Marcelo Quaranta: “Atenção, comandante de astronave!”

By: Author Raul MarinhoPosted on
288Views8

O amigo Marcelo “Comandante, na íntegra da palavra” Quaranta me enviou o artigo abaixo para discutirmos aqui no blog. Acho um tema bastante pertinente aos propósitos deste espaço, e acredito que teremos um debate bem bacana sobre este assunto aqui. Como de hábito, não vou dar minha opinião inicialmente para não influenciar as opiniões de vocês, mas na medida em que o debate fluir, vou dizendo o que penso sobre o assunto.

ATENÇÃO COMANDANTE DE ASTRONAVE!

Ei, você aí, comandante que se julga o super-homem, que desfila pelo aeroporto rebocando mala e olhando todo mundo por cima; que se enxerga a pessoa mais importante do mundo, acima de tudo e de todos, que esnoba as pessoas, que se acha alguém especial e insubstituível, que é capaz de pisar nos outros, de humilhar, de espezinhar a vida alheia, perseguir teu semelhante, que dá carteirada, que humilha o atendente da lanchonete, que maltrata o abastecedor, o fiscal de pátio … 

Você sabe quem é você? Já deu uma sacada no teu tamanho? Não? Então, apesar das  quatrocentas faixas que você pensa carregar, eu vou te “dimensionar”.

Você, querido, é UM ser humano dentre outros 7 bilhões de outros seres humanos deste planeta. Mais de 6 bilhões de pessoas talvez nem saibam que você existe. Seu tamanho não é tão grande, não é? Você não tãaaaaaaao importante assim, concorda?

Pertence à raça humana, que é apenas UMA dentre 3 milhões de outras espécies que vivem no planeta Terra, e essas espécies são compostas por aproximadamente 300 bilhões de seres vivos. Caraca! Você é 1/300.000.000.000 Puxa… Seu tamanho diminuiu mais, apesar da sua licença de PLA, seu quepe, suas faixas e sua mala-cachorrinho!

Ainda se acha o “dono do mundo”? Bem, o planeta Terra (esse aqui onde você se julga a última Coca-Cola do deserto), juntamente com outros 8 planetas (talvez sete), está agregado e é completamente dependente de uma estrela chamada Sol.

O Sol é apenas UMA estrela, e anã, dentre outras 100 bilhões de estrelas que formam a nossa galáxia, chamada Via Láctea, que por sua vez é somente UMA galáxia dentre outras 200 bilhões de galáxias que formam o nosso universo. Caraca!!!!!! Você sumiu!!!! Cadê suas faixas, seu quepe e sua mala? Cadê sua soberba?

Super Comandante,a Terra tem 510.072.000.000 m2 (Quinhentos e dez bilhões e setenta e dois milhões de metros quadrados). Você em pé, desfilando cheio de si e querendo aparecer pra todo mundo, ocupa MENOS de 1 m2. A Terra gira em torno de uma estrela anã (o Sol), que possui uma massa 332 900 vezes maior que a da Terra, e um volume 1 300 000 vezes maior que o do nosso planeta. Nossa! Diante do universo a Terra não chega a ser um bilionésimo de um átomo, e diante da Terra você não chega a ser nada, e ainda quer que tudo isso gire em torno de você! 

Você vive apenas (na média) 80 anos, e se acha a pessoa mais importante do universo… que tem aproximadamente 15 BILHÕES de anos. Depois que você morrer, as pessoas esquecerão da sua importância em no máximo 2 anos. Aí outras 7 bilhões de pessoas e 300 bilhões de seres vivos serão mais importantes que você. E nenhum deles ostenta as quatrocentas faixas que você pensa levar no punho.

Se tocou, ou quer que a gente desenhe?

Deixe de soberba, amigo! É só um avião… E não é seu.

8 comments

  1. Marcelo Rates Quaranta
    3 anos ago

    Vamos esclarecer uma coisa: Sim, eu me baseei na fala do Cortella para elaborar o meu texto, pois acredito que adaptações de coisas inteligentes e dirigidas a um público específico, é uma forma sensacional de se levar um conceito. Quando digo que fiz adaptações e não cópia, fica por conta das inúmeras inserções do princípio ao fim, inclusive com dados que o Cortella não citou. Logo, a ideia central é a mesma, muitos dados também são, mas não a forma final.

    Não há demérito em se basear em obra alheia para a criação de uma adaptação dirigida, uma vez que informações foram feitas para serem compartilhadas. Quero lembrar que a fala do Mário Sérgio Cortella, teve como base o vídeo “O Tamannho do Universo”, que também, por sua vez, teve como base uma série de outros vídeos e estudos.

    Portanto, utilizando 100% (agora sim!) do enunciado de Lavoisier na Lei de Conservação de Massas, “Nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”. Enunciado esse que foi baseado 100% num ensaio do Mikhail Lomonossov, feito 14 anos antes.

