Ruy Flemming: “Vai sair uma emenda emergência da ANAC em 10 dias acabando a necessidade de CTAC para revalidação”

By: Author Raul MarinhoPosted on
706Views25

Reproduzo a seguir o que está no perfil do Facebook do Ruy Flemming:

Aconteceu o que prevíamos!
Vai sair uma emenda emergência da ANAC em 10 dias acabando a necessidade de CTAC para revalidação.
Sem estresse, sem pé na boca, só na conversa e bons argumentos, exatamente como sempre fizemos.
Obrigado a todos que nós apoiaram até aqui.
Importante ressaltar que outras entidades e associações estiveram envolvidas. Muita gente boa se empenhou e dedicou boa parte de seu tempo pra gente chegar aqui.
A briga ainda não acabou.
Continuem confiando no nosso trabalho.
Obrigado

Quando tiver mais novidades sobre o assunto, informo aqui.

– x –

Atualização de 19/10: Evidentemente, o que segue acima é ininteligível para quem não está acompanhando par e passo a “novela” das novas regras para hab.TIPO da EMD004. O que aconteceu é o seguinte: depois da referida alteração, houve manifestações, e reuniões com a ANAC para tentar revertê-la; e o resultado parece que está aparecendo agora. É disto que o post trata.

25 comments

  1. André
    3 anos ago

    Ao se confirmar tal emenda emergencial, segundo a qual não será necessário recorrer a CTAC para revalidar habilitações, mas continuará sendo necessário recorrer a essas instituições para habilitações iniciais, fica estabelecida uma distorção permanente no mercado de trabalho, a qual favorece pilotos já habilitados em equipamentos tipo. Portanto, ao contrario dos colegas que estão comemorando a união de nossa categoria profissional em obter concessões junto à ANAC, eu acredito que a negociação para conseguir a citada emenda emergencial é um exemplo de desunião da categoria, uma vez que os experientes que já possuem habilitações tipo conseguiram obter uma barreira commercial junto à ANAC, efetivamente criando um monopólio dos detentores de habilitações tipo. Esse é o velho problema do Brasil, criam-se privilégios para alguns em detrimento da maioria, ou seja, com o intuito de evitar um eventual aumento de desemprego no segmento de aeronaves tipo (minoria dos pilotos em atividade), as regras são modificadas e, efetivamente, outorgam a esse segmento de pilotos um monopólio profissional. Por mais que a regra dos CTAC, tal como inicialmente publicada, criasse dificuldades para a categoria, a dificuldade era a mesma para todos os segmentos; a realidade da emenda emergencial manteve a dificuldade para a maioria dos pilotos e criou um privilégio para uma minoria que já tem os melhores empregos.

    • Bob
      3 anos ago

      O ideal seria manter como era ou passar para classe, mas acho que se for pra exigir simulador, faz muito mais sentido exigir uma única vez no treinamento inicial do que todos os anos como estavam propondo. Quanto a criar monopólio de carteiras, isso é apenas relativo e temporário, porque um piloto que tem um tipo do B200 por exemplo, e tiver que voar um C90, tb vai ter que se submeter ao treinamento inicial, uma vez que a ANAC já a algum tempo desmembrou as aeronaves da mesma família. Os mais velhos, da época das habilitações genéricas, por exemplo, possuem por força da lei, o direito adquirido as habilitações, mas hj tb precisam fazer os recheques de forma individual para cada equipamento.

    • Gastão Coimbra
      3 anos ago

      Concordo plenamente!

    • Marcelo Nobrega
      3 anos ago

      Concordo Plenamente André! E eu que pensei que a ABRAPHE fosse uma instituição séria, que pensasse em todos os pilotos, hoje percebo que ela apenas camufla o interesse de seus diretores e suas “panelinhas”… Tenho nojo dessa instituição e me desligo dela hoje mesmo! Aliás o que todos os prejudicados deveriam fazer…

  2. J. Chaves
    3 anos ago

    Tão importante quanto cancelar a exigência de CTAC para obtenção e revalidação das habilitações TIPO é modificar os requisitos para obtenção de habilitação para aeronaves TIPO que não possuem CTAC certificado que é de 20 horas para jato e 12 para turbo-hélice, um absurdo se considerarmos que essas horas devem ser 0 pax e 0 carga. Na minha opinião tem-se que lutar para voltar o que estabelecia o RBHA61

  3. David Banner
    3 anos ago

    Ótimo!!!! Pra quem já tem a habilitação TIPO em questão. Péssimo, pra quem está ingressando (tentando) no mercado.

    Imagino o quanto os proprietários vão torcer o nariz quando souberem que o candidato à vaga é um “novinho” sem carteira TIPO e que vai precisar bancar tudo pra ele.

    Vai ser ótimo pra panelinha dos antigões, onde um único piloto, MAIS DO QUE NUNCA, vai poder voar várias aeronaves “ao mesmo tempo”. Vão ser disputados a tapa pelos proprietários hahaha

  4. Alexandre Vidigal
    3 anos ago

    Galera na boa, ficar discutindo de quem é o mérito é no mínimo ridículo. Se ouve uma mudança se a ANAC nos ouviu creio que seja o eco de todos os movimentos e de todas as associações e sindicatos envolvidos. O momento é de comemorar, e se não conseguimos baixar tudo, pelo menos algo já foi mudado o que já é uma vitória.

  5. Alexandre Vidigal
    3 anos ago

    Parabéns as entidades envolvidas.

  6. Marcos Véio
    3 anos ago

    Hummmmm interessante! Então quer dizer que, quem já tem Habilitação de Tipo, não vai ser obrigatório revalidar em um CTAC. E para quem ainda não tem a habilitação?
    Deixa eu ver se entendi. Vai ficar ainda mais difícil entrar no “clube”, okay?
    Mas que beleza em xiruzada!

