Blog Aviação Executiva: “Ameaça iminente. De novo.”

By: Author Raul MarinhoPosted on
559Views22

O Ruy Flemming publicou um texto extremamente preocupante no blog Aviação Executiva: “Ameaça iminente. De novo.“. O artigo do Ruy trata do retorno da ameaça de abertura do mercado de pilotos aos tripulantes estrangeiros, que estava dormente há bastante tempo. Se isso, lá naquela época (do “apagão de pilotos”), já era uma notícia muito ruim para o aeronauta brasileiro, o que dirá agora, com o mercado totalmente desfavorável, em especial na asa rotativa!

Sobre este assunto, recomendo também este post, de uma época pré-Para Ser Piloto, que acho que ainda é bastante atual sobre este assunto: “Apertem os cintos, o piloto faliu“.

22 comments

  1. Jose Luis
    3 anos ago

    Senhores,

    Segue o comentário do Divaldo Oliveira a quem o Ruy Flemming se refere no post e que talvez tenha um pouco mais de informação.

    Divaldo Oliveira
    18 h · São Paulo · Editado
    Caros Amigos,
    Para quem já conhece vamos a um breve update e para os que não, aproveitem para tomar conhecimento e tirar suas conclusões.
    Está em tramitação no Congresso Nacional o Projeto de Lei n. 6.716 de 2009. Este projeto trata de alterações no CBA – Código Brasileiro de Aeronáutica (Lei 7.565). Este projeto, inicialmente, visava alterar o artigo que limita a participação capital estrangeiro em companhias aéreas brasileiras, porém o assunto atraiu a atenção de muitos parlamentares (oportunistas) que começaram a apresentar alterações ou novos projetos que foram apensados a este.
    Depois de apresentarem um número imenso de alterações, foi criada uma Comissão Especial destinada a proferir um parecer ao projeto.
    Em 09/06/2010 esta comissão aprovou um texto substitutivo para o projeto de lei e neste texto, dentre uma quantidade enorme, houve uma alteração que nos causou estranheza.
    O artigo 158 havia sido alterado para permitir a contratação de mão de obra estrangeira pelo período de 5 anos, sem que nenhum projeto específico para tal tinha sido apresentado até então.
    A ABRAPHE o SNA e outras entidades representantes da classe, partiram para a articulação política afim de barrar este artigo.
    Graças aos esforços do então presidente da ABRAPHE, Rodrigo Duarte em conjunto com o SNA, tal artigo foi alterado, conforme prometido pelo Relator da comissão Deputado Rodrigo Rocha Loures, pelo deputado Jerônimo Georgen e pelo senador Álvaro Dias, que se colocou inteiramente a disposição dos aeronautas, o artigo voltou a redação anterior em que somente é permitida a contratação por 6 meses.
    Porém sem que ninguém soubesse ou fosse avisado o texto foi novamente alterado e o Projeto de Lei apresenta agora a seguinte redação:
    “Art. 158. Será́ admitida a contratação de mão de obra estrangeira como tripulantes e instrutores, em caráter provisório, na falta de tripulantes brasileiros.
    § 1o. O prazo do contrato de instrutores estrangeiros, de que trata este artigo, não poderá́ exceder a 6 (seis) meses.”
    § 2o. O prazo do contrato de tripulantes estrangeiros, de que trata este artigo, não poderá́ exceder a 60 (sessenta) meses.”
    Ou seja, instrutores somente poderão ser contratados por um período máximo de 06 meses, porém tripulantes poderão ser por 60 meses (cinco anos).
    Este projeto dificilmente irá a votação ainda este ano, mas precisamos nos mobilizar novamente para que, da maneira como está, este projeto não seja aprovado.
    A última movimentação deste PL foi em 04/04/2014 onde foi encaminhado à Coordenação de Comissões Permanentes para republicação.
    A quem quiser acompanhar a tramitação do PL, segue o link:
    http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/fichadetramitacao?idProposicao=465324

    • amgarten
      3 anos ago

      Obrigado, Jose Luis! Agora com este link ficará mais fácil para acompanharmos o andamento deste projeto. O que me assusta é o trecho que diz “na falta de tripulantes…” . Justamente o que vai ocorrer a partir dos próximos meses com esta obrigatoriedade dos simuladores!! Aviadores, mais do que nunca, estejam alertas!

