Exame.com: “Pilotos e comissários vão parar a partir do dia 22”

By: Author Raul MarinhoPosted on
487Views11

Importante notar nessa matéria da Exame.com – “Pilotos e comissários vão parar a partir do dia 22” – que os quesitos financeiros da negociação entre aeronautas e empresas aéreas nem estão muito distantes (os aeronautas pedem 8,5% de reajuste, e as empresas oferecem 6,5%), mas os itens não-financeiros é que estão realmente complicados para se chegar a um acordo:

Os aeronautas reivindicam, entre outras coisas, escalas de trabalho que gerenciem o risco de fadiga dos tripulantes, limitação dos períodos de trabalho nas madrugadas e jornadas menos extensas.

11 comments

  1. Rogério Barreto - BOTUCATU-SP
    3 anos ago

    Como já disse algumas vezes. AVIAÇÃO NO BRASIL É ALGO INVIÁVEL.
    As empresas estão amargurando prejuízos, e o cara ainda não tem a consciência de querer ajudarem as empresas neste momento difícil. Só digo uma coisa, O POTE ESTA SECANDO.

    • raulmarinho
      3 anos ago

      Meu caro, vamos refletir sobre o assunto. Como é que uma empresa privada persiste levando preju por anos a fio e não encerra as operações? Não é meio estranho isso, na sua opinião? Agora, vejamos… Nenhuma cia tem avião, são todas leasadas, certo? E vc já viu quem são essas empresas que fazem o leasing? Quem são os donos delas? (Duvido vc descobrir isso!). E elas, as empresas que são donas das aeronaves, não tem preju. Será que isso não sugere alguma coisa?

      • Rogério Barreto - BOTUCATU-SP
        3 anos ago

        Vamos lá… Analisar friamente caro Raul. É comum ouvirmos dizer que tal companhia esta sendo mal administrada. Então vejamos.
        Vasp – Falida
        Transbrasil – Falida
        AirMinas – Falida
        BRA – Falida
        Todas foram má administradas? Todos os administradores são incompetentes? NÃO.
        A aviação no Brasil é que é INVIÁVEL. Seja por altos salários, custo com combustível elevado, taxas absurdas etc.
        Hora, se os salários sobem, a empresa repassará este valor ao preço das passagens, estando os preços mais altos, logo os passageiros deixarão de voar, Logo não precisará tantos pilotos, logo VOCÊ ESTARÁ DESEMPREGADO. Ação e Reação.

        • raulmarinho
          3 anos ago

          Então, Rogério, todas essas faliram, e a TAM e a Gol, quanto acumulam de preju? Bilhôes!
          Mas é justamente aí que eu queria chegar: porque esses empresários, como os Cuerto/Amaro e Constantino continuam no negócio? Pela “paixão de voar”?
          Qdo essas empresas vão à falência, quem é que fica com o mico? Trabalhadores e governo (mais algum fornecedor, eventualmente). E as empresas de leasing, donas doas aeronaves? Pegam o avião e as leasam para qualquer outra, não é assim? Além, é claro, de receber as parcelas do leasing religiosamente em dia… Isso não te diz nada sobre a verdadeira natureza do negócio, amigo? Eu só não posso ir além disso que estou escrevendo, senão sou processado (ou alguém manda um capanga me dar um tiro)…

  2. Marcelo
    3 anos ago

    Uma coisa que nenhum trabalhador do Brasil percebe é o fato de que um aumento de mesmo percentual igual ao da inflação gera um retorno maior do que a inflação, visto que além do salário ele estará recebendo o mesmo aumento no valor do 13º, nas férias, no fgts… O problema é que este aumento incidirá sobre maior preço para as empresas, pois além disso ela tem que pagar também o inss patronal.
    Ou seja no final das contas nossa politica econômica, gera cada vez mais inflação e mais custos para as empresas e cada vez mais a fatia do bolo vai para união, basta ver os recordes de arrecadação mesmo com PIBINHO!
    Então diria para ficar feliz com um aumento igual a inflação em um mercado tão acirrado!

    • raulmarinho
      3 anos ago

      Eu respeito opiniões divergentes, mas o que vc escreve em seus dois primeiros parágrafos não encontra respaldo na literatura técnica sobre o assunto.

  3. Marcello
    3 anos ago

    Na minha opinião…não vai dar em nada…de novo. Talvez até consigam chegar em 7,5%. Vamos esperar para ver.

  4. Vanderlei Junior
    3 anos ago

    o Brasil é mesmo uma comédia.. trabalhamos sem fim e não recebemos um salário digno.. todo ano a inflação sobre quase 2% a mais que o salário.. chegará uma época que nosso salário servirá apenas para pagar tributos..
    apoio a decisão dos aeronautas, pois parando a aviação, muita coisa irá ser prejudicada também até que o governo não tome uma providência..

    • Marcos Véio
      3 anos ago

      Vanderlei, não vai parar! E o motivo é óbvio.
      Tenho um primo que “pilota” ônibus interestadual e de turismo/excursão. O salário dele é maior que muitos copilas de uma linha aérea que tem por aí. Não vou dizer qual, porque fico AZUL de vergonha.

      • Vanderlei Junior
        3 anos ago

        Marco.. o que pensei nesse caso seriam os compromissos marcados..
        uma viagem para turismo seria facil o cara pegar onibus e ir..
        mas o cara ta em SP e vai pra fortaleza.. perderia alguns dias na sua estadia de hotel e com certeza iria querer ser ressarcido por isso..

        mas veja pelo lado de grandes empresas.. reuniões, negociações, entre outras coisas..
        compromissos que nao podem ser alterados..
        com certeza isso ocorre muito.. a pessoa tem uma reuniao super importante amanha e vai pegar o voo hj a noite..

        sem piloto, sem aviao, sem aviao, sem compromisso..
        pode ser resolvido com uma viagem de carro, ok
        mas atrasos, enfim..
        pode ser que “parar” foi muito forçado realmente.. mas que vai causar muito transtorno, isso vai hehe

        • raulmarinho
          3 anos ago

          A greve será por uma hora ao dia, interrompendo as decolagens das 06:00 às 07:00h. Logo, nenhum desses transtornos ocorrerá.

Deixe uma resposta