[R/RBAC-61/AP14] Proposta para que “copiloto” (SIC) de aeronave ‘single pilot’ poderá registrar 50% das horas de voo na CIV

By: Author Raul MarinhoPosted on
875Views13

Uma das melhores novidades da proposta de reforma do RBAC-61 é a que permitirá que “copilotos” (SIC-Segundo em Comando) de aeronaves ‘single pilot’ possam registrar 50% das horas de voo na CIV (pelas regras atuais, um piloto atuando como SIC em aeronave ‘single’ não pode registrar suas horas voadas desta maneira). Reproduzo a seguir o respectivo trecho do quadro comparativo produzido pela ANAC para que não haja dúvida quanto a isso:

RBAC SIC SP

Considero isto uma boa notícia por diversos motivos. Em primeiro lugar, pela segurança: haver um SIC numa aeronave ‘single’, especialmente em voos IFR e/ou noturnos, é altamente desejável. Depois, pela questão de empregabilidade: atuar como SIC de aeronave ‘single’ é a posição ideal para ingressar no mercado de trabalho. E, não menos importante: em grande parte das operações da aviação geral com aeronaves ‘single’, isso já acontece – só que de maneira torta, com os SICs registrando suas horas como “duplo comando” (quando o comandante é INVA) ou dividindo a prerrogativa de registrar alguns voos como PIC com o comandante “oficial” da aeronave . Então, esta decisão da SPO/ANAC não poderia ser mais acertada – só espero que seja realmente implementada!

13 comments

  1. Rubens
    3 anos ago

    O PP pode lancar estas horas?

    Pelo que li não esta escrito nem que sim nem que não.

    O SIC sendo “opicional” pode ser voluntário?

    Pro PP seria uma vantagem acumular esta experiencia 0800, mas pro PC num mercado desfavorável sei não……pra virar outro trabalho (quase)escravo ta fácil. O recem-PC ou vai pra instrução por quinzão a hora de C152 ou fazer figuração para os passageiros num Seneca a troco de horas na CIV.

    Isso se não for bem regulamentado pode ser uma faca de dois gumes.

    • Raul Marinho
      3 anos ago

      Independe da licença, então o PP poderia, sim, lançar horas como SIC.
      Quanto às ilações que vc fez… Bem, aí é uma questão trabalhista independe dos regulamentos da ANAC. Mas eu acho que elas acontecem com ou sem o SIC poder lançar horas na CIV.

      • Erol
        3 anos ago

        Que complicação com este pic cic. Voou registra tudo. Estou com 40 anos de vôo, e estou vivo, quem me deu instrução estão a maioria vivos, são simplesmente pilotos. Eu voava e registrava tudo como duplo comando. Estão querendo reinventar a roda.

  2. Fred Mesquita
    3 anos ago

    Já vi muitos voando em monomotores e bimotores simples (por exemplo, Minuano ou Seneca) voarem de SIC e lançarem na CIV-Digital como co-piloto. Não sei, mas perece que estas horas são contadas no sistema.

    • Raul Marinho
      3 anos ago

      Bem… Vc pode lançar na e-CIV até horas voadas como rádio-operador de OVNI, o que não significa que a ANAC não poderá desconsiderá-las quando for analisar um processo seu. SIC em Minuano ou Seneca, só se for em operação 135 voando IFR.

    • Erol
      3 anos ago

      Frede me ajuda aí. Diz para pararem de complicar. Que dá intrução e quem tem experiência e tem vontade de transferir informações, é simples voou registra duplo comando se não tem a carteira da aéronave. Pronto.

  3. Nico
    3 anos ago

    Vai ajudar muito, principalmente para o piloto de helicóptero, que tem o valor da hora de voo muito alto.
    Abre-se a possibilidade do piloto atingir marcas mínimas para aceitação no mercado de offshort (500h em umas empresas e 900h em outras) sem ter q ficar dependendo de ministrar instrução em uma escola. Bastando voar com algum conhecido na aviação geral.
    Além de ganhar experiência de voo.

  4. Leitor
    3 anos ago

    Boa tarde Raul
    Não muda quase nada, pois ainda assim o SIC terá que estar habilitado e, para habilitar-se, curso inicial, terá que ser em CTAC, com todo o custo do simulador e mais os R$17.000,00 para a anac.
    Ou seja…os proprietários de avião ainda vão relutar em aceitar pagar o curso, pois legalmente a aeronave é single….além de outro problema alegado pelos proprietários….pagam o curso e o co-piloto(SIC) sai da empresa….

    • Raul Marinho
      3 anos ago

      Ocorre que em grande parte dos casos (MTOW<12.500lbs, etc.), a habilitação requerida será de CLASSE, e portanto não será exigido treinamento em CTAC e respectiva TFAC de R$17mil. Mas mesmo para os operadores TIPO/91 de aeronaves 'single', o fato de o SIC poder contar horas faz sentido, em minha opinião (atrapalhar não vai, na pior hipótese não muda nada).

      • Leitor
        3 anos ago

        Concordo contigo.
        Mas, acho que deveria voltar o GS(Ground School) para que os copilotos de jatos single pudessem contar horas, pelo menos em instrução(DC).
        Aproveitando o post…..como será o curso inicial de King, quando virar classe???

        • Raul Marinho
          3 anos ago

          Sua ideia será aproveitada na Audiência Pública. Acho que faz sentido para aeronaves single, sim.
          Sobre o caso do King, teremos que ver se vai estar em IS ou se só serão requeridos os endorsements genéricos. Não dá para saber ainda.

          • Alessandro
            2 anos ago

            Na minha opinião, se for aprovado essa proposta de SIC em acft single, o PT-BIC vai voar 24 horas por dia, kkk

Deixe uma resposta