O que nossos políticos pensam sobre a aviação

By: Author Raul MarinhoPosted on
326Views8

Vejam no vídeo abaixo a entrevista do Secretário de Turismo da Bahia, Domingos Leonelli, concedida à TV Panrotas, sobre a abertura da aviação doméstica brasileira. Na realidade, o que ele propõe é o programa de importação de profissionais da medicina cubanos (não se pode falar em “médicos”, já que estes não teriam os diplomas validados no Brasil) aplicado à aviação. Lembrem-se que, pela proposta original do governo, o SUS não iria contratar médicos cubanos, e sim contratar o governo cubano que, por sua vez, alocaria os seus médicos no Brasil, ficando com a maior parte da receita. É o que o sr. Leonelli agora propõe: abrir o mercado para as companhias estrangeiras, e estas que tragam seus pilotos. Jhênyo, né?

8 comments

  1. Sergio M Costa
    4 anos ago

    Os amigos Jaber e Anselmo disseram tudo.
    O Secretario perdeu uma grande oportunidade de ficar calado ! Demonstrou absoluto desconhecimento do problema.
    Como Secretario de governo, antes de emitir uma declaracao, deveria estudar o assunto de maneira a poder entender o porque de as empresas aereas diminuirem a oferta de voos para sua regiao e, a partir de entao, procurar agir visando a reversao da situacao.
    Mas nao e de se estranhar. Este e o padrao do funcionario pago pelo contribuinte brasileiro.

  2. Antonio Ribeiro
    4 anos ago

    Não adianta ele querer abrir o mercado (e aumentar o desemprego, diga-se de passagem) se o povo não vai ter dinheiro e as empresas não terão a infraestrutura adequada e o dinheiro necessário para contratar funcionários e comprar aeronaves, além de fazer os investimentos necessários.

    No caso do povo e das empresas, o problema é o mesmo: Alta do dólar e da inflação e uma pesada carga de impostos. E mesmo com esses protestos, a morosidade dos políticos é a mesma, se não for até maior. E esse paspalho ainda quer aumentar o problema. Do que adianta ter voos se não terão passageiros? Essas cias estrangeiras irão debandar logo nos primeiros meses!

  3. Anselmo
    4 anos ago

    Já que a moda é importar oq não funciona no Brasil, gostaria de propor a importação de gestores públicos. Pode ser lá dos países nórdicos… São eficientes, tem excelente formação, são competentes, trabalham por muito menos e produzem muito mais… E não falam como se estivessem com a boca cheia de estrume…

  4. Daniel Andrade
    4 anos ago

    Bem, costumo ler com freqüência o Para ser piloto e sempre encontro aqui matérias e opiniões a partir dos óculos de pilotos, ou seja, pessoas pró companhias aéreas, a personalidade que faz frente a expansão do mercado aéreo . O ponto de vista de Sr. Secretario é muito interessante uma vez que, mesmo eu não tendo informação alguma para corroborar seu parecer me faz analisar algumas situações.

    Quando uma companhia aérea começa a ofertar destinos, isso previamente passou por uma analise dos órgãos públicos, e se alguém autorizou 1000 vôos para Salvador e hoje há apenas 500, há que se ver como estão sendo emitidas essas autorizações, se você deseja ofertar, você tem que garantir. Então Sr. Secretario, reveja isso, se isso está acontecendo é por que o governo permitiu. Se hoje temos grupos internacionais, detentores e controladores de empresas do mercado nacional, é por que alguém também permitiu.

  5. jabertecnico
    4 anos ago

    Reblogged this on pilotoiniciante and commented:
    Adicione suas ideias aqui… (opcional)

  6. Jáber Lima
    4 anos ago

    É a imagem absoluta e fidedigna da grande maioria dos políticos do Brasil. O cara não tem ideia do que está falando.
    Deveria ele, antes de falar pelos cotovelos, estudar e analisar a real situação da aviação no Brasil.
    Como diria uma figura muito conhecida: Perdoe Senhor, ele não sabe o que fala!!!!

Deixe uma resposta