O “apagão de pilotos” nos EUA em números

By: Author Raul MarinhoPosted on
326Views2

Se você tiver um bom inglês, não deixe de assistir à palestra do vídeo acima, com o Kit Darby, que é um consultor e escritor sobre o mercado de trabalho de pilotos nos EUA, para uma escola de aviação chamada ATP. Tudo bem, a mensagem é de interesse da escola, mas a argumentação é toda construída com números e fatos, não se trata de achismo.

O Kit fala do que já expliquei aqui, sobre o efeito da evasão de alunos de aviação nos EUA após os eventos de 11/09/2001, que estão começando a serem sentidos agora, e trata de outras particularidades do mercado americano. Mas o expert em mercado de trabalho da aviação também fala de algumas coisas totalmente aplicáveis ao mercado brasileiro, como a famosa relação pilotos por aeronaves na aviação comercial (que é de 12.55:1, em média), o fato de que há uma relação diretamente proporcional entre lucratividade das companhias aéreas e disposição à contratação de pilotos (o que explica porque 2012 foi tão ruim para conseguir um emprego na aviação comercial brasileira), e cita o manjado “altos e baixos típicos da aviação” para dar seu mais importante conselho, que eu já falei aqui:

O melhor momento para iniciar sua formação aeronáutica é nos momentos de “vale” (ou em “épocas de baixa”, como a que está ocorrendo neste momento no mercado aeronáutico brasileiro), pois assim você aumenta as chances de se formar numa fase de “pico”, e não o contrário.

 

2 comments

Deixe uma resposta