O drama do estudante de Aviação Civil da Anhembi Morumbi

By: Author Raul MarinhoPosted on
1840Views154

Um dos principais argumentos que a Universidade Anhembi Morumbi utiliza para promover seu curso de Aviação Civil é que os formados podem “ingressar na parte administrativa das empresas aéreas, atuando de diferentes maneiras, uma vez que o curso proporciona vasto conhecimento dos bastidores e de administração” (item “carreira” desta página do site da faculdade). Muito bom! Outro diferencial que a faculdade divulga – aliás, na mesma página citada acima – é que suas “empresas parceiras” são TAM, Gol, Avianca, e Azul. Que ótimo!

Agora, voltemos ao mundo real. Nele, um estudante de Aviação Civil desta faculdade não consegue uma simples vaga de estágio na TAM. Pelo menos, é o que informa o leitor que me enviou a mensagem abaixo reproduzida. Leiam-na, e em seguida eu retorno para meus comentários.

Olá Raul, tudo bem? Sou Piloto Privado cursando o Prático de Piloto Comercial e também faço Aviação Civil na Universidade Anhembi Morumbi. Venho noticiar algo que me chateia muito e por seu blog ser muito respeitado e de alta qualidade gostaria que se possível você mostre aos leitores a completa invisibilidade doa alunos dos cursos superiores de Aviação Civil/Ciências Aeronáuticas diante do RH das empresas aéreas, recentemente inscrevi-me no programa de estágio “upper” (não sei oque isto quer dizer) TAM 2013, empresa que gostaria de voar após completa a formação, após alguns meses de expectativa quanto ao chamado tenho esta infeliz notícia:

“Olá,

A Cia de Talentos e a TAM agradecem o seu interesse em participar do Programa Estagiário Upper TAM 2013.
Infelizmente não será possível a sua continuidade no processo.
Verificamos em sua ficha de inscrição que você declarou ter o curso e/ou ano de conclusão diferente do exigido (07/2014 e 07/2015), os cursos são: Administração (ênfases: Análise de Sistemas, Comércio Exterior, Estratégica, Finanças, Gestão de Projetos, Industrial, Logística, Marketing, Materiais, Mercadológica, Negócios, Produção ou Sistemas de Informação) e Engenharia (Aeronáutica, Civil, Computação, Mobilidade, Bioprocessos e Biotecnologia, Controle e Automação, Energia, Gestão, Materiais, Petróleo, Produção, Sistemas, Telecomunicações, Elétrica, Eletrônica, Física, Industrial, Mecânica, Metalúrgica ou Química) e Ciências Econômicas e/ou duração do curso inferior a 4 anos Conforme as informações da página de inscrição do programa, esses eram alguns dos pré-requisitos para participar das próximas etapas do processo seletivo.
Você pode verificar estes dados em sua ficha de cadastro básico e informações específicas. Para isso, basta entrar no site da Cia de Talentos, no endereço www.ciadetalentos.com.br, e clique em “Jovens”, em seguida em “Vagas de TAM”. Procure e clique sobre o logotipo da TAM, por último clique no “Acompanhe seu processo”. Forneça sua identificação e senha e, na sua “Página Exclusiva de Serviços”, escolha a opção “Administrar adendos de seu currículo” e ao lado ficha de Cadastro Básico e Informações Específicas, clique em “ver”.
Desejamos sucesso em sua carreira!
Um abraço,

TAM / Cia de Talentos”

Ou seja, só pelo fato de TODO curso de AC/CA ser de 3 anos, já estamos eliminados do processo seletivo sem nenhum tipo de avaliação, estas empresas dão preferencia a profissionais de outras áreas, inclusive Engenheiros de Biotecnologia (sem desmerecer, mas creio que um profissional da área seria mais preparado e adaptado a tarefa), pretendo no 4º semestre realizar algum trabalho científico em cima deste tema pois isto é algo que frusta muitos dos estudantes que para trabalhar tem que concorrer a vagas de Agente de rampa e Agente de aeroporto, que creio estar aquém dos conhecimentos já obtidos e que o estudante tem sede de coloca-los em prática.
Obrigado pela atenção e que continue o sucesso que seu blog já alcançou.

Voltei

Pois é… É o que já disse aqui, inúmeras vezes, sobre essa história de se realizar um curso superior de aviação como uma maneira de ingressar em áreas administrativas ou “extra-cockpit” das companhias aéreas: se o objetivo for este, uma faculdade “convencional” (administração, engenharia, etc.) é uma opção muito melhor!

Aliás, eu ainda não consegui entender a lógica de um curso de aviação em que o sujeito se forma sem precisar ter uma hora de voo sequer, como é o caso da AC/UAM. Na faculdade de Ciências Aeronáuticas da PUC-RS, por exemplo, o aluno só se forma se obtiver a licença de PC-IFR/MLTE – aí, eu acho que faz sentido. Mas o que é um aluno com graduação em Aviação Civil e sem brevê? Ele não é piloto para pilotar, nem administrador para administrar, nem engenheiro para atuar na área de manutenção… O que ele é, afinal?

 

 

154 comments

  1. Fernanda
    1 ano ago

    Eu não concordo. Fiz Comunicação e por alguns anos segui na carreira de marketing. Quando decidi que aquilo não me fazia feliz e decidi começar a minha formação de piloto de avião (na verdade, esse era meu real ‘sonho’ de infancia) tive muita difculdade em migrar para uma área mais técnica. Na epoca, eu trabalhava em uma grande companhia aérea. Porem, nenhuma área me aceitava para migração. Mesmo com o PP já checado naquela época eu era “do markerting”. No meu CV, eu nao tinha nada que fosse interessante aos recrutadores. É muito dificil entrar em uma área tecnica sem indicação ou sem ter experiencia em outra cia área.

    Consegui migrar para o Safety, numa vaga extremamente burocrática e fora do que eu queria. Tive paciencia, afinal era uma oportunidade de estar lá. Após 1 ano de trabalho e sem nenhuma oportunidade para outra área dentro deste departamento, saí da empresa. O salário era baixo e não haviam oportunidades de migração. Não adiantava: eu era a menina do marketing, havia muito preconceito. Foi extremamente frustrante estar em uma área tão proxima da operação e não ter tido a oportunidade de poder trabalhar nela.

    Como eu precisava de um emprego para pagar meu PC, procurei um emprego totalmente fora da área, mas que me fazia ganhar dinheiro. Fui trabalhar com vendas. Odiava, mas era necessário.

    Foi quando decidi fazer aviação civil na anhembi morumbi. entendi que nao adiantava ficar me lamentando, eu precisa ter mais coisas ligadas a aviação no meu CV (na época, eu tinha tirado minha nota ICAO e tinha ingles fluente. Tinha feito cursos ligados a aviação como PBN, TAF e etc) e estava para checar o meu PC.

    No meu segundo semestre de curso, fui chamada para uma entrevista uma outra cia aérea. Hoje trabalho no CCO e pretendo um dia fazer o processo de migração interna para co-piloto.

    O conteúdo que tive em sala de aula (4º semestre – pulei 2 semestres por conta da formação completa de piloto) me ajudou MUITO na avaliação para entrar na cia aérea. Era necessario ter conhecimento de economia ligada a aviação, tarifas, revenue management etc.. e eu tive essas matérias no curso. O problema é que os alunos não valorizam estas matérias! só querem prestar atenção nas aulas técnicas e nao sao elas que te levarão a uma posição interessante numa companhia aérea. Áreas tecnicas são muito espeficias e mesmo com o curso, só com alguns anos de trabalho vc irá dominar e entender a operação de uma cia aérea. Comece “do começo”. Busque uma vaga mais simples, aprenda a operação e dps busque oportunidades na empresa. Entendam que o mercado é fechado e muito especifico! Tenham paciencia que as coisas irao aparecer.

    Boa sorte a tds!!

  2. diego
    2 anos ago

    Só tenho um arrependimento na minha vida, para que fiz esse curso inútil e sou PC,MLTE, IFR, INVA ICAO 4 e teórico de PLA pq não fiz medicina que merda.

  3. Gomes
    2 anos ago

    Eu me formei em 2011 no curso de Aviação Civil pela Anhembi e posso afirmar, resumidamente, o que é melhor para quem pretende ser piloto ou administrar no setor da aviação.
    Se a intenção do sujeito é pilotar, é melhor o aeroclube. Com isso economizará tempo e dinheiro.
    Caso alguém tenha a ilusão de poder ser administrador ou parte da administração apenas com este curso, esqueça. Faça administração em alguma universidade federal e será mais respeitado.
    O único lado positivo do curso, é obter uma graduação em três anos, o que pode ser útil para quem quer tentar passar em algum concurso público de nível superior.

    • leonardo Oliveira
      10 meses ago

      Posso entrar em contato com você ?

  4. Victor
    2 anos ago

    Ganhei uma bolsa de CA 100% na Uninassau – PE, mas estou em dúvida se faço ou não, pois não encontro vagas para o curso e o custo para se tornar é piloto é muito alto, o que faço?

    • Luiz
      1 ano ago

      De boa, eu fiz o curso de ppa e fui passado pra trás por um aeroclube desonesto enfim joguei dinheiro fora e hoje estou formado em outra área,
      A aviação civil infelizmente é pra ricos

  5. Lucas
    2 anos ago

    Olá Raul, tudo bem?

    INFORMAÇÃO IMPORTANTE PARA OS ALUNOS DESTE CURSO E PARA OS INTERESSADOS TAMBÉM. ANTES DE TOMAR UMA DECISÃO CARA E IMPORTANTE PARA A VIDA PESSOAL E PROFISSIONAL.

    Gostaria de acrescentar algumas observações sobre o curso de aviação na Anhembi Morumbi e a realidade no mercado.

    A Anhembi Morumbi em conjunto com o coordenador do curso, Edson Gaspar, faz muita propaganda e divulgam Ns oportunidades e benefícios de se ter o curso no currículo. Sou da turma de 2012 e digo: o que o rapaz anteriormente disse que todos os alunos estão empregados, é mentira (pelo menos não no setor, como é o meu caso e de muitos outros) Talvez as pessoas não gostam de admitir que fizeram um curso tão caro e complicado, investiram tempo e dinheiro pra depois não servir para nada.

    Nada? Bom, o curso é dividido, basicamente, da seguinte forma:

    – Área administrativa em geral, em que temos disciplinas que envolvem fundamentos de economia, marketing e vendas, logística, etc.

    – Área administrativa específica de cia aérea, temos disciplinas que abordam sobre alguns temas específicos da aviação, como carga área, logística aplicada, planejamento de transportes, economia do setor, segurança e prevenção de acidentes aeronáuticos (disciplina certificada pelo CENIPA), direito aeronáutico, etc.

    – Área administrativa específica de aeroportos, com disciplinas que abordam desde o planejamento e a parte estrutural de um aeroporto, como plano diretor, infraestrutura e normas de segurança, até a administração como economia no setor, marketing específico de aeroportos, operação de um terminal, etc.

    – Área de conhecimento e operação de tripulação, onde temos RH, Emergência e Sobrevivência no mar e selva (com treinamento prático), primeiros socorros, combate à incêndio (teoria e prático também) psicologia, etc.

    – Área de manutenção de aeronaves, tanto de asa fixa como rotativa. Disciplinas abordam desde teoria de voo como de conhecimentos técnicos acerca da estrutura de uma aeronave e sua operação.

    – Área de pilotagem onde tudo o que se tem no aeroclube, também se tem no curso: a parte de regulamentação, meteorologia, navegação aérea, conhecimentos técnicos e operacionais, etc.

    Podemos conferir que a grade do curso é bem completa. A justificativa de que o curso tem apenas 3 anos não é válida e não passa de pura ignorância do profissional de RH ou da cia aérea que afirmar isso. O que importa são as horas do curso, que possuem o necessário para se obter certificação de Bacharel, logo, não é um simples tecnólogo. Os 3 anos são apenas para acelerar o processo de formação, isso é bom para o aluno pois forma-se mais rápido e ótimo para a universidade que tem um fluxo de alunos muito maior e custo menor com isso. Se parar para analisar a grade curricular de outros cursos de 4 anos, muitos têm apenas 5 matérias (em média) por semestre. O curso de aviação civil chega a ter 12 matérias em um só semestre!

    A maioria dos professores são profissionais da área e alguns deles, praticamente colaboraram para a “construção” da aviação no Brasil. Temos pilotos, gestores de cias aéreas, pilotos chefes, psicólogos exclusivos de cias aéreas, militares (alguns da FAB e outros do CENIPA).

    E por que o aluno de AC ainda é tão ignorado pelo mercado? Ao meu ver, e experiência, é porque a universidade e a administração do curso investe mais em propaganda e divulgação do mesmo e não investe praticamente NADA para valorizar o aluno de Aviação Civil. É só comparar a importância que um curso de medicina dá para seu aluno, por exemplo. O Bacharel em Aviação Civil não apenas cursou uma administração básica, mas conhece intimamente como funciona o sistema de aviação civil, um aeroporto e uma cia aérea e até a operação de aeronaves de alto rendimento!

