Marcelo Quaranta: “E A AVIAÇÃO? ABRIU-SE A FENDA”

By: Author Raul MarinhoPosted on
661Views77

Devido ao teor do texto abaixo, de autoria do meu amigo Marcelo Quaranta, vou mantê-lo no alto do blog até domingo, 05/10, dia das eleições. Recomendo ler antes de votar.

E A AVIAÇÃO? ABRIU-SE A FENDA

Amigos, eu sempre tenho incentivado vocês a permanecerem firmes na luta pela conquista das carteiras e na busca do sucesso na aviação, e não seria hoje que faria diferente ou mudaria meu discurso.

Entretanto, por um chamamento moral me vejo obrigado a descrever uma triste realidade que vivemos hoje, e também um panorama que poderá vir em pouco tempo, mas que eu torço e espero para dessa vez estar errado, embora minhas várias análises de mercado em anos passados tenham se concretizado.

A situação está descambando do triste para o catastrófico, e essa é a realidade. Tenho conversado com vários colegas e de várias regiões do Brasil, e a resposta é sempre a mesma: Os empresários, que são os empregadores da aviação geral, estão com uma expectativa bastante negativa em relação ao futuro próximo, e houve um encolhimento do número de empregos e de vôos, e esse encolhimento aumenta a cada dia que passa. Isso é fruto da verdadeira situação econômica do Brasil, e não dos índices mentirosos que o atual governo propaga em nome de reeleição. A realidade se vê nas ruas e nos campos de aviação.

A aviação offshore, de helicópteros, vai de mal a pior. Estão demitindo a rodo e numa frequência inacreditável. Pilotos com mais de 10 mil horas estão sendo demitidos.

A aviação comercial ainda se segura um pouco, embora as empresas esteja sabidamente deficitárias a anos. O problema maior poderá ocorrer quando os preços dos combustíveis romperem o represamento feito pelo governo, por causa das eleições. Represar os preços dos combustíveis foi uma atitude irresponsável e populista, mas não há represa que resista à pressão de mercado. Quando isso acontecer, todos os setores vão sentir e a aviação será a mais duramente atingida. Sabe essas tarifas que estão supostamente baixas? Quem vai suportar mantê-las? Já vi isso no passado e o que aconteceu foi aumento de preços das passagens, evasão de passageiros, redução da oferta de vôos e consequentemente a redução dos empregos, com demissão a balde.

Amigos, tudo depende agora do contexto político que tivermos à partir dessa próxima eleição. Se houver a continuidade do que está aí, posso garantir-lhes um assassinato ao setor aéreo, com base na morte de todo o setor econômico. Se houver mudança, também não saberemos quanto tempo levará para se corrigir os profundos estragos já feitos. Mas não vai ser fácil.

Bem amigos, nossas perspectivas são essas, eu digo-lhes que há uma diferença enorme entre ser realista e ser pessimista. Queria eu estar sendo pessimista, mas infelizmente me atenho ao realismo.

Não pense que nós, pilotos com vasta experiência, também não estamos preocupados com tudo isso. Estamos e muito, e na hora que a onça beber água, o mercado não vai distinguir ninguém. Por isso, a responsabilidade também está em nossas mãos, agora pela consciência do voto.

Grande abraço a todos.

77 comments

  1. João Henrique
    2 anos ago

    O Brasil precisa sim mudar de partido/governo urgentemente. Mas não adiantará muito sem uma reforma política severa e regras claras para alavancar de forma responsável e estruturada uma economia fragilizada pela atual gestão. Em pleno século XXI, ainda vivemos na tentativa e erro, devido o desconhecimento dos principais gestores que atuam em áreas altamente técnicas, sem uma formação adequada para o cargo que lhe foi dado por apadrinhamento político justificando trocas de favores partidários. Isso paralisa e cria uma série de burocracia em que o dinheiro gasto é enormemente maior que o dinheiro desviado oriundo da corrupção, sem falar que trava todo um sistema que deixa de ser competitivo, gerando mais custos para seus operadores e usuários e impactando diretamente e negativamente no PIB de nosso País. Se vai resolver ou não, não sei! Mas com certeza e sem sombra de dúvida, o primeiro passo é retirar esse PT do poder tão logo possível.

  2. Amgarten
    3 anos ago

    O texto está claro, e apenas relata o que vivenciados. Há doze anos atrás não estávamos contentes com o governo de então; e o que foi feito? Os eleitores foram lá e mudaram. Os políticos e as fraldas devem ser trocados freqüentemente e pela mesma razão, alguém já disse. Passou da hora de trocar! Os números nao mentem, a coisa está feia, preparem-se para pelo menos dois anos de vacas bem magrinhas, e se isso for pessimismo(eu espero que seja, pois quero estar enganado!) quem estiver preparado poderá então gastar à vontade e viver bem feliz.
    Eu estou me preparando, pois o choque terá que vir, de um jeito ou de outro.
    O governo atual já deu muitas mostras que não é competente, sendo assim, que seja trocado! E que se acabe com a reeleição! No Brasil isso não dá certo, gera abusos, ou vão negar também que a atual governante não está fazendo uso da máquina pública?
    São mais de 37 ministérios, 24mil cargos de indicação no governo, preços administrados pelo governo represados artificialmente, alinhamento político com países de moral dúbia (Irã, Bolívia, Venezuela,Cuba, Rússia,etc), defesa de grupo terrorista islâmico , não investimento em infra estrutura, inflação saindo do controle, Petrobras aparelhada e dilapidada, ….
    Se os fatos não são suficientes para provar a necessidade de mudanças, aí então melhor a fazer é conseguir um jeito de migrar para outro país porque o errado sou eu, e a maioria dos brasileiros quer continuar assim, o incomodado que se retire.
    Parabéns pelo texto , Marcelo.

