ATENÇÃO: ANAC publica a IS 61-004C reclassificando as aeronaves TBM-700/850 e Pilatus PC-12 de TIPO para CLASSE

By: Author Raul MarinhoPosted on
1244Views46

IS 61-004C

Iniciando o prometido processo de reclassificação de aeronaves de TIPO para CLASSE, a ANAC publicou hoje a versão ‘charlie’ da IS 61-004 (vide acima), que exclui os TIPOs “TBM7” e “PC12” da tabela VI que constavam na versão ‘bravo’ da mesma IS. Isso significa, na prática, que não é mais preciso realizar treinamento e (re)cheque em CTAC para obter ou renovar a habilitação para pilotar as aeronaves das linhas EADS Socata TBM-700/850 (TBM 700-A, TBM 700-B, TBM 700-C1, TBM 700-C2 e TBM 700-N) e Pilatus PC-12 Series: a partir de agora, só é necessária a habilitação de CLASSE MNTE para pilotar essas aeronaves.

Como diria Neil Armstrong (se ele atuasse na aviação geral no Brasil): foi “um pequeno passo para a ANAC, um salto gigantesco para os pilotos”!

46 comments

  1. MURILLO CHAVES
    3 anos ago

    O problema é que tem muita camuflando a realidade. Não importa se o sujeito tem ou não a carteira, só deve se meter a voar comando num avião quem realmente tiver comando nesta porra !!! Tem gente com carteira que não sabe de nada ! Se o patrão tirar o antigão da barra pra por um inexperiente, ele que morra pra lá.
    Vamos nos concentrar em CAPACITAÇÃO, não somente em carteiras.

    • Alex Alencar
      12 meses ago

      Kkkk… to achando que vc perdeu o emprego…

      Olha.. se vc é bom e.se.garante no.que faz não a porque se preocupar… eu estive no comando de um corisco por 5 anos e agora consegui chegar no TBM sabe com qual carteira???!!! A de monomotor..
      Conclusão não basta ter todas as carteiras, tem que amar e ser bom no que faz para tudo e qualquer profissão que escolher…

      O engraçado é que vejo pilotos que voa a 200 anos King e lascando o pau porque a Anac tomou essa nova postura em relação aos requisitos para voar aeronaves de que eram de tipo, pois bem se são bons pilotos e se garantem não ha motivo para se preocuparem…. acho muito falta de respeito com colegas que estão iniciando a carreira, pois da mesma maneira que começaram os novatos estão começando…..
      Um abraço e mais uma vez, só sejam bons profissionais que garantiram o emprego de vocês.. abraço e boa noite…….

  2. Nardele Sousa
    3 anos ago

    Oi pessoal!

    Todos os pilotos podem voar um PC12 ou um TBM que, aliás, não tem nada parecido com o Caravan. Porém, tenho certeza absoluta que cada piloto que lê esse comentário conhece um maluco, piloto ou empresário, que sim, vão entrar em um desses aviões e sair por aí voando IFR em condições de formação de gelo juntos e misturados aos aviões de maior performance, nas grandes terminais.

    Pilotar a máquina em torno do aeródromo é uma coisa… Fazer parte de um ambiente complexo é para pessoal treinado!

    Pensem nisso e tenham bons momentos voando!

  3. Israel
    3 anos ago

    Senhores, gostaria de perguntar se alguém sabe. King Air C90 entre outo sera reclassificado?
    Voo king Air C90 Acredito que a ANAC depois de muita pressão entendeu que a realidade do brasil é outra
    não temos estrutura para tal exigência e essa desburocratização é melhor para todos até mesmo para os tais “pilotos master”
    ninguém sã consciência entregara uma aeronave deste porte para um piloto sem experiencia.
    Seria maravilhoso se poderemos fazer tal treinamento todo ano, para uma aviação mais padrão, mas não é isso que padroniza a aviação geral mas sim a consciência, responsabilidade e dedicação em estudar o equipamento.
    Acredito que temos que desonerar e estruturar a aviação e não achar que é um privilegio de poucos.
    Abraço a todos.

    • Raul Marinho
      3 anos ago

      A perspectiva é que sim, mas não sabemos quando nem se vai mesmo… Estamos na expectativa!

  4. Luccas
    3 anos ago

    É incrível tanto mimimi e tanto pano preto por parte dos detentores de certas carteiras tipo.. quer dizer então que voar um TBM é mais difícil que voar um caravan? que voar um king air C90 é mais difícil de voar que um navajo? ahh menos né pessoal… E o camarada ali que citou que piloto de pistão não saberia nem acionar um king air? garanto que na verdade ele é quem não daria conta de dar uma partida quente em um lycoming.. tirar estas aeronaves da categoria tipo só traz vantagens tanto para os tripulantes quanto para os proprietários das aeronaves pois assim fica muito menos burocrático e bem mais fácil e barato pra se rechecar.. isso sem falar na papelada que economiza com a anac. Mas se vocês tem medinho de perder os seus empregos pra um piloto de seneca ou baron façam o seguinte… sejam bons profissionais e tenham um bom relacionamento com seus chefes.. que patrão nenhum vai botar uma tripulação inexperiente pra carregar seu patrimônio e sua família por aí!!