    Mas o que eu já ouvi dos recrutadores? “Ta, mas essa vaga é para Assistente de Rentabilidade, o curso de Aviação não é de pilotagem?”. É constrangedor e horrivel ouvir uma coisa dessa. Assim como o leitor acima comentou sobre uma recrutadora da Gol: “Gente, pagaram tudo isso por uma coisa que a gente nem exige? Que besteira!” Simples frustrante, da vontade de mudar de área só pelo desgosto. E quem ganha a vaga? Um estudante de administração qualquer que nunca ouviu sobre siglas economias do setor, mal sabe o que é ASK, CASK, RASK, YELD e afins. Não sabe calcular nenhum deles, não sabe como funciona o planejamento de malha e nem como se calcula uma operação. O estudante AC sabe, mas o simples “administrador” vai ganhar experiência, logo mérito, no setor primeiro do que o outro, pois as cias aéreas dão preferência para esses profissionais por simples ignorância dos recrutadores. Não quero desmerecer a área, mas um estudante de AC é muito mais capacitado para a gestão de cia aérea do que um recém formado de ADM. Nem todos no curso entraram com objetivo de ser piloto (eu por exemplo).

    A minha dica, para o aluno que ainda vai começar a vida é: Se o seu objetivo é pilotar, esquece esse curso, faça primeiro o aeroclube, consiga um emprego. Se quiser um superior pra agregar com aeroclube, dê preferência para uma área tradicional (administração, marketing, economia). Depois se quiser ainda mais, faça uma pós específica para a aviação. Mas e as disciplinas específicas? Esquece, a cia aérea e o RH ignoram o seu currículo e nem sabem pelo o que o curso de AC é constituído. Se quiser reconhecimento sobre questões específicas sobre gestão de cia aérea, consiga um emprego e mostre experiência com trabalho, pois o diploma (que é dourado, brilhante, lindo por sinal) só serve de enfeite.

    Se o objetivo for administração na cia aérea, vá logo para um bom curso tradicional, depois se especialize no setor com uma pós na área de planejamento de transporte (não necessariamente aéreo, pois os indicadores pra qualquer modalidade e o calculo é o mesmo), segurança de voo ou até mesmo gestão de aeroportos.

    Se eu pudesse dar uma sugestão para a equipe do curso, é que eles devem investir no aluno, e não apenas no curso (que caracteriza uma estrutura ótima para marketing e péssima para formação). Inclusive, na época em que cursava, a administração da escola não queria liberar verba para o treinamento na selva sob a alegação de que “não é necessário gastar recursos para “marmanjos” iram acampar na floresta, teoria basta. Isso é no mínimo, ridículo. A UAM deveria, por exemplo atualizar a grade e fornecer mais certificações. Por exemplo: fizemos curso teórico e pratico de emergência e sobrevivência (sim, saiu a verba!) mas não temos certificação para atuar como comissário, não podemos nem fazer a prova da ANAC (se quiser ser comissário, precisa fazer outro curso fora). A parte de pilotagem a faculdade até fornece simuladores (mas não é obrigatório, deveria ser), pode fazer a prova da ANAC mas o aluno vai precisar de reforço fora (maioria das vezes, faz aeroclube, todas as matérias tudo de novo), e também deveria ter uma espécie de convênio com aeroclubes para facilitar e agilizar o primeiro voo dos interessados em pilotar, pelo menos para realizar o voo de experiência, que vai determinar se o aluno quer ou não realmente seguir a carreira de piloto ou se vai ficar no administrativo mesmo. Deveria incluir uma disciplina específica para operação do sistema AMADEUS por exemplo e emitir certificação para tal, já que muitas cias aéreas exigem experiência e conhecimento e a maioria dos profissionais só obtêm tal conhecimento depois de empregado por um curso ou treinamento bancado pela própria empresa. Quem quiser ser mecânico, também vai ter que cursar o módulo de mecânico em outra instituição, pois as disciplinas não são completas e não possuem certificação nem para fazer a prova da ANAC. A maioria dos alunos não sabem inglês, e o curso ensina inglês para aviação, mas o aluno precisaria ter pelo menos uma noção do idioma para prestigiar o curso, a universidade deveria oferecer condições exclusivas para o aluno de AC se quiser fazer o curso de inglês padrão, emitir um certificado e organizar um intercâmbio interclasses exclusivo para tal (isso valorizaria muito o currículo do aluno).

    Como podemos perceber, o aluno paga caro para um curso que não vai servir pra nada e ainda por cima é ignorado pelas cias aéreas. Vai se formar lá e depois vai ter que fazer outros cursos em outros locais, na área que prestigia. O aluno que se formou em uma universidade qualquer pagando R$400,00 por mês pelo curso terá preferência na frente do Bacharel em AC, que bancou pelo menos R$1.500,00 por mês, sem auxílios.

    O curso, teoricamente é bom, aprendi muito mas falta reforço nas disciplinas e Certificações! Certificações são muito importantes para o currículo. Se pudesse voltar no tempo, não teria feito este curso, não imediatamente. Teria uma formação tradicional e só depois de empregado e experiente, usaria o curso de AC (na grade e situação atual) como complementação ou especialização para aprender mais sobre diversas áreas e a aviação em si mas com a ciência de que essa parte no currículo seria ignorado pelas empresas e seria inteiramente para o meu conhecimento e auxílio para a formação como profissional. A Administração do curso deveria aumentar o tempo de graduação para 4 anos, serão dois semestres a mais e praticamente 20 grades para incluir novas disciplinas e complementar as existentes.

  6. Jane Kelly
    2 anos ago

    Oi pessoal. Deixa eu ver se entendi…
    O curso/faculdade da Anhembi Morumbi é muito bom, porém tem muitas reclamações. Então quer dizer que o curso é mais voltado para a parte de administração do que para quem quer pilotar um avião? Deve ser por esse motivo que tem reclamações. O estudante entra querendo pilotar e aprende mais a administrar, rsrs. Quero saber mais sobre isso.
    Estou adorando os comentários da galera. Parabéns pelo seu blog, Raul!

  7. Sabrina
    2 anos ago

    Realizei um processo seletivo para agente de aeroporto da GOL em 2014 e ao ouvir alguns entrevistados citarem o curso de aviação civil a própria supervisora da gol disse o seguinte: “Não acredito que vcs pagam tudo isso em uma faculdade de aviação civil sendo que esse curso não é exigido para nada em nenhuma companhia aérea .Todos os pilotos ,comissiarios que conheço aqui na empresa não fizeram esse curso.Isso é perca de tempo pq pra entrar em alguma área VC precisa de especialização e aviação civil não te especializa em nada.”.
    Palavras de quem contrata funcionarios em uma grande empresa aérea.

    • Rodolfo
      2 anos ago

      Sabrina,

      As pessoas de quem você ouviu essas palavras estavam mentindo, pois a Anhembi Morumbi da o curso de Aviação DENTRO da GOL, “in company” inclusive os funcionários tem desconto e o tripulantes tem “escala de estudante”. Atualmente existem 4 turmas In company na GOL, fora os funcionários que fazem nos campus normais.

      Mentira e das deslavadas ainda.

  8. Rodolfo
    2 anos ago

    Boa Tarde,

    Li alguns comentários e o que posso dizer é o seguinte:

    Me formei em 2012, TODOS os meus colegas de turma que se formaram ESTÃO empregados e relativamente bem empregados em áreas administrativas, Operacionais e demais. Aqueles que continuaram suas pós graduações, estão super bem também.

    O que eu posso dizer COM CONHECIMENTO DE CAUSA, é que a anhembi sobre PELOS ALUNOS QUE TEM, A grande maioria chega lá querendo ser piloto, achando que terá as mesmas disciplinas da PUC/RS cujo foco principal é Pilotagem.

    Alguns colegas aqui disseram – ‘Não consegui emprego até agora”, meu jovem, da mesma forma que eu não preciso de um cara formado em Economia para trabalhar na Manutenção, eu não preciso de um formado em AVC para trabalhar no RH.

    Os professores são EXCELENTES. Eu tenho N reclamações a respeito da INSTITUIÇÃO, porém, quanto ao curso, os problemas que tive foram resolvidos. Outra coisa que deve ser dosada e repensada, o curso ainda é um CURSO NOVO, e está em fase de aperfeiçoamento.

    Do mais, eu RECOMENDO.

  9. ramon
    3 anos ago

    Acabei de ganhar uma bolsa de 100% (ou seja custo zero) de Aviação Civil na Anhembi Morumbi e com todo esse debate estou pensativo se continuo na idéia de fazer o curso.

    • Rodolfo
      2 anos ago

      Ramon, se você não for, me avise que eu sei quem quer estudar lá a custo zero.

      • Philipp
        2 anos ago

        Boa Tarde Ramon
        caso não tenha interesse no curso peço por gentileza que me informe como conseguir uma bolsa.
        Tenho muito interesse em fazer o curso de aviação civil
        Att
        Philipp

      • Cleosmar
        2 anos ago

        Rodolfo, caso você saiba de mais alguém que não deseja faze o curso com custo zero, me explique como posso fazer pra consegui estou muito interessado em fazer e ja me informei sobre a universidade e a Anhambi e a PUC/GO disperto muito meu interesse.

        • Otavio
          2 anos ago

          Puc GO não é muito legal kk estou lá vou pro terceiro semestre e tô quase trocando pela unisul virtual

      • Fernanda
        1 ano ago

        cadê o botão “curtir”? rs

    • Daniel
      2 anos ago

      Ramon, como você conseguiu 100%?

  10. Carlos Cid
    3 anos ago

    Bom dia Raul.

    Falando em Anhembi Morumbi e o comportamento do mercado de trabalho relacionado á aviação, o que dizer do novo curso de pós-graduação e Planejamento e Gestão Aeroportuária desta faculdade?

    Sou formado em Tecnólogo em Processos Gerenciais, acabo de terminar uma pós-graduação Controladoria… Gosto e tenho a tendencia de trabalhar com o operacional aliado ao administrativo e quero muito seguir pela área de aeroportos, pois percebo um mercado carente de mão de obra e muito promissor, só não sei quando esse “bumm” proporcionará vagas de trabalho efetivas e compensatórias.

    Muito Obrigado
    Cid

    • raulmarinho
      3 anos ago

      Não tenho conhecimento suficiente sobre este curso para lhe orientar, Carlos. Lamento.

  11. Felipe
    3 anos ago

    Raul, tenho apenas 17 anos e estou interessado em fazer aviação civil, um sonho desde pequeno mesmo, mas ainda estou um pouco perdido no que fazer.
    Qual seria a melhor opção? Cursa no aeroclube e depois ir para a faculdade de aviação civil ou o inverso?
    Tenho algumas dúvidas também, caso eu faça aviação civil na faculdade tenho as mesmas oportunidades fazendo no aeroclube?
    Poderia explicar mais a diferença entre eles, além do preço?
    Obrigado pela atenção!

  12. Murilo Pissardini
    3 anos ago

    Raul, começarei ano que vem o curso de AC na UAM, no primeiro semestre terá as aulas teóricas para pp, após completar, eu posso fazer junto o exame clínico e a prova da anac ou preciso ir a um aeroplano para fazer o real curso de pp.?

    • Raul Marinho
      3 anos ago

      Na verdade, o curso de PP nem é obrigatório, então tanto faz vc fazê-lo na faculdade, no aeroclube, ou mesmo não fazer nada.

  13. Anderson
    3 anos ago

    Bom, essa questão em particular é uma escolha da empresa TAM, porém para trabalho nas areas administrativas e operacionais, a empresa contrata normalmente, porém se você não quer ganhar salario de ensino medio e trabalhae em escala, faça algo a mais além de reclamar, procure oitra oportunidade.

    Um fato que venho observando é que mutos tem reclamado sobre esse tema, inclusive na minha sala de aula, e percebo que todos tem basicamente o mesmo perfil: estudantes recem formados no ensino médio, “low profile”, mora com os pais, com pouca ou nenhuma experiencia de trabalho e que esperam que SOMENTE uma faculdade, de 3 anos, vai facilmente colocalos em um bom cargo numa grande empresa aérea, desculpe, mas o mercado de trabaho vai exigir muito mais de você do que apenas uma faculdade, SALVO POUCAS EXCESSÕES. Concordo que o estágio é uma porta de entrada na empresa, e deve facilitar a entrade de pessoas que estão ingressando no mercado, e é por isso as empresas procuram por PERFIL PROFISSIONAL (Tanto é que tenho colegas no setor que estão em sua primeira oportunidade de trabalho e apresentam excelentes resultados dentro da empresa) e não SOMENTE por nome de faculdade. Outro fato que observei é que grande parte dos que se arrependem são os que não conseguiram um emprego em empresa aérea.

    Hoje, uma boa faculdade conta sim no curriculo do profissional, mas as especializações, cussos, competencias e perfil profissinal tem muito mais peso que o curso superior.

    Para ilustrar vou contar um pouco da minha experiencia. Vim para São Paulo para estudar AVC na UAM, e entrei em uma vaga de estágio na GOL no primeiro mes de faculdade. Antes de iniciar o curso, como experiência tinha apenas um curso técnico em mecânica, um ano de experiencia como auxiliar de mecânico de aeronaves e um estágio em um laboratório metalográfico em uma empresa siderurgica. Inicialmente fui selecionado para trabalhar em uma área coorporativa não muito ligada na Aviação, hoje, um ano depois, já efetivado, trabalho numa área mais envolvida com aviação mas com foco em comex.
    A cada turma de estágio há pelo menos um grupo de estudantes de AVC, na minha turma foram 5 em um grupo de 30.
    Vejo dentro da empresa muitos alunos e ex alunos de avc/uam em vários cargos diferentes desde vice presidentes, comandantes, gerentes, coordenadores (2 VP’s (que também são pilotos) na GOL fizeram o curso) até estagiários. (realmente conheço estas pessoas, não apenas ouvi falar).
    Pretendo me especializar na área de comex ou ADM, mas minha real intenção é voar, enquanto não chego lá ($$$), vou me especializar na área em que gostei dentro da empresa.

