“Justiça no Rio manda Gol reintegrar 850 funcionários demitidos da Webjet”

By: Author Raul MarinhoPosted on
254Views9

Acabou de sair no G1: Justiça no Rio manda Gol reintegrar 850 funcionários demitidos da Webjet“. Quero só ver o que vai acontecer agora, quase um ano depois da demissão…

9 comments

  1. Will Batera
    4 anos ago

    A Gol ainda pode ( e vai ) recorrer, ou seja, nada de recontratação por enquanto….

    • Julio Petruchio
      4 anos ago

      Lógico que vai recorrer.
      É só levar os documentos que provem receita-despesa e o que sobra ou falta no final do mês com outro que simule a situação da empresa com esses virtuais re-contratados.
      O advogado da empresa vai mostrar para o Meretrí (ops,) Meretíssimo Juiz e vai falar: “-Olha, Sr. Juiz, se o Sr. manter essa decisão, serão os 850 recontratados mais cinco mil na rua e a empresa fechada, pois não temos como pagar todo mundo.
      Então, o que vai ser???”

  2. Enderson Rafael
    4 anos ago

    Desonerar o combustível mais caro do mundo nenhum juiz quer, né…

      • Julio Petruchio
        4 anos ago

        Esse pessoal do Governo, de qualquer esfera, de qualquer órgão, setor, ou que seja, subestima nossa inteligência!
        Nos nivela aqueles sem cultura ou ensino suficiente para diferenciar o que eles fazem de real e o que eles fazem de populista/eleitoreiro.
        Infelizmente é daí para pior, cada vez mais fazem isso sem se preocupar o que será daqui 5, 10, 20 anos à frente, ou o que seja!

    • Julio Petruchio
      4 anos ago

      Imagina! Vão querer inventar mais impostos ainda! Afinal, alguém tem que financiar essa corrupção toda!

  3. Julio Petruchio
    4 anos ago

    Piada, né?! Braziu! É o país da piada pronta e do para inglês ver!
    Nem dá para comentar, pois excetuando os prejudicados (aeronautas), o restante faz parte do esgoto! Donos, justiça, governo!
    Esqueçam! Já estava tudo preparado antes mesmo da compra!

  4. Acho essas liminares de reintegração uma perda de tempo. Um juiz dá, depois o outro cassa. Se é para buscar reparação, tem que ser por eventuais descumprimentos contratuais. A empresa é privada. Em princípio pode demitir quem quiser, desde que pague e respeite os direitos, no processo de rescisão. Só aí foi um troço nojento, pq compraram a empresa com a clara intenção de pulverizá-la, não obstante terem se comprometido junto aos órgãos de defesa da concorrência e com o Governo de que não haveria demissões. Mas no Brasil, tudo bem. Tá valendo tudo…

  5. Anonimo
    4 anos ago

    Eu não sou especialista em direito, muito menos li os autos.

    Mas ao que me parece as demissões foram anuladas pelo TJ, assim essas demissões nunca ocorreram, ou seja, todos os salários deverão ser pagos como se os profissionais estivessem trabalhado.

    O que me chateia nisso é que era tão fácil ter aprovado um plano de demissão voluntária, aposto que teriam chegado ao mesmo número.

Deixe uma resposta