“Simulador não representa segurança de voo”??? Pôxa, pessoal, ‘menas’, né?

By: Author Raul MarinhoPosted on
561Views36

Da foto publicada aqui, destaco a seguinte faixa:

simseg.jpg

Pôxa, pessoal,”simulador não representa segurança de voo”??? ‘Menas’, né? Eu até entendo o que se quis dizer – que obrigar o piloto brasileiro a realizar treinamento em simulador no CTAC estrangeiro irá deixar o profissional sob pressão, e isso sim poderia ser prejudicial à segurança de voo (ou algo mais ou menos por aí) -, mas o trecho antes da vírgula da frase da faixa acima, tirada do contexto, pode dar munição para o inimigo a ANAC desqualificar nossas reivindicações! Ou vocês acham que eles (os ‘anaqueanos’) não estão falando lá nos corredores da agência numa hora dessas que “Tá vendo!? Tudo vagabundo! Ninguém quer se aperfeiçoar, só querem ganhar dinheiro no mole!”? Claro que estão! E vão usar isso para mostrar como eles são os defensores da segurança na aviação, mesmo tendo que lutar contra esses “profissionais sem consciência do que fazem” e blá blá blá!

Eu apoiei e divulguei a manifestação de 6a. feira desde o início no blog (ou antes dele: na véspera, já noticiava o fato), basta ver os vários posts sobre o assunto aqui, aqui, aqui, e aqui. Mas também comentei que o movimento carecia de uma maior coordenação e planejamento, e espero que seus líderes entendam isso como uma crítica realmente construtiva – porque é o que ela é, de fato; não quero com isso desqualificar o que foi feito, muito pelo contrário!

O ponto é o seguinte: não queremos ter que ir fazer simulador no exterior porque nem todo piloto sabe falar inglês, ou não tem visto, ou não há slot disponível, ou o patrão não está disposto a pagar, etc. Ok, mas isso não significa que sejamos contra o simulador, só queremos que a ANAC implante essa exigência de forma sensata. Como? Bem, aí é discussão “prá mais de metro”, como se diz lá na minha terra, mas há maneiras de fazer isso sem inviabilizar o emprego de muita gente que irá ficar desempregada se as regras que entraram em vigor com a EMD004 não forem repensadas. Acho que este é o caminho a seguir, não simplesmente querer revogar a EMD004 (que tem pontos positivos também), ou questionar a importância dos simuladores para a segurança (o que é tecnicamente absurdo).

 

36 comments

  1. Raphael Nogueira
    3 anos ago

    O SNA não esta ajudando a negociar?

    • Hubner
      3 anos ago

      Está, e há associações também.
      Mas a ANAC tem agido unilateralmente, insistentemente.
      Diz que ouve e considera nossas reivindicações e age de forma totalmente oposta e punitiva.

    • Amgarten
      3 anos ago

      Antes da manifestação houve uma reunião na Anac contando com a presença de representantes do setor, e o SNA estava lá. Portanto, não é verdade que o Simdicato esteja de braços cruzados, ele está agindo sim, dentro de suas possibilidades.

  2. Fernando Marchioreto
    3 anos ago

    Muito bom o texto Raul, quem sabe daqui pra frente os líderes do movimento repensem com mais inteligencia como atingir o “alvo” corretamente.

    • amgarten
      3 anos ago

      Fernando, repensar sempre para melhorar sempre. Isso sim! Agora dizer que não atingiram o objetivo, aí já há um certo exagero de miopia… Como não atingiram!? Globo, SBT, BAND, CBN e Valor Econômico noticiando o fato, muitos deles ao vivo, chamando atenção para a causa, e sem contar os desdobramentos (como a repercussão neste blog, por exemplo), se tudo isso for considerado como “objetivo não atingido”, então não sei mais o que seria…

  3. Anonimo
    3 anos ago

    Os “taqueiros” piram com isso …. Agora essa negada não vai mais poder voar 10 aviões de uma vez… Fora os pilotos que ficaram para trás, não se aperfeiçoaram e sabem que vão tomar pau no simulador. Isso será um divisor, vai separar os homens dos meninos! No táxi aéreo fazemos simulador todos os anos. Para nós esta realidade existe a anos! Demorou para ir para a Geral!

    Realmente, esta frase foi totalmente infeliz! Se o simulador não representa segurança, representa oq? Ahhh por favor né…. Quero ver o dia que o exame de proficiência linguística for obrigatório… Vai parar a aviação geral de vez!

