SERES HUMANOS e não por Elancers (digital). Não custa nada deixar um CV pessoalmente: tendo algum amigo dentro que queira DE VERDADE te ajudar é tudo. (Quem me indicou em uma seleção que fiz, falou de mim para o Chefe dos Pilotos, isso durante o treinamento dele na dita companhia – ou seja, mal-e-mal era copiloto, e o cara e foi o suficiente pra me chamarem).

*Falando mais sobre companhia aérea, pesquisem na net os “bizus”, os macetes, o que que cai em cada seleção. A maioria são testes “psicodoidos”, redações e desenhos, PROCURE o que se encaixa na seleção que você está participando.

*Tendo a chance, sendo contratado, pelo amor de DEUS, façam o que se propuseram a fazer: não adianta nada encontrar um lugar ao sol e não dar valor. Está na executiva, o comandante pediu pra atualizar as cartas: atualize, é o seu dever; o comandante te deu a esquerda: valorize, tente aprender ao máximo. Seja um bom leitor de manuais: eles vão te auxiliar muito. Seja CURIOSO, pergunte ao comandante tudo que puder, e por favor, siga o que ele pedir. Cada um tem suas manias e relação interpessoal é complicada em qualquer lugar, então pelo menos TENTE auxiliá-lo, e valorize quando ele te estender a mão.

*Para finalizar, jamais (e eu disse JAMAIS) pise em alguém na aviação, ou fora dela. Você nunca sabe o dia de amanhã, e quem cospe para cima, cai na testa.

Abraços, pessoal! E SUCESSO a todos vocês que, DE CORAÇÃO, pleiteiam um lugar ao sol.

23 comments

  1. Deivis
    2 anos ago

    Olá, tudo bem? Gostei muito do texto. Bom pessoal, preciso de uma ajudinha de vocês. fiz o curso de MMA, mas ainda não tirei a cct, não estou atuando na área. prestei a banca umas 2 vez, mas não consegui pois, achei muito difícil. amo a aviação, mas meu objetivo era de um dia ser piloto, porem decidi a começar na aviação pela mecânica, mas não tive a sorte de entrar numa escola boa e muito mais passar na banca. pois aqui estou, precisando de uns conselho, estou estudando em casa para piloto com uns material que eu adquiri no decorrer do curso de MMA com o pessoal da aviação, para posterior eu me matricular numa boa escola de formação de pilotos, para que eu não chegue sem conhecimento algum e poder passar na Anac logo de primeira, assim como alguns colegas meu conseguiram. Sou pobre e luto pelos meus sonho, porem, hoje atual, eu teria capacidade de pagar um curso apena de pp, mas não teria condições de pagar um pc. O que eu poderia fazer, o curso de pp e depois ir fazendo pc aos poco voando umas 2 horas por mês, ou eu guardaria esse dinheiro e continuasse ajuntando para posterior eu concluir todos junto de uma só vez?

    • Raul Marinho
      2 anos ago

      Vc pode tirar o PP no aeroclube e o PC em aeronave particular, checando com 200h (deixando só o IFR e MLTE para o aeroclube). Se vc conseguir algum tipo de permuta com o proprietário do avião em troca dos seus serviços de mecânico, seria perfeito.

      • Deivis
        2 anos ago

        Muito obrigado pelo Conselho, valeu mesmo.

  2. Eder Santana
    4 anos ago

    Excelente artigo,me exclareceu muitas duvidas
    parabéns!!!

  3. fsfs
    5 anos ago

    muito bom esse artigo…. parabens!!!

  4. carlos
    5 anos ago

    excelente post, otímo mesmo, claro que todos nós da aviação sabemos o quanto é custoso conseguir o que queremos, mas tudo isso valera a pena Cmtes, abraço a todos.

