Comentário auto-explicativo sobre o fim da era do “apagão de pilotos”

By: Author Raul MarinhoPosted on
382Views12

Vejam o comentário abaixo, recebido hoje no post “TAM e Azul demitindo pilotos? O SNA diz que sim…” Ele é auto-explicativo quanto ao fim da era do “apagão de pilotos” nos aeroclubes e escolas de aviação do pais:

Eu estava cursando PP prático, mas estou desistindo, aonde eu voo, está cheio de INVA’s uns até com mais de 1000 horas, todos aguardando uma oportunidade… de fato o mercado parou… no ano passado os INVA’s ficavam no máximo 6 meses na escola…

Mas, quem quer ser piloto deve persistir!!!! uma hora o mercado abre novamente, no meu caso estou desistindo porque já tenho uma profissão consolidada e não irei arriscar fazendo um alto investimento.

12 comments

  1. Joao Barbosa neto
    5 anos ago

    Galera realmente o mercado esta saturado, se estiver na Dúvida, basta dar uma passada no Campo de Marte e ver como esta sobrando pilotos, em média tem uns 10 INVAs ou seja instrutores na fila esperando um dia para chegar a sua vez, e sem ganhar nada. Galera muito cuiidado ao investir nesta carreira, sem contar escolas que querem somente o teu dinheiro.

  2. Renan Moraes
    5 anos ago

    O comentário também mostra que os jornais afirmando que faltavam pilotos, podem acarretar em problemas, o mercado estava normal quando eles sairam falando sobre falta de pilotos, então muitas pessoas comcarreiras já consolidadas resolveram arriscar a carreira aeronautica, será que esses boatos não criaram uma crise de mercado saturado?

  3. Fred Mesquita
    5 anos ago

    Está certo o nobre colega quando desiste de arriscar algo que bem sabemos que é uma loteria. Se fosse algo que demandasse pouco investimento, seria notória a participação dele, mas como não é, este pensou com a cabeça no lugar.

    Lendo vários comentário, vejo que esta vida é uma verdadeira loteria e vence quem tem mais dinheiro para gastar. Noto também que muitos falam em apaixonados, aventureiros, etc… Quem em sã consciência gastaria tanto para arriscar a sorte grande ?… Bom, aqui vejo que muitos vão ficar com raiva dessas linhas que acabei de comentar, mas são exatamente esses que tem muita “bala na agulha” ($$$$) e “pai-trocinador” para bancar um luxo de poucos.

  4. Gustavo Franco
    5 anos ago

    Eis a questão! Assim, como o relato no post, também tenho uma profissão já consolidada, mas que foi iniciada apenas para que eu tivesse os recursos necessários para investir na formação aeronáutica. Desistir agora por quê?

  5. Eduardo
    5 anos ago

    Pois é! Aos aventureiros… É melhor realmente pensar em outro “investimento”. Aos apaixonados… Nunca desista dos seus sonhos! Poucos são os que conquistam, mas vale a pena lutar!

  6. Enderson Rafael
    5 anos ago

    Vc nao perdoa, hein, Raul! hahaha Bom, é como eu digo: é cíclico. Voe vc por paixão ou por dinheiro (geralmente é uma combinação dos dois, mas assim como em outro trabalhos, podemos ter gente que está mto mais pelo dinheiro do que pelo gosto, não há nada de errado nisso) o mercado da aviação é cíclico. Nem estou há tanto tempo assim e já passei por dois períodos de alta e dois períodos de baixa. Os bons, bem preparados e/ou experientes sempre terão lugar mais facilmente, em ambas as fases do ciclo. But who said that it wouldn’t be a heart racing job, right?! Bons voos a todos, e continuemos estudando.

  7. Renato Guardiola
    5 anos ago

    Agora é a hora de separar os que estão na aviação por vocação e/ou paixão, e os que entraram por moda/falsa propaganda.

    • Raul Marinho
      5 anos ago

      Exatamente! É um “freio de arrumação” desagradável prá gente que tá desempregado, mas que vai ser bom para a aviação.

    • Humberto
      5 anos ago

      Bem explicado! É por aí mesmo. O pior que esses que se tornam “aviadores da moda” enquanto ficam na aviação se sentem insatisfeitos e frustrados e enquanto permanecem nela, ficam “enchendo o saco” de quem é aviador por vocação, reclamando das “mazelas da vida”. Espero que essa “Seleção Natural” mostre logo a vocação de cada um que não tem na aviação a satisfação pessoal e profissional. Ontem topei com um desses em vôo num aeroporto aqui perto.

  8. RodFigueiroa
    5 anos ago

    Tá certo, quando comecei a apresentar as ‘duras’ realidades do mercado de aviação para pilotos à algumas pessoas que queriam se formar pilotos, essas rapidinho foram desistindo.

Deixe uma resposta