    • Amgarten
      3 anos ago

      Anônimo, ou seja qual for seu nome, caso está medida de imposição se mantenha (o que acho difícil pois a pressão está aumentando de todo lado), o que vai acontecer é aumentar a atividade do TACA, parece que vc não conhece a aviação, ou não é piloto. O que pode diminuir o TACA é uma mudança de foco, uma quebra de paradigmas do que se tem feito desde DAC até os dias de hoje. Tornar a legislação 135 objetiva, clara, concisa e que seja possível de cumprir trará os interessados para a legalidade. Fora isso não tem como combater, sinto desapontá-lo. Se dúvida, faça uma pesquisa e saberá que muitas vezes é o próprio taxi aéreo que repassa o frete para um particular…
      Por isso, totalmente descabida sua comparação.
      Quanto ao que disse sobre os aviadores, posso dizer que, com minha experiência nos checks, praticamente TODOS os aviadores querem, desejam e vão passar nos simuladores, pois não tem segredo algum, pelo contrário, é até mais fácil do que a aeronave. A única dificuldade a ser enfrentada é com relação à língua, mas eles podem gastar mais dinheiro (já que são ricos e têm mesmo é que se ferrar, conforme muitos dizem) e contratar tradutor. Isso vai afetar e muito o treinamento, mas para os tapados, o objetivo estará cumprido. Depois, em off, eu dou uma dica valiosa sobre como passar na moleza no simulador quando se contrata um tradutor.
      Agora só me faltava a Agência tentar ser mais realista que a Constituição Federal, onde se lê que a língua oficial do Brasil é o Português!!!

    • Bob
      3 anos ago

      A exigência do simulador só fara aumentar o desejo de vários operadores de fazer o TACA, com o objetivo de amortizar esses custos. Acho totalmente válido o uso do simulador, e ele deve ser incentivado, mas não exigido enquanto não estiver disponível no Brasil. Não faz sentido um piloto brasileiro, com uma aeronave de matrícula brasileira, ser obrigado a checar fora para voar no seu próprio país. Quanto ao painel, certamente foi muito mais um erro de expressão. Como disse o Raul em outro post, nem sempre o que está escrito vale……De fato o mais triste de tudo é ver um colega aviador vir aqui com ” sangue nos zoio”, destilar sua ira contra os colegas da aviação geral. Ao contrário do que vc pensa, a maioria do pessoal já está com proficiência, e quem não tem está estudando para tê-la. Temos até algumas aves raras, como o Beto Arcaro, level 6!

      • Beto Arcaro
        3 anos ago

        Avis Rara, por enquanto!
        Daqui à pouco eles dão um jeito de cassar o meu “6”, aí eu viro “Ave Extinta”! Kkkkk

        • Bob
          3 anos ago

          Eu de vc congelava a carteira em nitrogênio líquido, só por alguma eventualidade.

  4. Amgarten
    3 anos ago

    Curioso é o Brasil. Desde criança ouço dizer (e com razão) que este é um país de “carneiros” justamente pela mansidão bovina de sua população que tem medo até da sombra, e prefere sempre o doce caminho da passividade. “É assim mesmo, não adianta lutar!”, dizem muitos.
    Uma frase infeliz, num cartaz feito às pressas, por pessoas voluntariosas que distenderam seu tempo para uma causa (certa ou errada, este nao é o caso), de repente esta frase ou o erro contido nela ganha mais valor e dimensão do que o ato na qual está inserida. Prato cheio para os detratores.
    Reafirmo aqui minha alegria de saber que os organizadores partiram do zero, com recursos parcos e próprios, acordaram de madrugada, correram atrás da confecção dos cartazes, correram atrás da imprensa sem qualquer apoio de profissional de mídia, e fizeram um excelente trabalho!
    Não foi excelente?! Claro que foi! No contexto comentado eles simplesmente conseguiram atrair atenção de Globo, SBT, Band, CBN e Valor Econômico.
    Talvez os críticos possam, numa próxima manifestação, contribuir de forma positiva com a presença e também com a confecção de cartazes que sejam melhores. A busca pela melhoria deve ser buscada sim. Todos devem ajudar.
    Em tempo: conversei com o Aviador Ferrari, um dos organizadores, e ele muito triste com estas críticas, me confidenciou que outros três cartazes foram barrados por eles pois julgaram que havia neles frases” mais fortes”, e por isso preferiram baní-las. Uma passou pelo filtro deles…
    Ao Ferrari e demais, peço que não desanime, pois em toda atividade humana, aqueles que fazem e vão à luta, nunca escaparão das críticas, sejam positivas ou destrutivas, mas que sigam em frente porque o mais importante é a sensação do dever cumprido.
    A vocês, Aviadores, deixo um pensamento do Darcy Ribeiro:

