Greve no táxi aéreo

By: Author Raul MarinhoPosted on
564Views2

Numa negociação que se arrasta desde dezembro de 2014, em que o SNETA (sindicato que representa as empresas de táxi aéreo) se manteve intransigente o tempo todo – a “oferta” foi de 0% de aumento! -, os aeronautas do segmento decidiram ontem que realizarão paralisações a partir do final deste mês. Inicialmente, a greve atingirá principalmente as atividades relacionadas à operação off-shore, conforme esta nota do SNA com a relação de datas e aeroportos com greve marcada:

31 de agosto – Macaé (RJ)
1 de setembro – Cabo Frio (RJ)
2 de setembro – Curitiba (PR)
3 de setembro – Vitória (ES)

2 comments

  1. Raul, a “oferta” é uma recusa disfarçada de INSULTO e vice-versa!! Em MT sei de co-pilotos de TXA recebendo R$ 1.200,00 de remuneração, “porque é o que o mercado está pagando”. Aí o profissional, que provavelmente tem família, trabalha no limite das horas extras pra fazer R$ 2.000,00 no mês, enquanto o passageiro executivo está como o Governo: ignorando o perigo que corre…

Deixe uma resposta