Más notícias sobre o PL-6716/2009 (que altera o CBA para permitir o ingresso de tripulantes estrangeiros)

By: Author Raul MarinhoPosted on
357Views6

Na semana passada, eu anunciei aqui que o famigerado PL-6716/2009 (que altera o CBA para permitir o ingresso de tripulantes estrangeiros) havia sido retirado da pauta de votações da Câmara dos Deputados. Pois bem: vejam agora o e-mail automático que recebi hoje sobre este mesmo assunto:

 

Logo C?mara dos Deputados Acompanhamento de Proposições
Brasília, quinta-feira, 22 de novembro de 2012
Prezado(a) Raul Marinho Gregorin,
Informamos que as proposições abaixo sofreram movimentações.
  • PL-06716/2009 – Altera a Lei nº 7.565, de 19 de dezembro de 1986 (Código Brasileiro de Aeronáutica), para ampliar a possibilidade de participação do capital externo nas empresas de transporte aéreo.
– 21/11/2012 Alteração do Regime de Tramitação desta proposição em virtude da Aprovação do REQ 6523/2010 => PL 6716/2009.
– 21/11/2012 Aprovado requerimento do Sr. Carlos Eduardo Cadoca que requerem a inclusão automática na Ordem do Dia, para discussão e votação imediata, do PL 6.716 de 2009, com base no art. 155 do Regimento Interno da Câmara dos Deputados.

Para alteração de opções de recebimento, cancelamento ou suspensão deste serviço, clique aqui.

Ou seja: o Projeto de Lei agora vai para votação imediata na Câmara – ou, em outras palavras, nossa sorte está lançada. Entrei no site do SNA, e vi que o seu presidente foi ontem para Brasília tentar vender o nosso peixe aos ilustres congressistas… Veremos no que isso vai dar, e havendo novidades sobre o assunto, volto a informar aqui.

6 comments

  1. Braziu! Ziu! Ziu!!!

  2. Fábio Otero Gonçalves
    5 anos ago

    Pura “Viagem na Maionese”. Pode até passar, mas na prática eu acho que não vinga. A ANAC mal consegue atender quem é daqui. Não tem estrutura (nem física e nem de pessoal) para processar “validations” em massa, como ocorre na China e/ou Oriente Médio etc., assim como o Itamaraty e a PF não têm condição de dar RNE’s para esse povo todo, em tempo hábil. Para concluir, a mão de obra que poderia aceitar voar aqui seria da pior qualidade (não vou citar nacionalidades, para não ser apedrejado como xenófobo, racista etc., mas quem voou no exterior por algum tempo sabe bem de quem estou falando), ou seja, a escória que o resto do planeta refugou (o bom “expatriate” não sai do próprio país para voar por prato de comida; mortos de fome sim, o fazem). Afora isso, gerariam muito mais problemas do que soluções, pois não é qualquer pessoa que se adapta a voar num lugar caótico e perigoso como é o Brasil, sob todos os aspectos. Desci ontem dos EUA para cá. Na ida para lá, tudo é festa, tudo é progresso. Depois, na volta (até a fronteira norte) vai tudo bem. Pousou p/ nacionalizar o vôo e pronto, a zona começa. Back to Hell. Esses políticos demagogos acham sempre que – sem saberem da missa a metade – podem fazer “cut & paste” de medidas adotadas lá fora, assim na marra. Sempre deu errado. Continuará dando errado. Não vêem que – para tanto – primeiro são necessárias providências por parte do Poder Público. Não adianta a empresa “A” ou “B” se prontificarem a fazer isso ou aquilo.

  3. Gustavo Franco
    5 anos ago

    PQP! Quem é esse vendido, tal de Carlos Eduardo Cadoca?

  4. Adriano Saraiva
    5 anos ago

    Esse país esta indo pro ralo mesmo! Fico indignado com essa atitude. Como as pessoas votam em alguém que está jogando contra o próprio país? Esse governo não facilita nada!!!! O mercado não está legal e agora corre o risco de ficar pior. Palhaçada…. vou sair desse Bra$il na primeira oportunidade!

Deixe uma resposta