S.I. do PT-WDI – Mais um mau exemplo de economia na aviação

By: Author Raul MarinhoPosted on
267Views0

Suma de Investigação do PT-WDI

O acidente descrito na S.I. acima é o que se pode chamar de tragédia anunciada: uma aeronave parada há DEZ ANOS por decisão judicial é colocada para voar após reparos mínimos (troca de óleo, bateria, alternador e um “tapa geral”), sofre uma pane de motor, e não consegue chegar à pista de destino. Resultado: danos graves ao avião e dois feridos graves. Não houve um MMA habilitado na liberação da aeronave para o voo, e quem deu o tal “tapa” foram o pai e o avô do piloto. Alguma surpresa com o ocorrido?

Ontem, publiquei um post analisando um outro acidente – “RF do PR-LAB: porque não se contratam pilotos como diaristas” -, cuja origem também estava na tentativa de se fazer economia na operação da aeronave (no caso, com os salários de pilotos). Neste acidente do PT-WDI, a ideia era fazer economia com a manutenção, e ambos são péssimos exemplos de economia na aviação. No caso do WDI, se não havia recursos para desmontar a aeronave para levá-la para a oficina, talvez fosse o caso de repensar se valia mesmo a pena recuperá-la; e no caso do LAB, se para poder manter a aeronave voando era preciso barganhar o salário do piloto, talvez fosse melhor optar por um automóvel. O fato é que não se pode admitir na aviação esse tipo de economia  em sacrifício da segurança – mesmo porque esta é a opção mais cara!

Deixe uma resposta