    “Fracassei em tudo o que tentei na vida.
    Tentei alfabetizar as crianças brasileiras, não consegui.
    Tentei salvar os índios, não consegui.
    Tentei fazer uma universidade séria e fracassei.
    Tentei fazer o Brasil desenvolver-se autonomamente e fracassei.
    Mas os fracassos são minhas vitórias.
    Eu detestaria estar no lugar de quem me venceu”
    Darcy Ribeiro

    • Raul Marinho
      3 anos ago

      Caro amigo Cássio,
      Novamente discordando – mas como vc mesmo disse anteriormente, a discordância enriquece a democracia -, eu acho que a crítica, desde que construtiva, é o melhor que se pode fazer para o criticado. E foi com esse intuito que publiquei este blog: para ajudar a evitar que se cometam erros como o da faixa acima, que joga contra nós no fim das contas. Novamente: eu incentivei e divulguei a manifestação aqui desde o início, e estou aguardando desde domingo que um dos organizadores, meu amigo pessoal, me envie o link do vídeo da entrevista do Marcelo Oliveira ao SBT, onde ele explica a questão dos simuladores, para eu publicar um contraponto a este post.
      Abração,
      Raul

      • Amgarten
        3 anos ago

        Com certeza, Raul. E seu papel é este mesmo, não pode se furtar a apontar todo o ocorrido, seja a parte positiva ou a negativa.
        O erro apontado servirá de alerta para que na próxima manifestação o trabalho seja ainda mais bonito, pois apesar deste erro que considero pequeno, o resultado final foi sensacional. Afinal, nenhuma instituição estabelecida até agora conseguiu chamar a atenção da maneira que eles conseguiram.
        Para a imprensa e o público leigo o impacto foi forte! E quando percebe que aqueles que têm interesses escusos espernearem, você entende que realmente atingiu o objetivo.

        • Raul Marinho
          3 anos ago

          Sim, concordo, teve muito mais acertos do que erros! E, concordo, o resultado inicial foi muito além do que imaginava! Mas vamos trabalhar para melhorar cada vez mais!

  5. GRC
    3 anos ago

    Parabéns Raul pelo texto, é isso ai !

  6. Paulo
    3 anos ago

    Pelo que vi, nem aqui os caras se entendem. Como sempre, na Aviação, ninguém é unido, cada um acha que é melhor que o outro. Por isso a ANAC faz o que quer. Depois reclamam. Coitadinhos.

  7. João Victor
    3 anos ago

    Totalmente infeliz esse cartaz.

    Logo que vi, fiquei esperando por uma manifestação, tendo em vista o tamanho desta gafe. Mais uma vez, o Blog Para Ser Piloto, muito bem mediado pelo colega Raul Marinho, foi o primeiro a se pronunciar diante dessa pérola.

    É por essa e tantas outras que não temos o respeito que tanto precisamos para nossa profissão, para que volte a ser digna como nos velhos tempos. Que briguem pela taxa de R$9872,00, que briguem pela falta de condições, já que não temos alguns tipos de simuladores no Brasil. Agora falar que simulador não representa/garante segurança de voo.. É o cúmulo do absurdo!

    A cada dia percebo que além de todos os problemas que existem na profissão de aeronauta, falta um nível de instrução melhor aos pilotos. Infelizmente somos carentes de estímulos educativos por parte da ANAC e dos próprios profissionais, a fim de melhorar o nível geral de educação dos pilotos. Como o Brasil já é um país conhecidamente carente na educação básica e fundamental, não é diferente com os profissionais da aviação.

    Em relação ao protesto, no geral, achei nobríssima a atitude dos colegas. Mas deveriam ter feito com uma abordagem diferente.

  8. Thiago
    3 anos ago

    vamos ser realistas!

    porque seu iphone, seu ipad. Gps aeronáuticos, peças etc.. preferencialmente são compradas no EUA??

    porque são mais baratos fora do brasil!

    vocês acham realmente que CTACs no brasil será mais barato que no EUA?? NUNCA!

    isso é um negocio meus amigos, e muito lucrativo! onde o $$ fala mais alto.

