Projeto “Voe mais alto com a EJ pelo Brasil” – O “‘jatinho’ da EJ”

By: Author Raul MarinhoPosted on
627Views19

A EJ lançou ontem o seu projeto “Voe mais alto com a EJ pelo Brasil”, que é um programa de voos a bordo do Cessna Citation Jet 525 da escola. Vou reproduzir abaixo o texto do lançamento do projeto, tirado do site da EJ, e depois retorno para os meus comentários.

Conheça o Brasil voando na EJ

Projeto “Voe mais alto com a EJ pelo Brasil”

Citation Jet 525

Citation Jet 525
A EJ desenvolveu um Projeto Institucional chamado “Voe mais alto com a EJ pelo Brasil”. Trata-se de voos pelos principais aeroportos do país, partindo de Itápolis ou Jundiaí na aeronave Citation Jet 525, onde o aluno terá a oportunidade de conhecer diversos locais e aeroportos no Brasil, rotina de um piloto comercial e executivo, proporcionando a troca de experiências em aeronave a jato e ao mesmo tempo divulgando a EJ pelo Brasil. O projeto é uma parceria entre os clientes e a EJ, onde ambos serão beneficiados.

Como funciona:
– A capacidade máxima de alunos por navegação será de 3 a 6;
– Para registro em CIV, é necessário que o aluno possua o Ground School da aeronave em curso certificado pela ANAC. Com isto, o piloto poderá contar como experiência para cheque inicial do Citation;
– Cada etapa será realizada por um piloto aluno (em instrução) e os demais como auxiliares;
– Os voos serão comandados por pilotos instrutores experientes na aviação executiva ou comercial;
– Cada piloto arcará somente com o valor de custo da aeronave em sua etapa, e o apoio em solo (hotel e transporte).

As rotas de navegação poderão ser escolhidas de acordo com o interesse dos alunos que compõem cada grupo, ou então sugeridas pela EJ.

Para saber mais, entre em contato como nossos atendentes pelos telefones: (16) 3263-9160 / (11) 4815-1984 ou ainda pelo contato@ej.com.br.

Venha conhecer o Brasil com a EJ!

Comento

Como se percebe pelo texto acima, este é um programa institucional da EJ, não um produto de treinamento, como são os cursos de PP, PC, o Jet Training, etc. – e, se encarado como tal, o projeto é muito interessante. Qual outra possibilidade que uma pessoa ‘normal” teria para obter a experiência de pilotar um ‘jatinho’ no Brasil sem ser um piloto habilitado (e contratado para tal) ou um milionário? Nesse sentido, o projeto é genial! Se eu tivesse R$7mil sobrando, eu me daria de presente uma hora de voo nessa máquina, sem dúvida nenhuma. E se tivesse US$10mil dando sopa na conta, iria para a Rússia romper a barreira do som num MiG, por que não? Aviação é paixão – e paixão é, por definição, não racional.

Mas, se o Projeto da EJ for entendido como um programa de treinamento “self-sponsored” para obtenção da habilitação de TIPO do Citation, ele é um desastre. Primeiro, porque é economicamente ineficiente, extremamente ineficiente: de acordo com informações que obtive na própria EJ, a hora de voo no Citation custa R$7mil, e são necessárias 5h para estar apto para checar, mais o voo de cheque e o Ground School – ou seja: a habilitação vai sair por quase R$50mil. Segundo, porque para um PC recém-formado, de nada vai adiantar ter a habilitação de TIPO do Citation: quem iria empregar um piloto com pouca experiência para comandar um jato ‘single-pilot’? Mas eu não acredito que este seja o foco do programa, embora não descarte que alguém tenha a intenção de utilizá-lo para tal, como uma maneira de se “diferenciar no mercado”.

– x –

Atenção: críticas ao Programa da EJ ou à minha opinião serão bem vindas e publicadas; mas ofensas e difamações (especialmente as anônimas) serão sumariamente excluídas dos comentários.

19 comments

  1. Pedro Elton
    4 anos ago

    Vou valorizar ainda mais os voos de Cheyenne que tenho feito… Essa da EJ ai não é uma boa ideia pra os alunos, não dá nenhum diferencial no mercado, é uma boa pra quem pretende ter um e quer dar uma testada antes é um outro publico.

