“TAM inicia negociação com sindicato para corte de até 1 mil funcionários”

By: Author Raul MarinhoPosted on
324Views11

Acabou de sair no G1: “TAM inicia negociação com sindicato para corte de até 1 mil funcionários – Serão afetados apenas postos de trabalho da tripulação, diz companhia. Preço do combustível e câmbio desfavorável afetaram custos, afirma“. Agora sabemos o tamanho do problema, embora não esteja especificado ainda quantos, destes mil, serão comandantes, copilotos, e comissários. Mas já se sabe que não serão poucos…

11 comments

  1. João Franco
    4 anos ago

    Ótimo comentário do Enderson, é claro males que vem para bem… O importante é unirmos nossa categoria na medida do possível um ajudando o outro que no final tudo se resolve…
    Boa sorte a todos os envolvidos! Forte abraço.

  2. Enderson Rafael
    4 anos ago

    Muitos dos PCs recém formados desempregados de 2001-2003, quando só quem entrava nas cias era o povo com carteira de MD-11, hoje são comandantes de Boeing e Airbus. E faz “só” dez anos. Eu também estou triste com o cenário, preocupado pelos colegas que perderam e ainda perderão o emprego, e claro, preocupado comigo mesmo, que investi alto pra poder ser piloto e com quem está no mesmo barco que eu. Mas ao mesmo tempo que o cenário da economia brasileira nos próximos anos é péssimo, a infra-estrutura aeroportuária, um dos grandes gargalos, deve melhorar e permitir que a aviação cresça por aqui. Além disso, o mercado é muito mais globalizado, e muitos de nós estão percebendo – e se preparando – para emigrar rumo a uma vida e uma aviação muito mais desenvolvida mundo afora. Então, por mais negro que o cenário pareça e se desenhe, acho que ainda temos chance. E é aquela coisa: muita gente ficou pelo caminho, mas todos os que conseguiram chegar no cockpit de uma aeronave de forma remunerada têm algo em comum: não desistiram.

  3. Pedro Nogueira
    4 anos ago

    Alguns reclamam com razão , dos baixos salários ( Comparado com nosso investimento ) pagos pela AzulTrip SA , mas ninguém no meio aéreo escuta sobre demissões desta empresa , em termos de estabilidade profissional e plano de carreira eles dão um banho NA MINHA OPINIÃO , em Tam e Gol , que dão passos maiores que as pernas . Outra que não posso deixar de citar é a Avianca , que não dá PASSOS MAIORES QUE AS PERNAS. Essa galera que vai rodar nos próximos meses( copilas e Cmdts) , se quiserem penso que podem conseguir voar no exterior . Raul , te parabenizo pela iniciativa do paraserpiloto , muito boa. Gostaria de escrever mais .. mas não tenho tempo !

    Abraços , Pedro.

  4. jabertecnico
    4 anos ago

    Esse tipo de notícia é extremamente desestimulante. Fico pensando se o investimento tão grande, pelo menos pra mim, não ficará perdido por falta de oportunidade depois das carteiras checadas.
    Mas, ainda assim prefiro correr o risco e realizar meu sonho…

    • Raul Marinho
      4 anos ago

      Se estivéssemos em 2008/09/10, vc estaria superseguro com o seu curso, e encontraria esse mercado horroroso ao se formar… Por isso, não se abale com essas notícias, pois qdo vc entrar no mercado a situação pode ser muito diferente.

      • FVeiga
        4 anos ago

        Boa Raul !
        Quando eu estava iniciando o teorico de PP, a TransBrasil e Vasp demitiam.
        Qdo eu procurava emprego a TB fechou.
        4 anos depois de formado e sempre voando Taxi ou Particulares, a Vasp (inacreditavelmente!!) me chamou.
        3 anos depois a VSP tbem fechou, mas ja tinha me dado o que eu precisava, horas de 737.

        Jaber, a unica forma de vc nao realizar seu sonho, é desistindo no começo.

        Lembre-se dos numeros da Boeing/Airbus pelos proximos 20 anos.
        O grafico é positivo no longo prazo, mas no curto prazo sempre tem … …. …. valas.
        Alguem vai ter que voar isso tudo.
        Um abracao.

  5. Rodrigo
    4 anos ago

    Sumiu o céu de brigadeiro, vem tempestade por aí.

    • Julio Petruchio
      4 anos ago

      É. E com ele o “apagão de pilotos” também…

    • Raul Marinho
      4 anos ago

      Que céu de brigadeiro? A situação já não estava aquelas coisas…

Deixe uma resposta