“Gol estabelece bônus polêmico para pilotos por economia de combustível”

By: Author Raul MarinhoPosted on
2179Views16

Lá vem mais uma invenção de moda da Gol… Depois de tentar aumentar o faturamento vendendo sanduba nos voos, agora a ideia é dar uns trocados para os comandantes economizarem querosene – vide esta matéria da Folha de hoje.  Uma ideia que, se fosse boa, já estaria sendo utilizada por todas as companhias do mundo, já que não é de hoje que se pena nisso. Tomara que eles desistam disso antes de um comandante mais afoito derrubar um avião por pane seca.

16 comments

  1. André de Sousa Araújo
    5 anos ago

    Raul,

    Concordo que tenha ter cuidado de tudo que se fala sobre economia na aviação. Mas nem sempre desperdício é segurança, e nem sempre economia é risco.

    Só discordo veementemente da sua frase:

    “Uma ideia que, se fosse boa, já estaria sendo utilizada por todas as companhias do mundo,”

    É famosa falácia do “apelido a maioria”. É um argumento vazio, é como se você dissesse uma coisa só pode ser boa, se primeiro a grande maioria utilizar ou se todas utilizarem, que é o caso.

    Nada impede que seja uma boa solução. Só realmente entendendo os detalhes… mas é legal não julgar antes, né?

    Não acho que a GOL seja tão inconsequente para trocar uma economia de milhares de dólares para um prejuízo de um acidente de milhões de dólares.

    Abraços,

    • Raul Marinho
      5 anos ago

      Pois é… De acordo com o comentário do FVeiga, talvez minha afirmação tenha sido realmente infeliz.

  2. FVeiga
    5 anos ago

    Caro Raul, aqui na Asia muitas empresas usam esses bonus. Na verdade, muito Cmtes que conheco egordam salarios, mas nao fazem invencoes.
    Devido acumulo de trafego, muitas navegacoes aqui vem com FL’s mais baixos e os 10% de contingencia.
    A meta é apenas nao acrescentar muito Fuel (e se acrescentar, ter um motivo razoavel: Ex. Met) e tentar gastar igual ou menos que a navegacao.
    Entao fica facil. Voa-se num nivel mais alto (Nivel Otimo), pede proa direta (evitando certas “curvas” da Sid, aerovia ou Star) voa no Mach economico e faz (ou tenta fazer) uma descida constante.
    Sem milagres, por aqui deve-se passar o externo configurado. Sem negociacoes kkk
    (Nada de evitar reversos, ar condicionado, motor desligado, etc…como diz a materia. Bem simples)
    Abs!

  3. A American tem uma filosofia “anti-desperdício” legal:

    http://www.aa.com/i18n/amrcorp/newsroom/fuel-smart.jsp

    A diferença é que o funcionário não é bonificado (em dinheiro) por isso.

  4. Marcelo
    5 anos ago

    Raul,

    Trabalho a dezessete anos com gestão de riscos e realmente cortar custos aumentando os riscos é uma temeridade, porém creio que esta não é a estratégia da GOL, na matéria veiculada pela FSP está claro que a empresa vai monitorar o comportamento dos Cmtes, e nós sabemos que existem várias formas de se fazer isso, ou seja aprimorar os controles é a melhor forma de mitigar os riscos inerentes a esta medida e assim atingir a redução de custos desejada.

    Lembro também que a mesma matéria cita que a Lufthansa já dota prática semelhante.

    Abraços, e parabéns pelo excelente espaço que vc mantém para falarmos sobre aviação

  5. J.Vaz
    5 anos ago

    Um B-727 da Vasp, Serra da Pacatuba, Fortaleza-CE. Eu li que o comandante gostava de economizar combustível, encurtava o procedimento que deveria ser todo IFR. Descidas mais acentuadas, pernas mais curtas, tudo fora dos padrões. Os “donos” da Vasp gostavam, mas os co-pilotos arrepiavam. Desceu antes da hora e mais do que devia… e surgiu um morrote na sua frente. Não obstante ser avisado pelo copila, não fez nada pra evitar o impacto. Avião, tripulação e passageiros foram literalmente pulverizados.

    • Chumbrega
      5 anos ago

      Ou eu deixei de entender alguma coisa,ou o comentário não faz sentido. Como e q descer antes e voar nivelado baixo vai economizar combustível?

  6. Sander Ruscigno
    5 anos ago

    Isso para não falar na desestimulação velada a não realização de arremetidas.
    Se não me falha a memória uma arremetida, considerando toda a execução do novo procedimento, consome em média 1500 kg de querosene.

    • Rubens
      5 anos ago

      Esta questao da arremetida é muito importante. O piloto que arremete, deveria ser apaludido no entanto é é visto (erroneamente) como cagão. Agora alem de covarde, inseguro será taxado também um perdulário sabotando o bonus, digo, a meta de economia

    • Chumbrega
      5 anos ago

      Não sei se isso aconteceria. Se a aeronave chegou em uma circunstância em q deveria arremeter e não o fez,e bem provável q o cara tome FOQA. Em todo lugar,e na Gol em especial, e muito melhor não tomar FOQA do q economizar 50 quilinhos.

  7. augustogentile
    5 anos ago

    Cancela o ifr na terminal, aproximação power off?

    Flap no talo pra pousar curto sem reverso?

    Corta um motor no táxi?

    Sugestões? Rsrsrsrs!

    • Gilberto Bazilio
      5 anos ago

      Os Atr’s utilizam a tatica de um só motor né, mas acho que Flaps no talo vai ser válido hehehehe, será que vai ter competição entre comandantes pra ver quem livra primeiro?

      • augustogentile
        5 anos ago

        Hahaha! Muito boa essa!
        Imagino os caras na fonia pra ver quem livra antes!

Deixe uma resposta