Piloto do ATR acidentado na China teria cortado motor errado

By: Author Raul MarinhoPosted on
630Views10

Acabou de ser publicado no Portal FlightGlobal a informação de que o piloto do ATR acidentado na China teria cortado o motor errado, causando a perda de sustentação da aeronave e posterior queda. Segundo a matéria, o ATR teria sofrido um incêndio no motor direito, mas o piloto cortou e embandeirou o motor esquerdo – e, como consequência, ambos os motores pararam.

– x –

Atualização: Leiam também este post do BoldMethod: “11 Facts We Know About The TransAsia GE235 Crash

10 comments

  1. Jose Roberto
    3 anos ago

    Cmtes, bom dia

    Estou aqui para aprender com vcs
    PP aviao voo o meu RV 9 A
    Abs

  2. Marcos Véio
    4 anos ago

    O básico foi esquecido. Voar, navegar, comunicar.

    E a técnica do pé vivo/pé morto?

    Daí é soda.

  3. Zé Maria
    4 anos ago

    (Segundo havia lido em algum lugar, ok!)
    E o prefeito da cidade havia declarado que considerava o piloto um herói, por haver conseguido desviar dos edifícios manobrado o avião em direção ao rio. . .
    Parafraseando o Marrentinho, personagem do saudoso Bussunda:”Falasééério!!”.

  4. Igor Sales
    4 anos ago

    Qual era o modelo da aeronave? Gostaria de visualizar o painel.

    • Gabriel
      4 anos ago

      ATR- 72-600

  5. Gastão de Lima Coimbra
    4 anos ago

    Muito estranha esta informação, porque o padrão internacional hoje, é mesmo com fogo, fazer o procedimento de redução, embandeiramento e corte, só após atingir uma altitude segura, e pela imagem, percebe-se que o motor ainda esta com relativamente alta rotação e nao girando em molinete, que normalmente e algo lento, que a câmera mostra em outras filmagens com facilidade.

  6. Carlos Santana
    4 anos ago

    Não é a primeira vez que isto ocorre. Me lembro que (na Inglaterra eu acho) houve um problema de vibração em um dos motores de um 737 e por achar que era erro do instrumento o Piloto cortou o motor oposto. Alguém lembra deste caso?

    • Enderson Rafael
      4 anos ago

      É um clássico das aulas de CRM. Manchester, British Midland, 737-400.

      • Enderson Rafael
        4 anos ago

        Foi o acidente que trouxe os comissários pro CRM. Antes a opinião deles era frequentemente ignorada.

Deixe uma resposta