Para Ser Piloto

Formação Aeronáutica e Segurança de Voo

DCERTA: um sistema da ANAC que realmente funciona!

6 Comentários

DCERTA

A gente está tão acostumado a falar mal dos sistemas da ANAC, que é um alento quando aparece um que cumpre com a sua função com eficiência. E é este o caso do DCERTA, um sistema que realmente funciona, que segue explicado no folheto acima, preparado pelo nosso amigo Freddy Silva.

About these ads

6 thoughts on “DCERTA: um sistema da ANAC que realmente funciona!

  1. Não sou piloto, mas trabalho na área da aviação, como Operador de Aeródromo. Em todos os curso relacionados com a Segurança Operacional que fiz na ANAC, ela soube vender muito bem o Sistema DCERTA. Acredito que seja uma ferramenta muito eficiente para prevenir falcatruas de pilotos utilizando o CANAC de outros companheiros e também como fiscalização e controle de órgãos como ANAC e DECEA.
    Parabéns à ANAC!!!

  2. Eu recebi uma informação sobre um vôo realizado com meu CANAC pelo Aeroclube de Presidente Prudente, sendo que nem PP checado eu sou ainda. Bom, é minha única experiência com o DCERTA.

  3. Hehe…Quando eu ví a “chamada” desse post, pensei que estava em “Tom Irônico”!
    Quantas Declarações de Conformidade vocês já preencheram?
    Como tudo nesse País, que depende de algum órgão governamental, o DECERTA funcionaria muito bem se….Bem…Quantas linhas posso escrever aqui no WordPress?
    O caso é o seguinte:
    Você pede o recheque 3 meses antes do vencimento.
    No mês do vencimento, não tem Checador e você entra no “mês de prorrogação automática”.
    Você consegue finalmente checar, mas o sistema só vai ser atualizado “só Deus sabe quando”.
    O DECERTA então considera suas CHT’s como vencidas e você simplesmente não consegue mais fazer nenhum FPLN. Aí, tudo bem, você preenche a tal “declaração”, VOCÊ afirmando e se responsabilizando pela validade das CHT’s.
    É nesse ponto que o DECERTA vira “História”!
    Se você deixar tudo vencer, andar por aí com um maço destas declarações, preenchê-las presencialmente, ou enviar por FAX(não pode ser por Email!) para a respectiva AIS, o vôo vai ser efetuado do mesmo jeito.
    Sem contar que o sistema não te impede de preencher um plano de vôo com o código de outra pessoa, principalmente se for “de comum acordo”.
    Se o DECERTA funcionasse direito, acho que deveria ser aplicado na 91, 121, 135, ou seja, em todos os setores onde a coisa pode descambar pro “lado negro”.
    Acredito que melhor do que fiscalizar de forma “Demagógica”, seria punir de forma exemplar.
    A FAA tem DECERTA, ou algo parecido?

  4. Para a seriedade da 121… tudo bem.
    Para pilotos que usam CANAC de outro (sem um fiscal de SAC p/ fazer umas incertas, “sine die”), ou IAM em oficinas pouco vistoriadas… bem…

    • O DCERTA, na realidade, é voltado para a aviação geral, ele nem faz sentido para a 121.
      E o sistema não é a solução para todos os problemas de fiscalização – que, de fato, é deficiente – mas, para o que se propõe, funciona muito bem, sim.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 2.096 outros seguidores