    Voar é sensacional, mas se você for apenas um piloto, e não tiver um real valor para a empresa, a ponto de poder desempenhar alguma atividade administrativa dentro dela, não vão pensar duas vezes antes de te mandarem embora, porém, se você for um cara estudado, pós graduado, experiência no mercado e etc. e vier a perder o seu emprego, concerteza alguma empresa vai te absorver, afinal uma empresa aérea não é qualquer empresa e a sua experiencia valerá.
    O curso sim tem muito a melhorar, porém não deve-se cometer o erro crasso de confiar sua carreira em apenas um curso universitário de 3 anos, não sejam tolos a esse ponto, qualquer gerente dentro de uma empresa tem no minimo dois Mba’s/ pós/ especializaçoes.

    “Antes de voar, vá estudar, vá trabalhar.. faça oura faculdade se achar necessário”

    Sem mais.

    • Anderson
      3 anos ago

      Desculpem-me pelos erros de português/digitação na primeira frase, por favor desconsiderem-os.

    • Joao Paulo Dutch
      3 anos ago

      Anderson vou fazer o que você disse, primeiro vou me formar em engenharia arrumar um estágio de engenheiro e pagar minhas horas de vôo

    • cristiane
      2 anos ago

      tava indo bem no que ia dizendo, até escrever ” concerteza”, tudo junto…. lamentavel….

  14. Juliano
    3 anos ago

    Formei em aviação civil em 2011, até hoje não me apareceu NENHUMA oportunidade para emprego na area, até curso de comissário fiz, me arrependi amargamente e financeiramente de ter feito, hoje estou trabalhando em escala 6 x1 em uma coisa que até meu vizinho que não fez nada trabalha, com um salario de ensino medio. muito chateado com isso, aviação é uma area que gosto muito, mas quando puder irei fazer outra graduação, não tem como viver nisso.

  15. Davi Lucca
    3 anos ago

    Concordo plenamente. Eu faço curso superior de aviação civil na Anhembi campus vila olímpia. O curso é ate bom. Porem a mensalidade é alta (1,350 por mês) com duração de 3 anos e ate hoje não conseguir nenhum estagio. A universidade não te encaminha a estagio nenhum. Esse negocio de setor administrativo é mentira se quiser ir pro setor administrativo vai ter que estudar ainda mais outra coisa tipo uma pós em gestão aeroportuária e a pergunta é. O que vale um piloto sem voar ?as horas de voo são caras alem da mensalidade eu acho melhor ir direto pro aeroclube nao aconselho ninguém a investir em aviação na Anhembi tanto é que estou pra cancelar o meu curso e parti pro aeroclube. infelizmente estou muito decepcionado e arrependido não recomendo aos que estão pretendendo iniciar e sonha ser piloto.

  16. Carlos Henrique
    3 anos ago

    Olha pessoal pra ser bem sincero é lamentável a opinião de alguns ai viu..
    Tenho 17 anos e sabe oque eu fiz ao invés de preocurar informações com pessoas frustradas profissionalmente?
    Trabalhei, juntei cada centavo e fui a um aeroclube, aliás a vários pesquisando, e voando em panorâmicos pra ver se aquilo era realmente o que eu queria…

    Bem sobre o tema principal o que obtive de informaçoes foi que a faculdade de CA não ensina o quanto custa (opinioes de pilotos bem sucedidos , porque se for ouvir a dos ”contra” você não formaria nem o Ensino Médio.

    Se vocês deixassem de certa forma a hipocrisia de lado, e abrissem os olhos perceberiam que os riscos que você corre fazendo um curso de Piloto de avião e um de Engenharia são os mesmo.. Ah mais Perai, engenharia não há tanto investimento quanto a Aviação(piloto) , isso é fato, mais o mais importante é o tempo, TEMPO – Entenderam? Não, pena, será mais um POSSÍVEL, fracassado seja la qual for sua carreira.

    O tempo que você gasta pra se formar em Engenharia e se empregar e tirar um salário digno da formação é longo e ”árduo” , tenho engenheiros na minhá familia dos mais variados setores e por isso posso dizer.

    O Tempo e Dinheiro que você investe na aviaçao é curto e pode se estender até quando voce tiver o capital pra finalizar ”não literalmente óbvio”

    E se voce estiver com pensamento de sair do aeroclube ou faculdade e ir logo pra um Embraer, Airbus ou Boeing, melhor realmente pensar duas vezes..

    Como disse o PLA ”falta humildade” ..
    Repense seus objetivos, essa profissão Piloto não é para realistas/entusiastas extremistas , e sim pra quem vive um dia de cada vez.

    Se realmente a Aviação fosse Tão carrasca como a MAIORIA ai transmite, os aeroclubes faliam, e o curso de CA seriam extinto.

    Penso muito em fazer o aeroclube e depois a faculdade…

    • Junior
      3 anos ago

      Comentário mais sensato que eu já vi na minha vida!

    • jhonatan
      3 anos ago

      muito interessante eu tanbem gostaria de fazer um aeroclube primeiro .

  17. Eugênio
    3 anos ago

    Nossa depois de ler os colegas relatando tudo sobre o curso, fiquei triste. Enfim ainda bem que fiz uma graduação antes em outra area, agora estou indo para Aviação na Esac/Facisa só por Hobby mesmo boa sorte a todos!

  18. Pedro
    3 anos ago

    Bom, já que apareceram vários supostos alunos de Aviação Civil aqui relatando suas jornadas, vou contar o que aconteceu comigo também.
    Estou no terceiro semestre (PC teórico), checando o PP. No final do ano passado, enviei currículo para uma empresa de simuladores de voo no Campo de Marte. Fui chamado no mesmo dia para uma entrevista e fui aceito. Trabalhei durante 3 meses lá. No começo de fevereiro deste ano, a GOL abriu um processo seletivo para estágio. Depois de ser aprovado nas 4 fases do processo seletivo, fui contratado esta semana para trabalhar na área de Gerência de Ativos Aeronáuticos (uma área que, segundo meu gestor, era destinada normalmente a estudantes de Comex). Na semana da minha entrevista final na GOL, fui convidado pela TAM para participar de um processo seletivo para uma vaga de Atendimento à Tripulação.
    Em 3 semestres de faculdade já apareceram três oportunidades de emprego, sendo duas em grandes companhias aéreas brasileiras. Meu currículo não possui lá grandes diferenciais, no máximo o inglês fluente.
    Na minha sala tem gente que foi contratada pela GRU, pela TAM, por empresas de consultoria aeronáutica e coordenação de voo, por escolas de aviação, etc. Todos após entrar na faculdade. A GOL abriu nesse programa de estágio 45 vagas, sendo que mais de 15 foram ocupadas por alunos de AVC.
    O que me deixa “p” da vida é que grande parte dos que ficam de mimimi com o curso são medíocres. Acham que as matérias administrativas são “inúteis pra quem quer ser piloto”, acham que o inglês que fizeram na escola da esquina é o suficiente, não levantam a bunda da cadeira pra ir a um workshop, palestra, curso, NADA. São os mesmos exemplares que você facilmente encontra no bar da faculdade todo santo dia.
    O curso tá longe de ser perfeito, mas se essa grande massa de alunos acomodados que o fazem fosse menor, certamente não teria essa má fama. Ah, se o vestibular da Anhembi fosse mais seletivo…

    • Henrique F.
      3 anos ago

      Alguém sensato por aqui…

    • Pedro Saggiomo
      3 anos ago

      Só o fato de você ter o inglês fluente, já garante mais do que quem tem inglês avançado e formado.
      O Inglês é “tudo”. Conheço muito manézão empregado na aviação que fala menos inglês que eu.
      Eu tenho o inglês avançado e formado na tal Aviação Civil. Não recebi um SMS se quer em uns 2 anos que tento emprego na área. Estou agora pensando em fazer engenharia mecânica/aeronáutica ou uma pós para tentar. O problema são os anos que passam e apesar de voltarem a empregar pessoas de idade avançada, tudo me leva a crer que o concurso público é a maior garantia num mercado sub-desenvolvido e que cresce menos de 2% ao ano e onde a inflação atinge 6, 7%/ano. Não culpo a faculdade pelo meu desemprego na área. Acredito que as pessoas deveriam ter estudado mais a carreira e identificar onde se encaixaria nosso curso.
      O fato é que temos matérias primordiais para administração e aprendi muuuito com essas matérias, mas não somos “credenciados” para atuar em nenhuma dessas áreas.

    • jhonatan
      3 anos ago

      falo tudo

    • Maria Cristina
      2 anos ago

      Falou tudo

  19. Carlos Lopes
    3 anos ago

    Raul, Boa Tarde… O que eu percebo por alguns comentários (não todos)… é a mesma coisa que vejo quando entrei na faculdade de Sistemas de Informação pela FIAP… pra quem não é da área a FIAP vende nos seus logotipos por aí… como “A MELHOR FACULDADE DE TECNOLOGIA” e isso faz com que alguns alunos depois do primeiro semestre já queiram entrar na Microsoft, na Oracle… nas grandes empresas do mercado de TI e esquecem que a faculdade é apenas mais um dos itens de pré-requisito (no caso do mundo de TI) que eles necessitam não para se destacarem no mercado de trabalho e sim para ser apenas mais um, e lá como em qualquer outra existem problemas, professores que não dão conta do recado… em contra partida quem consegue unir a boa base dada com uma série de cursos extracurriculares, uma boa dose de estudos como hábito de estudar, mais (claro) a habilidade técnica uma hora ou outra vai acabar sendo algguém no mercado de TI, sim… há um abismo de diferença no cenário dos dois mercados no fator comparativo, mas percebo que alguns do meu tempo de aluno que simplesmente acharam que a faculdade faria milagre por eles, possuem exatamente o mesmo discurso que eu vejo aqui… “A faculdade não presta”… “coordenador marquteiro”… pretendo sim entrar na UAM para fazer AC no meio do ano, talvez eu até concorde em determinados pontos mas o que eu tenho certeza que não vou fazer é achar que a faculdade vai simplesmente me colocar dentro de alguma cia aérea daqui algum tempo… balela… a faculdade é apenas mais um ponto do seu cúrriculo que necessita de mais uns 10 (PP,PC,PLA,Jet,ICAO) para chegarmos no nivel EQUIVALENTE de tantos outros e começarmos a querer entrar pela porta da frente em algum lugar para dar os primeiros passos…

  20. Gabriel
    3 anos ago

    A minha intenção é cursar Aviação Civil na Anhembi e após curso realizar todas horas PP/PC/IFR e concluir inglês min. ICAO 4, aí entrar pra um taxi aéreo e fico na fila pra entrar pra uma empresa maior, Gol, Tam, Avianca, Azul etc.. mas enquanto isso vou ir estudando, pois compania aérea nenhuma quer um piloto desqualificado não é mesmo ? Grande abraço a todos futuros e atuais pilotos !

  21. Kat
    3 anos ago

    Posso estar dando uma de ignorante, mas…para quê faculdade de aviação?
    Vi essa UAM aqui em SP, fui no site, vi a mensalidade absurda e pensei? poxa se o cara tem dinheiro para uma mensalidade, podia fazer o curso de PP e depois aos poucos ir fazendo as horas de voo no Aeroclube. Ao meu ver fazer esse curso é se arriscar e jogar dinheiro fora com algo que não terá certeza.

    Existe um vicio da juventude atual que se concentra no curso de graduação. A maioria dos jovens estão entrando na faculdade cedo, mal sabem o que querem – sendo que muitas vezes querem status da profissão e o salário – de patrão – quando descobrem que precisam ralar, lá debaixo, começam a se revoltar, dizer que área é ruim e etc.
    Eu ja fui office girl (meu 1 emprego), cursei enfermagem durante a noite (graduação) e pasme, voltei ao técnico – hoje tento medicina – isso depois de ser aprovada em 2 vestibulares de Univ Publicas. Ouvia cada historia na enfermagem vindo da atuação dos próprios alunos de medicina (novatos) que ficava até com medo de ser atendida por um deles. Pense num novato, tendo certeza absoluta de algo q está fazendo pela 1° vez e se gabando pq tem um diploma? o modo soberbo atrapalha a carreira de qualquer um.

    Não é toa que muitos jovens com diploma estão desempregados.

    Eu almejo ser piloto sim, mas nem de longe vou colocar essa profissão como prioridade máxima na minha vida. Eu vou fazer uma graduação, terminar e aperfeiçoar meu inglês e dar continuidade a minha vida – vou no aeroclube, economizarei o salário para pagar horas de voo e ver o que vai acontecer.
    Se contratada por uma Cia Area como piloto é apenas consequência do meu esforço. Confesso que ate ficaria satisfeita com qualquer emprego na Cia Area – tem que ficar feliz por ser contratado, pois lá dentro da empresa há chances de se destacar pelo trabalho e competência.

    Amei seu site, bem esclarecedor!

    • Jr
      3 anos ago

      Cuidado pra não ficar “velha”, aviaçã exige pessoas novas.