    • Marcelo Rates Quaranta
      3 anos ago

      Obrigado Amgarten! Sua exposição está ótima também. Aliás, parece ser quase senso comum aqui o desejo de mudança e o reconhecimento de que o nosso caminho está nebuloso e que vai ser necessária uma política de choque para consertar tudo. Mas se Deus quiser nós vamos mudar isso. Pelo menos eu espero.

  3. F R.
    3 anos ago

    Isso! a aviação vai acabar! em 2015 vamos todos morrer de fome! a desgraça total esta por vir! ninguém! !! tenha dó! nunca vi um texto tão pessimista assim! de gente como você a aviação não precisa não! sai pra lá urucubaca!
    P.S: sou anti-pt

    • Marcelo Rates Quaranta
      3 anos ago

      Meu caro F.R.

      Quando você mostra uma realidade que não agrada (nem a mim pra ser honesto) você é chamado de pessimista. Certos “otimismos” podem ser encontrados em livros de auto-ajuda e não nos jornais e no atual momento econômico e no que vemos na aviação. Só que o mercado não se pauta em livros de auto-ajuda, e esse mercado eu conheço e vivo nele a 35 anos.

      Poucos anos atrás um grande aviador, conhecido, amigo e querido por todos nós me ligou bastante preocupado com a possibilidade de passar o PL que alterava o Art, 158 do CBA, permitindo assim a entrada de pilotos estrangeiros em nosso mercado de trabalho. A justificativa era que haveria um “APAGÃO DE PILOTOS”. O PL de autoria do cretino Deputado Federal Rodrigo Rocha Loures, do Paraná.

      Minha primeira reação foi: É MENTIRA! Há uma euforia por crescimento artificial e o que se seguirá será um apagão de empregos!

      Imediatamente ei e outros dois pilotos criamos o movimento BRASIL TEU CÉU É NOSSO, cujo objetivo era impedir a passagem desse PL. Contactei o deputado Federal Otávio Leite e ele se prontificou a nos ajudar, e o fez. Conseguiu segurar esse PL na Câmara e conseguiu evitar a votação dele.

      Muitos nos apoiaram, mas diante das minhas declarações de que haveria um apagão de empregos, muitos como você também disseram que eu estava enxergando marcianos verdinhos. Boa parte dos pilotos estava embriagada com as ofertas de empregos.

      Nossa luta tinha como objetivo evitar um mal ainda maior, com a vinda de estrangeiros para o país, pois somando 2+2 sabíamos que aquele “boom” era artificial, temporário e que uma onda de choque viria logo depois.

      Não precisou muito… O PL foi derrotado não só pela nossa insistência como também pela própria onda de choque. A euforia acabou e veio a realidade que eu estava prevendo. Eu não jogo búzios, não ponho cartas, e não leio a sorte em borra de café. Mas tenho uma vivência, principalmente em nossa área, que me habilita a fazer certos prognósticos. E eu espero que nesse eu esteja completamente errado, mas as chances são mínimas.

      Minha recomendação a você é que procure uma literatura de auto-ajuda e palavras de otimismo, mas isso implicará em abster-se da realidade e enxergar o mercado atual com uma alta dose de fantasia.

      Grande abraço.

      • João K
        3 anos ago

        Estou plenamente de acordo. Não se trata de pessimismo, apenas realismo. Recomendo a leitura deste artigo, muito didático e repleto de referências reais, para um melhor entendimento dos acontecimentos econômicos mais recentes:

        “http://www.mises.org.br/Article.aspx?id=1943

        Não julguem a situação econômica apenas com base em observações superficiais do tipo “o restaurante que fui ontem estava lotado, meu vizinho trocou de carro”. Isso não é um retrato fiel da situação real da economia, pois pode ser apenas resultado dos últimos suspiros de euforia gerados pelo “milagre do crédito”. Em geral, nas vésperas de uma grande crise, muitos arranha-céus são construídos, quando a euforia está no máximo (Dubai é um exemplo recente disso).

        Não sejam Alices. Procurem enxergar a situação real de forma objetiva. Quando se tem uma tempestade pela frente, o que você faz? Mantém o curso, apenas rezando que vai dar tudo certo? Ou procura tomar atitudes para minimizar os danos, desviar, voltar?

    • Julio Petruchio
      3 anos ago

      MAV Detectado!

    • David Banner
      3 anos ago

      “Controlando a minha maluquêishhh… misturada com minha lucidêishhh … vou ficaaaaaaaa – ár, ficar com certeza, maluco beleza”

      F R.

      • Marcelo Rates Quaranta
        2 anos ago

        Estamos em 2015. Tudo aquilo que eu falei se concretizou. Quem é o maluco aqui?

    • Julio Petruchio
      3 anos ago

      “P.S: sou anti-pt”.

      Isso me lembrou o cara na sauna gay do Casseta e Planeta:
      “-Eu não sou gay.”

    • Soares
      3 anos ago

      Olha amigo, seu como é duro aceitar a realidade, mas infelizmente ela está aí, estou há 18 anos na aviação e nunca a vi tão ruim como está, sem perspectiva de melhoria, eu também custei a acreditar, mas ainda essa semana uma amigo meu que é Pla+Icao 6, e esta desempregado, está indo embrora do Brasil trabalhar em outra área profissional, e eu estou abandonando o barco, depois q acabou-se o malote aéreo, depois q acabaram-se muitas empresas antigas, como Varig, Vasp, Transbasil, Webjet, etc… entrou a Anac, o mercado nunca mais conseguiu se recuperar, o que vimos foi uma sobra de mão de obra, por sinal, muito bem qualificada, falta de vagas e queda nos salários, é duro mas a tendencia é só piorar.

    • Marcelo Rates Quaranta
      2 anos ago

      F,R. Estamos em 2015! E aí, quem é pessimista? A aviação está uma maravilha não é? Grande abraço!

  4. Marcius
    3 anos ago

    E agora José?

