O que farão 336 berimbelas livres no mercado?

By: Author Raul MarinhoPosted on
498Views16

Tá rindo do quê, Juninho???

Leio no clipping do site do SNA de hoje (vide reprodução da matéria de “O Globo”, abaixo), que ontem foram consumadas as demissões de mais 84 comandantes da Gol. Como cada um possui 4 faixas, são 336 berimbelas a mais no mercado de trabalho de pilotos. E aí fica a pergunta:

ONDE ACOMODAR ESSAS BERIMBELAS TODAS???

  • O mercado internacional está saturado (só a Air France anunciou a demissão de 5mil empregados)
  • O mercado doméstico até está contratando (muito devagar, mas estrá), mas não tantos comendantes de B737NG que ganham mais de R$15mil

E aí, onde esses caras vão parar? Alguma sugestão?

Quando os copilotos foram demitidos, foi até que fácil reacomodá-los como copilas da TAM, Avianca, e Azul. Alguns voltaram para o aeroclube (de onde haviam saído poucos meses antes), outros foram para a aviação geral; deu-se um jeito em grande parte dos casos. Mas, e agora? Não acredito ser viável a mesma solução, seja porque esses profissionais não seriam os mais indicados para ocupar tais cargos (sobrequalificação não é uma vantagem óbvia como parece), seja porque os copilas recém demitidos já ocuparam tais vagas.

Este blog, seu editor, e seus leitores lamentam profundamente a situação, e solidariam-se com os comandantes demitidos da Gol. Se houver algo que possamos fazer para ajudar, avisem comandos! Nós não queremos passar por situação semelhante no futuro.

Gol demite 84 pilotos de aviões
Entre janeiro e maio, empresa em crise já dispensou 1.400 funcionários
LINO RODRIGUES

SÃO PAULO — Um dia depois de o vice-presidente Financeiro da Gol, Leonardo Pereira, anunciar que a companhia pretende encerrar o ano com 2.500 postos de trabalho a menos do que em dezembro do ano passado, 84 comandantes de aeronaves foram demitidos terça-feira pela empresa. A informação é do Sindicato Nacional dos Aeronautas, que vinha negociando com a empresa para evitar as demissões. A Gol afirmou, por meio de nota, que as dispensas fazem parte de um plano para “adequar-se à nova realidade do mercado, manter seu negócio disciplinado e a sustentabilidade de sua operação”.

Segundo o sindicato, com os cortes realizados terça, o número de trabalhadores demitidos pela Gol entre janeiro e maio já ultrapassa 1.400 pessoas, dos quais cerca de 900 são funcionários que trabalham em terra (aeroviários) e outros 500 entre comandantes, copilotos e comissários de bordo (aeronautas). Também foram eliminados 26 cargos de gerência média e sênior. Além de uma vice-presidência e quatro diretorias.

Desde o fim do ano passado, a Gol passa por enxugamento decorrente, segundo a empresa, da desaceleração da economia e da desvalorização cambial. A empresa reduziu sua frota, de 150 para 138 aviões e eliminou até 100 voos diários.

16 comments

  1. Helen
    5 anos ago

    Sinceramente, porque os pilotos brasileiros simplesmente não param e se solidarizariam com seus colegas? Um empresário predador como o Sr. Constantino merecia a inteligência dos que fazem levantar aviões de não poucas toneladas, que tal uma associacao de pilotos fazendo leasings de aeronaves e trabalhando para si? Os senhores teem conhecimento de sobra para fazer isto, quem sabe estes pilotos se unam na dor e mudem a história da aviação no nosso Pais, e Oxalá que não caiam aviões na Copa!

  2. Sander Ruscigno
    5 anos ago

    Eu realmente lamento essas demissões. Muitos deles, eu sei bem, são novatos, como já foi falado, conseguiram a vaga de copila a poucos meses, cheios de sonhos e planos, e agora estão desempregados!

    Por outro lado a vida é assim, feita de ciclos, parece-me que estamos vendo a descendente da onda, tomara que não demore muito…

    Abraço e sucesso a todos, principalmente a essas 336 berimbelas.