      • Raul Marinho
        3 anos ago

        A aviação exige pessoas competentes e éticas, amigo.
        Se jovens ou não, isso pouco importa…

    • Legal KAT…
      Gostei de seus comentários e pensamentos. Gostaria de convida-la a voar no virtual… Curte asas rotativas.? Faça contato com a gente.. http://www.avexvirtual.com.br

  22. mohamed
    3 anos ago

    Então é melhor cursar um aeroclube?

    • Raul Marinho
      3 anos ago

      Depende de cada caso… Leia os comentarios anteriores.

      • Caio Cesar Silva Santos
        3 anos ago

        Raul, tu acha que atualmente visando as possiveis melhoras nos aeroportos nacionais está valendo a pena fazer o bacharel de Aviação Civil ?
        Aguardo a resposta
        Muito obrigado

        • Raul Marinho
          3 anos ago

          Sinceramente, não sei qual é o perfil de profissional que os concessionários de aeroportos estão buscando. Mas, em princípio, creio que a preferência seja por engenheiros…

    • Gustavo
      3 anos ago

      Amigo, a Aviação no Brasil é uma área pra quem tem muitos bons contatos .. e bons contatos o suficientes pra te indicarem e confiarem em você, caso contrario voce será mais um piloto desempregado com mínimas chances de ser contratado, há pilotos com mais de 1.500 horas e não conseguem emprego nem pra jogar pesticida em plantação, se pretende ser piloto vá em frente, mas aconselho se possível que saia do Brasil, aqui não temos muitas opções de empresas aéreas as que tem só contratam uma vez por ano e olha lá, quando não estiverem em crise ( porque ultimamente é só demissão), contratam poucos funcionários ( podemos dizer que em uma seleção são selecionados aproximadamente 30 pilotos ) imagina quantos pilotos desempregados tem ? e mesmo assim quem tem um bom QI, táxi aéreo então é mais restrito ainda, o curso de Ac/uam é ótimo, aprendi MUITA COISA MESMO voce terá 2 diplomas, porém não te ajudaram pois não temos muitas vagas para atuação destes títulos. pilotos só por hobbies, não te desincentivando, mas se voce tem dinheiro para investir, invista em algo que poderá te dar pelo menos um pouco de garantia de retorno no futuro, depender de aviação NO BRASIL é depender de pura sorte, como loteria…

      • Henrique F.
        3 anos ago

        Por favor, me apresente o piloto com mais de 1.500 horas que não consegue nada pra voar. Já julgo, é claro, que ele tenha inglês fluente, todas as habilitações (PC/IFR/INVA/MULTI) e curso superior, além de ser um bom profissional, sendo no mínimo indicado pelos seus antigos contratantes ou instrutores. CASO CONTRÁRIO, ELE ESTÁ FORA DO MERCADO.

        E por gentileza também, me passe alguém com todas as condições citadas acima que não está voando NADA. Nem free lancer, boero particular ou uma pipa. Ou, como você diz, jogando pesticida em plantação (algo que por sinal, é muito lucrativo, o piloto agrícola ganha muito bem).

        A propósito, se você, como no post anterior disse que vai passar fome por que escolheu aviação, a culpa não é dá aviação, é inteiramente sua.

        Obrigado!

  23. Gustavo
    3 anos ago

    kkk Parece brincadeira, me formei em AC/UAM a 3 anos e até agora o que me apareceu pra trabalho foi em call center, coisa que nem de faculdade precisa, esse tal de Gaspar é um mega marqueteiro , quando voce chega lá, é dito pra voce que o mercado ta super aquecido, empresas aéreas contratando absurdamente, que irão dar prioridade pro seu Cv pq vc tem aviação, e tudo a mais, sinceramente, preciso fazer uma pós em outra área porque aviação não me deu nada até hoje, só prejuízo.. e se continuar assim vou passar fome …

  24. Yan
    3 anos ago

    Raul, bom dia.

    Tenho 17 anos e estou cursando o 3ºano do ensino médio e ja estou fazendo o PP teorico pelo ACSP. Hoje graças a Deus estudo em um dos melhores colegios de SP, e desde criança sabia que minha vida seria na aviação, pilotando algum jato. Até esses dias tava decidido em entrar na UAM para cursar AC, porém vendo alguns comentarios negativos sobre a faculdade e a situação complicada de arranjar algum emprego como INVA ou em taxi aereo para primeiro trabalho, veio-me a pergunta: Será que vale mais a pena cursar algum outro curso como Economia na FGV(um curso que eu acho legal) e depois fazer alguma pós relacionada a aviação como Segurança de Voo pelo ITA? Meu objetivo não é trabalhar na area administrativa, pelo menos não hoje, quem sabe la pelos meus 50,60 anos, mas tenho medo de no final de tudo( PC/IFR-MLTE ICAO 4 JET+AC) ainda não conseguir um emprego como INVA por exemplo, então tendo um curso alternativo poderia trabalhar em outra area enquanto não acho um emprego na area de aviacao. Qual sua opiniao sobre isso? Não tenho nenhum parente piloto, então to nessa duvida que ta me matando. Obrigado!

    P.s: Quanto ao dinheiro para formação, tanto para PC quanto para ensino superior, não é problema. Só quero saber qual o melhor caminho

    • Raul Marinho
      3 anos ago

      Olha, Yan… Se dinheiro não é problema, como vc diz, por que não fazer o curso de Ciências Aeronáuticas da PUC-RS? Para quem quer ser piloto, não há nada melhor no país. É o que eu faria na sua situação.

      • Yan
        3 anos ago

        Obrigado pela resposta Raul!

        Ja tinha pensado nisso, mas o maior empecilho para ir para o sul é minha familia, não querem que eu vá para la, querem que eu faça minhas horas aqui por SP. Ja tentei conversar com eles, mas fazer o que, essa é a vontade deles, e como são meus pais, eu respeito.

        • Raul Marinho
          3 anos ago

          Quero ver a mamãe deixar vc sair voando mundo afora, então…

          • luiz
            3 anos ago

            Sinceramente, onde você vai se formar não vai fazer diferença na sua carreira. As empresas ainda não olham isso. A Azul tem um acordo com a Puc ja que e um antro de viúvas da varig, mesmo assim não tem nenhuma garantia de emprego. Na prática se você fizer puc ou unitabajara tanto faz a diferença está no conhecimento que você vai adquirir.

            • Raul Marinho
              3 anos ago

              Em termos… Num processo seletivo de copilas, pode até ser que não faça muita diferença vc ter um diploma da PUC-RS ou da UniTabajara (o que também não é bem assim, mas vá lá). Mas uma formação de melhor qualidade fará uma grande diferença no decorrer da carreira, ou seja: sobre até onde vc pode ir. É o que acontece em qualquer carreira, aliás. E qto ao acordo Azul-PUC, realmente não há garantia alguma, mas que vc se coloca à frente dos concorrentes, não há dúvida também.

          • Lucas M.
            3 anos ago

            Externou justamente o que eu tinha pensado.
            Yan ou seja lá qual for seu nome, melhor repensar a sua vida meu caro.

          • Chumbrega
            3 anos ago

            Enxergo o comentario do rapaz de uma forma diferente da sua, Raul. Que BOM q ainda temos jovens q respeitam a opiniao dos pais. O cara tem 17 anos e eu admiro muito o cara q reconhece q nessa idade ele deve respeitar os pais.

            Yan, na minha opiniao pessoal voce ta no caminho certo. Mas se ta numa boa escola de SP nao da p tentar passar numa publica nao? USP ou ITA ou, principalmente (ja q vc quer ser piloto), AFA. Eu nao trabalho com recrutamento, mas ce ta no caminho certo.

  25. aviatrix
    3 anos ago

    Desculpe o livro a seguir, mas estou no 5º semestre e não posso deixar de dar minha opinião:

    Eu criei uma página no Facebook falando das discrepâncias da Anhembi chamada Diário de Classe UAM. Quase 700 curtidas. É uma faculdade com uma mensalidade absurda em todos os cursos com uma infraestrutura PODRE (banheiro sujo, sem papel, biblioteca que tem uma “casca” linda, mas não tem os livros oficiais da grade do curso. Só curse lá se vc ganhou uma bolsa.

    Todos os simuladores não tem homologação nenhuma. Segundo o Gaspar, a visita da ANAC já foi solicitada (nisso sabemos que a Anac só atrapalha também né?)

    Gaspar sempre deixa bem claro sua falta de tempo por ser professor, coordenador e comandante na polícia. Por que então selecionam tal pessoa para coordenar o maior curso da universidade, quando existem tantos professores EXCELENTES e com muito mais tempo para tal cargo? Ahhh já falei que ele é um baita de um político, que fala super bem e tal? kkkk

    A grade mudou faz 1 ano, ficou muito mais interessante, sem dúvida, mas a regulamentação mudou também e em breve, teremos que fazer um curso teórico para PLA. Ou seja, a grade tem que mudar de novo. Deveria ter pelo menos o teórico de INVA nessa grade, não acham?

    A faculdade não tem nenhuma parceria com nenhuma cia aérea ou qualquer empresa de aviação. Metade da minha sala (5º semestre) está empregada na aviação. Temos agentes de aeroportos, agentes de rampa na TAM e GOL, estagiário que subiu de nível e recebeu contratação efetiva na Líder, gente trabalhando na coordenação de voos, gente na CAE, etc. Aí entra a humildade: vc é um rapazote de 20-22 anos que nem terminou a faculdade. Esses empregos estão de bom tamanho para sua atual condição. TODAS estas pessoas arrumaram seus empregos porque correram atrás, foram cara de pau de ir tds os dias na empresa entregar CV, não tinha dedo da faculdade nisso. Alguns estão ganhando um salário bem legal pra quem tem só 20 anos, porque tem inglês. Vi gente checando PP em 5 meses só com o seu salário, porque tem inglês. Por mais que a faculdade seja ruim e minta sobre suas parcerias, o fato de estar empregado na aviação ou não depende TOTALMENTE DE VC! Infelizmente a faculdade se beneficiará disso, dizendo que a Anhembi esta dominando a aviação em SP (isso é verdade), mesmo que tenha sido “cada um por sí”.

    Infelizmente as matérias inúteis online são exigências do MEC, não adianta reclamar.

    Foi triste ouvir da própria professora de inglês que os 2 semestres da disciplina não te preparam para o ICAO, só serve para o marketing do curso mesmo. Numa sala, você tem pessoas de 30 anos que “sonham em ser pilotos desde criança” mas nunca deram atenção para o inglês e, por isso, atrapalham a turma, e tem pessoas com certificados de inglês reconhecidos internacionalmente, mais que preparados para o inglês técnico da aviação. Ou seja, os que estavam dormindo pra vida atrasam os que já tem um bom nível, e os que tem um bom nível dificultam a vida pra quem estava dormindo pra vida. E isso, nenhum professor pode resolver. Os professores usam a desculpa da sala com alunos super diferentes para dar aquela aulinha ralé.

    Pontos positivos:

    Por mais que a grade ainda possa melhorar, não tem como comparar uma pessoa que cursou 6 meses em um aeroclube com outra que cursou 3 anos de faculdade, sorry.

    Como disse, a UAM está dominando a aviação em SP, em todos as empresas, todos os lugares, todos os aeroportos, tem um aluno da UAM. Em posições administrativas “baixas”, nem se fala. Daqui a uns 15 anos, quando esses estagiários, escraviários e auxiliares estiverem em cargos altos, creio que esses profissionais vão contratar… alunos de AC/CA!

    O QI é tão importante quanto a obtenção de CMA nessa carreira. E QI é o que não falta lá.

    Vc pode tentar uma pós no ITA, universidade reconhecida mundialmente. Vários profs tem pós lá e eles te orientam sobre o processo de admissão. Se a pós já é dificil para quem cursou aviação civil, imagina pra quem fez um outro curso tipo ADM? (sim, é totalmente possível ser formado em zoologia e tentar uma pós de infraestrutura aeroportuária no ITA, só não sei se eles vão te aceitar. Na pós da UAM, com certeza kkk) Quando encaminhar seu CV para qualquer companhia no mundo e ela não crescer o olho para sua pós em segurança de voo do ITA, não se preocupe amigo, essa companhia não é boa e foi bom ela não ter te admitido kkkk. Uma pós também garante seu emprego na aviação em área administrativa caso vc perca seu CMA (existem vários pilotos que exercem funções administrativas também). Ninguém está livre disso, é até bem comum. Leve em consideração a legislação confusa e testes contraditórios no HASP E CEMAL.

    O caso da seleção ridícula da TAM nesse estágio UPPER: preferir um profissional de outras áreas só porque seu curso leva mais de 3 anos é erro desse corpo de RH, que não se informou sobre a grade da Aviação Civil, Queria ver a cara dos Cmtes. de 777 da TAM que são formados pela em AC/CA quando descobrirem isso. Se a faculdade errou neste caso, é porque não apresentou o curso para estes selecionadores da TAM. Mas a maior parte do erro, na minha opinião, é do RH mal informado.

    Os professores são, em sua maioria (tivemos problemas com apenas 2) muito bons e estão dispostos a ajudar. O conhecimento sobre a aviação que você adquiri é sim, muito bom, mesmo não tendo as disciplinas de INVA e PLA. A avaliação semestral que os alunos dão para a universidade é levada em consideração e isso já tirou um prof de seu cargo, por baixa pontuação.

    Resumindo, os prós e contras estão muito bem balanceados. A escolha vai de cada um. Eu não me arrependo da minha escolha, só me arrependo de ter a escolhido a UAM, cujo marketing é charlatão, mentiroso.