  5. Gonçalo Osório
    3 anos ago

    Não há dúvidas para ninguém sério que as dificuldades pelas quais passa e passará muito mais o País são obra de políticos ineptos, ministros que são nulidades, bandidos aboletados em estatais, sindicalistas corporativistas mamando no aparelhamento do Estado, medíocres indicados para dirigir bancos públicos, acreditando nas mistificações e mentiras descaradas pronunciadas por um ex-presidente mau caráter e uma presidente incompetente, prepotente, arrogante e ignorante. O resto é conversa mole. Quem acha que cidadania e respeito às instituições, valores como educação e respeito as leis se compra com Nike de 500 reais vá para o rolezinho no shopping e para de bancar o intelectual “desinteressado” aqui. Ninguém aqui é trouxa para cair nessa conversa mole.

    • Julio Petruchio
      3 anos ago

      Se tivesse como dar “Like” por aqui! eu te daria uns mil!

      500 para cada pé do par de tênis!

  6. Anderson
    3 anos ago

    Vocês escrevem aqui como se a culpa fosse do Presidente do pais! Por favor chega de hipocrisia pessoal!
    Os mesmos que estão aqui reclamando do governo babam o ovo dos checadores de Aeroclube, babam ovo de deputado, vereador prefeito e ai vai! Enquanto o Brasil ser feito de pessoas hipócritas o pais vai continuar do jeito que está! Eu não apoio nenhum partido, estou fazendo minhas horas em NE56 de dia e trabalhando a noite e não fico me queixando por que eu sei que lá atrás meu pai e minha mãe foram jovens e não fizeram nada para melhorar o Brasil assim como a sua mãe e seu pai! Então vamos parar de chororô! A coisa tá tão ruim no Brasil né que ontem eu estacionei minha moto em frente a um McDonald’s e a porcaria estava lotada de gente, caminhei mais um pouco e uma fila de umas 2 Mil pessoas aguardava para comprar ingresso para o show de uma banda de rock e outra fila para Jorge&Mateus! Todo mundo desfilando de Nike de R$500,00 no pé, celular de R$1.000,00 na mão e fazendo correria em seu Clio 1.0 achando que está de carro importado.
    Por favor está na hora de olharmos para o nosso próprio BumBum!

    Não apoio nenhum partido e não tenho pai rico e nem por isso venho aqui neste importante Blog falar mal de governo para apoiar outro, nunca se esqueçam que quem governa o Brasil é o povo! Vivemos em uma democracia e só não vive quem se vende!

    • Marcelo Rates Quaranta
      3 anos ago

      Anderson, eu sou responsável pelo que eu escrevo e não pelo que a sua baixa capacidade de compreensão é capaz de alcançar.

      • Anderson
        3 anos ago

        Marcelo, em nenhum momento citei o que você escreveu, mesmo não concordando com a parte abaixo:

        “Amigos, tudo depende agora do contexto político que tivermos à partir dessa próxima eleição. Se houver a continuidade do que está aí, posso garantir-lhes um assassinato ao setor aéreo, com base na morte de todo o setor econômico. Se houver mudança, também não saberemos quanto tempo levará para se corrigir os profundos estragos já feitos. Mas não vai ser fácil.”

        Onde você cita que o governo que esta ai é ruim e se mudar vai demorar para melhorar o que foi estragado! Ou seja, para bom entendedor essas palavras acima estão dizendo que você não concorda com o governo atual e que havendo mudanças vai demorar para arrumar o que o governo atual estragou.

        Eu usei o desabafo referente aos comentários do post, onde a falta de respeito com a autoridade máxima do pais é visível não só aqui, mas em todo fórum ou blog que leio é a mesma coisa. Não importa quem vai ser o presidente o importante é o povo mudar a maneira de agir e aceitar as coisas.

        Para quem é responsável pelo que escreve você foi muito infeliz no seu comentário. Eu não estou preocupado com o que você acha de mim, pois eu nem conheço você , apenas acompanho o paraserpiloto.com.

        “”e não pelo que a sua baixa capacidade de compreensão é capaz de alcançar.””

        O que você sabe sobre minha capacidade?

        Obrigado e me desculpe se ofendi você em alguma coisa que escrevi mas não poderia deixar de dar uma resposta a você um homem que é responsável pelo que escreve.

        • Julio Petruchio
          3 anos ago

          Mais um “Alice no país das maravilhas”…

        • Marcelo Rates Quaranta
          3 anos ago

          Sério? Eu gostaria de saber que fórmula mágica um governo teria para consertar de um dia para o outro o estrago que foi feito na nossa economia e suas consequências. A sua capacidade de análise continua com a profundidade de um pires. Sua forma de ver a nossa economia e compará-la com “fila do MacDonald” chega a ser algo ao mesmo tempo espantoso e surpreendente para quem se propõe a seguir uma profissão, cuja capacidade de análise contextual precisa ser aprofundada.

          O que você chama de ” a falta de respeito com a autoridade máxima do pais é visível não só aqui” eu chamo de liberdade de expressão ou de “democracia”, se preferir. Algo garantido pela nossa Constituição. Não é preciso muito para se observar a superficialidade e a incapacidade de compreensão do que é dito. amigo. Compreendo que nossa língua é realmente difícil e interpretar textos é algo que não está ao alcance de todos.

          • Anderson
            3 anos ago

            Marcelo, novamente peço desculpas, eu não gostaria de atingir você em nenhum momento.
            Mas isso que você esta tentando fazer ao me desqualificar não esta de acordo com o que diz nesta outra publicação que menciona você:

            http://paraserpiloto.com/2012/05/07/os-dez-mandamentos-do-cmte-marcelo-quaranta/

            Vou citar apenas esses:

            3 Seja polido, educado e acessível às pessoas. Não se deixe jamais contaminar pela arrogância. Estar no comando não qualifica ninguém a semideus.

            5 Tenha senso crítico, mas evite ser crítico. Críticas pejorativas não acrescentam em nada. Seja primeiro juiz de seus próprios atos antes de julgar os outros.

            6 Evite as conversas improdutivas e bobas e que não levam a lugar nenhum.

            Em nenhum momento comparei a economia a “fila do MacDonald” quis dizer que o povo só reclama mas não hesita em gastar o que não tem e achar que está tudo uma maravilha!

