Novas Recomendações de Segurança de Voo do CENIPA

By: Author Raul MarinhoPosted on
423Views7

PP-HPA

PT-HOL

PT-OQR

Leiam atentamente as três novas RSVs-Recomendações de Segurança de Voo do CENIPA, acima – que são documentos reportando problemas muito graves em relação à segurança de voo, especialmente na instrução (nos 2 primeiros casos). Os RSVs são auto-explicativos, e por este motivo vou evitar tecer comentários (numa primeira versão deste post, eles existiam, mas achei melhor suprimi-los), pois os respectivos Relatórios Finais ainda não estão concluídos, e uma opinião minha pode trazer confusão sobre o tema, que é sensível, e trata de vidas humanas.

7 comments

  1. amgarten
    5 anos ago

    Pessoal, no caso de Bragança, a Anac através do setor de Escolas realizou auditoria completa há cerca de 2 meses e os resultados foram muito bons. Portanto houve melhorias nas práticas de instrução. Mas uma coisa é certa, aeronave três pontos é de fato mais complicada para pousos, e como Bragança é “a casa dos paulistinhas” e voa bastante, então existe a probabilidade maior para estes tipos de incidentes.

  2. Guilherme (@gmoliv)
    5 anos ago

    Não relacionado, (apesar de ter lido a palavra em um dos relatórios), mas dói, arde os olhos ler algumas palavras aportuguesadas. Brifim é de matar.

  3. Duas vidas ceifadas por conta de primer epoxi genérico. É a famosa e tão cara economia burra.

  4. Rogério Aviador
    5 anos ago

    Feliz Natal a todos. Raul, Estudo meu PP em Bragança a mais de um ano. Todo esse tempo só tendo condições de voar uma vez por semana e olhe lá. Eu não soube deste incidente com o HPA, mas do meio do ano pra cá muitas coisas em aspectos de segurança operacional melhoraram (por que será?), inclusive a criação deste conselho.
    Quando o aluno atinge um total de dez horas de instrução na mesma missão ele é mandado para o conselho, que é composto por instrutores mais experientes. Eles estudam o histórico do aluno e voam com ele para ver as dificuldades que ele tem em vôo. Infelizmente estou neste conselho, pois voando uma vez por semana (o que não recomendo a ninguém que tiver disponibilidade e dinheiro), não há como manter uma intimidade maior com a aeronave. Preciso aperfeiçoar meus TGL’s (risos).
    Mas eu percebi que na parte de instrução e organização geral do aeroclube houve muitas melhoras neste período de tempo, inclusive alguns programas de treinamento de segurança de voo para os instrutores e outras coisas deste tipo, que não vou me lembrar no momento.

  5. roquini
    5 anos ago

    Se em todas as áreas da aviação tivéssemos um terço da seriedade e competência do SERIPA-IV….

  6. Fabio Otero Goncalves
    5 anos ago

    No caso do aeroclube, acho ateh que foram light. Em outras epocas, isso teria gerado intervencao grossa…

    • Raul Marinho
      5 anos ago

      O problema é que o CENIPA não pode ir além disso. Quem intervém é a ANAC.

Deixe uma resposta