    Um adendo: pra quem pretende fazer PP, PC e horas de voo antes, não acho uma boa ideia. Na faculdade vc vai passar 1 ano estudando essas matérias de qualquer maneira. A dispensa de disciplina desses 2 cursos vai ficar em cerca de 12 mil reais, quase o preço de 1 ano da faculdade. Ou pode acontecer uma coisa muito feia e constrangedora que aconteceu quando eu estava no 1º semestre: um INVA (muito arrogante por sinal) pegou DP em navegação PP. Depois dessa, ele desistiu do curso kkkk. E os outros 2 anos restantes que você passa estudando sobre a aviação em geral COM CERTEZA vão te ajudar em suas horas de voo, em conhecimento, que é a parte mais importante, mas pouco gente se lembra dela.

    • Henrique F.
      3 anos ago

      Faço a ITE em Bauru, e apesar dos problemas, que todos os cursos têm, é uma ótima faculdade. Concordo com cada vírgula sua, e parabéns pela visão de mercado. Abraço!

  26. Larissa
    4 anos ago

    Bom dia Raul, então eu fiz a matricula para o curso de AC na UAM para começar agora no 1° semestre , ia financiar a faculdade com o fies, mas depois de ler todos esses depoimentos fiquei em duvida se realmente devo fazer essa faculdade, sendo que depois de formada tenho que pagar o curso. O meu objetivo seria ser piloto ou ir para a área administrativa de alguma empresa de aviação, escolhi esse curso pois a faculdade informa que com essa formação é possivel ir para essa area. Gostaria de saber a sua opinião, você acha que eu vou ter dificuldade em achar emprego na area? ou eu deveria fazer um curso de PP e PC em um aeroclube e depois fazer a faculdade em outra area menos especifica? ou me focar na area administrativa e fazer o curso de administração e depois uma pós na area da aviação?

    • Raul Marinho
      4 anos ago

      Larissa, essa sua dúvida já foi respondida diversas vezes em comentários anteriores, mas basicamente é o seguinte:
      -Se vc quer ser piloto, sua PRIORIDADE deve ser a obtenção das carteiras de PP e de PC. Se isso está garantido, então fazer a faculdade de AC é interessante. Mas se os recursos são escassos, e vc tiver que escolher o que fazer primeiro, não tenha dúvidas de que é a formação tradicional de piloto, no aeroclube.
      -Se vc quer ir para a área administrativa – e estou me referindo à administração da companhia, não a atividades como agente de aeroporto, p.ex. – aí seria muito mais vantajoso vc fazer um curso de administração com uma pós na área aeronáutica/aeroportuária.

  27. Nathália
    4 anos ago

    Olá Raul. Sou muito fã da profissão e o meu sonho sempre foi ser piloto, apesar de ouvir vários comentários como “pra ser piloto tem que ter dinheiro” ou “você é mulher, nunca vi uma mulher pilotando um avião” eu sei que nunca vou desistir. Até um mês atrás eu nunca tinha andado de avião (eu sei, como quero ser piloto sem nunca ter andado em um avião) mas foi a melhor sensação da minha vida.. acabei chorando o vôo inteiro.. Enfim, faço 18 anos no começo de 2014 e até então a minha meta era fazer faculdade de aviação civil, mas agora já não tenho tanta certeza. Que conselho você me daria para começar? Agradeço desde já.

  28. João Alberto
    4 anos ago

    Bom dia !!! Meu sonho é ser Piloto, fiz curso de comissário de voo para entrar na área e ter as condiçoes de pagar as horas voo, porém ja fazem dois anos que me formei e sequer consigo uma entrevista …. Estou querendo muito entrar este ano em aviação civil, poís o tempo está passando estou com 26 e daqui a pouco perdi muito tempo e não fui atrás do meu seonho . Preciso da sua orientação, faço direto o curso em escolas ou faço a graduação ?

    • Raul Marinho
      4 anos ago

      Depende. Se vc tiver condições, é melhor fazer a graduação. Mas se tiver que escolher, tire seus brevês, somente.

  29. PLA Avião
    4 anos ago

    Boa Tarde, atualmente sou cmte. de uma grande empresa aérea em São Paulo, trabalho desde 1995 na aviação e já fui rampa, despachante, check-in, Comissário, tenho curso de flight e DOV e fiz 2 semestres de AC na UAM então creio que tenho no mínimo experiência para dar palpite nos comentários.
    Vi todos os comentários e não concordo 100% com nenhum.
    Primeira coisa… Cada um é cada um, cada um tem sua realidade. Quando entrei em uma empresa aérea com 18 anos no despacho de uma extinta empresa aérea simplesmente entrei porquê precisava pagar meu curso e começar a conhecer a aviação de verdade já que não tinha familiares e amigos na área. Alguns viram PC em 6 meses… eu demorei 3 anos… tenho amigos que tiraram o PP com 28 anos e hoje é cmte na TAM.
    Segunda Coisa… e talvez a mais importante….
    Quem sai de PUC ou UAM ou qualquer lugar não sabe nada !!!
    O nada que me refiro não é o nada de livros apostilas e aulas que as faculdades ensinam com propriedade, mas o nada da aviação como um todo em sua imensidão de conhecimentos, possibilidades e variáveis. Quem faz o curso de PP ou PUC, UAM etc… só está dando o primeiro passo na carreira, digamos que ainda estão preenchendo o plano de voo, até iniciar a decolagem tem muito chão (literalmente ) pela frente.
    Vi com tristeza um comentário:
    “frusta muitos dos estudantes que para trabalhar tem que concorrer a vagas de Agente de rampa e Agente de aeroporto, que creio estar aquém dos conhecimentos já obtidos e que o estudante tem sede de coloca-los em prática…”
    Companheiro, aonde foi parar a sua humildade ? Que é o primeiro item para uma carreira de sucesso !
    Que conhecimentos você tem para julgá-los superiores, pelo que descreveu acima, ao meu ver (sinto insistir nisso) mas sou Cmte 4 faixas SIM e posso falar, você não tem conhecimento nenhum !!!
    Agora que a adrenalina e a veia no pescoço baixou vamos aos fatos..
    O que você quer fazer da sua vida? Não da aviação, na sua vida, pois a aviação nunca poderá ser equiparada a sua vida. Aviação é onde você vai ganhar seu dinheiro, vida são família, amigos etc… e isso não tem preço. Nem de perto os 17000 que ganho por mes e muito menos os 25000 pra voar na PQP do mundo e ficar longe de tudo que amo.
    Conheço Pilotos ou melhor aviadores que já foram despachantes, manobristas, caminhoneiros, atendente de Mcdonald’s, motoboy, tive a felicidade de conhecer um que me ensinou muito e chegou a morar na rua por algum tempo e Hoje estão no cockpit de 320,737,777…
    VOCÊS SÃO INVISÍVEIS PORQUE VOCÊS SE ESCONDEM ATRÁS DE UM DIPLOMA, CANUDO OU TÍTULO…. Simples assim…
    Quem quer de verdade vai a luta, e quem vai a luta também apanha. Mostra serviço, corre vai atrás… Não se iluda com as contratações entre 2008 e 2010… isso foi uma exceção. Em 1999 para entrar na TAM o mínimo era 3000hs de voo !!!
    A aviação passou por alguns anos de pleno emprego , algumas pessoas eram empregadas com 200hs de voo em empresa aérea, mas essa não é a realidade da aviação. Quando tirei meu PC 200hs era o mínimo pra você ser Copiloto de Seneca no interior da Amazonia e com sorte ganhar 300 por mes e sim, tive que fazer isso, voar malote, carga, fazenda, tribos… para juntar as tais 3000hs.
    Talvez você esteja ciente das notícias mas vou lembrá-los:
    A TAM mandou 200 Pilotos pra rua, a Gol 150 da Webjet fora outros demitidos antes, existem centenas de pilotos no exterior loucos pra voltar pra cá…e a cada mes mais e mais PCs são checados….Simples… na rua existem só da TAM e GOL , 350 Cmtes e Copilas de 320 e 737 na sua frente meu caro “super qualificado”…. Caia na real.
    Faculdade serve pra te dar o conhecimento básico, a PUC do RS começou por uma utopia variguiana (diga-se como tudo na varig foi uma utopia que virou pesadelo )…Uma forma de ingresso de filhos e amigos na varig que felizmente cresceu e permaneceu até hoje, preciso concordar que com uma base teórica muito superior aos aeroclubes e escolas de aviação. As faculdades de aviação dão sim um conhecimento superior ao de um simples aeroclube que sempre deu conhecimento superficial de aviação.
    Um outro acima falou que quer fazer um semestre, ir pra uma escola, voltar… … que rolo…. esse é o típico caso de alguém que quer simplesmente sentar as nádegas em um avião e não está preocupado com a qualidade do conhecimento adquirido que irá levar pela vida… comparar um curso que leva 6 meses com um de 3 anos é no mínimo burrice achar que não aprenderá nada a mais.
    Quanto fato de o sujeito ter PC ou PP pra se formar acho equivocado. Entendam, uma coisa é ANAC outra coisa é MEC. Assim como uma faculdade de direito não pode impedir um aluno de se formar sem OAB, qualquer faculdade homologada não pode impedir o sujeito de se formar sem PC ou PP. Qualquer advogado porta de cadeia sabe disso.
    Agora voltando ao inicio do texto, porque você não consegue entrar em uma empresa aérea? Simples, porque eles não querem vocês. Porque ele vai contratar um ex aluno de AC para um setor de Engenharia, Administração ou sei lá aonde se eles sabem que seu objetivo é outro? Empresas querem alguém que fique lá com eles e cresça. Ou alguém aqui duvida que se a TAM contratar o sujeito para trabalhar em algum cargo interno e aparecer uma vaga de Co-Piloto na Azul ou Gol esse colega vai rapar fora da TAM rapidinho ???
    Na real, UAM, PUC ou sei lá aonde, não vai fazer a mínima diferença na sua carreira mas vai fazer no seu conhecimento e aí depende de você querer ser sofrível, medíocre ou alguém que tenha orgulho de se olhar no espelho.
    Pra finalizar porque já cansei de escrever afinal sou piloto não escritor, porém teria 10 vezes mais coisas pra falar…
    Companheiro, faça seu caminho. Seja começando como check-in ou qualquer outra coisa, ou se der sorte, (sim, sorte pois como disse tem 350 pilotos de jato no mínimo na sua frente) e conseguir um jato pra voar, você estará dando só o primeiro de inúmeros passos na sua carreira e comesse e cresça a cada dia com dignidade e humildade ( que está lhe faltando no momento).
    Quanto a sua humildade, baixe a bola, escute, leia, aprenda e comece admitindo que você é mais um pintinho tentando ser uma águia… e espero um dia estarmos juntos em um cockpit pelo Brasil a fora…
    Se o recado da humildade não for bem recebido, bem, ai espero de coração que eu seja seu instrutor no Simulador !!! Sacou?
    Abraços

    • Driely Menezes da Silva
      4 anos ago

      Primeiro de tudo parabéns pela conquista meu caro, pois você começou bem debaixo e hoje é comandante, isso é a prova que para ser piloto ninguém precisa ser filhinho de papai muito menos ter 100 mil reais a vista, precisa ter foco e correr atráz, eu tbm quero ser piloto e assim como você vou ter que começar debaixo, trabalhando como aeromoça enquanto o money vai acumulando, se é que me entende kkkkkkk eu só queria que outras pessoas pudessem triunfar como você, pois são muitos os que sonham em ser um dia comandante mas não tem dinheiro nem pra bancar o PP. E foi bom saber que existem outros pilotos que vieram debaixo, que antes eram caminhoneiros como você disse. Meu pai acha loucura essa minha idéia de ser aeromoça até ser piloto, na visão dele é impossível pois tem que ser ”RICO” para ser piloto. Deus continue te abençoando =D

    • PPzinho
      4 anos ago

      como um ser humilde você dá um ótimo comandante…

    • Glaucia Fogaça
      4 anos ago

      Eu estou admirada com seu facinio e amor por aviação, quero fazer Aviação Civil e gostaria sim de ver as “10 vezes mais coisas para falar…” que vc tem a escrever. Fiquei triste quando vi o comentario acima e estou em desespero, chatiada e desmotivada.. mas ao ver seu comentario me deu um pouco mais de esperança, sei que não será facil, mas estou aqui pra tentar e lutar por um futuro que só Deus sabera se dará certo. Desistir eu não vou.

    • Verônica
      3 anos ago

      Sensacional seu comentário!!! Gostei do choque de realidade!!
      Tenho 23, e pretendo dar inicio ao curso de Aviação Civil no 1 semestre de 2015. Sei que não sera fácil, mas acredito que com um bom plano de ação e DEUS na frente tudo pode ser feito, acredito numa determinada frase. “Tudo é possível para um coração cheio de vontade!” Acredito que seu comentário não me ajudou somente, mas talvez milhares de pessoas que o leu. Como disse nossa amiga logo abaixo. Não precisa ser milionário ou trilionário para se fazer o curso, é bom saber que pessoas que antes tinham sido caminhoneiro, atendente de Mcdonald’s, motoboy conseguiram com muuuiito esforço!
      Parabéns por suas palavras, e muuuiito sucesso meu caro!
      Deus Abençoe a Todos.