  2. José
    4 anos ago

    É melhor voar de King air c-90 no EUA, por US$1.200,00 a hora.

  3. Henrique Pedrotti
    4 anos ago

    Sinceramente eu só vi vantagens para a EJ

  4. Rodrigo
    4 anos ago

    Pra quem tiver dinheiro sobrando é bem interessante, mas como a maioria não tem, fica difícil e sem foco. Posso até estar errado, mas nem um PHENOM 300 tem um custo operacional de R$ 7.000,00

    • Acho que nem pra quem tem grana, Rodrigo. Na boa. O benefício é minimo perto do custo. Pra pegar uma bagagem mínima de experiência que valha a pena, teria de ser no minimo umas 10 horas de voo/operação. E se logo em seguida vc nao der sequencia, essa experiencia não terá valido é de nada. Vale a pena investir 70 mil nisso? Se eu entendi bem o que propõe a EJ com esse programa, eu acho que não.

      • Julio Petruchio
        4 anos ago

        Concordo. Disse tudo!

  5. Henrique Brambila
    4 anos ago

    A idéia parece ser genial pra escola. Ou seja, vai aproveitar mesmo pra divulgar a preço zero! Isso se não aproveitar pra enviar algum componente ou peça da frota pra ser revisado em alguma cidade da tal “etapa” né… É mais pra quem tá com grana sobrando mesmo. Pra um aluno normal, seria interessante aproveitar pra fazer horas em acft de baixo custo.

  6. wilson
    4 anos ago

    ??????

  7. Josué de Andrade
    4 anos ago

    Realmente o custo da hora do jato é caro, não temos interesse em lucrar com treinamento no jato por enquanto, inclusive estamos homologando o Ground School na EJ para proporcionar aos pilotos interessados o menor custo possível. A idéia do valor do Ground é não passar de 1.500,00.

    O voo não tem comparação com fretamento, este Projeto é uma maneira de voar aeronave com piloto experiente, acompanhar a rotina do piloto executivo, participar da preparação para o voo como: Planejamento, carregamento, abastecimento econômico , voo alto em diversas condições climaticas, voos em diversas regiões e por aí em diante.

    Hoje sabemos que existem dezenas de pilotos com habilitação de jato e turbo-hélice que nem sabem dar partida na aeronave, então, a EJ como formadora de pilotos tem obrigação de oferecer um bom serviço.

    • Júlio Petruchio
      4 anos ago

      Então temos que por R$ 7.000,00 o cidadão pagante vai pelo menos saber dar partida no EJ-Jet. Um ponto a mais no Currículo…

      • luiz mário
        4 anos ago

        E olhe que é muito difícil viu!! apenas clicando num botão!! O.o

  8. asenci
    4 anos ago

    – Para registro em CIV, é necessário que o aluno possua o Ground School da aeronave em curso certificado pela ANAC. Com isto, o piloto poderá contar como experiência para cheque inicial do Citation;

    Quanto será que está custando o Ground do Citation? :)

    Acho que a maquina estava parada e resolveram arrumar alguma forma de colocar ela para voar…

    • Raul Marinho
      4 anos ago

      Quanto será que está custando o Ground do Citation?
      R: Por volta de R$5mil.

  9. Gustavo Ricci
    4 anos ago

    Inteligente a idéia, porém não produtiva….Nada mais é do que um fretamento….R$ 7mil amhora de vôo de um CJ ?? Carésimo !!! Este é omvalor para se fretar um avião exatamente igual em um táxi aéreo…..

  10. Julio Petruchio
    4 anos ago

    Idéia inteligente… Para a EJ e para quem tem R$7mil “p’ra mais” sobrando na carteira e quer dar “uma tocadinha” na etapa. Bom… Como se diz lá em Minas, “a cada dia alguém se torna vendedor de carros”.

  11. VAZ
    4 anos ago

    Idéia genial da EJ para a EJ. Divulgar a escola a custo zero e dar oportunidade aos interessados pra “voar” um jato é inteligente.

  12. Luís valdivia
    4 anos ago

    Concordo plenamente,vc “ter uma oportunidade” é uma coisa ,agora pagar pra tirar essa carteira nao vejo qual a vantagem ainda mais com a aviação nessa fase se fosse oportunidade o esquema era outro é apenas uma forma de divulgarem a escola fazendo com que seu aluno pague por isso

Deixe uma resposta