Tic-tac, tic-tac… As bombas-relógio do RBAC-61 estão ativadas. Vai dar tempo para desarmá-las?

By: Author Raul MarinhoPosted on
1154Views19

Já estamos no final de junho, e as “bombas-relógio” do RBAC-61 – a saber: a obrigatoriedade de cursos teóricos para poder prestar as provas (“bancas”) para obtenção das licenças de PP (seção 61.77-a-3) e de PLA (seção 61.137-a-3), e as 200h de voo como piloto em comando para poder checar a carteira de INVA/H (seção 61.233-a-5-iii) – estão ativadas, prontas para “explodir”. Daqui a menos de 3 meses, em 22/09/2015, essas regras entrarão em vigor, de acordo com o que está escrito na versão do RBAC-61 atualmente válida (Emenda N°05). Pergunta que aflige boa parte dos candidatos às licenças de PP e de PLA e da habilitação de INVA/H: será que essas “bombas” serão “desarmadas” a tempo, ou irão realmente “explodir”?

“Desarmar essas bombas” significa editar uma nova emenda ao RBAC-61 prorrogando a entrada em vigor dessas regras (ou excluindo-as em definitivo) – e o SPO-Superintendente de Padrões Operacionais da ANAC, Wagner Moraes, disse em diversas oportunidades que sua intenção é a de que nenhuma dessas regras entre em vigor. Ou seja: o “chefe do RBAC-61” está com o alicate na mão, pronto para cortar o fio vermelho dessa bomba-relógio (nem vou colocar os termos entre parêntesis porque vocês já entenderam que é linguagem figurada, né?).

Só que, para isso, seria necessária a aprovação da diretoria colegiada da ANAC, com um mínimo de três diretores, e a Agência hoje tem apenas dois. Então, a Presidente da República precisaria indicar pelo menos um novo diretor para a ANAC – que, depois de aprovado por sabatina no Senado, tomaria posse, analisaria o caso, e votaria favorável à citada nova prorrogação ou exclusão definitiva das regras dos cursos teóricos obrigatórios para PP e PLA e das 200h em comando para INVA/Hs. E tudo isso até o dia 18/09, que é uma sexta-feira, para que haja tempo para publicação no Diário Oficial na segunda-feira seguinte, dia 21/09, véspera da “detonação” da citada “bomba”… Há, ainda a possibilidade de o presidente da ANAC aprovar essa nova emenda na modalidade “ad referendum” – ou seja: a decisão ficaria pendente de aprovação (ou de “ser referendada”) pelo novo diretor quando este tomasse posse. Não é uma opção usual, mas pode acontecer – só não se sabe se o presidente da ANAC estaria disposto a correr o risco.

Na verdade, não adianta muita coisa ficar conjecturando sobre as possibilidades burocráticas da ANAC. O fato é que, hoje, é impossível saber se essas regras irão mesmo entrar em vigor. Vários leitores têm me me enviado perguntas sobre o que eu acho, então vamos lá: eu acho que o melhor a fazer é ser conservador, e trabalhar com a pior hipótese (pelo seu ponto de vista). Ou seja:

  • Se você está estudando por conta própria para a banca de PP/PLA, marque a sua prova para antes de 21/09. E lembre-se que muita gente vai fazer o mesmo, então deverá ficar mais difícil encontrar vagas nas salas de prova da ANAC, por isso antecipe o agendamento; ou
  • Se você está no meio do seu curso de INVA/H, acelere a sua formação de modo a que seja possível checar antes de 21/09.

Em resumo, é isso.

 

 

19 comments

  1. Nurenberg
    3 anos ago

    Espero que seja prorrogado quero muito ga ga banca de PLA!!!.
    Assim que sair nos informe Raul Marinho!! Forte abraço

    • Nurenberg
      3 anos ago

      ” quero muito fazer a prova de PLA” SO CORRIGINNDO!!!

  2. Van de Oliveira
    3 anos ago

    Parece até brincadeira essa história de muda ou não muda, todo ano é assim. Conheço vários alunos que estudaram por esses cursos on line, não conseguiram nem ficar de segunda época. Isso vem na contramão da intenção de exigir curso em sala de aula que até parece ser uma boa, porém essa indefinição é que mata quem ta estudando com instrutor particular ou sozinho, etc. Na minha humilde opinião como instrutor e eterno aluno da aviação entendo que deveriam prorrogar por mais um ano essa exigência de PP em escola homologada. Abraço Raul, parabéns mais uma vez pelo execelente trabalho, sou seu fan.

    • Raul Marinho
      3 anos ago

      Eu acho que ou acabam com essa exigência de vez ou a deixam obrigatória em definitivo. Faz 3 anos que está nesse chove-não-molha, e ninguém consegue se planejar!

  3. Luiz
    3 anos ago

    Não sou a favor da obrigatoriedade do curso teórico para PP.
    Mas opiniões à parte, que sentido faz a ANAC exigir o curso teórico para pp se a mesma ANAC homologou cursos à distância feitos através de video-aulas pré-gravadas?

