A presidente Dilma pensa que somos todos imbecis

By: Author Raul MarinhoPosted on
578Views27

Tenho noticiado aqui o estado miserável em que se encontra a aviação brasileira, especialmente a aviação geral. Esta semana mesmo, comentei sobre o fechamento da Sala AIS do Campo de Marte, e há pouco tempo reproduzi aqui a Carta da APPA, listando alguns dos principais problemas por que passa a aviação geral neste momento. Pois muito bem. Agora, leio no G1 a impressionante declaração da presidente Dilma (veja reprodução da matéria abaixo), de que “nós pretendemos fazer em torno de uns 800 para mais aeroportos regionais“!!!

Ora, presidente… Quer dizer, então, que a sra deixa a aviação geral à míngua para, na metade final de seu mandato, anunciar, em Paris!!!, que vai construir 800 aeroportos regionais no Brasil!? Que beleza!!! A sra. deve achar que nós, da comunidade aeronáutica civil brasileira, somos todos imbecis, né? Porque só um imbecil acreditaria numa cascata dessas!!! Se a sra. se preocupasse com a aviação, a sra. teria cuidado dos aeroportos que já existem, teria contratado os profissionais que a ANAC tanto precisa, teria investido em infraestrutura de navegação aérea, em formação de pilotos, etc. etc. etc. Mas, não! Isso requer competência administrativa e comprometimento com a aviação, ambas qualidades que a sra. não possui. É muito mais fácil anunciar, na Europa, que vai construir 800 aeroportos, né? Isto, sim, é lamentável, não o que a sra. disse ontem que seria.

Aos leitores deste blog, que não é um lugar de manifestação política, eu peço desculpas pelo desabafo, mas não me contive ao ler tamanha atrocidade na imprensa. Abaixo, a nota do G1 que me provocou tamanha indignação:

Dilma diz na França que pretende criar 800 aeroportos regionais

Ela falou da necessidade de ‘interiorizar’ o transporte aeroviário.

Aeroportos regionais estarão no próximo pacote de concessões, disse.

presidente Dilma Rousseff afirmou na manhã desta quarta-feira (12) a empresários, em Paris, na França, que o governo vai “interiorizar” o transporte aeroviário e que pretende criar mais de 800 aeroportos regionais no país.

Dilma conversou com empresários franceses após participar do seminário empresarial “Desafios e Oportunidades de uma Parceria Estratégica”.

“Os números no Brasil, às vezes, são grandes. Nós pretendemos fazer em torno de uns 800 para mais aeroportos regionais”, declarou a presidente.

Segundo a presidente, o objetivo do governo com o plano é fazer com que cidades com cerca de 100 mil habitantes tenham aeroportos a “em torno de 50, no máximo 60 km de distância” e que localidades turísticas tenham aeroporto “não próximo, junto”.

Segundo ela, a meta é o “fortalecimento de uma aviação regional” no país. “Nós precisamos de médias empresas aeroviárias no Brasil”, ressaltou.

O incremento da quantidade de aeroportos regionais fará parte da próxima etapa do programa de concessões do governo, que já resultou em licitações para exploração pela iniciativa privada dos aeroportos de Guarulhos e Campinas, em São Paulo, e de Brasília. Essa nova etapa incluirá concessões de aeroportos regionais e de outros grandes terminais aeroportuária.

Segundo a presidente, o modelo de licitação dos grandes aeroportos obedecerá o mesmo princípio adotado em relação aos três aeroportos já licitados – 51% do controle acionário para a empresa vencedora da licitação e 49% para a estatal Infraero.

“Uma das questões que vai diferenciar essas licitações novas nos grandes aeroportos das passadas é que teremos uma exigência maior de capacitação dos investidores em aeroportos. Nós trabalharemos com um número mais elevado de passageiros por mês ou por ano, como o senhor queira, do que trabalhamos no momento anterior”, afirmou, ao responder indagação de um empresário.

Dilma afirmou à plateia de empresários franceses que o Brasil vive atualmente um “ambiente favorável ao investimento”. Segundo ela, o governo está atuando para desburocratizar procedimentos e oferecendo melhores condições de financiamento para novos projetos.

A presidente deu como exemplos a criação do RDC (regime diferenciado de contratações), destinado a dar mais celeridade às contratações de obras e serviços, e um “controle ambiental mais transparente e mais ágil”.

