Programa de “instrutor autônomo” da EJ

By: Author Raul MarinhoPosted on
350Views2

A EJ Escola de Aeronáutica lançou um programa muito interessante de “instrutor autônomo” ou “instrutor suplente”: a pessoa fica como uma espécie de back-up dos instrutores “oficiais” da escola, voando cerca de 10h por mês, e se houver interesse mútuo (da escola e do instrutor), pode haver um upgrade do “suplente” para “oficial”. Vejam o texto abaixo, reproduzido do site da EJ:

Seja um instrutor autônomo da EJ e mantenha sua proficiência técnica

Instrutores EJ.

Instrutores EJ.

A EJ Escola de Aviação está lançando neste mês de Outubro uma nova modalidade de Instrutores autônomos para compor seu quadro técnico. Serão os Instrutores Suplentes.

Atualmente o quadro fixo de instrutores da EJ é de aproximadamente 90 profissionais. Este número é o suficiente para suprir toda a demanda atual da escola, mas a idéia é dar a oportunidade a novos instrutores, para que possam voar pelo menos 10 horas de voo por mês, a fim de manter sua proficiência técnica e experiência recente.

Requisitos:
– ter realizado pelo menos 50% do treinamento de PCA VFR na EJ;
– ter realizado o treinamento IFR/MLTE (se for o caso) e INVA na EJ;
– ser aprovado no processo seletivo, que inclui: avaliação comportamental durante o treinamento, avaliação psicológica, voo e entrevista técnica.

Vantagens:
– voará cerca de 10 horas de voo por mês, a fim de manter a proficiência técnica e experiência recente;
– não haverá necessidade de residir em Itápolis ou Jundiaí;
– poderá coordenar junto a Escala de Voo as datas que cumprirão as 10 horas de voo, de acordo com a disponibilidade;
– havendo necessidade, poderá ser “promovido” ao quadro titular de instrutores da EJ.

Venha fazer parte do nosso time!

Para maiores informações, contate um de nossos atendentes pelo e-mail: contato@ej.com.br, ou ainda pelos telefones (16)3263-9160 e (11) 4815-1984.

Publicado em 15/10/2012

 

2 comments

  1. Josué de Andrade
    5 anos ago

    A idéia é manter os instrutores em atividade, mesmo que voem pouco, é importante para a experiência recente e facilita o ingresso no mercado de trabalho destes profissionais. Ainda em 2012, iremos contratar 9 instrutores neste projeto e pretendemos continuar com as oportunidades em 2013.

  2. Carlos Eduardo
    5 anos ago

    Muito bacana! Ótima oportunidade para os pilotos que estão “parados”, assim como eu.

Deixe uma resposta