    • Raul Marinho
      3 anos ago

      “Não é só pelos R$0,20”, como dizia-se até outro dia aqui no Brasil… E a “taxinha” de R$10mil da ANAC? E os pilotos que não falam inglês ou não tem visto? E o problema da falta de slots para treinamento (lembre-se que, p.ex. o CTAC da Agusta fica 6 meses por ano dedicado ao treinamento militar…)? Mas mesmo o preço pode ser contornado com desononerações e uma regulação mais bem feita…

  9. Beto Arcaro
    3 anos ago

    O Banner em questão foi totalmente mal formulado.
    Dá pra sentir a falta de responsabilidade ou a ignorância de quem o fez.
    Parece que está “jogando no outro time”!
    Eu adoraria um Flight Safety todo ano!
    Acho que seria o sonho de todo Aviador “Normal”!
    Em termos de pressão, já me sinto muito mais pressionado quando dou entrada num processo de recheque, do qual eu não sei se vai ter Checador, se vai faltar algum documento que não está especificado em lugar algum, se meu processo vai ser indeferido (Vide caso do Cel. Crespo), enfim, todas as variáveis caóticas vomitadas pelo setor de Habilitação da ANAC.
    Confesso que fiquei meio quietinho esses dias, só vendo as discussões intermináveis aqui no blog.
    A hipocrisia usual da ANAC em cobrar dos Aviadores, coisas das quais ela mesmo não daria conta em prol da segurança de vôo, é um fator muito perceptível, não só na EMD004.
    Imaginem, sem generalizar, um INSPAC da ANAC tendo que ser fluente em inglês e fazendo Flight Safety todo ano.
    Será que eles se sentiriam pressionados?
    Já imaginaram o tamanho do desastre?
    Acho que existem muitas outras EMD´s fora da realidade, muitos outros absurdos rolando soltos nas entranhas dos RBAC´s (um exemplo claro é o cheque de MLTE sem o MNTE).
    Sabem por quê?
    Por que são promulgados por gente inapta!
    Isso é o que deveria ser “Manifestado”!!
    Agora, se vivêssemos num mundo perfeito, a exigência de simulador, ou de treinamento em CTAC´s certificados, viria bem à calhar.
    Penso que acabaria “separando o joio do trigo” em termos profissionais.
    Acabaria, por motivos de custo, com aquela história do cara que tem um emprego e que nas horas vagas voa mais três aviões de “Freela”, etc.
    Com certeza, o Patrão exigiria uma certa exclusividade.
    Devemos nos manifestar por esse “Mundo Perfeito”, não só por mais uma incongruência usual da ANAC !
    Ao meu ver, já que é pra jogar “M”. no ventilador, pra valer, então que seja por completo!
    Ah! Eu nem vôo TIPO, sou recém formado, e estou me manifestando contra a EMD 004!
    Agora eu assustei! Que absurdo essa EMD004! Oh! Mas e a taxa de R$10.000,00? Quem poderá nos ajudar??
    Abram os olhos, Gente!
    Em todo o sistema de regulação da ANAC, existem muitas outras idiotices que conspiram contra a sua carreira na Aviação.
    A EMD004 é só mais uma.

    • julio
      3 anos ago

      Pois é Beto. Eu estava na manifestação e cada um ali tinha uma “queixa” contra a Anac. Como não tínhamos uma liderança tão significativa e organizada assim ( o pessoal foi chegando e fomos instruindo a deixarem somente uma pessoa falar com a imprensa, não lembro o nome dele mas pelo que entendi o porta voz era piloto /advogado) decidimos manter o foco em um ponto (no simulador, que por sinal na reportagem acho que ficou bem explicado) para que não virasse bagunça. Eu acho que deu certo, pelo menos repercutiu dentro do meio da aviação e esta gerando muita discussão. Precisamos de união neste momento, acho que o protesto pelo menos serviu pra isso. EU acho que devemos nos organizar para discutir o que precisamos realmente para o futuro e se necessário for, tomar as medidas legais contra a Anac.
      União e organização!!

      Abraços

      • Beto Arcaro
        3 anos ago

        A queixa principal, no meu entender, é a própria “Agência”!
        O que a ANAC tem feito de produtivo, de “próspero”, ultimamente?
        Acho que essa é a questão.
        É um órgão regulador que precisa ser reformulado por completo.
        Não é mais questão de um RBAC aqui, uma Emenda ali.
        É uma questão de se começar tudo do Zero, e desta vez, se possível, começar com o pé direito.

    • Cadu
      3 anos ago

      Beto, tem muito “aviador” que tem medo de simulador!!!!!!!!

