O “apagão de pilotos” nos EUA: lá como cá, é uma mera questão de salários

By: Author Raul MarinhoPosted on
277Views5

Excelente o artigo publicado no site da Flying Mag – “ALPA’s Message for Aspiring Aviators: The Looming Pilot Shortage Is a Myth” -, sobre o “apagão de pilotos” que estaria ocorrendo nos EUA (uma ótima indicação do leitor Felipe Pulz). Tomo a liberdade de reproduzir um dos parágrafos do texto original:

ALPA agrees that there may in fact be a shortage of pilots willing to work for poverty wages in a crummy industry, but the fact is, many thousands of qualified and experienced U.S. airline pilots are currently on furlough or working overseas. They are eager to return to U.S. cockpits — under the right conditions.

Ou seja: assim como ocorreu no “apagão de pilotos” brasileiro de alguns anos atrás, trata-se de uma mera questão de pagar adequadamente os pilotos…

5 comments

  1. Rafael
    3 anos ago

    Às vezes fico pensando se uma parcela de culpa não é das próprias empresas aéreas (na verdade, dos empreendedores que resolvem montar empresas aéreas). Elas reclamam de mercado, economia e tal. Entretanto, elas mesmo criaram o conceito de Companhia Aérea de Baixo Custo. O problema é que esquecem de uma máxima da administração: só dá para vender um produto barato, se o seu custo é baixo.

    Na boa, todos sabemos que o custo operacional de um avião é altíssimo. De acordo com alguns estudos, o preço médio das passagens aéreas vem caindo ano a ano. Como uma indústria se mantém de pé se o seu custo aumenta mas a receita média pelo produto decai?! Logo, elas tem que cortar custo e, obviamente, só conseguem fazer onde conseguem controlar, um deles é o salário dos funcionários…

  2. Rafael Faila Elias
    3 anos ago

    Exceto que aqui agora estão sobrando pilotos, e continuam pagando mal

  3. Na Ásia (China, HKG, Indonésia, Coréia, Singapore etc) eu soube de várias empresas que perderam pilotos americanos. Oriente Médio / GCC ídem, e já faz mais de ano que começou a ocorrer.

  4. gustavousanj
    3 anos ago

    Um dos instrutores que estava voando comigo e tem muito bem seu ATP e horas e mais horas saiu de regional e agora dando instrucao, “I had a miserable life”, nao é a primeira vez que escuto isso e acho que nem vai ser a ultima por agora, vamos ver.

  5. Enderson Rafael
    3 anos ago

    Com certeza, não fossem os salários baixos, o shortage/shortfall jamais teria ocorrido, pois o que não falta é americano apaixonado por aviação. O aparecimento de bonus pra quem entra na regional hoje já indica uma melhora nos salarios, ainda que a margem dessas cias seja mto pequena ainda. Quanto aos milhares de expats americanos, mesmo com a volta deles todos vai faltar gente. O buraco é realmente mais embaixo.

Deixe uma resposta