Misoginia aeronáutica é um contrasenso!

By: Author Raul MarinhoPosted on
308Views9

Na foto acima, a Cmte Graziela, o melhor piloto que eu conheço pessoalmente (homem ou mulher) – vide este post.

Misoginia, para quem não sabe, é o ódio ou desprezo pelas mulheres; logo, “misoginia aeronáutica” é quando este comportamento ocorre com relação a alguma atividade aérea. Um exemplo disso seria um passageiro recusar-se a voar numa aeronave pilotada por uma comandante mulher. E, por increça que parível, foi exatamente isso o que ocorreu ontem, num voo da Trip! Mas preste atenção: eu disse ontem, 22 de maio de 2012, não se trata de uma notícia do início do século XX. Se você não acredita, leia a notícia abaixo, da Folha de São Paulo do hoje (obtida no clipping do SNA), e depois volte para os meus comentários.

Homem reclama de piloto mulher e é expulso de avião

Ao avistar a comandante, ele disse que não viajaria em voo que saía de Minas

Homem acabou vaiado pelos passageiros e retirado da aeronave da Trip, em Confins, pela Polícia Federal

ANDRÉ MONTEIRO

NATÁLIA CANCIAN

DE SÃO PAULO

Um passageiro foi expulso de um voo da companhia Trip Linhas Aéreas após dizer que não voaria com uma mulher pilotando o avião. O caso ocorreu na noite de sexta no aeroporto Tancredo Neves, em Confins, região metropolitana de Belo Horizonte.

A confusão começou no momento do embarque no voo 5348, quando o passageiro, que não teve o nome divulgado, avistou a comandante e disse para a tripulação que se recusava a viajar em voos comandados por mulheres.

A comandante então chamou a Polícia Federal e pediu que o passageiro saísse do avião. Segundo a empresa, ela “convidou educadamente esse senhor a sair da aeronave”.

“Mas ele disse que não iria sair”, conta o jornalista Paulo César de Oliveira, 66, que estava no avião. “Atrasamos mais ou menos uma hora por conta desse rapaz, de uns 40 anos. Ele saiu sorridente. E levou uma vaia”, disse.

“Após o tumulto causado, a Polícia Federal escoltou o passageiro para as dependências do aeroporto e a companhia seguiu com a programação normal”, afirmou a Trip, em nota.

A PF não soube informar se ele foi colocado em outro voo em seguida ou se sofreu alguma sanção após o comentário contra a comandante.

‘PASSAGEIRO DE MARTE’

O Embraer 190, que partiria às 20h59, decolou para Palmas, com escala em Goiânia, com atraso de uma hora. Quando o tumulto começou, já havia um atraso de 15 minutos.

A Trip disse que todas as suas funcionárias “são devidamente treinadas e qualificadas para desempenhar suas funções” e que “não tolera comentários ou atitudes preconceituosas que constranjam seus funcionários ou passageiros, sob qualquer justificativa”.

A empresa não revelou o nome da comandante.

O presidente do Sindicato Nacional dos Aeronautas, Gelson Fochesato, lamentou o ocorrido. “Temos mulheres pilotas há mais de 40 anos. Nunca houve nenhum tipo de discriminação ou questionamento a respeito disso. Esse passageiro chegou de Marte ontem e não sabe o que está fazendo. Nós repudiamos essa postura e incentivamos que mulheres venham a somar na aviação brasileira”, afirma.

Segundo Fochesato, ao menos cem mulheres atuam como comandantes de voos no Brasil. “É um número relativamente alto e que tem crescido cada vez mais.”

Voltei

Sabem o que acho mais incrível com esse comportamento de misoginia aeronáutica? Se pararmos para pensar, as mulheres tem muito mais chances de serem boas pilotos que os homens. Primeiro, porque são mais detalhistas e perfeccionistas. Depois, porque são menos arrojadas que os homens, e seria muito mais difícil encontrarmos uma mulher pilotando de maneira arriscada, assim como são raras as mulheres tirando rachas com automóveis. E, em terceiro lugar, justamente por haver preconceito contra elas, que as mulheres tendem a ser muito mais cuidadosas, já que qualquer deslize cometido por uma mulher ficaria mais visível. Eu preferiria entrar num avião comercial pilotado por uma mulher, sem dúvida nenhuma!

;

x-

Atualização de 30/05: Veja este link sobre o assunto no Fantástico.

9 comments

  1. Eduardo Ruscalleda
    5 anos ago

    Raul, Boa tarde!
    É engraçado com o mundo evolui e mesmo assim encontramos pessoas paradas no tempo!
    Um abraço

  2. Thiago
    5 anos ago

    Assim como grande parte das pessoas que compram carros usados dão preferência para carros de dono único e mulheres, justamente por saberem que homens truculentos no volante, acredito que as companhias aéreas também confiam mais em deixar os aviões nas mãos de mulheres.
    Mulher geralmente “esbarra” o carro com frequência… Já os homens, quando batem, é para destruir!
    E acredito que não se trata de insegurança quando evitam passar correndo em um cruzamento. Pelo contrário. Trata-se de segurança. E acredito que, pilotos responsáveis deveriam agir como essas mulheres, pois, é melhor demorar a fazer do que sequer terminar de fazer devido a um “erro” causado pela imprudência.

  3. Robson Franca Pinto
    5 anos ago

    Muito me orgulha ser o pai da Cmte. Bethania, principalmente neste incomodo evento em que foi envolvida, deixando a marca da sua personalidade simples, discreta e ate humilde no desenrolar dos fatos.
    Muito obrigado por ser minha filha .
    Parabens !

    Robson.

    • Raul Marinho
      5 anos ago

      O sr é o pai da piloto envolvida no incidente da Trip?
      Se sim, transmita o apoio deste blog, por favor.
      Abs,
      Raul

  4. sidiney
    5 anos ago

    Prezado Raul, o mundo mudou! A cada dia vemos homens + afeminados e mulheres + masculinas(inclusive na universidade Tuiti onde estudo ciências aeronáuticas, vejo constantemente pegas(rachas) com mulheres ao volante) portanto na minha opinião tanto homens quanto mulheres tem a mesma capacidade para desempenhar a referida função, e com certeza o cidadão da reportagem veio de outro mundo(marte, Venus, plutão).

  5. Telêmaco Barbosa
    5 anos ago

    Prezado Cmte Raul e Amigos do Blog. A que ponto chega a Ignorancia humana, retratada de forma clara no infeliz comentário do passageiro em questão. Talves o sugeito se esqueceu que ele é fruto de um ventre feminíno. Repugnante a atitude do cidadão. Penso que ele é um frustrado por ver um MULHER em uma posição de destaque e com todo mérito. Penso que existe algo emrrustido nesse ser…Acho que ele vive voando no Pré-Stol. Abraços

  6. Sander Ruscigno
    5 anos ago

    Apoiado!

  7. Rodrigo (@_aerorodrigo)
    5 anos ago

    É incrivel como em pleno século XXI ainda exista qualquer tipo de preconceito com Mulheres. Que comportamento primitivo, sou contra toda e qualquer atitude que desmereça e ofenda ama Mulher, sou totalmente contra qualquer comportamento machista, principalmente na Aviação.

Deixe uma resposta