A OAMIG, rompendo o silêncio!

By: Author Raul MarinhoPosted on
327Views5

Em relação ao assunto do post anterior (que eu também noticiei aqui), gostaria de reproduzir a célebre frase atribuída a Martin Luther King: “O que me preocupa não é o grito dos maus, mas o silêncio dos bons” (veja mais sobre isso, inclusive a verdadeira autoria da frase, aqui). Trazendo para o nosso mundo: o que é preocupante não são os desmandos da ANAC, os destrambelhamentos das medidas governamentais (“800 para mais aeroportos“, “céus abertos“, etc.), a incompetência e a falta de ética de companhias aéreas como a Gol, o aeroclube que paga R$15/h para os INVAs, e por aí vai; e sim o fato da nossa classe aceitar tudo isso sem reclamar.

É nesse sentido que eu acho importante essa iniciativa da criação da OAMIG, que está rompendo o silêncio dos bons. Torço para o sucesso desta nova associação, que se der certo (e ela tem tudo para isso), pode ser a fonte de inspiração para várias outras associações que podem surgir Brasil afora. Parabéns aos aviadores de Minas Gerais! 

5 comments

  1. Nardele Leal
    5 anos ago

    Concordo em parte com as observações do nosso colega e farei algumas observações a respeito da questão.A criação da OAMIG,entidade que estamos estruturando aqui em Minas Gerais, visa ampliar a discussão em torno de propostas para a melhoria da qualidade de vida da classe dos Pilotos.Nossa intenção é fomentar a qualificação técnico-profissional do aviador,criação de beneficios através de convênios e suporte jurídico em todas as questões envolvendo a classe aviadora,entre outras ações já desenhadas , e que em um futuro próximo tomarão corpo.Ela tem inicialmente uma característica regional,pois assim facilita tanto a adesão da classe quanto a interação entre os associados.Acreditamos que no futuro aparecerão outras entidades em outros estados. A união delas levará à criação de uma federação nacional de associações,o que multiplicará nossas forças e dará fortalecimento à nossa representatividade junto às autoridades regulamentadoras.
    Abraços.
    Cmte Nardele Leal
    Sócio-fundador da OAMIG

  2. amgarten
    5 anos ago

    Chumbrega, discordo em partes. Sou, como todos sabem, um defensor ferrenho das associações. Por isso penso que a OAMIG deve ser criada e torço para que decolem. Nada impede que todas elas estejam unidas quando na luta/busca por objetivos. Outro dia eu defendi aqui que deveria haver uma associação dos INVA no Brasil. Mas a cultura do associativismo ainda é insipiente no país, muuuuito diferente da realidade dos EUA.
    Não conheco a atuação da APPA. Conheço um pouco da Abrapac e em menos de dois anos de vida eles conquistaram coisas importantes, tendo inclusive participado ativamente na subcomissão de aviacao civil no Senado federal. Se isso vai adiantar alguma coisa ou não, dificil dizer, o fato eh que nao ter participado eh que nao iria adiantar mesmo.
    Nao conheço a Abraphe tampouco, mas ouvi dizer que eles mantém em suas instalações todos os dias um colega Inspac da Anac , sempre de prontidão para realizar os exames nos associados deles, que por isso sao beneficiados em relação aos nao associados que precisam esperar muito tempo para que a Anac providencie um checador. Talvez as associações voltadas a asa fixa pudessem aprender o know how para ter um programa idêntico a este possivel acordo existente entre Anac-Abraphe.
    Abs,
    Cássio

  3. Chumbrega
    5 anos ago

    Eu acho louvável esse tipo de iniciativa. Qualquer um que se proponha a fazer algo para mudar o status quo merece ser aplaudido. Dito isso…

    Não entendo o porque de se criar MAIS UMA dessas organizações! Porque não fortalecer as já existentes, como a ABRAPAC ou a APPA (que já têm alguma inserção junto às autoridades)? Segundo comentários de colegas de BH, a intenção é fortalecer as demandas dos pilotos de Minas, e em especial as demandas dos pilotos daquela cidade. Parece que o pessoal que tá montando a OAMIG é bem intencionado e experiente, o que torna ainda mais louvável a iniciativa, mas que torna ainda mais relevante a minha pergunta de: PORQUE MAIS UMA?

    Não sei se os colegas percebem da mesma forma que eu, mas o que deveria ser uma união acaba sendo mais uma divisão, pelo menos essa é a minha opinião. Como disse com muita propriedade o comandante Beto Arcaro em outro post, várias ONGs de Aviação Civil já foram criadas, sem muito sucesso. Temo que a OAMIG se torne mais uma…

    PS: falando em ABRAPAC e APPA, seguem críticas a estas instituições, que acompanho faz um tempinho:
    O site na internet das duas está horrível. Muito desatualizado, péssima interface. Pouquíssimas informações sobre o que estas entidades já conquistaram e porque alguém deveria se associar.
    Pouquíssima divulgação das entidades nas praças fora de SP. Nunca vi nenhuma reunião para divulgação delas em BSB ou BH, por exemplo. Outras praças com aviação geral forte como Rio, Recife, Manaus, Cuiabá, Goiânia, Belém… não se vê nenhuma movimentação da sociedade civil organizada no que tange à Aviação nesses lugares.
    APPA – Atuação fraquíssima se comparada à AOPA. Já fui filiado e posso dizer que lá o pensamento é do “PP de Luxo” como disse o Raul. A discussão lá é do tipo “to pensando num cirrus ou num bonanza, o que vc acha”? Totalmente fora da realidade da maioria dos profissionais da aviação. Àqueles que são pilotos não-proprietários, principalmente que estão começando, recomendo não esperar NADA da APPA. Resta à APPA entender melhor o que ela quer ser.
    ABRAPAC – Só conheço por comentários. Me parece bem intencionada, mas tá muito discreta, ainda. Precisa fazer mais barulho e mostrar a que veio. Devem tomar como exemplo a ABRAPHE, que facilita muito a vida dos pilotos fazendo processos de cheque, divulgação de eventos, dentre outros. Por 190 pratas por mês, já passou da ABRAPAC se tornar algo semelhante.

    • Humberto Branco
      3 anos ago

      Amigos, felizmente vivemos numa democracia e a opinião de todos, enquanto fundamentada e nos limites do bom convívio não só devem ser protegidas como estimuladas. Como associado da APPA, fazendo neste momento parte da sua Diretoria, acho importante convidar a todos para conhecer diversas frentes de trabalho que temos empreendido através da Associação, em prol dos nossos associados e de toda a comunidade aeronáutica. Uma entidade que existe desde 1.972 sempre terá passado por altos e baixos. Falar sobre a baixa disposição dos brasileiros de trabalharem voluntariamente para proteger algo é desnecessário. Comparar a APPA com a AOPA é tão razoável quanto comparar o grau de cidadania norte-americana com a brasileira. Aliás, temos trabalhado bastante com a AOPA-EUA. Mas mesmo com todos os desafios, a APPA tem trabalhado e alcançado diversas conquistas, mesmo em tempos turbulentos. No site http://www.appa.org.br pode-se tomar conhecimento do que temos feito. Felicitamos sempre qualquer iniciativa que agregue mais força a representação da Aviação no Brasil. Estamos em tempo para menos reclamação e mais “fazeção”.

Deixe uma resposta