Azul e TRIP se fundem: e aí?

By: Author Raul MarinhoPosted on
177Views2

Está em todos os jornais e revistas importantes (como, por exemplo, na Folha online): as companhias aéreas Azul e TRIP estão se fundindo. OK, mas… E aí, o que isso significa para nós, (futuros) pilotos? Isso é uma boa ou uma má notícia?

Eu acho que há bons e maus aspectos nesta fusão para os tripulantes, mas em linhas gerais ela é mais positiva que negativa. Ao contrário da compra da Webjet pela Gol, por exemplo, que proporcionou uma manobra da segunda para rebaixar os salários dos seus tripulantes ao nível da primeira (cerca de 20% inferiores), os tripulantes da Azul e da TRIP ganham mais ou menos a mesma coisa – logo, não há margem para este tipo de manobra. Ambas companhias operam os mesmos equipamentos (EMB-190/195 e ATR-42/72), e têm uma operação regional parecida. Ou seja, eu acho que, no fim das contas, teremos uma empresa maior e mais sólida, com menos chances de sucumbir no médio/longo prazo, logo é uma boa notícia para nós. Pelo menos é como eu vejo a coisa num primeiro momento.

Aguardem, que nos próximos dias voltaremos a tratar deste assunto aqui.

2 comments

  1. Sander Ruscigno
    5 anos ago

    Eu vejo que é menos concorrência, menos oportunidades, e menos filosofias diferentes no mercado. Para mim é tudo menos, com exceção dos aviões, que serão mais…

Deixe uma resposta