  4. Fortunato
    3 anos ago

    Tô indo pra Manaus no próximo dia 09, prestar a banca no dia 13.
    Vamos torcer!

  5. J Lucio C de Melo
    3 anos ago

    Na minha opinião, a maior bomba é a obrigatoriedade de simulador para obtenção (já em vigor) e revalidação (a vigorar) no que concerne às habilitações de tipo. Não há fundamentos que justifiquem as mudanças implantadas e devemos lutar, a bem da empregabilidade na aviação executiva, para que volte o que estabelecia o RBHA61.

  6. amgarten
    3 anos ago

    Bem lembrado, Raul! Estes temas todos precisam ser vistos com urgência para que a aviação geral (sempre ela) não seja prejudicada.
    Acredito que o mais sensato seria prorrogar tudo (inclusive a questão dos simuladores) por mais um ano para que nesse meio tempo forem surgindo ideias mais condizentes com nossa realidade. Quem sabe até lá não tenhamos pelo menos um diretor que seja aviador e entenda do ramo?
    Infelizmente, nem sempre a sensatez prevalece…

  7. Vinícius Fagá
    3 anos ago

    Olá. Estou acompanhando a página já tem 1 mês mais ou menos. Estou finalizando meu curso de Ciências Biológicas pela UNESP, em agosto colo o grau (até que enfim) e aviação sempre foi um sonho. Faz uma semana que meu kit da bianchi chegou, vou marcar a prova (se possível) para 1º de setembro em campinas. Optei por essa data, pois dessa maneira caso eu pegue segunda época (me preparando para o pior e objetivando o melhor), ainda haverá tempo (teoricamente) de fazer a prova. Sou um dos que estão correndo para fazer a prova antes que a “bomba exploda” e exijam o curso teórico para banca de PP. Parabéns pelo site, sempre atualizado e com conteúdo crítico. Um abraço!

  8. Lucas Viegas
    3 anos ago

    E a obrigatoriedade do curso teórico para piloto de planador (PPL) também está no mesmo paiol?

    • raulmarinho
      3 anos ago

      Bem lembrado! Está, sim, de acordo com a seção 61.157-b do RBAC-61.

  9. Batista
    3 anos ago

    Aí eu pergunto: – tenho 108 horas de voo em R22 realizadas fora do país. Como válida-las na ANAC? Até onde sei, é impossível !
    Outra coisa, a ideia de colocar nas carteiras dos pilotos que eles estão aptos a voar aeronaves até 12.500lbs (estou falando de helicóptero) como nos EUA, ao invés de colocar TIPO, não anda!
    Ou seja, está cada dia mais caro ser piloto, nada facilita nossas vidas.
    Em tempos horrorosos para a carreira de piloto de helicóptero vc ter mais essa exigência (das 200hrs) para ter a profissão de Instrutor é no mínimo periclitante para a profissão, que já está em mau momento de empregabilidade! Concordo com as 200 hrs para instrução, como se é nos EUA tb (não querendo só o que é bom e fácil para nós) mas será que esse é o momento de entrar em vigor tal cobrança ?

    • raulmarinho
      3 anos ago

      Aí eu pergunto: – tenho 108 horas de voo em R22 realizadas fora do país. Como válida-las na ANAC? Até onde sei, é impossível !
      =>Na prática, é impossível mesmo.

      Outra coisa, a ideia de colocar nas carteiras dos pilotos que eles estão aptos a voar aeronaves até 12.500lbs (estou falando de helicóptero) como nos EUA, ao invés de colocar TIPO, não anda!
      =>Nada andará na ANAC enquanto não houver quórum mínimo para decidir…

      Ou seja, está cada dia mais caro ser piloto, nada facilita nossas vidas.
      Em tempos horrorosos para a carreira de piloto de helicóptero vc ter mais essa exigência (das 200hrs) para ter a profissão de Instrutor é no mínimo periclitante para a profissão, que já está em mau momento de empregabilidade! Concordo com as 200 hrs para instrução, como se é nos EUA tb (não querendo só o que é bom e fácil para nós) mas será que esse é o momento de entrar em vigor tal cobrança ?
      =>Mas nos EUA não existe essa exigência, salvo engano…

      • Marcos Véio
        3 anos ago

        Lá no EUA não tem essa exigência, porque precisa-se mais horas para checar o PC.

        • raulmarinho
          3 anos ago

          Mas mesmo lá vc não chega ao CFI com 200h PIC, principalmente na asa rotativa.

          • Enderson Rafael
            3 anos ago

            Chega bem perto, viu… chequei o pc mlte ifr no part 61 com 180h PIC.

            • Enderson Rafael
              3 anos ago

              Mas essa exigência específica, de qq maneira, não existe. O curso do CFI e o check em si é que são MUITO exigentes.

              • raulmarinho
                3 anos ago

                Pois é, é isso o que garante um bom instrutor! Conheço INVA com milhares de horas que é péssimo no que faz…

                • Marcos Véio
                  3 anos ago

                  Isso que ele tem milhares, imagina quando ele tinha duas centenas de horas?

Deixe uma resposta