A inflação galopante da formação aeronáutica

By: Author Raul MarinhoPosted on
427Views22

Alertado pelo leitor Carlos Alexandre, fiquei sabendo que o valor das taxas para exames iniciais de CMA subiram de R$347,00 para R$451,40 – um aumento de mais de 30%. Já o leitor Kadu Lemes me escreveu para informar que a hora de voo do AeroBoero no aeroclube em que pretende voar (ACSC) subiu de R$280,00 para R$340,00 nos últimos 5 meses (mais de 21% de alta).

E o pessoal ainda reclama porque a inflação oficial estourou a meta de 6,5%a.a.! Alta mesmo é a inflação da formação aeronáutica – e olhem que a pressão de demanda hoje é quase inexistente. Imaginem se a moda do “apagão de pilotos” voltar!?

22 comments

  1. Kadu Lemes
    3 anos ago

    Diante deste cenário de alta progressiva seria interessante o pagamento antecipado das horas de PP, ou os riscos não compensam?

  2. Rafael SC
    3 anos ago

    Hoje tomei um susto com o aumento do preço da hora do Cherokee 180 aqui em Taubaté. Quando comecei a voar para tirar o PC em março, a hora estava em 370,00 para sócios, em maio subiu para 390,00, em agosto para 400,00 e hoje para 450,00. Meu planejamento já caiu por terra. Realmente está cada vez mais difícil e desestimulante.

  3. Marcos Véio
    3 anos ago

    Mas desta forma. Daqui a pouco, vai ter apagão mesmo. Rss

  4. Rodrigo
    3 anos ago

    Aeroclube de Minas Gerais. Hora de C150/152 vem subindo no decorrer dos últimos meses. R$320,00 para R$380,00.
    Preço da AVGAS no inicio do ano era em torno de R$3,70/L e hoje está batendo a casa dos R$6,00/L.
    Quem frequenta o Aeroporto Carlos Prates pode perceber a movimentação que era no começo do ano, e agora o paradeiro que está!

  5. Rafael Faila Elias
    3 anos ago

    E o ICAO que paguei 350 ano passado e hoje já está 950?

  6. Thales Coelho
    3 anos ago

    Aqui em MG estão segurando? Aonde? No ACEMG o valor da hora decolou, por volta de R$100,00 de aumento nos valores!

    • David Banner
      3 anos ago

      Me referia a Pará de Minas e esqueci de mencionar isso. Abçs

  7. Henrique Pedrotti
    3 anos ago

    Já já o governo vai perceber a possível irregularidade e cortar os financiamentos

  8. Freddy da Silva
    3 anos ago

    Ontem estive em SDAM e o cara da BR disse que o aeroclube consumia 800litros de Avgas por dia. Hoje consome 80.

  9. Thiago T
    3 anos ago

    Ja estamos beirando 40% de reajuste no avgas esse ano, não tem como não subir os preços! reajuste de preços ou morte! e a gasolina de carro?! bom ai é outra história, gasolina de carro com preço ”controlado” dá voto avgas não, deveriam usar essa grana do subsidio para descontar imposto do combustivel, isso sim é fomentar a aviação, esse negócio de pagar assentos vai virar esquema,

  10. Luciano Semprebom
    3 anos ago

    Aproximadamente 7,5% de alta no Aeroclube do Paraná….

  11. David Banner
    3 anos ago

    Aqui em MG, por enquanto estão segurando os preços. Mas mesmo que suba, o FIES banca a formação dos formandos da UNA e da FUMEC. Então os alunos não estão nem ai e vida que segue.

    • Henrique Pedrotti
      3 anos ago

      Caramba, não sabia que o FIES financiava a formação de piloto… isso pode ??

      Se sim, partiu fies rs

      • Raul Marinho
        3 anos ago

        Na verdade, não pode. O que está ocorrendo é que algumas faculdades que oferecem cursos superiores de aviação estão embutindo o valor das horas de voo na mensalidade e financiando o “pacote” pelo FIES. Eu acho controverso, mas mesmo que seja legal, acho uma alternativa extremamente perigosa. Se a vida de um piloto recém-formado é dura, imagine a de um piloto recém-formado endividado, então…

    • Alexandre
      3 anos ago

      A título de correção de sua informação, o curso da Una foi remodelado e desde o início do ano não tem mais Fies para horas de voo.

      • David Banner
        3 anos ago

        Não tinha ficado sabendo, Alexandre. Obrigado. E a FUMEC? Sabe se ainda estão fazendo? Abçs

      • Raul Marinho
        3 anos ago

        Eu não me referi à Una, especificamente.

        • Alexandre
          3 anos ago

          Desculpe-me Raul, mas o comentário era para o David.
          Então David, logo na época que a Una parou, senão me engano a Fumec começou a financiar as horas de voo também pelo Fies. Mas o curso da Una era relativamente “barato” em relação a Fumec, saía por volta de 18 mil. Já na Fumec fica em torno de 50 mil. Não tenho certeza se continuam financiando, mas ao que tudo indidca, sim, pois no site, logo na região do Fies tem uma lista das escolas de aviação credenciadas. Abraço!

    • Leandro
      3 anos ago

      Pois é, infelizmente “Então os alunos não estão nem ai e vida que segue.”

      Quer ver esses alunos não ficarem nem ai pós formação quando os boletinhos chegarem… Fies não é brincadeira, dá até dívida pública com a união e tem muito aluno por ai que não se dá conta.

      Chego a temer pela por este pessoal, pois quando a ficha cair pode ser tarde.

      • David Banner
        3 anos ago

        Tenho repetido muito isso pros amigos e já peguei fama de chato. Mas como diz o ditado: “quem avisa amigo é”.

        Quem lucrou, E MUITO, com isso foram as escolas e aeroclubes. Quem viu o Aeroclube de Pará de Minas em 2010 e vê hj sabe do que estou falando.

        Sem contar as inúmeras escolas que surgiram no carlos prates no mesmo período. Tudo isso seria motivo de orgulho e comemoração, mas infelizmente tudo isso foi conquistado em cima de um sistema que NÃO SE SUSTENTA!!!

        Não adianta formar piloto pra deixá-los por ai de enfeite. O fim do ciclo é o cheque de MLTE/IFR, quando na verdade deveria ser com a aposentadoria do piloto lá com seus 65 anos.

        Checou MLTE/IFR? Fim da “carreira” de “piloto”. 99% dos formandos nesse período (2010/2013) teve sua carreira “encerrada” nessa etapa.

        Mas esperemos por dias melhores. Mamãe dilma se reelegeu! Tenham fé meu povo! kkkkk

        Quem sabe essa galera não consiga ressuscitar sua natimorta carreira daqui uns….. 20 anos?

  12. alexandre
    3 anos ago

    Com o preço da AVGAS esperar que não suba? se interessa para o governo a formação de novos pilotos (acho que não) a primeira coisa a fazer é retirar os impostos e taxas dos combustíveis.

Deixe uma resposta