Windshear na decolagem

By: Author Raul MarinhoPosted on
297Views0

O nosso amigo Rodrigo Silva enviou um link para um artigo da The Aviation Herald – “Report: Qantas B738 at Perth on Dec 4th 2012, windshear on takeoff run past V1” – que relata o drama de um B737 que quase não consegue decolar devido a uma windshear logo após a V1. É interessante ler o artigo porque nele vê-se que a situação não poderia ser mais tranquila: CAVOK, ventinho de 8KT… Mas, de repente, tudo muda, e se não fosse a extrema habilidade da tripulação, a casa – ou melhor, o avião! – teria caído.

Eu mesmo vivi uma situação muito semelhante na minha 6ª hora de voo de instrução do PP, no Campo de Marte (veja a “situação #1 neste post). A diferença é que a windshear me pegou cruzando a cabeceira oposta – mesmo porque o Cherokee não teria problemas em abortar a decolagem na “V1” (que, a rigor, nem existe numa aeronave com esta performance) -, mas o que me salvou foi o mesmo que evitou o acidente com o Boeing da Austrália: a extrema perícia do piloto (no caso, o instrutor, pois o máximo que eu fiz foi não atrapalhar).

 

 

Deixe uma resposta