“Governo reage à ameaça de greve de aeronautas: ‘podemos abrir o setor’”

By: Author Raul MarinhoPosted on
252Views8

Imaginem se, na época em que o Lula liderava greves nas montadoras de automóveis do ABC, o governo dissesse que, se as greves ocorressem, a importação de veículos seria liberada com taxas zeradas… Pois é exatamente isso que o ministro da SAC disse que faria com relação aos aeronautas, se estes entrarem em greve neste final de ano. Leiam essa matéria que acabou de sair no UOL: “Governo reage à ameaça de greve de aeronautas: ‘podemos abrir o setor

8 comments

  1. vitucastro
    4 anos ago

    Nossa quanta asneira! Esse país é uma piada de fato!

  2. Jonatas Gabriel Rossi Martins
    4 anos ago

    O mais “legal” é a parte final da reportagem, a qual transcrevo a seguir:

    “Embora esteja otimista, o ministro programou-se para refazer os contatos nesta quinta. Seu dia será complicado. Terá de viajar ao Rio para checar se foi bem executado um plano de reformulação do serviço de táxi do aeroporto Santos Dumont. “Aquilo estava um caos”, disse Moreira Franco. “Modificamos junto com a prefeitura do Rio. Vou ver se está funcionando.”
    Considerando-se a precariedade dos serviços prestados aos brasileiros que frequentam os aeroportos, a preocupação de um ministro de Estado com os táxis é algo alvissareiro. Resta torcer para que a greve seja evitada. Sem táxi, dá-se um jeito. Sem avião, os passageiros se tornarão veículos de uma ira irrefreável.”

  3. Gustavo
    4 anos ago

    Liberar Cias estrangeiras pra voar aqui como terrorismo aos grevistas e fácil, agora diminuir os impostos e dar condições de concorrência pelo menos parecidas com as Cias estrangeiras o des-governo do PT nem cogita né???

  4. É nisso que dá, colocar vigaristas políticos (ou políticos vigaristas; no caso em tela, as duas leituras são válidas) em cargos eminentemente técnicos. O cabra não sabe diferenciar uma turbina dum motor de enceradeira ou um helicóptero dum liquidificador. Aí, quando abre a boca, só fala asneiras. Ele não sabe que as empresas “brasileiras” já são – na prática – controladas por outras de fora? E não sabe que se abrir o mercado de trabalho para os de fora, só fará torná-lo ainda mais caro (o “expatriate” sempre é mais caro do que o nativo)??? E que a sua subordinada ANAC não consegue dar andamento nem nos processos dos aviadores brasileiros, imagina se ele inundasse o protocolo com uma montanha de processos de convalidação de licenças estrangeiras? Antes de soltar declarações bombásticas e ameaças de tiro de feijão, vá ler um pouco sobre a realidade da sua pasta, “Ministro”…

    • Jáber Lima
      4 anos ago

      Perfeito Fábio Otero. Tomei até a liberdade de postar a matéria e seu comentário no facebook…
      Abraço!

  5. Cícero Soares
    4 anos ago

    Uma simples leitura (“funcional” e política) da matéria não indica outra coisa senão um recado para… ambas as partes, ambas, e não apenas para os aeronautas. Aliás, dizer que se abrirá o setor à concorrência estrangeira pode até ser interpretado mais como ameaça às companhias, não?

    Aliás (2): se houvesse mais capital estrangeiro e/ou companhias internacionais operando aqui, as reivindicações salariais e de condições trabalhistas talvez trouxesse mais ganhos para os aeronautas, tal os da histórica luta dos trabalhadores das montadoras de automóveis, não?

  6. wilson vieira
    4 anos ago

    Esse povo tá ficando é louco!!!

  7. fredfvm
    4 anos ago

    Que legal, então poderemos ter aviões vindos de Cuba, os moderníssimos Tupolev da década de 60 do século passado.

Deixe uma resposta