O leilão de Oshkosh para os Young Eagles

By: Author Raul MarinhoPosted on
328Views5

Red tails

E aí, tio!? Compra esse carro prá me ajudar, fazfavô! Ele é meio feio, só tem 624HP, mas é por uma boa causa: é para custear a formação de um piloto carente neste nosso paizinho sofrido!

Veja nesta nota a informação sobre o jantar e leilão beneficentes (o Mustang acima foi um dos itens leiloados) que ocorreram na feira de Oshkosh deste ano, que arrecadaram US$2,4milhões para a ONG Young Eagles – cujo objetivo é despertar o interesse de adolescentes para a aviação e custear bolsas de estudos para pretendentes a pilotos. Não é a primeira vez que falo de bolsas de estudos para pilotos americanos aqui: na semana passada, escrevi um post sobre as bolsas da NBAA, e deve haver muitas outras bolsas para estudantes de aviação nos EUA que eu nem imagino. E no Brasil?

Aqui, desde que a ANAC realizou seu último concurso para a concessão de bolsas em 2010 (num programa muito tímido, e incrivelmente mal planejado e conduzido, aliás), quem se formou piloto no Brasil o fez à sua própria custa. E se houvesse uma ONG oferecendo bolsas, certamente estaríamos lendo nos jornais que ela estaria envolvida em desvios de verbas públicas, uso de laranjas, etc. Em nosso país, as ONGs (Organizações NÃO GOVERNAMENTAIS) sobrevivem basicamente… Do governo! São raros os exemplos de ONGs realmente não-governamentais, mas nada impede que elas existam.

Assim sendo, e dado que o público relacionado à aviação – proprietários de aeronaves, principalmente – é composto de pessoas abastadas, não entendo porque ninguém promove uma ação como esse leilão de Oshkosh (numa LABACE, por exemplo). Nem que arrecade dinheiro para custear uma única bolsa, já seria um começo…  O que acontece no Brasil? É falta de liderança? De cultura? Ou o quê? (De dinheiro, eu sei que não é).

5 comments

  1. Eduardo
    5 anos ago

    Talvez falta de vontade! Nós brasileiros somos individualistas e isso é cultural. É um paradigma mais difícil de ser mudado. A grande diferença que vejo é que par nós, enquanto não nos sentímos diretamente e claramente agredidos por algo, pode cair o mundo, pois não nos incomoda. Podem pisar no calo que quiserem, desde que não seja o meu. Mas acredito neste país e por uma questão evolutiva, amanhã seremos melhores do que somos hoje!

  2. RodFigueiroa
    5 anos ago

    Uma das minhas respostas para isso talvez você já tenha até pensado. “Para o brasil isso não é importante, não traz benefícios para a população.” Esse é o pensamento não só de políticos e autoridades mas também de boa parte da população. É difícil, sinceramente, gosto muito do nosso país, mas a cada dia que se passa tenho mais vontade de ir embora daqui…

  3. Aline
    5 anos ago

    Muito bom o post! Infelizmente, this is Brazil! Não dá para esperar nada no que for depender do governo ou ongs.

Deixe uma resposta