            Obrigado pela atenção, dificilmente grandes escritores e de opinião sólida tem dado atenção a comentários em suas publicações.

            E se o Julio quiser comentar alguma coisa, eu já aviso que não vou votar no PT mas também nunca vou pousar na pista que o Sr. Aécio construi com dinheiro publico!

            Obrigado

            • Marcelo Rates Quaranta
              3 anos ago

              Caro Anderson.

              Em relação ao item 3, não fui deselegante. Apenas enfático a respeito das suas colocações, que na minha opinião ainda não possuem aprofundamento suficiente diante de um quadro dantesco que vemos no nosso País. .

              Em relação ao item 5, as críticas nem chegam a ser pejorativas e apenas mostram o quanto há o despreparo, talvez por desconhecimento, revelado nas suas opiniões.

              Já em relação ao item 6, as conversas improdutivas eu vejo como aquelas em que você tenta mostrar um panorama baseado na sua percepção, vivência e na realidade que é apontada todos os dias , e no entanto não é entendido como tal, sem que haja uma contra-argumentação sólida e consistente que possa anunciar os erros na visão do assunto abordado.

              Em relação à minha atenção, será sempre prazeirosamente dada a todos os colegas independente de suas preferências políticas.

            • Julio Petruchio
              3 anos ago

              “Vortô” MAV? Você não tinha encerrado a discussão?

              Volta lá para a sua “mesa em uma multinacional de porto alegre com minha xícara de café ao lado, com uma bela mulher trabalhando na mesma empresa que eu! Já estou formado na faculdade sem ajuda de nenhum governo! Tenho minha casa, bons amigos e não preciso ficar acusando partidos em blog!”

              Não perca seu precioso tempo comigo…

        • Marcelo Rates Quaranta
          1 ano ago

          06/09/2016 – Dois anos se passaram, Anderson. Nada como o tempo para mostrar quem estava certo e quem estava errado. Quem opina porque sabe e quem opina porque chuta.
          Grande abraço.

      • Roberto Cavalcante de Mendonça
        3 anos ago

        Parabéns Marcelo!
        Forte abraço pro’cê. Sucesso!!!

        • Marcelo Rates Quaranta
          3 anos ago

          Obrigado Roberto! Sorte e sucesso para todos nós!

    • Matheus Fernandes
      3 anos ago

      Discordo em partes com pensamento amigo, parte da culpa pela atual situação do país realmente é nossa, mas a MAIOR parte é do governo de merda, populista, corrupto e que não tem ideia do que esta fazendo. Como você mesmo disse vivemos numa democracia onde ganha o que tiver “mais aceitação” pela população, e o atual governo se especializou nisso pra não perder a “bocada”.E quanto aos que babam ovo de checador, sou totalmente contra e repúdio isso, é apenas o reflexo dessa nossa sociedade escrota que idolatra quem “está por cima” pra ver se consegue levar algum.Já essas pessoas que compram shows, andam de Nike, agradeça ao governo novamente, já que focam o crescimento da economia estimulando o consumo, conseguiu números bons porque o mercado externo ajudava agora que essa onda acabou olha a merda em que estamos.
      Concordo que a culpa também é nossa por colocarmos pessoas dessas pra nos governarmos, mas infelizmente o que tem acontecido é que não uma minoria (que leva algum) elege esses bandidos, e a maioria tem pago a conta! E pior é que não temos opções boas TEMOS QUE NOS CONTENTAR A VOTAR NOS QUE “ROUBAM MAS FAZ”, NO MENOS CORRUPTO.
      Cito uma famosa frase de um radialista aqui do sul, ” A melhor saída para o Brasil é o aeroporto”

      • Julio Petruchio
        3 anos ago

        Shows: bolsa cultura

        Tenis de 500 réaul: cartão de crédito (24 parcelinhas que cabem no bolso) e a calça custa 300! Cabe no bolso…

        Lanchinho MC Donald’s: o outro cartão de crédito (mais 24 parcelas). Pensando bem, dividindo em dois cartões dá 12 cada uma. Cabe no bolso…

        Renô Criu: carnezão de 60 parcelinhas que cabem no bolso…

        Gasolina do Renô Criu: no cartão de crédito em algum posto “bandeira branca” mais próximo.

        Não digo nada se esse pessoal estiver pagando um BOLHUDÃO 70m2 do “Minha Casa Minha Dívida” financiado em 35 anos ou 420 meses, afinal “está pagando o que é dele”. Só não conte com essa frase se ficar sem pagar 3 parcelinhas “que cabem no bolso” ao Banco.

        Ah! Sem contar que no Brasil você empresta 1 e paga 3 ao banco!

        Ah! Celular de “Milão” – o IPhone 4s 8Gb: 23 parcelas (que cabem no bolso) nas Casa Bahia.

        E a sua motoca?!

        • Anderson
          3 anos ago

          Julio, se você fala como você escreve é bom você procurar um fonoaudiólogo!
          Outra coisa, não quero atingir ninguém nem defender o PT!
          Minhas contas quem sabe sou eu e com certeza amigo não se encaixam em nenhuma dessas que você escreveu!
          Minha duvida é onde você se encontra agora? Talvez em casa sentado, desempregado lendo blogs e reclamando do governo! Fazer alguma coisa pra mudar que é bom nada!
          Antes que você pergunte onde eu estou, eu respondo que estou sentado em minha mesa em uma multinacional de porto alegre com minha xícara de café ao lado, com uma bela mulher trabalhando na mesma empresa que eu! Já estou formado na faculdade sem ajuda de nenhum governo! Tenho minha casa, bons amigos e não preciso ficar acusando partidos em blog!

          Mas realmente fiquei incomodado com a sua pergunta exclamação.

          “”E a sua motoca?!””

          • Julio Petruchio
            3 anos ago

            Ó que legal… Parabéns “procê”.