      • Beto Arcaro
        3 anos ago

        Pois é!
        Eu, particularmente, sem generalizar, tenho medo de Checadores Brasileiros!
        É incrível como o Simulador nos EUA tem uma outra “Aura”, uma outra Energia envolvida.
        Acredito que o uso de simulador é extremamente válido para qualquer aeronave.
        Já fiz até de Bonanza, lá na Flight Safety.
        A filosofia lá é acrescentar conhecimento e com isso, melhorar a segurança de vôo.
        Por isso existem os “Recurrent Trainings”, obviamente não obrigatórios, semestrais ou anuais.
        A Flight Safety, por exemplo, não dá pau em ninguém.
        Ela só recomenda mais treinamento, no caso de algum quesito do treinamento ser insuficiente.
        Só que pra que isso aconteça, o Piloto teria que forçar muito a barra.
        O treinamento é muito “Straight Forward”, coisa pra “Piloto Retardado”.
        Somos considerados ótimos pilotos por lá, em parte, por causa desse nosso “jogo de cintura” que adquirimos ao enfrentar as agruras da Aviação Brasileira.
        Não existe a atitude “Sabotadora”, que as vezes à gente percebe, em certos treinamentos e vôos de avaliação aqui no Brasil.

        • amgarten
          3 anos ago

          Disse tudo, Beto! E realmente o sentimento entre os aviadores brasileiros é da mais ampla tranquilidade, nunca notei nenhum tipo de medo por parte deles. A única ressalva, já mencionada anteriormente, é quanto a questão da língua. E só!
          E como já disse, e todos que voam sabem, é que é muito mais fácil simulador, ainda mais nos EUA, utilizando os formidáveis aeroportos deles como imagem e com avaliadores americanos!

  10. julio
    3 anos ago

    Pessoal calma ai.. como foi dito na reportagem, não somos contra o simulador! Essa faixa foi mal escrita mesmo.
    Também acho que temos muitos outros motivos para protestar contra a Anac, porem acho que esta foi somente o estopim.
    Em minha opinião temos que protestar contra a falta de profissionalismo dentro da Agencia. Se eles dizem que seguem padrões internacionais de segurança temos que exigir que eles também tenham padrões de uma Agencia internacional. Não podemos permitir que pessoas que nunca foram envolvidas com aviação tomem as decisões la dentro. Será que em um pais sério, com uma agencia séria, alguém inventaria uma norma que comprometesse o futuro de toda uma classe assim?

  11. Thiago Sabino
    3 anos ago

    O protesto foi oco…

    Teriam de ter focado na TAXA de quase dez mil reais.

    Se a taxa, sei lá, fosse de 1000 reais, viabilizaria muito o treinamento em simulador, e aí sim, a segurança seria privilegiada.

    • jc
      3 anos ago

      Não tinha nada de oco no protesto meu caro Sabino. Talvez a cabeça de alguns que queriam defender interesses pessoais!
      O problema não é o simulador.

  12. Marcos Véio
    3 anos ago

    Como comentei ontem em outro post: isso é cabeça de sindicato.
    Desculpa, mas simulador melhora e muito o nível de segurança. Ou será que somos tão bons quantos os americanos? Que podemos dispensar essa ferramenta de treinamento?
    As reinvindicações deveriam ser outras.

    • Raul Marinho
      3 anos ago

      Eu estive no SNA na 6a feira, e posso te assegurar que a “cabeça de sindicato” (pelo menos, do nosso sindicato) é bem diferente do que vc está pensando.
      A propósito, ninguém do SNA participou da manifestação, embora ela tenha ocorrido em frente à sua sede em S.Paulo.

      • Marcos Véio
        3 anos ago

        Cá para nós Raul! Sem generalizar. Convenhamos! Uma realidade que ninguém admite: a grande maioria (não todos) não gosta de estudar. E simulador, exige uma grande carga de estudo e preparação. Dizer que treinamento em simulador não aumenta a segurança, não pode ser usado como”desculpa”. E o foco das manifestações, tem que ser o custo deste treinamento.

  13. David Banner
    3 anos ago

    A palavra correta seria “garante”.

    – Simulador não GARANTE a segurança do voo.

    E não garante mesmo.

    • Raul Marinho
      3 anos ago

      Melhoraria bem! Mas eu acho que o ideal seria escrever algo positivo, tipo: “Queremos fazer simulador no Brasil! Somos pilotos brasileiros!”, ou questionar a taxa de R$9.872 para checar no exterior, algo assim.

      • David Banner
        3 anos ago

        Exatamente. Esse frase ai, mesmo com o “garantir”, não ajuda em quase nada. Se é que não atrapalhou.

Deixe uma resposta