    • Agno Guido
      3 anos ago

      Bom eu fiquei lendo os comentários anteriores por mais de uma hora, fui ficando mais em dúvida ainda sobre qual caminho seguir, estou no ultimo período de Eng. Elétrica pela UNIFEI e já tenho uma experiencia de 1 ano no exterior, cursei elétrica na intenção de arrumar um emprego que me desse condições financeiras de realizar meu sonho de ser piloto, e desde então faço meu caminho pensando nos dois em conjuntos como arrumar um bom emprego como eng. e como chegar a um dia pilotar com excelência um jato, agora que estou terminando a primeira parte do meu plano, infelizmente já com meus 26 anos, irei iniciar a segunda e mais difícil ao meu ver segunda parte, já tenho um emprego como eng. em sampa encaminhado ou seja a primeira coisa que veio a minha cabeça foi de me matricular na UAM logo em seguida, porém após ler tudo bateu uma dúvida, espero fazer a escolha certa até junho do ano que vem que é quando pretendo iniciar meus estudo em aviação, agradeço ao blog paraserpiloto que vem me ajudando em muitas dúvidas que sempre tenho!

  30. Rafa
    4 anos ago

    Raul, eu sempre pensei em virar piloto, só que li seu blog e estou muito na dúvida, tenho 17 anos e faço 18 no meio de 2014, e no caso quem bancária tudo, seria eu.. tenho condições de manter o curso de AC na UAM, só oque eu estava pensando era em, fazer a facul por 6 meses (ai já teria 18 e mais dinheiro com uns serviços fixos de clt) trancaria a faculdade por 1 ano e nesse tempo iria pra escola Wings( se tiver outra pra recomendar agradeço) fazer os cursos de comissário, pp e pc e dps um aeroclube pegar todas as carteiras práticas (pp e pc) e no final, daria continuidade a faculdade.. sei q sou jovem, mas não quero perder nem um mês parado.. oque me recomenda? Faço curso na wings, de lá vou pra um aeroclube(me indique um pfvr) e dps faculdade.. ou desse modo q falei? No aguardo, brigadao cara :) abraços!

    • Raul Marinho
      4 anos ago

      Rafa, eu acho sua estratégia tão equivocada que nem dá para corrigi-la. Então, vamos começar do começo: quanto dinheiro vc tem, e onde vc quer chegar?

  31. Igor
    4 anos ago

    Se você quer ser piloto, de AVIÃO, não cobrador, nem gerente, nem checkin de empresa aérea, sem desmerecer toda e qualquer área. meu amigo por experiência própria, se você tem condições, tipo muita mesmo, din din sobrando ou quer fazer um super esforço econômico, faça PUCRS. eu passei pela Estácio, conheci a anhembi, e uma certa vez, em que fiz umas recomendações para a primeira instituição, o diretor me falou = -Se vc está procurando a “NASA” doas pilotos, vc ta no lugar errado… bom fui pra PUC, gastei o que tinha e o que n tinha e fiquei super satisfeito com a minha formação, me sentia na “Nasa” dos pilotos não só pelo que a PUC pode me proporcionar, mas pelo que eu puder aprender lá. mesmo não estado no emprego super esperado pelas expectativas iniciais, sou instrutor de voo, em uma escola em minha cidade, meu currículo foi ponto chave para minha contratação, e o mais importante pessoalmente, minha formação me deu base para auxiliar a escola também em outras áreas como operacional, etc. Hoje estou muito feliz com minha formação, com meu emprego e meu salário. Recomendo para quem tem a oportunidade, que se quiser ser PILOTO, faça Puc.RS. sem desmerecer outras entidades ou cursos, faça que nem eu fiz, quebrei a cara na estácio, fui conhecer a anhembi, a Puc goias, e após tudo isso escolhi o lugar certo.
    Fico disponível para qualquer esclarecimento.
    att Igor.

  32. Agnaldo Felix
    4 anos ago

    Caros,

    Mudando um pouco de assunto, mas nem tanto.

    Qual a opinião de vocês sobre a pós graduação em segurança de voo, nesta mesma instituição de ensino?

    Sou PC com todas carteiras possíveis e imagináveis rssss

    Será que vale a pena fazer?

    Abraço a todos

    • AirDrone
      3 anos ago

      Olá Agnaldo. Fomos informados essa semana que metade dos alunos de pós graduação no ITA, em segurança de voo e infraestrutura aeroportuária são ex-alunos de aviação civil da anhembi (palavras do coordenador gaspar)
      A pós em segurança de voo é excepcional para o CV! Tenho alguns amigos que já estão muito bem colocados dentro da empresa, mas fazem a pós, porque conhecimento nunca é demais! Mas só um adendo: se vc pode fazer no ITA, porque então escolheria a anhembi? kkkk (sem desmerecer é lógico, tds os professores de Aviação Civil são excepcionais, mas muitos deles tb escolheram fazer a pós no ITA. E o ITA, ahhh o ITA é o ITA né?
      Um professor da anhembi, que perdeu sua licença de voo por um problema de saude gravíssimo só se “salvou” porque tinha uma pós, e então estava lecionando na faculdade enquanto sua licença estava suspensa (na anhembi, tds os profs devem ter pós). No começo do ano ele conseguiu sua licença de novo e esta terminando o mestrado! Sem dúvida, vou tentar entrar no ITA para, pelo menos, uma especialização agora no fim do ano, quando termino Aviação Civil. Faça o mesmo amigo!

  33. Fábio Gomes
    4 anos ago

    Olá à todos!
    Assim como disse O Ederson Rafael. Uma ótima estratégia é ter conhecimento plausível na lingua inglêsa e não focar em AZUL,TAM,GOL,AVIANCA, e se prepara para trabalhar no exterior, pois lá as chances são maiores do que aqui que o mercado é muito restrito. Estudo ciências aeronáuticas na Universidade Fumec e de uma turma de 50 alunos querendo ser pilotos comercias, pode-se contar nos dedos aqueles que realmente falam inglês bem. Vejo que a lingua inglêsa é uma das maiores peneiras da aviação, tem muita gente que se diz falar muito bem, mas na verdade não falam nada, então, se você tiver o inglês na ponta da lingua, estará em vantagem de muitos, tanto comissários, quanto pilotos, não foquem em ter ICAO 4, se vocês tiverem o ICAO 5, já estarão à frente de muitos.

  34. Nanda
    4 anos ago

    Olá Raul, como vai?
    Eu estarei começando a cursar Doutorado em Educação no ano que vem, tbm sou formada em AVC e concordo totalmente com o que foi exposto neste post.
    Minha Tese será sobre a empregabilidade e modelo de ensino nos cursos superiores em aviação civil ou ciências aeronáuticas no Brasil.
    Pretendo realizar entrevistas com egressos dos cursos.
    Você teria alguma informação ou bibliografia para me indicar?

    Obrigada!

  35. Máriton Tarsis
    4 anos ago

    Ólá Raul, Cara estava Decidido a Ingressar na Faculdade de AC. Mas depois que Consultei teu Blog, me veio Outra Visão! Creio que vou Fazer Cursos de PP e PC, e tentar pagar minhas horas de voo. Hj ja sou formado no Curso de Comissario, e Trabalho atualmente na Gol Linhas Aereas, uma Dica PP e PC serai melhor escolha?? Pq eu gosto de Voar…

    • Raul Marinho
      4 anos ago

      Se vc quer voar (pilotando a aeronave), não há outra escolha, meu caro… Só os cursos de PP e de PC que te possibilitam isso.

  36. arthur
    4 anos ago

    olá, bom raul, eu estou em dúvida na escolha da minha carreira, comecei este anoa a graduação em sistemas de informação, estou no segundo semestre, e no ano que vêm ja estava decidido a mudar de curso, ir para aviação civil na UAM(basta eu pedir transferência porque faço sistemas de informação na UAM tmbém), a minha ideia era me formar em sistemas, juntar um dinheiro e fazer AC depois que eu me formar, só que não estou curtindo muito sistemas e estava decidido a mudar pra aviação, como já disse, só que lendo esse post eu realmente estou em dúvida no que devo fazer! você acha que eu devo terminar sistemas, vou me formar em 2016, ou mudar para aviação em 2014?? a minha ideia durante o curso de AC era fazer um curso de agente de aeroporto e trabalhar no check-in, assim eu ia juntando uma grana, e pelo menos ja ia estar dentro da empresa, porque assim a coisa se torna muito mais fácil, mas enfim, você acha que eu devo mudar para AC??

    • Raul Marinho
      4 anos ago

      E por que estar dentro da empresa facilitaria as coisas para vc? Embora tenha havido processos seletivos com prioridade para quem é da casa no passado, isso não é a regra e nem deve se repetir tão cedo. Eu acho que uma formação em TI seria muito mais sensata para vc conseguir a grana para pagar suas horas de voo, sem dúvida.

  37. Amanda Sa'int
    4 anos ago

    Olá Raul estive vendo sobre o curso de aviação civil na Universidade do Anhembi Morumbi,e o valor do curso está 26,700 R$** pelo meu conhecimento achei o valor muito baixo já que em Aeroclubes fica em média de 80,00 Mil Reais o brevê de PC você sabe me informar qual a diferença de ensino e qual a melhor escolha?desde já Obrigada.

    • Raul Marinho
      4 anos ago

      Acontece que o curso do aeroclube inclui as horas de voo, e no final vc ganha uma habilitação para pilotar profissionalmente. O bacharelado da UAM te dá um diploma que não permite pilotar nada.

  38. Alex
    4 anos ago

    Boa tarde Raul. Sou arquiteto (formado pela UAM inclusive) e sei que a faculdade é bem ruim (falo da parte administrativa). Gostaria de ingressar na aviação civil mas estou confuso com relação a que curso fazer. Não tenho interesse em ser piloto nem comissário. Acredito que me encaixo mais na gestão/organização aéroportuaria. Vejo que muitos aeroportos no país estão em (lenta) expansão, mas me interesso muito no assunto. Procurei alguns cursos de pós graduação na área de aviação, mas nada muito relacionado com o que eu faço. O que acha do curso de AV da anhembi para o meu caso? Acha que me ajudaria de alguma forma, ou seria dinheiro jogado fora? Abs!

  39. Fernando
    4 anos ago

    Obrigado pelo maravilhoso post.
    Meu filho está todo feliz, pois passou na UAM em AVC e após ler seu post junto com outros deste blog, estarei fazendo um redirecionamento com ele e vamos “aterrissar” em outros cursos.
    Deixo aqui registrado a minha gratidão.

  40. Hugo Marangoni
    4 anos ago

    Boa noite, Raul. Meu nome é Hugo Santos.
    Sou pesquisador da Faculdade de Educação da Universidade de Campinas, Unicamp. Atualmente realizo uma pesquisa sobre a formação de aeronautas no Brasil. Porém, tenho tido bastante dificuldade com fontes bibliográficas. Entro em contato com a intenção de pedir auxílio nesta pesquisa. Busco fontes que forneçam informações acerca do nascimento das escolas de aviação no Brasil. Não consigo encontrar nada sobre o momento que esta formação passou a ser oferecida por escolas privadas especializadas. Assim, peço, encarecidamente uma ajuda para a realização desta importante pesquisa sobre nossos aeronautas. Grato, Hugo.

    • Raul Marinho
      4 anos ago

      Já respondido diretamente, com indicações bibliográficas.

      Depois, Hugo, não deixe de compartilhar o resultado de sua pesquisa conosco, ok?

  41. maaandylima
    4 anos ago

    Olá Raul, tenho 18 anos seria uma boa eu fazer a graduação AC/UAM para ser comissária depois e ter um vasto conhecimento pela área? Isso me ajudaria no processo seletivo de algumas empresas? Depois faria um curso específico de comissária de bordo.

    • Raul Marinho
      4 anos ago

      Vou trazer um amigo que é comissariado voo à discussão para esclarecer estes pontos para você.

      • Enderson Rafael
        4 anos ago

        Cheguei! Bom, Manda, o grande barato da formação de comissário é que ela é rápida, não é cara, e o mais incrível, pode ser desnecessária! Eu explico:

        – O curso de comissário, exigido pela ANAC e portanto, sem o qual você não pode exercer a profissão no Brasil é rápido. Se feito em aulas a semana toda à noite, por exemplo, leva uns 4 meses. Hoje em dia, em que não é preciso esperar uma das 3 bancas da época do DAC (sim, eu sou comissário há algum tempo), é mais tranquilo ainda: só descobrir uma escola homologada e fazer o curso. Logo, pra que levar anos gastando dezenas de milhares de reais se você pode se formar em meses gastando muito menos?

        Mas aí vem a questão do curso superior. Não é exigido e não costuma fazer diferença em seleção. Mas curso superior é sempre bom, ainda mais hoje que todo mundo tem. Mas eu não sei até onde não valeria a pena você fazer um curso mais multifacetado, como o de ADM, por exemplo. Afinal, no curso de Aviação você fica mais restrita. E depois que estiver voando, é muito complicado fazer qualquer faculdade, vejo isso por meus colegas que estudam.

        Mas vou te contar o que realmente conta pontos numa seleção de comissários além claro, da postura, educação e habilidade em liderar sem se impôr, e em trabalhar em equipe: idioma. Pra começar tem que falar bem português. Mas inglês, espanhol, francês, alemão, mandarim, árabe… tudo que vier é lucro. E na atual conjuntura, até o inglês, até pouco tempo atrás, relevado, é essencial. Então, antes de mais nada, aprenda inglês. É a língua universal da aviação (ainda bem, pois todas as outras que citei são bem mais difíceis). E aí vem a cereja do bolo:

        Pode ser sim desnecessário!

