Para o pessoal que voa nos EUA: cuidado que a polícia está dando batida nas aeronaves de pequeno porte

By: Author Raul MarinhoPosted on
280Views5

Como este blog é razoavelmente popular entre o pessoal que voa (ou pretende voar) nos EUA, acho que essa notícia poderá interessar a muitos leitores. Saiu publicada na edição de ontem do Los Angeles Times uma reportagem – “Tracking system nabbing drug dealers and law-abiding pilots” – falando sobre as cada vez mais frequentes batidas da polícia em aeronaves de pequeno porte nos aeroportos americanos. Então, fica a dica.

5 comments

  1. David
    3 anos ago

    Boa Noite, eu tenho uma duvida que foge ao assunto do post se puder me ajudar serei grato. Tenho 19 anos estou voando minhas horas de PPA e neste ano pretendo começar meu PCA teórico na EJ pois li seu post sobre a mesma e me agradou, e no ano seguinte as horas praticas VFR, IFR e multimotor e posteriormente eu penso em fazer uma faculdade seja na área da aviação ou não, mas me veio uma duvida, eu não tenho preferências entre asas rotativas e fixas mas escolhi as fixas a princípio por já conviver com ela. Como o mercado de ambas são distintas em diversos pontos, penso em tirar PCH ao invés de fazer uma faculdade ate porque almejo a aviação executiva, em teu ponto de vista qual séria uma melhor opção?

    Grato.

    • Raul Marinho
      3 anos ago

      Essa é uma dúvida que ninguém terá como lhe responder. Vá voando o seu PC, depois faça uns voos de helicóptero, vá sentindo o mercado, reflita sobre o que é importante parta você, e lá na frente, tome sua decisão.

  2. Enderson Rafael
    3 anos ago

    Quem não deve, não teme. Os EUA são realmente o país da liberdade. Pra quem sabe dançar conforme a música deles.

    Tudo é fácil, acessível, prático. Dá pra atravessar o país sem preencher um plano de voo. Mas tem que andar na linha, fazer o que está escrito. Assumir os privilegios e responsabilidades de um Pilot in Command.

    Os EUA são uma festa da aviação, mas não uma bagunça. São uma escola de Samba, não um bloco de rua.

    Pode tudo, mas o pouco que não pode é passível de punição pesada. É mais fácil das um rasante na Nasa do que em Alcântara, então aproveita o que a FAA te oferece. Mas seja responsável, don’t guess: ask. E claro, se inventar de fazer uma navega pro Colorado, não invente moda: não leve no avião nada que vc esconderia da sua mãe.

    Pra quem sabe brincar, os EUA são a Disney da aviação. Plug and play, but play fair.

  3. Raul, isso já vem de um tempo, principalmente desde que o CBP (Customs & Border Protection) publicou a “30 South Rule”. Por conta disso, recomendaria também, aos colegas que ainda não tenham tido acesso, o download e leitura do arquivo em pdf “GUIDE FOR PRIVATE FLYERS”, no link http://xpda.com/flyingtoeurope/private_%20flyers_1.pdf, o qual contém um ótimo apanhado dos capítulos da legislação aduaneira e de law enforcement deles, no tocante à fiscalização contra tráfico de drogas, cuidados a serem adotados principalmente nos procedimentos de entrada em território americano etc…em caso de dúvida, como eles mesmos dizem alí: ” DON”T GUESS!!! ASK!!! ” As mesmas informações também são de acesso livre ao público, no portal do FAA: https://www.faa.gov/air_traffic/publications/ifim/airspace/

Deixe uma resposta