  7. Bruno
    3 anos ago

    Mais uma vez sendo o único a ter opinião contrária… mas essa “conquista” só beneficia quem já tem o TIPO… ou seja, só vai beneficiar o mesmo grupo já anteriormente citado em outro post que conversamos Raul!!!

    • Raul Marinho
      3 anos ago

      Como assim, “o único a ter opinião contrária”??? Eu mesmo acho que nÃo chegamos ao ponto que deveríamos!

  8. Amgarten
    3 anos ago

    É uma excelente notícia aos aviadores brasileiros, caso seja confirmada. Acredito que a movimentação de todos tenha sido de muita importância, pois sem pressão por parte da sociedade, tudo ficaria como está, com possibilidades de piorar.
    Agora é momento de ainda mais união de todos para que toda a medida possa ser revogada, e assim deixar alternativas viáveis à sociedade, não uma imposição, uma medida arbitrária. Acredito que toda a medida será revogada em breve.
    E depois há muitos outros assuntos que precisam ser tratados para melhorar a aviação brasileira, só para citar alguns: possibilidade de registro de horas de voo para co-piloto em acft single pilot, volta da isenção de matérias para quem já possui licença de uma categoria e pretende fazer outra (PP X PPH), respeito à lei federal 9784 quando das análises de processos de habilitação/liçencas, provas proficiência de Inglês ICAO com preços justos e condizentes com os preceitos da ICAO.

  9. Marcelo de Oliveira
    3 anos ago

    Antes de mais nada, devemos receber com muita cautela o que o ilustre diretor da ABRAPHE alardeou na sua página da rede social. Somente após um comunicado oficial da ANAC é que podemos ter certeza quanto as alterações informadas.
    Curiosamente, a APPA juntamente com a ABAG e o SNA participaram de uma reunião na ANAC e, estas entidades sim, receberam da ANAC a mesma informação. Vale lembrar que a ABRAPHE não esteve na referida reunião. Contudo, a APPA, o SNA, e a ABAG não saíram por aí alardeando nada como se “pais da criança fossem”. A grande verdade é não fosse a união dos pilotos juntamente com os idealizadores do movimento do dia 13/10, a ANAC mais uma vez faria-nos engolir goela abaixo a alteração da sub parte k.
    Não se pode perder de vista que caso estas alterações sejam reais, os futuros candidatos a concessão de habilitação TIPO, continuarão com a obrigatoriedade de ter que sair do país para obtenção da habilitação a custos inviáveis. Ora, se quem já está habilitado encontra dificuldades de arrumar emprego, imagine um piloto sem habilitação e sem a menor condição financeira de obter a habilitação TIPO conforme imposto atualmente pela ANAC. Sendo assim, ninguém fez nada até o momento de bom para nós pilotos da aviação executiva. Continuamos com o fantasma do desemprego rondado nossas portas. Não podemos deixar a luta de lado. Continuaremos a empreender esforços para derrubar esta absurda resolução 344 da ANAC.

    • Lobo
      3 anos ago

      Estou recebendo muitos contatos perguntando a respeito da possível ” Emenda Emergência” em 10 dias acabando a necessidade do CTAC para TIPO.
      Minha opinião :
      Enquanto não estiver nada escrito por parte da Anac, não da para saber se já é oficial ou não , tomara que seja , apesar de incompleta , pois demonstra que a ” UNIÃO NACIONAL FAZ A FORÇA “. Vamos aguardar, acompanhar e continuar até atingir nosso objetivo pleno nessa matéria e outras que virão.
      Obrigado .

      • Raul Marinho
        3 anos ago

        Na verdade, não há nada de oficial até o momento…
        Oficial só quando sair no D.O.U.!

        • Lobo
          3 anos ago

          é isso ai Raul , é que a divulgação acabou saindo antes do que deveria.

  10. Wagner
    3 anos ago

    Boa noite, desculpem pela minha ignorância mas o que significa esta emenda de emergência da ANAC em 10 dias acabando a necessidade de CTAC para revalidação?
    Alguém pode me explicar o que é isso por favor?

    Aguardo contato.

    • Raul Marinho
      3 anos ago

      Desculpe, Wagner. É que eu estou tão envolvido com este assunto, que eu parto do principio que todo mundo está a par do que se trata – o que, obviamente, não é verdade. Vou acrescentar uma explicação no post para explicar do que se trata. ;-)
      Abs,
      Raul

  11. Fonseca
    3 anos ago

    Sou uma prova viva do quanto a nova emenda pode ser prejudicial. Desde já, agradeço todo o empenho para que realmente seja mudada. Sou piloto de CJ e King, e tenho um ótimo emprego. Tive o visto americano negado com uma restrição até 2016. Precisando de qualquer coisa para ajudar a nossa causa, estou inteiramente a disposição. Mais uma vez, um muito obrigado, Fonseca.

    • Alexandre Vidigal
      3 anos ago

      Acho que tem um respaldo para o seu caso. Você pode enviar uma ficha explicando sua situação.

  12. Eder Viveiros
    3 anos ago

    Isso mostra que quando um grupo, unido, com o mesmo propósito, consegue mostrar que sim, devemos ter mais respeito !!!

    Eu apenas, sinceramente, não entendi de quem é o mérito mas,
    recebi um email da APPA informando que o resultado foi devido a reunião entre APPA, ABAG e SNA. Acredito tambem que a manifestação em Congonhas e a mídia foram de fato os fatores DETERMINANTES de nossa conquista !!!

    Parabéns à todos que participaram de maravilhosa revolução !!!

    Abraços !!!

  13. Rodrigo
    3 anos ago

    Obrigado a todos os envolvidos no processo!

Deixe uma resposta para Raul Marinho Cancelar resposta