Hoje é dia 17 de julho, a data mais importante da aviação brasileira

By: Author Raul MarinhoPosted on
717Views3

Hoje, 17 de julho, não é o dia em que Santos Dumont nasceu, morreu, ou fez seu primeiro voo no 14Bis. Também não é o dia em que o  a primeira aeronave voou no país, em que o primeiro brasileiro se brevetou, a data da criação da EMBRAER, nem nada disso. Hoje é o dia em que aconteceu o que está escrito abaixo, gravado num monumento em uma praça próxima ao aeroporto de Congonhas, em São Paulo-SP:

Memorial-17-de-julho

É uma data triste, sem dúvida. Mas por que é também a data mais importante da aviação brasileira, na opinião deste blog? Porque hoje é o dia para refletirmos se estamos nos esforçando para termos uma aviação mais ou menos segura do que tínhamos em 2007. O que se fez, de lá para cá, no sentido de tornar nossos céus mais seguros? E o que se está fazendo neste sentido, para o futuro? Hoje é o dia de pensarmos sobre isso.

Por coincidência, neste exato momento está em discussão a nomeação de novos diretores para a ANAC. Serão estes profissionais os principais responsáveis pela não repetição de eventos como o que aconteceu em 17 de julho de 2007. Então, a pergunta é: serão estes cidadãos capazes de melhorar as condições de segurança de voo no Brasil nos próximos anos? É isto o que importa, no fim das contas. E é isto o que os senadores que irão sabatinar os candidatos a diretor da ANAC têm que investigar.

3 comments

  1. Marcos Véio
    3 anos ago

    Tem um problema no texto gravado no memorial. Deveria ser assim: “Neste local, ocorreu a maior tragédia da aviação brasileira até agora.”

    A maior tragédia da aviação brasileira, ainda não ocorreu.

  2. João Vitor
    3 anos ago

    Passamos incrédulos pelo charuto de deboche da Denise Abreu, pela indiferença revoltante do Milton Zuanazzi e tivemos um nojo repulsante dos gestos de Marco Aurélio Garcia. Tudo após 17/07/2007. Assistimos, ainda hoje, já em 2015, nossa agência reguladora ser entregue nas mãos de um apadrinhado político sem qualquer conhecimento prévio de assuntos relevantes à aviação e, sobretudo, da nossa segurança – de pilotos, comissários e usuários do sistema – tal qual em 2006 e 2007. Seria um dèéja-vu? Até quando nos sentiremos impotentes depois de tantos anos sendo tratados como criminosos, como lixos e como desocupados? Até quando seremos destratados por quem mais deveria zelar pela nossa vida, pela nossa segurança e por questões importantíssimas ao setor?

  3. mardeycouto
    3 anos ago

    A matéria é de 2012, quando foi inaugurado o memorial. Mas lá atrás já se falava em inconsequência, termo que o atual governo desconhece ou finge desconhecer. O vídeo vale a pena assistir pela memória das vítimas, pela nossa consciência e principalmente para que não sejamos inertes na indicação de gente incapaz de garantir e melhorar a segurança operacional na aviação brasileira.
    Saúdo todos os familiares que perderam seus entes queridos.

    Matéria do Uol Notícias: http://bit.ly/1fQUxYX

Deixe uma resposta