Sobre os boatos de haver necessidade de SIC (copiloto) em aeronaves ‘single pilot’

By: Author Raul MarinhoPosted on
963Views2

Nos últimos dias, a ‘pilotosfera’ vem sendo sacudida por boatos de que determinadas aeronaves, como os aviões das linhas Cessna Mustang e Embraer Phenom, certificados como ‘single pilot’, estariam na iminência de requerer SIC-‘Second In Command’ (copiloto) para sua operação. Questionei essa informação com a área operacional responsável pelas tabelas que traziam essa possibilidade, e fui informado que tudo não passa de uma adequação de banco de dados para POSSIBILITAR, QUANDO FOR O CASO (EX.: AERONAVE TPX VOANDO IFR) a inserção do C.ANAC do SIC. Mas isso não significa que tenha havido (ou esteja na iminência de acontecer) mudanças no regulamento no sentido de TORNAR OBRIGATÓRIO O SIC para estas aeronaves ‘single pilot’ certificadas como TPP (ou mesmo TPX voando VFR). Resumindo: nada mudou e nem está na iminência de mudar em relação a esta questão.

2 comments

  1. Fred Mesquita
    5 anos ago

    Mas se há o caso de “quase sempre” as aeronaves Cessna Mustang e Embraer Phenom voarem no nível de voo IFR, tal obrigatoriedade do Copiloto se faz necessário?

    • raulmarinho
      5 anos ago

      Só se for uma operação 135/táxi aereo, com a aeronave registrada como TPX. Para aeronaves TPP, o SIC não é requerido para FPLs IFR.

Deixe uma resposta