            A intenção foi de tentar mostrá-lo como a maioria da população que você citou vive atualmente, mas vejo que a intenção foi em vão.

            Não sei se pela tua incapacidade de compreensão ou por que olha para tudo isso e se sente no “país das maravilhas”.

            Ou os dois fatores juntos!

            Só não vá se esfolar no banheiro pensando nessa bela mulher.

            Quanto a sua “motoca” nem precisa comentar…analisando o que é do jeito que você escreve dá para ter uma noção.

            • Anderson
              3 anos ago

              Cara teu problema é o PT!
              Me larga de mão! E vá para outro blog reclamar do PT!

              Encerro por aqui esta discussão em um site sobre aviação!

              • Julio Petruchio
                3 anos ago

                Tem que encerrar mesmo, não tem o que falar!

                Vai assombrar outro blog, MAV!

    • David Banner
      3 anos ago

      Kkkkk é sério que você avalia a saúde econômica do país observando as pessoas na rua? Se o “Méqui” tá cheio, se tem gente fazendo fila pra comprar ingresso pra show, e se tem gente usando tênis de milão e iPhone 6 é sinal que a economia vai de vento em popa e nós aqui estamos de mimi????

      Pra você que acabou de chegar do País das Maravilhas, vou te situar: “O país entrou em RECESSÃO”. E pode ter certeza que essa conclusão não foi tirada olhando pro comportamento de consumo dos cidadãos da bananalândia, digo, Brasil.

      http://www1.folha.uol.com.br/mercado/2014/08/1507995-recessao-tecnica-no-brasil-e-destaque-na-imprensa-internacional.shtml

    • Alexandre
      3 anos ago

      Anderson, concordo com quase tudo que disse, e já vou deixando bem claro que não sou simpatizante de nenhum partido político, mas penso que temos que ser neutros em nossas avaliações. Sim, a situação do Brasil não está boa. Mas a maioria das pessoas falam como se o Brasil fosse mil maravilhas antes que o PT assumisse o poder, isso com o Lula, em 2003, que não havia corrupção, crises, escândalos.

      Transbrasil, Varig, Vasp e outras empresas menores foram a falência, antes ou pouco depois dessa época, pois já estavam com sérios problemas. Surgiram novas empresas, mas penso que a aviação sempre foi um setor difícil por causa dos altos custo envolvidos, principalmente combustível, isso em quase todo mundo (com exceção dos países super produtores de Petróleo).

      Na época que a economia do Brasil estava melhor, houve um aumento no número de emissões de licenças de piloto (acreditem, é o sonho de muita gente), aumento esse também alimentado pelas especulações de certos empresários de que haveria uma falta de pilotos, gerando reportagens em diversos canais de comunicação, paredes de faculdades, aeroclubes, etc…

      Quando comecei a fazer o PP, fiz uma conta simples:

      No estado onde moro existiam quase 300 aeronaves registradas, mas só em uma faculdade existiam 4 turmas com cerca de 50 alunos em cada, salas lotadas. Isso sem contar a outra faculdade que também oferecia o curso de aviação, os estudandes dos aeroclubes da capital e interior, ou seja, se já não havia, em futuro próximo com certeza haveria uma desproporcionalidade entre o número de pilotos e aeronaves disponíveis para voar.

      Alguém já parou para se perguntar quantas licenças de pilotos a Anac emite diariamente?

      E nesse mesmo dia, quantas aeronaves foram adquiridas?
      Será que é comprada uma nova aeronave por dia no Brasil?

      E ainda com esse imenso número de acidentes na aviação geral, que além de ceifar o principal, que são vidas humanas, não podemos ignorar que essas tristes ocorrências acabam diminuindo o número de aeronaves em circulação.

      Na minha humilde opinião, a aviação continua do mesmo tamanho ou pouco maior que era antes do partido atual assumir, mas o número de pilotos aumentou muito, gerando esse desemprego que estamos assistindo em nossa classe.

      Dá para melhorar a aviação brasileira, fazendo “a roda girar”?

      Provavelmente sim, mas sinceramente não vejo distinção nesse sentido nas intenções de nenhum dos candidatos atuais, como muitos fazem acreditar, que a solução será o governo atual sair do poder.

      Em relação a crise, de forma geral, os políticos tem resposabilidade sobre o que está acontecendo?

      Claro, mas e os especuladores que fazem os preços dos imóveis chegar aonde estão?

      As montadoras de veículos com seus lucros mais altos aqui do que em outros países?

      Há pouco tempo, um comerciante do setor alimentício conhecido me confidenciou que estava aumentado seus preços simplesmente porque estavam muito baratos, defasados frente a concorrência…simples assim.

      • Marcelo Rates Quaranta
        3 anos ago

        Alexandre, você está completamente certo nas seguintes afirmações:

        “E nesse mesmo dia, quantas aeronaves foram adquiridas?
        Será que é comprada uma nova aeronave por dia no Brasil?
        E ainda com esse imenso número de acidentes na aviação geral, que além de ceifar o principal, que são vidas humanas, não podemos ignorar que essas tristes ocorrências acabam diminuindo o número de aeronaves em circulação.”

        A grande preocupação é que no atual modelo econômico, com o uso de artifícios para a contenção do câmbio, represamento dos preços de combustíveis (mas que pode se romper a qualquer hora), intervenções do Estado em mercados, aumento da inflação, queda visível do crescimento, aumento do endividamento interno, fora o chamado “custo Brasil”, o inchaço da máquina pública com a utilização das Agências (inclusive a nossa) como cabide de empregos, o uso do BNDES como se fosse banco privado do atual partida, e os índices altíssimos de corrupção e desvio de dinheiro para outros países por mero viés ideológico, vá ocorrer um agravamento tamanho da situação (que a cada dia se complica mais) a ponto de não só acidentes reduzirem a quantidade de aeronaves, mas a situação se tornar insustentável a ponto de quase parar a aviação pela quebra dos empregadores.

