Reforma do RBAC-61 (Audiência Pública N°14/2015) – Mudanças significativas na proa

By: Author Raul MarinhoPosted on
2573Views24

Nos próximos dias vou publicar uma série de posts abordando diversos aspectos da proposta de mudanças para o RBAC-61 que estão na Audiência Pública N°14/2015 – toda a documentação está acessível aqui, sendo que este quadro comparativo é a melhor maneira de entender o que está sendo proposto (mas, mesmo assim, é muito complicado). A reforma será ampla, profunda e, pelo que pude analisar, positivas em grande parte (o benchmark é a regulamentação do FAA). Adiantando alguns pontos da proposta:

  • A obrigatoriedade dos cursos teóricos para PP/PLA/PPL e as 200h em comando para INVA/H caem definitivamente;
  • A necessidade de CTAC para concessão e revalidação de habilitações de TIPO permanecem;
  • As aeronaves “mais simples” (menos de 12.500lbs de MTOW, single pilot, etc.) deixam de ser TIPO (tornam-se, portanto, CLASSE), inclusive helicópteros;
  • Novos procedimentos para endorsements das aeronaves CLASSE muito semelhantes ao requerido pela FAA – para potência superior a 2oohp, para trem de pouso convencional, para aeronave pressurizada, etc.;
  • “Copilotos” (SICs) de aeronaves single pilot passam a poder registrar 50% das horas de voo;
  • Revalidação de habilitação MLTE volta a revalidar a habilitação MNTE automaticamente (mas acaba a “revalidação por horas de voo”); e muito mais.

Fiquem atentos para os posts com a marca [R/RBAC-61/AP14] que irão tratar especificamente deste assunto.

 

24 comments

  1. Luciano
    4 anos ago

    Raul, o item “As aeronaves “mais simples” (menos de 12.500lbs de MTOW, single pilot, etc.) deixam de ser TIPO (tornam-se, portanto, CLASSE), inclusive helicópteros”. me gerou dúvida: O C90 entra nisso?

    • Raul Marinho
      4 anos ago

      Sim.

    • Luciano
      4 anos ago

      Raul, então por que na Is 61-004 a família Beechcraft 90 Series ainda se encontra como TIPO?

      • Raul Marinho
        4 anos ago

        Porque a regra sobre classificação de aeronaves como TIPO ou CLASSE ainda não mudou: ela está em Audiência Pública, só vai mudar qdo a nova emenda ao RBAC-61 for publicada.

  2. Marcus Vinícius
    4 anos ago

    Qual a previsão para entrar em vigor? O helicóptero esquilo entraria como classe também? Obrigado.

    • Raul Marinho
      4 anos ago

      Não existe uma previsão exata.

  3. Mateus
    4 anos ago

    Fugindo um pouco do assunto, mas relacionado ao RBAC-61, mandei e-mail pra Anac solicitando ajuda em uma duvida que tinha quanto a concessão de habilitação de TIPO. Enviei o e-mail no dia 12/06 e foi respondido ante ontem dia 22/09. Mas pelomenos foi esclarecido hehehe.

  4. Milton
    4 anos ago

    Faltou o quadro comparativo (link quebrado…)

    • Raul Marinho
      4 anos ago

      É um link da própria ANAC…

  5. Kadu Lemes
    4 anos ago

    1) Passando a valer esta regra de endossos, o padrão da CIV em papel e digital irá mudar? Nos padrões de hoje não existe nenhum campo para isso.

    2) A minuta define que avião complexo é aquele que tem trem de pouso retrátil, flapes e hélice de passo variável. Se o avião possuir apenas 2 características combinadas ele não é complexo?

    3) A “virtual” licença de piloto aluno vai continuar existindo? Essa seria uma boa hora para retirarem ou implementarem de vez isto.

    • Raul Marinho
      4 anos ago

      Este é um dos assuntos que serão discutidos nos posts futuros.

  6. Nelson
    4 anos ago

    Então quer dizer que NÃO SERÁ OBRIGATÓRIO ser aprovado no curso teórico para fazer a prova de PP/PLA/PPL e as 200h em comando para INVA/H ?

    • Raul Marinho
      4 anos ago

      Não será como não é.

  7. Pedro Santos
    4 anos ago

    Pô, a Revalidação por Horas recentes era uma boa. Uma burocracia e custos a menos.

  8. Lucas
    4 anos ago

    Raul, cancelaram a decisão de suspensão de obrigatoriedade de simulador para revalidação TIPO?

    • Raul Marinho
      4 anos ago

      Negativo.

  9. Luiz
    4 anos ago

    Então Raul, Eu posso pagar minha GRU de PLA e fazer a prova agora sem curso teórico?

    • Raul Marinho
      4 anos ago

      Afirmo.

  10. Beto Arcaro
    4 anos ago

    Acho que assim fica bom, não ?
    Tomara que se mantenham estas “proas”.
    Uma coisa boa também, seria se liberassem os checadores de escolas/aeroclubes para cheques em aeronaves TPP, já que não vai mais existir a revalidação por experiência recente.

    • Raul Marinho
      4 anos ago

      Na verdade existe um RBAC dos checadores privados que deverá entrar em consulta pública em breve.

      • Beto Arcaro
        4 anos ago

        Essa seria a saída para o problema da falta de INSPAC’s.
        O Endorsement seria somente para a transição para um MLTE “complexo”?
        Depois, os recheques continuariam sendo de MLTE normal?
        Ou seja, recheco meu multi no Baron e tenho Endorsement para o B200, por exemplo?

        • Raul Marinho
          4 anos ago

          Respostas em breve neste mesmo BatCanal…

        • Rodrigo Almeida
          4 anos ago

          Pelo que li na minuta do RBAC61, sim, Beto Arcaro, assim como quem tinha experiência recente em um C90 e não fez o recheque, não será necessário fazer o endorsement para o C90.

Deixe uma resposta