‘Olhares arrogantes’

Antes da conversa com os empresários franceses, Dilma afirmou, durante seu discurso no seminário, que o Brasil já foi “objeto de olhares extremamente arrogantes” e que agora vive uma “extraordinária aventura”.

“Passamos (países da América Latina) por um grave ajuste fiscal durante duas décadas. Sabemos que o corte (de gastos) radical compromete o futuro de nossa gente. Aqui (na Europa) o corte tem afetado os pilares do estado social. Isso tem afetado igualmente uma das maiores obras do mundo, que foi a criação da União Européia e da Zona do Euro”, discursou a presidente, durante a abertura do Fórum pelo Progresso Social, evento organizado pelo Instituto Lula e pela fundação francesa Jean Jaurès, em Paris.

27 comments

  1. drtrafficcalming
    5 anos ago

    Talvez o documento NextGen propicie alguns subsídios para o
    plano dos 800 aeroportos e para nossos gênios.
    http://www.faa.gov/nextgen/implementation/media/NextGen_Implementation_Plan_2012.pdf

  2. Chumbrega
    5 anos ago

    Eu vejo progresso sim na fala da Presidente.

    Ela pelo menos disse que ia fazer alguma coisa. E os anteriores, que nada fizeram?
    Agora, podemos cobrá-la por uma promessa feita. Os anteriores, nem cobrá-los podíamos…

    • Raul Marinho
      5 anos ago

      Eu discordo de vc. Os que nada fizeram, nada fizeram, mas essas promessas servem somente para iludir o povão, e jogar a opinião pública contra nós: “Tão chorando por quê? Não ouviu a Dilma falar que vai contruir 800 aeroportos?”.

      • Chumbrega
        5 anos ago

        Sei não Captain…

        “Iludir o povão e jogar a opinião pública contra nós”? Esse tipo de frase soa muito como teoria da conspiração isso pra mim. Além de tudo, se a promessa não virar verdade, o povão e a opinião pública (que também são interessados nisso), passam a ter mais armas para criticar o governo.
        Dito isso, é ÓBVIO que não vão sair novos 800 aeroportos. Não acredito nisso. Mas se hj são uns 125 aeroportos que recebem vôo regular (acho que é +- isso mesmo), que o governo reforme os existentes para que esse número dobre, pelo menos. Já seria um progresso.

        Apenas um outro comentário: vcs realmente acham que o governo atual é realmente pior que o “anterior”, ou que o “anterior ao anterior”, ou que “o anterior ao anterior do anterior”?

  3. Fred Mesquita
    5 anos ago

    São tantos e tantos aeroportos abandonados, sem dinheiro algum para reformas e ainda vem essa cara de pau falar asneiras e deixar todos nós sendo ridicularizados com tamanha idiotice.

    A Presidenta Dilma colocou o Pinóchio no bolso. Mentiras é sua especialidade… professor ela teve, e dos bons.

    • amgarten
      5 anos ago

      A gente ve os aeroportos brasileiros e fica bastante triste com o amadorismo geral. Confins e outros internacionais nao possuem segunda pista. Alguns inclusive nem pista de taxi. A qualidade do piso entao eh de chorar. Sem contar a mania que temos no Brasil de construirmos torres de alta tensao, lixoes e antenas enormes nas cabeceiras… Um governo (qualquer governo) serio iria fazer um programa para atacar estes problemas de infraestrutura de forma profissional, mas em Lisarb preferem continuar com o pao e circo.
      Abs,
      Cassio

  4. Carrilho
    5 anos ago

    Acabou de passar no jornal global… tive que rir alto!

  5. “- Caus’ que dinheiro eu tenho. Só me falta-me a vontade política.”
    Brasil.

  6. Carlos Henrique
    5 anos ago

    a Dilma ficou desorneatada em Paris; atingida com um bombardeio de perguntas sobre as denúncias que o ex presidente Lula está enfrentando no momento, só pode ser. Mal conseguem reformar um aeroporto se quer, falam em construir 800 aeroportos. piada!