        A saída do atual governo vai sim nos dar maior chance, pois já experimentamos um modelo econômico que não deu certo, e cuja culpa é cinicamente atribuída à “crise internacional”.

        • Julio Petruchio
          3 anos ago

          David Banner, Alexandre e Cmte. Quaranta!

          Faço vossas palavras minhas palavras!

          O que poucas pessoas não entendem ou não querem entender é que o setor da aviação depende dos outros setores econômicos do país para existir.

          Se esses vão mal, ela vai mal e se esses vão bem, lógico, ela vai bem também.

          O que esse governo criou durante esses anos foi uma bolha de crédito em todos os setores, alia-se a a isso a antecipação da demanda, o que uma pessoa compraria em 5 anos, pelo fator crédito ela adiantou esse período e agora super-endividada ela não consegue comprar mais nada.

          Existe. Crédito, mas não há quem contrate, aquele que tem interesse não pode contratar e aquele que pode contratar não tem interesse.

          Imóveis financiam-se em 35 anos e a pena máxima de um preso é de 30 anos. E se esse se comportar está livre ao cumprir 1/6 da pena ou ao completar 65 anos independente do comportamento.

          Quem é o condenado afinal?!

          Desconfiança dos investidores quanto à eleição, retirada da ajuda do governo americano na economia de lá provocará fuga de dólares e diminuição maior dos investimentos externos no Brasil, disparada do valor do dólar, inflação real muito maior que a oficial, disparada da mesma por conta do reajuste no valor dos derivados de petróleo para compensar os saques à PTrobrás, reajuste nas tarifas de energia elétrica por conta do decreto da presidanta há dois anos atrás são alguns dos fatores que me lembro que prometem os próximos anos cheio de emoções.

          Não precisa nem explicar o estrago que o dólar alto faz às empresas aéreas nacionais. E aos sacoleiros de Miami que as utilizam para se deslocar então….

          Quem estiver liquido, sem dívidas e contas a pagar o caminho será um pouco mais suave, mas todo mundo vai sentir.

          Se,continuar que, aí está na presidência, o caminho para a Venezualização do país é certo, não ajustará nada.

          Os ajustes que terão de ser feitos pelo próximo eleito terão de ser amargos

          Será lembrado como o presidente que apertou o cinto dos brasileiros e depois de 4 anos teremos o Molusco de SBC e sua quadrilha dizendo: “-Lembram como fomos bonzinhos? Votem na gente!”

          • Marcelo Rates Quaranta
            3 anos ago

            Julio, excelente a sua exposição! Complementa brilhantemente a minha.

          • Marcelo Rates Quaranta
            3 anos ago

            O maior exemplo da bolha e da euforia citada por você, é que o governo foi (em tese) vítima de seu próprio programa. O Minha Casa Minha Vida enfrenta hoje um grau elevado de inadimplência e não é porque o brasileiro é caloteiro. É porque está perdendo a capacidade de honrar seus compromissos. Razão disso? Inflação elevada, desemprego em elevação e achatamento.

            Se esse panorama não servir de base de reflexão para os que acham que meu texto é “pessimista”, então definitivamente não há como mostrá-los a realidade., pois não querem enxergá-la.

            • Julio Petruchio
              3 anos ago

              Sem contar o “compre na prata, sua anta”!

              Pois quem assina o contrato espera os anos constantes no mesmo para a entrega das chaves, com parcelas e saldo restante corrigidos pelo INCC.
              Aí a obra atrasa (mais que o previsto e mais do que o prorrogável permitido por lei (6 meses) e o saldo lá, sendo corrigido.
              Quando a pessoa entra com o processo para conseguir o financiamento, ela já não tinha mais perfil econômico para financiar, qual a única solução?
              DISTRATO, no qual as construtoras devolvem uma parte do dinheiro pago, algo não mais de 30% e o apartamento volta para a construtora ser revendido.
              Ou seja, o (in)-feliz possível proprietário financiou parte da obra para a construtora e fica sem o bem, que volta para a construtora ser vendido por um valor maior ou igual.

              Com a crise no setor imobiliário e o encalhe de imóveis à venda, aos poucos os valores estão caindo.

              Mas sinceramente Penso que no Código Penal tem um nome para isso…

              • Julio Petruchio
                3 anos ago

                O correto é: “Só anta compra na “pranta””.

                • Marcelo Rates Quaranta
                  3 anos ago

                  Espetacular! Excelente exposição!

      • Marcelo Rates Quaranta
        3 anos ago

        Ah, e sim, outra parte que você tem razão: Em relação a crise, de forma geral, os políticos tem resposabilidade sobre o que está acontecendo? Claro, mas e os especuladores que fazem os preços dos imóveis chegar aonde estão?” A especulação também corrói a economia, mas cabe a um governo competente promover um choque de ordem. Lembro aquio que um dos principais especuladores são os bancos, plenamente favorecidos pelo atual governo (por interesses políticos).

        • Alexandre
          3 anos ago

          Marcelo, concordo plenamente. São tantas coisas erradas que preferi não estender muito o assunto, senão ficaria digitando por toda a tarde. Realmente faltou um pulso firme por parte do governo, através de um choque de ordem para coibir algumas aberrações que ocorreram durante este mandato, entre outras omissões.

          • Marcelo Rates Quaranta
            3 anos ago

            Claro! Mas esse governo só atende aos seus próprios interesses! Um choque de ordem implicaria em atingir também aos protegidos como banqueiros e empreiteiras.

    • Soares
      3 anos ago

      Amigo desculpe mas eu tambem não tive pai rico, trabalhei desde os 10 anos de idade, infelizmente é duro mas, um dia vc setirá q realidade da aviação, um dia. Te entendo sonhar não tem problema.

    • Daniel
      2 anos ago

      pq todo petista vive de ilusão? é culpa do governo sim! a crise atual se deve a pura incompetência e falcatrua do atual governo! além das decisões erradas, o que dizer de mensalão, petrolão, lava jato, pedaladas e tantos outros escândalos?