    A sorte de todos os citados acima é que não apareceu nenhum crítico de aparente pretensão, que em vez de focar no assunto principal, preferiu citar a origem com o intuito apenas de desqualificar suas transformações.

    A diferença é que nem Cortella, nem os autores do vídeo que posto abaixo, nem Lavoisier e nem Lomonossov fizeram uma simples postagem de Facebook, que despertasse a indignação de quem critica mas não faz… Talvez porque falte ao crítico algum elemento necessário para tal.

    Mas deixo aqui que são sempre bem vindas as críticas que contenham solidez e sejam desprovidas de elementos ácidos. Afinal, a sensatez é componente da ética… e da educação.

    Deixo a vocês o vídeo onde Cortella baseou sua fala.

  2. Fernando M.
    3 anos ago

    Me lembrei de uma história.
    Estava no trem em são paulo (nem era PP na época) e do outro lado do vagão estava um senhor que se identificou como operador da maquina de detector de metais do aeroporto de guarulhos. naquele dia ele estava contando para seu colega que o acompanhava que um piloto ficou irritado quando passava pela revista e a maquina ficava apitando, quando o piloto disse:

    -Você sabe quem eu sou? Sou o homem mais importante desse lugar.
    prontamente já respondeu o agente de segurança.
    -Todo mundo é importante, cada um na sua função, então baixa a bola se não vamos ter que conversar em uma sala da policia federal.

    Eu em particular logo pensei “Nada humilde esse comandante…”. Melhor ignorar e torcer pra não cruzar com gente assim.

    Acho que ele só não xingou o piloto pois viu na minha mochila um chaveiro escrito “Remove Before Flight”.

  3. Rafael
    3 anos ago

    Pessoas assim existem em qualquer lugar e profissão. Faz parte da natureza de algumas pessoas. Escuto diversos “causos” a respeito, principalmente sobre os comandantes das antigas. Acredito que a tendência é ir melhorando assim que as novas gerações vão chegando lá.

    Apesar do argumento já ser conhecido, como muitos colegas lembram, gostei muito do trocadilho no final.

  4. Philip Barboni Ribeiro
    3 anos ago

    A soberba está por toda a parte. Lidar com ela é praticamente uma arte! Seja através de “OIC”, seja “Switch Inversor”, psicologia ou sei lá o que mais. Acredito que “jogo de cintura” nessas horas faz a diferença, e não precisa ser nenhum “dançarino” para isso. É ter bom senso na reação. Ouvir, processar e se manifestar…semelhante ao que fazemos em voo, só que ao contrário -> PILOTAR -> NAVEGAR -> SE COMUNICAR.

    Por mais que seja cópia do famoso vídeo do Sr Mário Sérgio Cortella é sempre bom reforçar como deve-se lidar com esses “semi-deuses”.

    Um abraço!
    FLY SAFE!

  5. Daniel
    3 anos ago

    Não acho que uma pessoa com tamanha insignificância para o autor do texto merecia tanta pesquisa cientifica nem tanta matemática para provar que ele é insignificante, bastava ignorar… é a vida que segue!

    PS: Até hoje o que mais me deixa orgulhoso de ser piloto é ver quantas pessoas boas e humildes já conheci, pessoas que vejo o orgulho de poder passar adiante o que aprendeu. Nada como respeitar a experiência dos velhos e o potencial dos novos.

  6. Beto Arcaro
    3 anos ago

    Ótimo ! Perfeito o texto!
    Quantos são assim!
    Imortais, intermináveis, para o nosso desprazer.
    Deveríamos deixar de ser “vitimados” por esse tipo.
    Deveríamos tratá-los como “Café com Leite”, deixá-los entrar por um ouvido e sair pelo outro.
    Um amigo que voava numa já extinta linha aérea regional desenvolveu uma técnica perfeita para lidar com esses sujeitos.
    Ele se convenceu de que tinha um “Switch Inversor” dentro de seu cérebro.
    Sempre que ouvia uma destas babaquices egocêntricas, tanto dentro do Cockpit, quanto fora, essa chavinha dentro da cabeça dele respondia emitia um “Vai pra PQP, Comandante!”, VTNC Comandante!, Sim Sr. Comandante, o Senhor é mesmo um Idiota Completo!
    Só que a chave inversora cerebral exteriorizava: Concordo Cmte! Como o Sr. é legal, Cmte! Puxa! Que grande idéia Cmte! O Sr. é bom mesmo!
    E assim sobrevivia melhor, com bem menos Stress, etc.
    Deveríamos desenvolver essa técnica pra lidar com essas pessoas fantásticas.

  7. Divoa
    3 anos ago

    100% cópia do discurso do Mário Sérgio Cortella no famoso vídeo “Você sabe com quem está falando”.

    http://www.youtube.com/watch?v=P3NpHryB-fQ

    • Carlos Rizzo
      3 anos ago

      Foi exatamente esse mesmo vídeo que lembrei quando comecei a leitura!

Deixe uma resposta