  5. Lucas Wiltgen
    3 anos ago

    Entendo os dois lados, porém isto me lembra a desregulamentação da profissão de jornalista, no início teve muita choradeira, mas pelo que conversei com alguns jornalistas, nenhum perdeu ou teve suas condições de trabalho alteradas. Penso que quem investe em acft deste valor vai pensar bem no treinamento do piloto, mesmo podendo contratar um mais barato. Assim faria se fosse proprietário.

  6. R. F.
    3 anos ago

    A Anac reduz assim a profissionalização da profissão!
    Quanto mais simulador e tipo tiver mais a aviação geral se equipara a Aviação de Linha aérea!
    Porem com essa medida a aviação geral de distancia ainda mais no padrão de execelencia da linha aérea!
    É um retrocesso pra quem voa na geral! redução de salários devido a profissionais menos qualificados para exercer a atividade!
    Uma pena!
    Os que hoje comemoram amanha irão sentir na pele o efeito dessa ”desprofissionalização”!

    • F.C.
      3 anos ago

      E’ justamente ao contrario meu caro. A FAA (e a maioria dos paises) considera aeronaves abaixo de 12.500 lb como classe e acho que vc deve concordar comigo que o padrao de excelencia da aviacao geral la nao deixa nada a desejar !! Ainda falta muito para chegarmos perto. O fato de um piloto inve$tir em uma carteira Tipo nao significa que ele seja melhor piloto. Temos que parar com esse mimimi. Seja um bom profissional e seu salario vai estar garantido. Um abraco e happy landings !!

      • R. F.
        3 anos ago

        o Mimimi vem do lado dos que defendem o fim do simulador! mimimi! mimimi em dizer que simulador não representa segurança de voo! parem de mimimi! Vamos retirar então o simulador das linhas aéreas! assim reduz custos e a linha aérea poderá contratar muito mais! pilotos com ou sem simulador são a mesma coisa mesmo! não é isso???????

    • David Banner
      3 anos ago

      Deixe de mimimi. Leia os comentários abaixo e entenda o por quê dessa lamúria sua não ter sentido.

      Se está com medinho de ficar sem emprego ou ter salário reduzido, pode ficar tranquilo. Isso NÃO VAI ACONTECER. A não se que seu patrão seja muito burro ou você muito incompetente. Mas esses dois supostos fatos não tem nada a ver com a medida da ANAC.

      Abçs.

    • Alex Alencar
      12 meses ago

      Desprofissionalizacao pra você companheiro, respeite a classe…..
      Se você não é um bom profissional se guarde consigo, pois tem poucos por ai que voa mais que muitos que estão no comando de aeronaves atualmente…..

  7. Val Felipe
    3 anos ago

    Engraçado que vi um comentario acima falando que piloto de seneca nao iria dar conta de dar partida em um king… serio isso? a que ponto chega o pano preto! eu levo varios pilotos de turbohelice para voar e eles em 80% dos casos nao conseguem acionar o aviao, simplesmente porque esquecem de ligar os magnetos! isso os torna mals pilotos? não! pois em pouquissimo tempo ja se está adaptado com a anve! Uma pergunta simples: o que é mais facil de voar? king ou navajo? companheiros aprendam a confiar no “taco” de vocês.. nunca um piloto recem checado teve espaço para concorrer no meio dos experientes! se voces se sentem ameaçados por isso me desculpem mas o patrao de voces é um bosta e merece ter um manicaca q voa em troca de marmita com ele!

    • David Banner
      3 anos ago

      Falou tudo. hehehe

  8. Fabio Campos
    3 anos ago

    Parabéns a Anac !!!!!

  9. Felipe
    3 anos ago

    Falta o c90 !! Deveriam seguir o mesmo criterio da FAA, ou seja abaixo de 12.500 lbs e’ classe e ponto final. Pra que ficar escolhendo a dedo as aeronaves ? Essa Anac viu !! Vou te contar !!!

  10. Raphael
    3 anos ago

    Outro simples detalhe, quase nenhum patrão sabe a diferença entra TIPO e CLASSE então isso não interfere.

  11. Alexandre Vidigal
    3 anos ago

    Eu voo Pilatus é achei a medida extremamente maravilhosa. Show, Parabéns a ANAC

  12. BeechKing
    3 anos ago

    Antigamente não tinha nenhum tipo, e todos voavam de boa.
    Vai lá, pega um piloto de seneca e coloca no king, e manda voar. Não vai dar nem partida…. Tem que ter bom senso tbm neh..
    Quanto a desvalorização, tbm concordo, vai aumentar a concorrência tbm, pra min o ideal é manter o sistema antigo, não tinha que mecher, mas dos males, agora o menor….

    • wilson
      3 anos ago

      Ninguém nasce sabendo!!!