  7. Lucas
    3 anos ago

    Parabéns pelo seu texto, algum tempo atras fiz um comentário desses num outro site a respeito da realidade e quase fui escrachado pelo dono do site, pois o mesmo tem um monte de patrocínio de escolas que nao gostam de mostrar a realidade, infelizmente conheço muitos pilotos que estão abandonando, e muitos patrões que estao vendendo aviões, do jeito que nossa economia está, logo logo seremos a nova Venezuela da America do Sul, a aviação está de mal a pior, baixos salários, poucas contratações, muitas exigencias, e por aí vai, só nao vê quem nao quer… desculpe a todos pelo desabafo…

    • Julio Petruchio
      3 anos ago

      Felizmente temos mais pessoas no meio aeronáutico fora do “Alice no País das Maravilhas”.
      Como você mesmo disse, o problema maior está na política que conduz o país e é isso mesmo que vai acontecer, teremos o VAB – Venezuela, Argentina e Brasil.
      Apenas reforçando, sites e escolas que vendem cursos prometendo empregos e o mundo da “Alice no País das Maravilhas” me enojam, seus responsáveis deveriam ser presos por Estelionato, mas estamos na República das Bananas, então…

  8. David Banner
    3 anos ago

    Quem curiosamente continua lucrando são as escolas/aeroclubes. Sou de MG e TODOS OS DIAS tem Seneca voando e checando calanguinho MLTE/IFR.

    Vejam a frota do aeroclube de pará de minas. Não para de crescer. Acabaram de credenciar mais seis checadores mês passado.

    • Marcato
      3 anos ago

      David, acho incrivel o que acontece em Para de minas pois aqui SP conheco diversas escolas senão todas, estão muito muito mal das pernas.
      Poucos alunos, custo altíssimo de manutenção esta quebrando as escolas

      • David Banner
        3 anos ago

        Suspeito que a fórmula mágica seja o FIES, Marcato. Mas não tenho certeza. Muita gente entre 2010 e 2012 fez o curso de C.A. ou “Pilotagem Profissional”, na FUMEC e na UNA, respectivamente, e bancou TODAS as horas de voo com o FIES.

        Muitos conseguiram até mesmo checar PCA e PCH. Terminava um e começava o outro. Foi uma farra.

        Não tenho acompanhado nos últimos anos, mas acredito que tem muita gente ainda usando FIES pra se formar (teórico e prático) aqui em MG.

    • David Banner
      3 anos ago

      Ah, e só lembrando. Aqueles que em 2010 fizeram a burrice,digo, bobagem de financiar suas horas de voo pelo FIES agora estão andando com a tampa em roda pra pagar as prestações. Aqueles que não tinha um plano e “B” estão é sem dormir mesmo.

      Então se você está pensando em fazer a ASNEIRA de financiar suas horas de voo esperando pagá-las depois de formado, achando que vai estar empregado quando tiver as carteiras em mãos, fica ai a dica. Vejam como o mercado é instável. Em 2010 o cenário era um oasis. Hoje tem piloto com carteira de tudo e mais um pouco, ICAO 500, experiência de voo internacional, interplanetária e etc e mesmo assim está desempregado.

      • Julio Petruchio
        3 anos ago

        FIES… A “Bolha Imobiliária” da aviação. A única coisa que esse Des-gobierno soube fazer com sua população: SE ENDIVIDAR!

        Se o “caboco” soubesse calcular juros e pesquisar mercado de trabalho na aviação, passava longe disso aí!

        Acho que só no primeiro fator ele “pulava fora”! Mas bananense adora uma “parcelinha que cabe no bolso”… Vai fazer o que?!

        Agora agüenta o “Motumbo”!

        • David Banner
          3 anos ago

          E bota motumbo nisso. Os advogados da Caixa não irão perdoar o fiofó dos endividados.

    • Julio Petruchio
      3 anos ago

      Na minha opinião isso aí é “inércia da demanda reprimida”.

      Espera mais uns dias…

      • David Banner
        3 anos ago

        Tb pensei nessa hipótese. Alguma coisa tem.

  9. Beto Arcaro
    3 anos ago

    Vocês conhecem alguém “da Aviação” que vota na PresidAnta, By the Way ?

    • Julio Petruchio
      3 anos ago

      Tirando o público que ganha alguma coisa com esse desgobierno, ninguém!

  10. Marcelo Rates Quaranta
    3 anos ago

    Amigos, eu gostaria de complementar o que escrevi aqui com mais algumas colocações, porém nãpo sem antes agradecer a vocês, e especialmente ao Julio Petruchio pelas informações.

    Bem, além do preço dos combustíveis, até então represados por essa postura ridícula, e que trará consequências horríveis quando a represa se romper, tem outro fator: As nossas reservas cambiais estão sendo mantidas por injeções governamentais e pela constante interferência do governo nos mercados. Estão sendo mantidas artificialmente, porém quando não houver mais condições de fazê-lo, essa será mais uma represa rompida e o câmbio vai disparar a níveis incontroláveis. Como combustíveis (especialmente o querosene) , peças, suprimentos e todo o resto na aviação é cotado em dólar, os preços dispararão, o que agravará mais ainda a situação das empresas que já não andam bem das pernas.

    Como resultado teremos ainda menos ofertas de vôos, encarecimento das tarifas e redução dos vôos e consequentes demissões. Em suma, o atual governo abriu a fenda e vai enterrar a aviação brasileira se continuar. Aviação essa, que no imaginário ideológico dessa gente doente é da “elite branca e raivosa”.

    Eis a fórmula que esse governo elaborou para destruir a nossa aviação:

    Falta de investimento na infraestrutura +
    Estouro do preço dos combustíveis +
    Escalada incontrolável do câmbio +
    Inflação em alta +
    PIB em queda livre +
    Descrença do mercado internacional +
    Evasão de empresas +
    Redução da oferta de vôos +
    Empresas aéreas endividadas =

    AVIAÇÃO EM DECLÍNIO

    Aí eu pergunto a todos: A nossa classe vai cometer o suicídio de apoiar isso que está aí?