    • Carlos Henrique
      5 anos ago

      *desnorteada

    • Também acredito que seja mais uma tática de desviar o foco de denúncias contra o Sapo Barbudetílico, o chefe do mensalão. Outra mentira contada foi a do “trem-bala”, ou TAV, que até agora não tem projeto, dizem que não tem dinheiro estatal nem privado para construí-lo. Mas não sei se os estrangeiros caíram nessa conversa, pois segundo li reportagens e entrevistas de especialistas em economia os investidores estrangeiros estão com um pé atrás com o Brasil e já passam a evitar investir aqui. Até economistas do exterior e do Brasil já sugeriram a saida do Guido Mantega, que com suas doses setoriais de incentivo não resolveu a questão da desaceleração da economia do Brasil. A conseqüência de tudo isso? está no PIBinho desse ano. Se eu estiver errado, o Raul Marinho que tem uma longa experiência no mercado financeiro me corrija!

  7. Roberto Magalhaes
    5 anos ago

    Amigo Raul,
    Li a pouco esta materia e fiquei tao “horrorizado” quanto voce. Acho que ela deveria deixar de lado um pouco o seu aviao presidencial que conta com todas as regalias de espaco aereo e voar durante uma semana pelas pontes aereas do Brasil, mas dentro da cabine e ouvindo todos os dialogos entre torre/piloto…acho que no minimo ela iria pensar antes de falar tamanha besteira.
    Raul, estou com voce.

  8. Humberto Rodrigues
    5 anos ago

    Pode escolher a melhor frase:

    1- Cada povo tem o governo que merece!

    2- Se existe um idiota no poder, quem o elegeu está muito bem representado!

    • Luiz
      5 anos ago

      A frase número 2 é fantástica. Vou adotá-la!

  9. Fábio Otero Gonçalves
    5 anos ago

    Realmente, o CCP (Coeficiente de Cara de Pau) dela é altíssimo e não pára de se aprimorar. Mas e então, ela vai construir “800 aeroportos regionais”? E pq ela não acerta os que estão interditados, que são mais de 100 aeroportos antigos / tradicionais / consolidados, ora interditados pela ANAC por falta de condições? Daí, a continha dela cairia para menos de 700. A menos que ela goste de números com “8”, seja adepta da Cabala ou sei lá o que…

  10. Athos Gabriel
    5 anos ago

    É isso mesmo raul, nem preciso dizer que o programa FX-2 foi adiado mais uma vez!

  11. Dedeco
    5 anos ago

    Raul, eu não acho que ele pensa que somos imbecis! Para falar algo tão insano da boca para fora… Ela deve TER CERTEZA!

    • Raul Marinho
      5 anos ago

      E o pior é que ela tem motivos para ter esta certeza. Afinal de contas, não fomos nós que a elegemos?

  12. Freddy
    5 anos ago

    quem vier ao Brasil na COPA (Se ela se realizar…eu ainda duvido disso) verá o caos formado.

    • amgarten
      5 anos ago

      Freddy,
      Durante a Copa vai tudo correr muito bem, sabe por que? Porque vão expedir milhares de notam , vão liberar bases militares, vao colocar força nacional nas ruas, decretar feriado, etc. Enfim, td na mais santa paz. O problema real ficará para o dia a dia do brasileiro no pós Copa.
      Abs,
      Cássio

      • Rodolfo
        5 anos ago

        Vai ser exatamente do jeito que você falou.

  13. Carrilho
    5 anos ago

    Ela é uma brincante! Além de possivelmente ser um futuro piloto, sou geógrafo e trabalho em uma empresa de empreendimentos urbanos. Há tempos atrás, estava mapeando para um projeto governamental, todas as bases aéreas da Aeronáutica com potencial para se tornarem aeroportos. Claro que aeroportos surgirão, essa é a lógica de qualquer nação, desenvolver e evoluir, mas mesmo assim, é nojento ver toda a nossa aparelhagem, seja ela administrativa (principalmente administrativa) ou concreta. O que me importuna agora é essa lei escrota de aceitarem pilotos estrangeiros. Um dia foi postado sobre a aviação chilena nesse site, o quanto a LAN contrata e tudo mais. Pois é, lá somente podem ter 15% de estrangeiros em uma empresa nacional, a LAN Perú tem seu próprio centro de formação e só aceita peruanos, a LAN Chile tem acordo com a Gestair e a Golden Eagle para formar os seus pilotos. Passei a ter muito respeito pela LAN depois de ler notícias como essa. Aqui eu viajo pelo país e vejo aeroportos com goteiras e baldes como solução para as mesmas, filas, pilotos balbuciando palavras em inglês… seja sério, BRASIL!

Deixe uma resposta