  13. David Banner
    3 anos ago

    Os detentores das habilitações TIPO dessas acfts vão ficar de mimimi, alegando que ralaram pra checar, gastaram grana com ground e que agora a concorrência vai aumentar e que não é justo e mimimi e mimimi …. kkkkkk

    Sinto muito, champses (é o plural de champs rsss), mas a ANAC parece que tá tomando tipo e querendo virar gente. Numas os antigões ganham, noutras os novinhos…

    Abçs

    • Raphael
      3 anos ago

      Eu vôo um TBM850 e estou achando uma maravilha isso, sem enrolaçao para rechecar, e nem por isso quem tem um avião desses vai deixar de mandar o piloto fazer simulador

      • David Banner
        3 anos ago

        Matou a pau!

        • David Banner
          3 anos ago

          Não tem jeito de editar os comentários e na verdade eu quis dizer que “ALGUNS detentores das habilitações TIPO dessas acfts vão ficar de mimimi …”

          Outro que tb resolveu a questão é o Franscico quando disse : “… por outro lado nenhum empregado r e dono desses modelos de aeronave vai soltar uma aeronave de 4 milhoes de dólares na mão de qualquer piloto”.

          A medida da ANAC foi ÓTIMA SIM, “and cut the mimimi off” rssss

      • Alexandre Vidigal
        3 anos ago

        E eu PC12 e to achando show.

  14. Francisco
    3 anos ago

    Mas por outro lado nenhum empregado r e dono desses modelos de aeronave vai soltar uma aeronave de 4 milhoes de dólares na mão de qualquer piloto de corisco ou cesninha..a reclassificação para mnte..é muito bem vinda..

  15. André Hashigute
    3 anos ago

    Sinceramente, não sei até que ponto isso deve ser comemorado.
    1. Haverá uma tendência natural de baixa nos salários dos pilotos dessas aeronaves. Piloto com carteira PC12/TBM7 é raro, agora piloto MNTE tem de monte. Com maior oferta, em qualquer estremecida na relação empregador-empregado, o empregador poderá simplesmente trocá-lo por outro piloto MNTE. Isto é, qualquer nova exigência do piloto (aumento de salário, folgas, negar-se a fazer o voo sob certas condições, etc) terá de ser feita com muito cuidado, tendo em vista o número maior de gente querendo – e podendo – ter seu emprego.
    2. Questão da segurança da operação. Lógico que vai totalmente do bom senso do piloto, mas a operação de uma aeronave como estas está muitos degraus acima da operação de um MNTE / MLTE (caso se estenda aos Kings) convencional. Terá que lidar com um motor a reação, pressurização, voos 100% IFR e IMC, STARS, formação de gelo e etc… Teoricamente, o proprietário da aeronave que checar seu PP no C152, estará habilitado para voar seu TBM/PC12. Será que os pilotos brasileiros que forem voar estas aeronaves, terão a disciplina de efetuar um bom treinamento de solo como fariam se as regras ficassem exatamente como estavam (Antes da Emenda 04), ou irão simplesmente embarcar nessas aeronaves e sair voando, pois estão habilitados para isso?

    • Rodrigo
      3 anos ago

      Eu estava escrevendo o mesmo!
      Não sei até que ponto isso será bom…

    • Anonimo
      3 anos ago

      Tô contigo..acho mais desvantagem que vantagem.. vamos ver. Mas como disseram no tropa de elite: “Vai morrê gente”….quero só ver…

    • Alexandre Vidigal
      3 anos ago

      André vc ta sendo muito simplista nos seus argumentos aviação não é só a dificuldade de se obter a habilitação não. E o que vc tem a me dizer do Meridian que tem todas as caracteristicas que vc citou do PC12 e do TBM e sempre foi Classe ?? Tem muito caindo por aí ?? Como anda o salário desses pilotos ???

      • David Banner
        3 anos ago

        Mais um matando a pau. Só juntar os outros argumentos e temos uma boa base pra “debunkar” essa ideia de que foi temerária a medida da ANAC.

    • Francisco
      3 anos ago

      querido André. ..entendo o que você diz..mas os proprietários dessas aeronaves TBM700/850 e Pilatus, os que ja possuem sabem dos pormenores de pilotagem entre um cessna 150 e um TBM700. Com certeza eles nao irao entregar para qualquer um voar..EU tenho todos os kings serie 90/200/350..TBM7 e Piaggio avant (P180 para a anac ) na cht..estou torcendo para que todos eles virem classe mlte ou mnte..foi uma vitória com certeza a reclassificação dos tbm e do Pilatus . Pela primeira vez Parabéns para a ANAC…

    • Gustavo
      3 anos ago

      Muito pano preto.
      Mais fácil dar vapor lock no continental do corisco quente que queimar uma pt6. Um bom ground e uma boa instrução sana o problema.

      Na escola que coordeno estamos adquirindo simulador aatd com cabine de b200 e c90a já vendo essa IAC.

    • R. F.
      3 anos ago

      Falou tudo!

Deixe uma resposta