  5. Fred Mesquita
    5 anos ago

    Já ouvi de muitos pilotos veteranos a famosa frase: “não vou criar cobras para que no futuro possa me morder”. Esses não conseguem ir muito longe – são os incompetentes e vivem de sugar os principiantes no meio aeronáutico. Também já vi muitos ex-copilotos que tomaram o emprego do comandante que lhe ensinou a arte de voar. Tomaram o emprego para ganhar muito menos, mas “cortaram a proa do seu professor”. Há também que se tomar devidas precauções quanto a isso. O tal “Pitch 15” também é muito visto hoje em dia e muitos desses chegam a um patamar muito alto em pouco tempo mas quando caem lá de cima, a queda é muito grande. Na vida sempre estamos como numa roda gigante – uma vez lá em cima, outra vez, lá em baixo. Quem é humilde sabe o que estou falando, quem não é, um dia vai saber as consequências dessas máximas ditas na aviação. Boa sorte a todos!!!!

    • andrey matheus oliveira
      4 anos ago

      Tenho 15 anos tenho muito desejo de virar piloto ,como faco ?, me al.isto na aero nautica pra virar piloto comercial

      • Raul Marinho
        4 anos ago

        Faz o seguinte: comece a ler este blog, a partir de seu 1o post. Vc vai ver que a carreira na aviação é bem diferente do que vc imagina.

  6. Tiago Bium
    5 anos ago

    Raul, excelente blog e texto cara, meus parabéns! Gostaria também de mais informações para quem, assim como eu, prentende ingressar no mercado das asas rotativas. Todos falam muito sobre a lacuna a ser preenchida até as tão sonhadas 500 horas de vôo, quais são as dicas para quem prentende “chegar lá”? Em helicópteros os vôos são mais curtos, todos recomendam utilizar a instrução (INVH) como caminho, isso é sempre verdade? Abraço meu caro.

    • Raul Marinho
      5 anos ago

      Cara, não tem mágica, não. Passar das 100h para as 500h é um drama mesmo. Fora a instrução, tem as atividades “marginais” (ex. rastreamento de veículos e cargas), e os equipamentos sem seguro (estes, preferencialmente comandados pelos mais experientes).

  7. Igor Sales
    5 anos ago

    Esse blog é muito bom, esse texto mtu massa!! Li quase tudo do blog já! Não quero terminaaaarrr nãããooooo!!! Parabéns Raul pelo blog e Lebrão pelo texto!!!

  8. Pedro
    5 anos ago

    Qual fórum é esse?

  9. Davi Fiquer
    5 anos ago

    Excelente texto,não vou negar que algum tempo atras eu tinha um pouco de preconceito quanto ao Q.I meu pensamento era que QI só se consegui puxando saco dos outros,o que realmente não é.o Lebrão falou algo exatamente aonde eu queria chegar “NÃO é pra babar ovo de ninguém, é só ser legal, sendo você mesmo, aí você faz seu networking e logo logo tá voando.”

  10. Eduardo Carvalho
    5 anos ago

    Ótimo texto!! Essas dicas vão me ajudar muito no futuro!!

  11. Rodrigo Capila
    5 anos ago

    Nossa, dicas realmente muito boas, felizmente pratico muito dessas e acredito estar no caminho certo, sempre seja voce mesmo e nunca menospreze os outros. infelizmente vejo muitas pessoas que são assim, “pitch up”, passam por voce e não te dão um bom dia ou um sorriso se voce for da baixa, só socializam com os que pensam ser “Asas douradas”. Bom texto do Cmte. Obrigado por compartilhar, Raul!
    Grande abraço!

  12. Luiz Corrêa
    5 anos ago

    Olá, Marinho, eu depois de uma longa temporada…

    O texto é muito bom !

    Vou ministrar uma aula sobre Segurança Operacional para alunos do aeroclube nesta quarta, e gostaria de sua autorização (e do autor) para utilizar otexto no fechamento da aula. Achei EXCELENTE !

    Forte abraço, parabéns ao colega aviador, escritor inspirado, e parabéns a você que tanto garimpa assuntos valiosos para os iniciantes – e também para os não tão novinhos assim.

    Luiz Corrêa
    (reativando o blog)

    • Raul Marinho
      5 anos ago

      Tá liberado, Luiz! E do Lebrão, de quem recebi procuração, tbém!Abs,Raul

  13. Matheus Oliveira
    5 anos ago

    Texto muito bom!

  14. Luan Ferro
    5 anos ago

    Muito bom, capitão!
    Gosteid e evrdade e tudo o que ele falou é evrdade, nós que voamos na executiva sabemos muito bem disso!

    Abraço!

Deixe uma resposta