  3. Fred Mesquita
    5 anos ago

    Estou pasmem !!!!… será esta a consequência do fracassado “apagão de pilotos” ???? …. estão literalmente apagando-os do mercado nacional.

    E o efeito é o de pirâmide, onde quem está em cima, rola para baixo e quem está na base da pirâmide será expurgado dela. É sempre assim.

    Já dizia um velho comandante de linha internacional: quando a economia vai bem, o mercado da aviação é a última a subir. Quando a economia começa a cair, o mercado da aviação é a primeira a cair. – consequência direta da alta do dólar.

  4. JPacc
    5 anos ago

    O piloto que convalidar sua carteira ANAC para JAA ou FAA, continua, ainda sim, com a carteira da ANAC, correto? Se eu tivesse a experiência que esses comandantes já tem, muito provalmente eu já teria convalidado… A não ser que a família seja algo que pese mais do outro lado da balança.

  5. Anônimo
    5 anos ago

    Solução palpável: exterior.

    • Raul Marinho
      5 anos ago

      Sem JAA, esses caras vão ser atropelados pelo pessoal da AirFrance… Talvez na Copa ou na China eles encontrem alguma coisa, mas aqueles empregos fantásticos do Oriente Médio estão difíceis.

  6. betoarcaro
    5 anos ago

    Não tem problema!!
    Daqui a seis meses a Webjet contrata todo mundo de volta, obviamente, com salário mais baixo!!

    • Raul Marinho
      5 anos ago

      Pois é… Mesmo porque a Web é o único operador de B737 do pais fora a própria Gol.

      • betoarcaro
        5 anos ago

        Só não podem contratar agora, por que pertencem ao mesmo grupo da Gol. Repito: A VASP fez a mesma coisa com a própria Gol!
        Pra onde estão indo os aviões “parados” pela Gol?? Vocês já deram uma olhada na disparidade cada vez maior, no número de Slots, entre Gol e Web lá em CGO?? A Web deve estar com uns 38/40 por dia!! A Gol, com menos de 20!! A Web, hoje, tem mais Slots até que a TAM!!

        • Humberto
          5 anos ago

          hahaha… Pô Betão, essa da “VASP fazer a mesma coisa com a GOL” parece “Teoria da Conspiração”. A VASP não fez nada com a GOL. Quem fez foi o Titio Canhedo com a VASP!!! Os ex-VASP foram trabalhar onde havia vaga disponível: TAM, Ocena Air, WEB, BRA (lembram dela?) e GOL (empresa puro-sangue VASP no início por que a pessoa que idealizou o modelo da empresa foi o Cmte. Barioni – ex-VASP – que apresentou o modelo de empresa aos investidores – Nenê e Júnior Constantino – que acharam interessante para a empresa deles e que por consequência contrataram os ex-VASP por que eram a mão de obra formada e com experiência disponível do mercado naquele momento. Se os aviadores ex-GOL forem voar na WEB, com certeza será por que haverá vagas, mas não há apenas aWEB para voar. Azul+Trip está crescendo, a Avianca está crescendo. Qual mais está crescendo??? Quanto a salário é outra questão que envolve oferta x demanda x necessidade de cada um em aceitar ou não o valor proposto pela empresa.

          • betoarcaro
            5 anos ago

            Hmmm….Sei….
            Já ouvi isso de muito Cmte antigo da VASP e por consequência da Gol.
            Canhedo e Constantino são da mesma “Curriola”!!
            Quem era “Laranja” de quem?

            • betoarcaro
              5 anos ago

              Barioni eh “Santo”!!

              • Humberto
                5 anos ago

                Santo não sei se é, mas sei que é um cara inteligente. Deixo manifesto que não o conheço, nem sou fã dele. Só conheço a história dele.

            • Humberto
              5 anos ago

              Meu amigo… Quanto a essa questão “quem é o que de quem e de qual curriola cada qual pertence” não posso afirmar nem provar nada, além do que postei anteriormente…

Deixe uma resposta