    • Raul Marinho
      3 anos ago

      Sem falar na ANAC, nas novas regras para hab.TIPO, nas 200h PIC para INVA/Hs, etc!

    • Julio Petruchio
      3 anos ago

      Eu quem tenho que agradecer a oportunidade em poder contribuir.
      Ainda bem que existem pessoas como o Cmte. Quaranta e Raul Marinho, que no caso do segundo é conhecido como o “pessimista contumaz da aviação”.
      Posso estar exagerando, mas o “sonho de voar” vendido pelas escolas e Aeroclubes faz com que as pessoas entrem num profundo “Alice no País das Maravilhas”.
      Começa com a célebre frase: “-Vai faltar piloto!”
      Ok, elas tem que vender seus “peixes”, mas poderia ser de uma forma menos utópica.
      Voltando:
      São pessoas como eles que trazem o mundo real da aviação à sua verdadeira realidade, a famosa “pílula azul do Morpheus”.
      Galera, seguinte: aviação só é fácil para quem tem pai, parente ou amigo muito próximo já estabelecido na aviação, o que não corresponde a 5% dos “brevetados”.
      O restante é muito esforço, ralo e até privações sujeitos à realidade econômica.
      O que o Cmte Quarante colocou hoje é para se preparar, pois como diz um velho ditado, numa crise econômica a aviação é a primeira a cair e numa recuperação, é a ultima a se levantar.
      Querem outra?: Numa crise, a primeira coisa que o patrão corta é o piloto e depois o avião.
      O avião que eu vôo fica no interior de São Paulo. Não sei se é reflexo, mas o Aeroclube que antes começava a voar às 6:00 da manhã, raramente voa, os aviões particulares reduziram seus vôos mensais (inclusive o meu) e o avião de PQD faz de dois a quatro lançamentos por dia do fim de semana que antes fazia mais de dez.

      Convido-os a tirarem suas próprias conclusões.

      Muito obrigado, Cmte. Quaranta, o Sr. Me trouxe informações que sequer passavam pela minha cabeça.

      • Marcelo Rates Quaranta
        3 anos ago

        Julio, esse velho papo das escolas de “vai faltar piloto” é o mesmo papo do peixeiro em semana santa que diz: “Freguesa, até o meio dia vai faltar peixe”. No dia seguinte coloca as toneladas que sobraram em promoção.

    • Daniel
      3 anos ago

      Concordo com tudo e com mais um pouco… MAS, qual a saída? Em quem apostar nossa ficha? PSDB? PSB?
      Acho que não depende muito do nosso próximo representante… estamos F*** de qualquer jeito.

  11. Beto Arcaro
    3 anos ago

    Texto perfeito Marcelo!
    20 anos de Aviação e o mês que vem, pela primeira vez, completarei um ano de desemprego.
    Não fiquei sem voar, de forma alguma.
    Assessoria, Freelances “quase” fixos, etc.
    Consegui me virar até agora.
    Até agora!
    Mais de 6000 Hrs, ICAO (6 acreditem!) cursos no exterior, e….
    Por telefone:
    Qual a sua pretensão salarial?

  12. Zé Maria
    3 anos ago

    É pessoal, para quem já acha que está ruim, tenham a certeza de que pode piorar, e muito!
    Perfeitas as colocações do Marcelo e louvável a atitude do Raul em deixar esse post em evidência até domingo.

  13. Tarcísio Guimarães
    3 anos ago

    Excelente! 45 galera!!

    • Zé Maria
      3 anos ago

      Respeitando sua sugestão e não entrando no mérito, esse número resultará na continuidade do que está ai. . .então, por exclusão, sem questionar competência, qualificação, etc, apenas a outra opção abrirá a oportunidade de mudança quando do segundo turno.

      • Julio Petruchio
        3 anos ago

        Apenas complementando: a maior chance de continuar o que está aí será com a Maria Osmarina, que ajudou a fundar o PT, ficou por lá até brigar com todo mundo, foi para o PV, ficou lá até brigar com todo mundo, saiu, tentou fundar o tal do Rede, não conseguiu por articulação e obra do PT, uniu-se ao EC e por acidente se tornou candidata.

        Se levarmos a questão “por princípios”, votar em “Gilma” ou Maria Osmarina é como o farmacêutico pergunta na hora de aplicar a injeção:

        “-Você prefere no lado esquerdo ou direito da bunda?”

        • Zé Maria
          3 anos ago

          Julio, boa noite.
          Sem entrar no mérito, o que nos espera é o seguinte:
          Dilma x Aécio = reeleição
          Dilma x Marina = vaique. . .
          Simples assim, NÃO QUERO MAIS DILMA!!
          Então, por exclusão, só me (nos) resta uma única opção.
          Abraço e boa sorte a todos nós.
          Zé Maria

          • David Banner
            3 anos ago

            Tb pensava assim, mas acho que após o debate de ontem o aécio trocou de lugar com a marina. E com grandes chances de vitória no 2nd turno.

  14. Eduardo
    3 anos ago

    Banho de sal grosso após ler o texto, mas infelizmente é a triste realidade. Fico imaginando os PP’s iniciando a vida. Viva la “cubana de aviación”…. É de chorar…

  15. Julio Petruchio
    3 anos ago

    A comporta da Avgas já foi aberta há alguns meses. Até agora mais ou menos uns 20% de aumento, somando o aumento de ontem:

    Informamos que a PETROBRAS – Petróleo Brasileiro, divulgou o aumento médio de 6,5% nos preços do AVGAS ( GASOLINA DE AVIAÇAO) a partir do dia 01 de Outubro de 2014.

    Posto isto, informamos que estaremos repassando o aumento nos preços praticados nos Aeroportos onde estamos presentes.

    Agradecemos sua atenção e colocamo-nos a seu dispor para maiores informações.

    Atenciosamente,

    Se preparem! “Tempos mais bicudos” que os de hoje estão por vir!

Deixe uma resposta