  2. Paulo
    3 anos ago

    Puramente AFA…

  3. Amgarten
    3 anos ago

    Quando afirma que “a ameaça parece que voltou”, faltou explicitar de que forma isso está acontecendo. Para que um projeto de lei seja aprovado no congresso seria necessário, em primeiro lugar, que os congressistas estivessem por ali, mas nesta época eleitoral, a gente pode até achar alguns, mas os que estiverem presentes não conseguirão fazer muita coisa.
    Portanto, não vejo esta ameaça tão iminente, talvez para o futuro, mas não para agora.
    Porém, os efeitos danosos da obrigatoriedade do simulador para aviação geral, isso sim pode acelerar o processo de aprovação desta lei, afinal com a escassez de profissionais habilitados, haverá o clamor dos políticos para que se abram “as portas”. Com o “mais médicos” foi mais ou menos assim, alegaram falta de profissionais e abriram para médicos estrangeiros. Quais vieram em peso? Os Cubanos!
    Destarte, a verdadeira ameaça iminente para os aviadores brasileiros é a imposição de realização de treinamentos anuais em simuladores em outros países.

  4. Julio Petruchio
    3 anos ago

    Puts… Do jeito que tem piloto com PC,Multi, IFR, INVA, Jet Trainer, ICAO 5 e 4 e Teórico de PLA trombando nas esquinas, a Anarcolândia me vem com essa?!

  5. Patolino
    3 anos ago

    Li todo post dele, e ele não fala o pq da ameaça iminente. Se sabe de algo devia ter deixado claro quais são os motivos.

    • Raul Marinho
      3 anos ago

      O que eu posso dizer é que o Flemming é um sujeito sério, e não iria falar isso à toa. Mas, de fato, não se pode dizer que vc não tenha razão em suas criticas…
      De qualquer forma, vc leu o meu post de 2010? Nele, eu explico como essa história surgiu, e nada impede que o tema volte novamente, “contrabandeado” como antes.

      • Patolino
        3 anos ago

        Sim Raul, li seu post de 2010, e tb acho que o Flemming é um sujeito sério e não iria postar baseado em AFAs. Só pecou por fazer pano preto, contou o milagre mas não contou o santo.

  6. É, só se for um “Mais Pilotos”, para trazer cubanos, venezuelanos a troco de banana etc…sei lá. Aí tem que fazer lobby no Congresso contra. Particularmente acho improvável, conquanto não impossível (jamais subestimem a estupidez do Partido-Seita). Anyway, ajudo na bronca, embora não seja mais problema meu.

    • Fred Mesquita
      3 anos ago

      Mesmo sendo com om de brincadeira, eu já havia falado isso ha um bom tempo, de que o Governo PETRALHA estaria preparando a nova avalanche chamada “MAIS PILOTOS”…

  7. Ilo Rego
    3 anos ago

    É uma vergonha o país aceitar essa história com tantos pilotos formados, só esperando uma oportunidade. Esse Brasil é uma piada.

  8. Beto Arcaro
    3 anos ago

    Tava conversando com um amigo hoje, recém formado, foi meu Copiloto, também desempregado.
    Ele me disse que tem um cara aqui em Americana que ganha R$ 1000,00/ por dia, vendendo “Laranja”….

    • David Banner
      3 anos ago

      Não duvido não. E é o que eu mais recomendo pros meus amigos: “EMPREENDER”. Muita gente tem perfil de empreendedor e nem sabe.

      Tem MUITAS atividades que dá pra se começar com baixo investimento. Mesmo nesse país onde tudo e todos (impostos, burocracia, etc) são contra quem tentar empreender, ainda vale a pena. Sobretudo em negócios pequenos, como o cara ai da laranja.

      Só não pode ter preguiça e vergonha. rsss

    • Gabriel G.
      3 anos ago

      Beto mora em Americana? Abrcs!

    • Julio Petruchio
      3 anos ago

      Essa “Laranja” seria aquela redonda que vende na feira ou aquela outra de “duas pernas”?

      • Beto Arcaro
        3 anos ago

        Não ! É a da feira mesmo.
        A de “duas pernas” da muito mais dinheiro! Kkkk

  9. David Banner
    3 anos ago

    Só falta o (des)governo federal criar o programa “mais pilotos”.

    “- Estamos trazendo pilotos de Cuba pra suprir a falta de pilotos Brasileiros! Até temos muitos pilotos por aqui, mas eles estão de muito mimimi, não querem pagar taxa de recheque e simulador lá fora, não querem trabalhar de graça… ai já viu.”

Deixe uma resposta