Aos interessados em voar na China

By: Author Raul MarinhoPosted on
645Views9

Há vários meses, eu estou preparando um extenso material sobre como voar no exterior – que, confesso, não tem sido uma tarefa fácil, mas um dia eu chego lá! Porém, neste momento, acho que vale a pena oferecer um atalho, especialmente para o pessoal que está sendo demitido da TAM, que deve estar mais angustiado. Então, neste sentido, eu gostaria de passar o contato do amigo Marcus Trovão (que é ex-comandante da TAM, por sinal), que recentemente começou a voar na China (Chengdu), e que está com todo o processo de contratação atualizado. Inclusive, informa o Trovão, a companhia em que ele trabalha está contratando neste momento.

O Trovão está chegando sábado ao Rio de Janeiro, e ficará por lá até o dia 20/08. Neste período, ele está se oferecendo para atender aos colegas. os interessados, peço que entrem em contato comigo, que eu os encaminharei a ele.

Boa sorte a todos!

9 comments

  1. Ziede
    4 anos ago

    Voei na China por 4 anos e trabalhei na Shenzhen, contratado pela FRI. Quero alertar que esse “broker” é administrado pela própria Shenzhen, são pessoas incompetentes, desinteressadas pelos contratados, fazem tudo para não pagar o salário acordado e JAMAIS farão nada pelos contratados. Contratos na China não são cumpridos, seja pela agência seja pela empresa, conforme os termos acordados e as punições são frequentes, sempre pecuniárias e de alto valor (por vezes o valor total do salário mensal). Quem quiser detalhes pode fazer contato comigo: oiziede@gmail.com

  2. MARCOS PAULO
    4 anos ago

    BOA NOITE SENHORES,
    GOSTARIA DE SABER INFORMAÇÕES ACERCA DA EMPREGOS FORA DO BRASIL PARA PILOTO DE ASAS ROTATIVAS.

  3. Wagner W. Müller
    4 anos ago

    Prezado João e outros interessados : Voar fora do Brasil ( para Brasileiros ) requer : 1 – Ser habilitado no equipamento em que você se candidatará na Empresa Aérea estrangeira, 2 – Possuir os documentos necessários para preencher os formulários do Application para o emprego, 3 – Submeter os formulários preenchidos à Empresa ( ou à Agência de Contratação de Pilotos ) e aguardar ser chamado para e entrevista, 4 – Ao ser aprovado iniciar o Treinamento, que via de regra começa com um Curso para realização do Exame escrito para convalidação de sua licença no País contratante, 5 – Aprovado na convalidação o que é trivial na Aviação ( Ground School e Simulador completo ) com Cheque em Simulador para validação de sua licença no País contratante, e início de Instrução em rota para posterior cheque de rota. Somente após todos estes passos, você terá a licença do País contratante, e portanto apto a receger o salário integral, e não o de Trainee. Observe que 2 ítens são fundamentais nesse processo todo, a saber : Ter Log Book atualizado e que coincida com as cartas das Empresas em termos de horas voadas ( PIC / SIC / Noturno / Diurno / Navegação etc etc ) e ter ICAO ao menos nível 4, sendo que algumas Empresas pedem ICAO 5. Qualquer dúvida escreva que respondo.

  4. João
    4 anos ago

    Raul, estou interessado nesse material, a meses procuro me informar a respeito de como voar fora do país e a única coisa que é me passado é aprender inglês. Está certo que hoje em dia é mais do que uma obrigação aprender inglês, mas para voar em um pais como a china o inglês fluente é o que fala mais alto?

    • Além do inglês (mínimo LEVEL 4), é importante estar documentado no formato exigido internacionalmente, tanto em termos do CV que é enviado, quanto do Logbook (ideal é manter um logbook clássico, no formato internacional; os eletrônicos até são aceitos, mas com certa reserva, dependendo da empresa e/ou país). A esse respeito, faço minhas as palavras do Cte. W.W. Muller, num comentário anterior.

  5. Diego Roquini
    4 anos ago

    Ainda temos salvação……. se proliferássemos a quantidade de pessoas como o Cmte Marcus Trovão……

Deixe uma resposta