Regulamentos do iBR2020

By: Author Raul MarinhoPosted on
257Views1

iBR2020

A ANAC acabou de disponibilizar em seu site a íntegra da regulamentação do iBR2020 (que eu chamei de “ultraleves pesados” neste post) – vide link acima – e uma nota sobre o assunto. Basicamente, essas aeronaves são as que possuem as seguintes características:

  • Avião monomotor a pistão;
  • Peso Máximo de decolagem: entre 751 e 1.750 kgf;
  • Velocidade de estol (Vso): menor ou igual a 61 nós;
  • Capacidade de ocupação: de 2 a 5 lugares, incluindo o piloto;
  • Cabine não pressurizada; e
  • Não pode estar configurada para prestar algum serviço aéreo especializado (por exemplo, pulverização agrícola).

Ou seja: seriam os equivalentes dos aviões dos aeroclubes/escolas de aviação, ou os utilizados por pilotos-proprietários, ou pelo segmento de entrada na aviação executiva, especialmente pelos fazendeiros em seus deslocamentos pelo interior do Brasil. Essas aeronaves são, em geral, bastante antigas (ainda que, em sua maioria, sejam muito bem conservadas), e não são renovadas porque o valor das aeronaves certificadas novas é proibitivo. Então, em princípio, essa iniciativa da ANAC me parece muito interessante, se permitir uma renovação da frota deste sub-segmento da aviação geral. Mas o grande problema é como esse programa será gerido… Então, veremos como isso irá acontecer para poder afirmar se essa foi uma bola dentro da ANAC, mesmo.

One comment

  1. Wanderley
    2 anos ago

    Já se tem alguma experiência relacionado a este projeto? Algum benefício?

Deixe uma resposta