Tailstrike causado por erro na programação – Um estudo de caso sobre o “apertar de botões”

By: Author Raul MarinhoPosted on
601Views4

A ATSB-Australian Transport Safety Bureau (a NTSB da Austrália) publicou ontem um Relatório Final muito interessante para quem gosta de entender melhor questões relacionadas à automação na aviação. Resumidamente: a tripulação “roubou” 10 toneladas de peso ao digitar os dados nos sistemas de cálculo de performance da aeronave (um Boeing 737-800), o que resultou numa aceleração menor e, consequentemente, menor velocidade, levando a um tailstrike na decolagem – apesar disso, o voo prosseguiu normalmente e pousou no seu destino final sem qualquer problema. “Detalhe”: tanto o comandante quanto o copiloto daquele voo tinham mais de 10.000h de experiência, e estavam ambos retornando de uma folga de dois dias (logo, não foi a fadiga uma provável “culpada”). Ou seja: foi um erro de operação por dupla desatenção mesmo, sem atenuantes – uma possibilidade que sempre estará presente, por mais que os profissionais envolvidos na prevenção de acidentes se esforcem em mitigar. Talvez seja exatamente esse o maior ensinamento deste relatório: que sempre haverá espaço para o erro humano, por melhor estruturada que seja a operação.

4 comments

  1. Enderson Rafael
    3 anos ago

    O mostrador de limite de pitch aparece nas acfts equipadas com HUD. Por isso eu nunca vi ;-)

  2. Pedro Santos
    3 anos ago

    Olha que interessante.
    Acabo de aprender por esse Relatório que há um indicador de “Tail Strike Pitch Limit” no PFD

    • Enderson Rafael
      3 anos ago

      Olha, se tem, eu nunca vi. Mas no manual de tecnicas de pilotagem do 737NG fica bem claro que com 11° de pitch na decolagem o -800 toca a cauda no chão. Já para o pouso a relação mais óbvia é com a velocidade. Se fizer flare e para alisar deixar a velocidade drenar, o toque é bastante provável.

  3. Joaquim
    3 anos ago

    O procedimento de doble check, por ambos os pilotos é saudável e se não evita, diminui sensivelmente
    este tipo de confusão. O PNF pega o manual, e verbalmente repete, aeroporto, altitude, temperatura e peso, com a atenção e aknowledgment do PF.

Deixe uma resposta