Um acidente como você nunca viu!

By: Author Raul MarinhoPosted on
311Views6

Compartilho a seguir as imagens de um acidente aeronáutico absurdamente inusitado, que o nosso amigo Freddy Silva me enviou. Após a feira de  Oshkosh do ano passado, dois amigos estão retornando para o Canadá em um RV-6. A pista de táxi está lotada, e o tráfego para a toda hora. Numa dessas paradas, o Grumman TBM Avenger que vinha atrás não consegue frear, e avança sobre o RV-6, com sua hélice dilacerando metade do avião à frente. O passageiro, que vinha atrás, morre na hora; mas o piloto, por incrível que pareça, não sofre um aranhão! Incrível, não!?

acidente rv

6 comments

  1. Enderson Rafael
    4 anos ago

    Vídeo excelente do Willen! E apresentado pela incrível Patty Wagstaff. Bateu uma saudade imensa da FAA agora, ainda mais vendo a Patty voando na sua base em St Augustine (KSGJ), aeroporto da minha primeira navega solo…

  2. Geovani
    4 anos ago

    Falta de atenção…e o RV 6 é lado a lado e não em tandem, isso sim que surpreende. Foi muita sorte do sobrevivente.

  3. Willen Cmte
    4 anos ago

    Acidentes assim, poderiam ser evitados? Talvez, melhor levantar a possibilidade de que sim, poderiam ser evitados do que apenas ler esse artigo e se impressionar com as fotos, que são de fato impressionantes.
    Sugiro aos pilotos iniciantes ver esse video aos 6:35min http://youtu.be/0h82fs5UblY
    Bons estudos!

  4. André
    4 anos ago

    Nunca havia visto, nem sonhava ver… Acidentes deste tipo não são uma novidade para mim; embora não tenha sido testemunha de nenhum, já vi fotos de laterais, caudas, asas… tudo devidamente liquidificado. Até os Mithbusters já andaram caçando algo a este respeito se não me falha a memória. Mas a brutalidade deste acidente; imaginar alguém ali…
    Talvez porque o comentário esteja sendo escrito ainda no impacto da surpresa com o fato, me impressionou mais que muita queda.
    Seja como for, aeronaves com trem convencional possuem um ângulo de visão desfavorável; são como uma caminhonete subindo ladeira de ré: você vê o que está longe, não o que está perto (salvo se puser a cabeça para fora).
    Mesmo assim, fico imaginando mil coisas – buscando ao menos uma que me faça aceitar a possibilidade de colidir assim. Para nós, sobreviventes, ficou o alerta e a tristeza pelos que se foram e pelo atropelador – que ficou para conviver com esta tragédia. Peçamos todos a Deus que nunca nos coloque sequer no risco de ferir alguém.

  5. tropesko
    4 anos ago

    Assustador.. incrível é que a hélice da aeronave maior parece estrear intacta.

Deixe uma resposta