FAA passa a exigir PLA checado para copilotos da aviação comercial

By: Author Raul MarinhoPosted on
337Views7

Novo regulamento para ATPL – FAA

Conforme antecipei há mais de um ano neste post – “FAA estuda obrigatoriedade de PLA checado para copilotos” -, a FAA publicou no último dia 10/07 o regulamento (vide PDF do link acima) que torna obrigatório que copilotos da aviação comercial (‘121’) tenham a ATPL checada (equivalente ao nosso PLA), o que implica em um mínimo de 1.500h de voo (1.000h, se o piloto tiver curso superior de Ciências Aeronáuticas, ou 750h se for ex-piloto militar). Sabendo que a ANAC costuma se “inspirar” na regulamentação da FAA para editar suas próprias normas, não é difícil que esta regra também passe a valer no Brasil no médio prazo – muito embora, até o momento, a ANAC não tenha dado nenhum sinal neste sentido.

 

7 comments

  1. Enderson Rafael
    4 anos ago

    Esse tipo de norma – no caso veio de uma inspiração atravessada do Colgan Air – sempre encontra um problema: oferta/demanda. Agora, com pilotos experientes sobrando, e vagas na 121 faltando, as cias não teriam dificuldades em arrumar quem cumpra os requisitos. Mas num cenário diferente – e o próprio shortage pode provocá-lo por lá em pouco tempo – vai faltar copiloto. E aí, faz o quê? Deixa os aviões no chão? Nem tudo se resolve no tapetão. Um exemplo disso é o que está acontecendo no Brasil com a história das 200h PIC pra INVA. Oremos.

  2. Renato
    4 anos ago

    Em relação aos INVAs do Brasil, caso a ANAC adote tal regra, dois cenários podem se desenvolver com essa mudança:

    1) Pelo fato de aspirantes à pilotos de linha aérea serem obrigados a acumular 1,500 horas de voo, acredito que a grande maioria optará por tornar-se instrutor para acumular essas horas. Isso pode levar à valorização do profissional, tornando a função de instrutor uma ‘carreira’, e não um trampolim.

    2) Bom, em se tratando de Brasil, pode ocorrer justamente o oposto. O fato de o INVA ser o caminho mais fácil para atingir essas 1,500 horas, o mercado vai ficar superlotado de PCs com habilitação de INVA, e os donos de escola de aviação vão poder barganhar o salário, e provavelmente muita gente vai trabalhar em troca de alojamento e refeição.

  3. Gustavo
    4 anos ago

    eu creio que essa vai ser um tedencia mundial, porem na falta de pilotos, pode ser que abram mais algumas outras normas dentro desse processo, vamos ver.

  4. Eder Barros Carmo
    4 anos ago

    em se tratando de maior segurança e eficiência, ótimo.. agora ter que voar 1500hs pra ser co-piloto é barra hein!!! Vai desanimar muuuuita gente se realmente a Anac adotar mais essa da FAA

  5. Gustavo
    4 anos ago

    Estou morando no US agora, sim, CFI vai ser a ajuda para obter essas horas.

  6. André Pavin
    4 anos ago

    Bom, pelo menos sabemos que até para copiar a ANAC tem problema, e se copiar acredito eu que o prazo para entrar nos conformes irá ser prorrogado, uma, duas, três, vezes. Esperar pra ver.

Deixe uma resposta