        Primeiro vamos olhar pra dentro: não tem emprego pra piloto, e muito menos pra comissário. Não é um bom momento. Não vai durar pra sempre, mas neste momento, não está nada fácil encontrar emprego como comissário. Fora uma seleção aqui e outra ali, e com tanta gente experiente desempregada, a coisa fica muito difícil pra quem está começando.

        Mas… (e tem sempre um “mas”) esta verdade não se aplica ao exterior. Em especial as àrabes estão selecionando comissários aos tufos. E elas vêm aqui selecionar! Emirates e Etihad de tempos em tempos aparecem por aqui. Tenho amigos voando praqueles lados, e eles gostam muito. É outra aviação, voos longos, aviação grande, salário em dólar. Muito diferente daqui, em que se ganha cada vez menos e, com a derrocada dos voos de longo curso, nem plano de carreira mais você tem. Vai começar fazendo a rota que estará fazendo daqui a dez anos, se bobear, ainda como auxiliar.

        Então, sinceramente, nada é mais prioridade do que INGLÊS. Além de ser requisito pra elas, ele vai te dar a oportunidade de pensar bem além de TAM/GOL/AZUL/AVIANCA. Faculdade? Faz sim, mas você já tem 18 anos, em meses pode estar apta a voar, não precisa esperar anos por isso. Se fizer, faz antes da faculdade e depois faz a faculdade (digo isso porque o mercado está assim, logo, depois do curso – que é curtinho – é provável que, infelizmente, vc tenha tempo de sobra pra fazer facul). Mas é aquela coisa, se conselho fosse bom a gente vendia, né. Bom, tem gente que vende. Mas eles se chamam “gerente de investimento”. Beijo, espero ter ajudado!

  42. Guilherme
    4 anos ago

    Raul, curso direito e desejo atuar na área da Aviação, com direito aeronáutico, etc…Também sou comissário formado porém ainda não realizei o exame da ANAC.

    Você acha que vale a pena fazer AC, no meu caso? Não pretendo ser piloto e provavelmente também não atuarei como comissário, o mais provável é que eu siga na carreira jurídica, mas desejo atuar na área da aeronáutica.

    Você acha que vale a pena fazer AC, no meu caso?

    • Raul Marinho
      4 anos ago

      Vc já pensou em fazer uma pós na área (Administração Aeroportuária ou Segurança de Voo) após formado em Direito? ACho que essa seria a solução mais interessante no seu caso.

    • Amanda
      3 anos ago

      Sou estudante de Aviação na UAM e digo que em breve terá pós de Direito Aeronáutico na instituição.

  43. Diego R.
    4 anos ago

    Raul, começo dizendo que adoro seu blog e o leio todos os dias. E quando vi essa reportagem tomei um choque de realidade sobre a UAM/ac . Tenho 16 anos e estava decidido a iniciar meu sonho de ser piloto na AM , mas lendo o post e os comentarios vi que estava muito enganado , e pra voce vale mais começar como PP ou fazer outra faculdade antes da de piloto? E o progama ASA da azul ele e a partir dos 18 anos e so faço na metade de 2015 e esperar por um processo seletivo correndo o risco de ser antes de completar a maior idade , e perder valiosos meses e tambem correr o risco dele nem ocorrer , vale a pena ? Abraçaao , obrigado desde jah !

    • Raul Marinho
      4 anos ago

      Olha, Diego, essa é uma questão muito difícil de opinar `qa distância, sem te conhecer. O que eu posso te dizer é que vc precisa se informar melhor sobre todas essas alternativas, de preferência conversar pessoalmente com quem trilhou os caminhos A, B e C, debater o assunto com seus pais (que, em última análise, é quem irá financiar seu projeto), etc. O curso da AM não é ruim, ele pode ser bom dependendo do que o sujeito queira; assim como o ASA não é uma opção excelente para todo mundo… Enfim, o que posso te falar é: informe-se, reflita, converse. E, principalmente, esqueça dessa história de “perder valiosos meses”. Com a sua idade, tempo é um dos ativos mais abundantes que vc tem.

  44. Yuri Pellin
    4 anos ago

    Raul, tenho 18 anos e me inscrevi para o vestibular de AC na anhembi morumbi, meu sonho é ingressar na área da aviação mas visto o comentário dos amigos em seu blog fiquei na dúvida. O que valeria mais a pena ?

    • Raul Marinho
      4 anos ago

      Se vc quer ser piloto, seu foco deve ser sempre a obtenção das carteiras de piloto. Se, além disso, também for possível fazer a faculdade de Aviação Civil, ótimo, faça as duas coisas.

  45. Diego
    4 anos ago

    Olá, tem que tirar o brevê de PP primeiro ,para depois ingressar no curso de ciências aeronáuticas na Puc-Go?

    • Raul Marinho
      4 anos ago

      Normalmente, os cursos de Ciências Aeronáuticas exigem que se tenha algumas horas de voo no curso de PP, não o PP checado. No caso da PUC-RS são 15h, mas não sei qual é a exigência da PUC-RS. Entre em contato com a secretaria da faculdade para saber.

  46. giovanne siqueira
    4 anos ago

    ola raul, por gentileza gostaria que tu me desse um conselho acerca de qual melhor caminho para se tornar piloto?!
    fazendo curso p.p e p.c pelos aeroclubes e depois fazer nivel superior em ciencias aeronauticas?
    cite tambem o nomes das melhores instituição para cursar .

    • Raul Marinho
      4 anos ago

      Giovanne, existem inúmeros fatores que podem influenciar na melhor estratégia de formação aeronáutica, que este blog explora em diversos textos. Não da para te dar uma resposta direta a esta pergunta, mas se vc tiver paciência para procurar, vc encontrara a resposta aqui.

  47. João Vítor Oliveira
    4 anos ago

    Pois bem, tenho 16 anos e ao terminar o ensino médio tentaria uma vaga pelo FIES na Fumec BH

    Seria uma boa escolha? Ciências Aeronáuticas na Fumec BH?

    Poderia mandar resposta por e-mail??? Abraços.

    • Raul Marinho
      4 anos ago

      Depende de vários fatores, não existe uma resposta simples para pergunta tão complexa.

  48. Thales Coelho
    4 anos ago

    O mesmo acontece com nós alunos da FUMEC. Estou finalizando o curso, nunca consegui um estágio, a única oportunidade em companhia aérea sempre foi no check-in. Sou já PC/MLTE/IFR, INVA, tenho ICAO 4, Jet Trainer, PLA Teórico. Em uma entrevista para Agente de Rampa na Líder Taxi Aéreo, fui descartado por ser piloto. O mesmo ocorreu em uma entrevista na Azul, quando eu ainda era PP. Vejo que o curso é válido pelo conhecimento, cursinho de aeroclube é só para as bancas da ANAC mesmo. Mas, emprego que é bom, algo prático, deixa a desejar. Hoje me arrependo de não ter feito Direito, como era meu plano inicial.

    • Lucas
      4 anos ago

      Estou pensando em entrar num aeroclube e fazer o curso de PP e depois PC .. Pelo que li nos comentarias e melhor do que fazer uma faculdade de AC .. Você me recomendaria fazer um curso superior de engenharia paralelamente como mecânica ??? E queria saber como o mercado está hoje , depois que terminar o PC consigo uma vaga em uma empresa aérea facilmente ???

      • Raul Marinho
        4 anos ago

        Fazer uma faculdade de Aviação Civil não lhe dá o direito de pilotar uma aeronave, é o curso de PP e PC do aeroclube que lhe dará esse direito.

        Se eu recomendo fazer engenharia mecânica… Bem, isso vai depender da sua estratégia profissional. Pode ser ótimo, mas pode não ser bom, não dá para opinar só com essa informação.

        Sobre conseguir “uma vaga em uma empresa aérea facilmente”, acho melhor vc ler o blog com mais regularidade…

  49. Gabriela A.
    4 anos ago

    Poxa, fiquei desorientada agora.
    Comecei o cursinho faz 1 mês no intuito de ganhar uma bolsa na Anhembi para o Curso de Aviação (já que pelo ProUni é 100% de bolsa e eu não pagaria nada). Mas e agora? Fazer um curso “semipresencial”, “barrela”, e que meu conhecimento nem vão ser tão bom assim? o.O

    Complicado e Frustrante.

    • Raul Marinho
      4 anos ago

      Gabriela, eu acho que o seu foco deve ser a formação prática de piloto. Resolvido isso, comece a pensar em faculdade.

      • Gabriela A.
        4 anos ago

        Sim! Eu havia pensado em fazer a faculdade, porque ficarei durante um tempo sem poder fazer o curso prático. Então, para não desperdiçar esse tempo, resolvi tentar uma vaga na Anhembi. Enfim… De qualquer forma seu conselho é válido. Muito obrigada e abçs.

  50. Daniel Ramos
    4 anos ago

    Eu estava quase decidido em fazer na UAM, mais ai conversei com um piloto e mudei totalmente de ideia, pra quem quer ser piloto, de inicio vale muito mais a pena fazer o curso de PP. e quando tiver mais grana fazer a faculdade, não que seria necessario…enfim, resumindo, irei fazer PP, PC, depois faço a faculdade,

  51. Breno Lopes
    4 anos ago

    Antes da UAM, eu fiz um ano de Análise de Sistemas na Fatec, porém por achar o curso de AVC, mais especifico para a área que eu sempre quis seguir, surgiu em 2012 a “grande” oportunidade, consegui com muito esforço uma bolsa integral na UAM, naquele exato momento não parei para avaliar a possibilidade daquele curso/universidade não serem tão vantajosos como pensará.
    No segundo semestre de 2012 iniciou-se a minha nova jornada, em um primeiro momento tudo parecia perfeito, no primeiro dia de aula fomos contemplados com a ilustre visita do coordenador do curso, um profissional engajado em PROMOVER o tão internacionalizado curso de AVIAÇÃO CIVIL.
    Hoje estou no 2º semestre e posso compreender perfeitamente os problemas deste curso, a meu ver, um curso que segundo a própria descrição habilita o profissional a trabalhar em áreas administrativas, se ao menos tem em sua grade curricular ESTATÍSTICA, por exemplo, assim fica muito complicado você ser reconhecido pelo mercado de trabalho, frequento a universidade três vezes por semana, pois segundo a metodologia deles, o aluno aprende muito mais com matérias online, que são totalmente inúteis. Cabe aqui ressaltar, o alto nível de conhecimentos/habilidades dos docentes deste curso, o problema em questão não são os mesmos, é sim a falta de suporte que os alunos dessa universidade enfrentam, pois é revoltante saber que estamos em uma UNIVERSIDADE SEM FRONTEIRA PARA INCOMPETÊNCIA.
    Este desabafo é de um aluno que contrariando a grande maioria, não se tornará APENAS MAIS UM FORMADO EM AVIAÇÃO CIVIL, sem ao menos saber o que vai ser depois de formado, SIM, esta é a grande QUESTÃO do curso, Pilotos?Administradores?Engenheiros?.Nós alunos não podemos fazer parte da grande maioria que terminaram a faculdade frustrados e sem expectativas de carreira.

  52. Jaqueline
    4 anos ago

    O grande problema da Anhembi, alem das discrepâncias administrativas claro, porque se uma universidade cobra tão caro na mensalidade, deveria ao menos oferecer papal higiênico nos banheiros, concordam?
    Enfim, ganhei uma bolsa na UAM/AC, porque quando escolhi este curso, achei, de verdade, que ele formava Pilotos!! haha, ingenuidade não é? Nem tanto, o Coordenador do nosso curso, o graaaande politico Gaspar, que hj comanda(infelizmente, sou mil vezes o Falconi) o Grupamento Aéreo da PM, nos passa uma ideia totalmente diferente do que vai ser ensinado. Sabe aquelas pessoas que iam no nosso colégio falar de um curso de informatica que não é nada daquilo? Pois bem!! Já no 2° semestre eu percebi que UMA não era nada daquilo que parecia se mostrar, dera-nos 3 aulas presenciais por semana e 3 on line!! Gaspar diz mt coisa e no fim nao diz nada!! o Simulador, era, segundo ele pra mostrar as aulas práticas de navegação aérea!! Só que, em NENHUM momento ele disse que precisava ser habilitado em PC pra poder usar!
    E o que todos os alunos pensam, inclusive eu quando terminarmos a faculdade: Vou ser graduado em que?? Em merda nenhuma!!
    Eu continuo nesse curso não porque ganhei uma bolsa. mas porque independente de ser um ó, vou ter um diploma, poque afinal, se eu não pensar assim, que motivação vou ter para continuar?
    Acho ideia de maluco essas pessoas que dizem que fazem AC pra PP e PC, Cara!! quer fazer PP e PC vai n aeroclube!! por 4 meses vc faz PP, na Anhembi vc paga 1.200,00 por mês! 1.200,00 pra não ter cortina nas janelas!! 1.200,00 pra ter carteiras sujas! 1.200,00 pra nao usar o simulador! Quem quiser fazer AC, por favor, pensam mt bem, pois 1.200,00 da pra pagar pelo menos 3 horas de voo todo mes!

  53. Driely Menezes da Silva
    4 anos ago

    Tenho 17 anos e iria tentar uma bolsa de estudos de AV na anhembi ano que vem, mas tbm tinha reparado que parece ser propaganda enganosa, pois eles falam que ao término do curso a pessoa pode trabalhar nas espresas aereas inicialmente como co-piloto, mas como isso é possivel se para ser piloto tem que ter p PP e PC pratico e na anhembi só é dado o teorico ?
    Meu sonho é ser piloto, porém não tenho o dinheiro a vista, pensei em trabalhar uns anos de aeromoça e ajuntar o dinheiro, é uma boa opção ?

  54. Daniel Ramos
    4 anos ago

    É de se discutir, dependendo da area que o cara for seguir, faça TRANSPORTE AEREO na Ung então…alguem conhece? http://www.ung.br/curso_graduacao.php?IDcurso=641

  55. Giovanna Ferreira
    4 anos ago

    O curso é reconhecido mundialmente sendo um dos melhores da America Latina. O que me espanta é que nós, ao chegarmos no 4 semestre(o qual inclusive eu estou agora), não temos oportunidades nenhuma no mercado. A faculdade não tem um sistema de estágios ou coisa assim para o nosso curso, que é extremamente especifico. Simplesmente estamos cercados de oportunidades que ironicamente nos dizem não estarmos preparados. Para ingressarmos em uma ‘TAM’ ‘GOL’ ou similares entramos como um agente de aeroporto ou coisa do tipo. Não desmerecendo a profissão, longe disso. Mas uma graduação como essa nos capacita apenas para agente?
    É triste perceber que um investimento tão alto chega a ser jogado fora. Vale a pena se formar em escolas de aviação e aeroclubes e depois cursar uma faculdade aleatória, já que o curso especifico não esta tendo chances justas no mercado. E eu posso afirmar que não é por falta de formandos e estudantes capacitados…

    • Raul Marinho
      4 anos ago

      Meu livro de formação aeronáutica também é um dos melhores da América Latina, se é que vc entende onde quis chegar…

      • Giovanna Ferreira
        4 anos ago

        Entendo perfeitamente. Mas se tratando de uma graduação tão séria, permito-me pensar que não é apenas uma jogada de marketing estratégico para nos ‘vender’ uma vaga na universidade. Há quesitos que são analisados e comparados para se ter um título desse. Enfim, não discuto a veracidade da colocação do curso como um dos melhores da América Latina, mas sim que em tal posição, a universidade como um todo deveria ter um planejamento e uma organização melhor para nos colocar(ajudar, indicar) em um mercado de trabalho conceituado, já que estamos em um curso ‘estreitamente’ especifico.

      • Renan Augusto
        3 anos ago

        Sou aluno ACV/ UAM, assim que entrei na faculdade comecei a destribuir currículos e dentro de um mês já fui chamado pela TAM para trabalhar registrado e com todos os direitos que um aeroviário tem, já em relação ao curso: deixa muito a desejar, em PP não aprendi navega pq o prof mais faltava do que ia e agora em PC é ele quem vai dar a matéria novamente, ou seja, não vamos aprender nada! Aconselho fazer um curso em aeroclube, mais barato e bem melhor!!

  56. Riccieri Leonardi
    4 anos ago

    Anhembi Morumbi ajudando a ingressar na área administrativa?
    Piada!

    Eu consegui “encarar” dois semestres da anhembi, depois percebi o quanto de dinheiro eu estava jogando no lixo…

    Mas como piloto eu posso falar, ai sim a anhembi é sua melhor opção!!!

    Porque???? Ah essa é simples!

    Porque somente ela vai te deixar preparado para enfrentar a ANAC!
    Depois de fazer anhembi pode ter certeza que enfrentar um processo na ANAC vai ser moleza!

    Bom brincadeiras a parte, a minha opinião é que se alguém considerar fazer essa faculdade procure primeiro por outras. A anhembi tem uma estrutura administrativa ridícula, onde você com certeza vai ter algum problema, tendo que gastar imensas horas tentando falar com alguém e nunca conseguindo resolver (Alguém notou semelhança com a ANAC ou sou só eu?).

    Alem disso a grade curricular não faz sentido nenhum como no caso exemplo deste tópico, pois quem for piloto vai ter pouquíssimas matérias uteis para a sua carreira, e quem quiser algo diferente encontrara um mercado que jamais vai valorizar esse currículo, o porque nem é preciso explicar ne!

    Sinceramente essa foi uma decepção na minha vida, pois sou piloto e larguei a UNICAMP pela ANHEMBI, procurando um curso mais adequado na minha areá, e foram só lamentações. Hoje faço outra faculdade de Ciências Aeronáuticas muuuuuuito superior a anhembi, em qualquer um dos aspectos.

    Somente alguns casos relacionados com a anhembi em um ano que fiquei la…

    – O simulador de IFR esta sempre quebrado! E os alunos mais antigos nem se lembram de ver ele funcionando.

    – A propaganda do JET TRAINNER é enganosa, pois é outra coisa que nunca esta funcionando, e que mesmo quando funcionando, alguns alunos fantasmas devem utilizar, pois não lembro de alguém ter contado que se inscreveu e conseguiu fazer o curso.

    – Quem dispensa disciplinas pelo fato de já ser piloto paga em torno de R$600 por materia, ou seja você já é piloto, pode eliminar as matérias de PP e PC mas paga algo em torno de R$6.000,00 no total para isso. Sem contar que eu briguei um ano para lançarem as minhas matérias no sistema e nada!

    – A grade curricular é ridicula! Porque que alguem que vai ser administrador precisa das materias de PP/PC, ou alguem que vai ser piloto precisa saber projetar uma pista? Eu sei, conhecimento nunca é demais, porém para um curso de 3 anos oferecido a duas categorias o conhecimento é de menos!

    – Muuuito mais, mas já cansei hehehe, então fica a dica, anhembi? Melhor pensar direito ….

  57. Chumbrega
    4 anos ago

    Esse tema já foi mais polêmico do que é hoje em dia… fazer ou não Ciências Aeronáuticas / Aviação Civil. Isso porque acho q o pessoal que se forma nesses cursos já entendeu o que acontece. Realmente pode ser frustrante para um estudante destes cursos não conseguir fazer estágio, e isso eu também estranho, uma vez que o estágio é uma posição mais entry-level, mais de aprendizado do que de força de trabalho propriamente dita.
    Agora, o que mais vejo são os estudantes desses cursos optarem por esta formação por “poderem trabalhar na área administrativa das aéreas”. Não é isso o que se vê na prática, salvo raras exceções. E essas exceções não ocupam cargos hierarquicamente altos. Sem querer desmerecer os estudantes desses cursos, e sem querer desmerecer quem trabalha como agente de aeroporto (a companhia precisa tanto deles quanto de nós), mas o que se vê é o que o colega falou: estudantes de CA / AC geralmente vão para essas posições (de menor remuneração e menor desafio intelectual). Via de regra, os gerentes e diretores de companhias aéreas ou são ex-militares (que tiveram instrução – não apenas de vôo – de alta qualidade) ou são pessoas com forte background acadêmico e com bastante experiência de vôo. O Grant da TAM tem essa formação, o Ivan Carvalho da Azul é engenheiro pela UFRJ, o Scorza da Gol é administrador, e por aí vai. Apenas para citar o exemplo das três maiores.
    Eu realmente aconselho a quem está iniciando na carreira a NÃO FAZER CA / AC. A mensalidade é cara, essa grana pode ser usada pra pagar as carteiras, as faculdades em sua maioria não são boas e não oferecem a estrutura necessária para o curso. Estude bastante, passe em uma universidade pública e num curso que realmente vai agregar conhecimento, e use a grana das mensalidades para tirar as carteiras. Analisem friamente: se você for um recrutador da área de engenharia da TAM, e precisasse de alguém que durante o estágio possa desempenhar tarefas relativamente complexas. Onde vc acha que tem mais probabilidade de achar esse cara: na engenharia mecanica da Poli ou na anhembi morumbi?

  58. Eduardo Godoi
    4 anos ago

    Sem contar com essa parte mentirosa da Anhembi Morumbi, vocês acham que a faculdade AHM é valorizada na nossa carreira ou somente a PUC-RS é realmente reconhecida e benéfica para a formação do piloto?

    • Raul Marinho
      4 anos ago

      Depende muito. Para a Azul, por exemplo, somente os formados na PUC-RS é que desfrutam de privilégios na contratação – basicamente, os mesmos de quem se forma pelo programa ASA. Para os demais processos seletivos, geralmente o que é um diferencial é somente o nível superior, não importando se ele foi obtido na UMA, na PUC-RS, ou mesmo se é um curso convencional (Engenharia, Letras, Psicologia, etc.). Na TAM, por exemplo, que adota um sistema de pontos, é assim.

      • Eduardo Godoi
        4 anos ago

        Em breve – como você disse anteriormente – iremos ter a UniAzul, você acha que há uma certa probabilidade desta ser a melhor opção de Graduação?

        • Raul Marinho
          4 anos ago

          A UniAzul será o centro de treinamento unificado da Azul e da Trip, não uma universidade aberta ao público, como a UAM ou a PUC-RS.

      • João
        4 anos ago

        Bom dia Raul, hoje eu curso Engenharia de Minas no instituto federal do espirito santo, e o pessoal do aeroclube me pediu para não largar minha faculdade pra trocar por outra como ciências aeronáuticas, o que eu não entendi é o que vale um engenheiro de minas para disputar vaga em uma empresa aérea?

        • Raul Marinho
          4 anos ago

          O pessoal do aeroclube está certo! As cias aéreas estão muito mais interessadas num profissional com uma boa formação acadêmica não especializada (como é o caso do seu curso de Engenharia em UF), do que um sujeito (mal) formado numa faculdade particular especializada. Fique onde vc está que será muito mais negócio para vc, além de bem mais barato.

          • João
            4 anos ago

            Muito obrigado pelo conselho Raul, grande abraço!

            • Chumbrega
              4 anos ago

              O povo do aeroclube tá certíssimo!!!
              Faça um favor a voce e a sua família… fique na engenharia. VOCÊ NÃO VAI SE ARREPENDER.

  59. Daniel Asseff Souza
    4 anos ago

    Qual seria o melhor curso pra se fazer para um futuro piloto? Exclui-se C.A e A.V., que pretendo fazer como complementar depois de empregado e de vida estável.

  60. Fabio Junior
    4 anos ago

    Qual a diferença de Ciências Aeronáuticas para Aviação Civil?

  61. Paulo Alexandre
    4 anos ago

    Creio que um curso de comissario é muito mais barato, muito mais rápido, e tem um ótimo salario.

  62. Alexandre Fabiano
    4 anos ago

    Se o curso fosse de boa qualidade, ele auxiliaria os já pilotos que tivessem o interesse de aprender “noções” de administração, marketing, etc, e daria esta noção aos iniciantes, que teóricamente chegariam no mercado com um “algo mais para oferecer”.Cada vez mais, essa “noção” vem se tornando útil na vida de um piloto, principalmente naqueles que se interessam por uma carreira internacional.
    Não posso julgar pois não conheço os Cursos atuais de Ciências Aeronáuticas e afins, mas pelos comentários que venham lido, não bem um “bom curso” que as faculdades que possuem este curso, vem oferecendo…

  63. Cocite
    4 anos ago

    Fiz me PP em 1999 no Aeroclube de São Paulo, Tinha 17 anos e na época tinha um “grande” professor que se chamava Marcelino. A primeira coisa que ele nos disse no primeiro dia de aula foi: Pessoal, façam uma faculdade focada em outra profissão, pois a aviação é uma carreira muito curta!!!! Aí ele nos deu o seguinte exemplo: Imagine você casado com filhos trabalhando como piloto, e de repente dá um problema e você perde o CCF, o que fazer???? Isso foi decisivo na escolha do meu curso superior.

    • Raul Marinho
      4 anos ago

      Grande Marcelino! Também foi meu professor, e é um excelente profissional e ótima pessoa.

      O caso é que a UAM se apropriou deste conselho do nosso amigo palmeirense, e alega que a formação em Aviação Civil serve justamente como esse seguro de CCF/CMA… Mas, como vimos no relato do estudante da faculdade neste post, não é bem assim que a coisa acontece.

      Além disso, há o fato de que o principal risco que um piloto corre não é perder o CCF, e sim a aviação ir para o buraco (que é onde ela está hoje, por sinal). Aí, mesmo que o curso de Aviação Civil servisse para ela conseguir um emprego na área, isso de nada adiantaria já que o setor está ruim. Já um curso genérico, como o de Administração, serve para você tranbalhar na aviação, em banco, em indústria, no comércio, etc.

  64. Matheus
    4 anos ago

    A PUC-GO também para a colação de grau necessita de PC checado (200 horas).

  65. Cocite
    4 anos ago

    Fiz me PP em 1999 no Aeroclube de São Paulo, Tinha 17 anos e na época tinha um “grande” professor que se chamava Marcelino. A primeira coisa que ele nos disse no primeiro dia de aula foi: Pessoal, façam uma faculdade focada em outra profissão, pois a aviação é uma carreira muito curta!!!! Aí ele nos deu o seguinte exemplo: Imagine você casado com filhos trabalhando como piloto, e de repente dá um problema e você perde o CCF, o que fazer???? Isso foi decisivo na escolha do meu curso superior.

  66. augusto
    4 anos ago

    Nossa, complicado em? Já pensei nessa possibilidade (financiar o curso de CA/AC para trabalhar em um aeroporto e ir pagando as horas de vôo) mas vi que não era uma boa.

Deixe uma resposta