Formação de pilotos nos EUA com visto F-1 & Oportunidades de trabalho em linha aérea regional americana

By: Author Raul MarinhoPosted on
2347Views19

O texto deste artigo encontra-se publicado em https://paraserpiloto.org/blog/2018/03/14/recordar-e-viver-formacao-de-pilotos-nos-eua-com-visto-f-1-oportunidades-de-trabalho-em-linha-aerea-regional-americana/

19 comments

  1. Caroline Lourenço
    2 anos ago

    Se eu fizer o curso de PP aqui no Brasil, enquanto me formo, falta esse ano e o próximo. Depois vou fazer um intercâmbio nos EUA por 2 anos! Como o intercâmbio será de estudo e trabalho eu poderia estudar nos finais semana ou quando acabasse o intercâmbio! Quanto custaria fazer o curso lá?
    Se escolhesse trocar para esse intercâmbio precisaria de quanto pra me manter durante o curso??
    Tenho 20 anos!

    • Raul Marinho
      2 anos ago

      Caroline, esta não é uma pergunta possível de ser respondida por aqui.
      Abra um ticket no ProPiloto que a gente agenda uma conversa.
      ABs

  2. Helton Andrade
    2 anos ago

    Boa noite!
    Sou checado em pp e aprovado na banca de pc,resta voar as horas do pc e checar,tenho a intenção de ir para os Eua,há possibilidade de efetuar essas horas e checar lá?
    Ou se caso eu chácara meu pc aqui,quais os procedimentos necessários para que possa validar minhas carteiras lá?

    • Raul Marinho
      2 anos ago

      Helton, as maiores chances são para quem faz tudo lá (PP+PC+INVA/CFI). Se vc quer convalidar o PP/ANAC para a FAA e, a partir daí, passar a voar numa escola americana com visto F-1, já fica bem mais difícil – embora, em tese, não impossível: converse com a escola e veja se há viabilidade (eu acho remota). Mas checar o PC no Brasil e tentar ir para os EUA com visto F-1 já fica 100% impossível, pelo menos para seguir com o CFI, dar instrução na escola e aproveitar a extensão do OPT para voar em linha aérea regional. O que, eventualmente, daria para fazer, é vc fazer uma faculdade de Ciências Aeronáuticas nos EUA com visto F-1 e aproveitar o OPT na condição de estudante universitário. Mas lembre-se que faculdade nos EUA não é barata e o processo de admissão não é simples.

  3. Diogo
    2 anos ago

    Olá, eu estou fazendo PP e se tudo der certo pretendo checar lá pra novembro e já vou emendar o PC, acabando o teórico de PC, estou pensando em fazer um intercambio para o Canada de uns 6 meses e durante este tempo lá, eu queria saber se eu poderei acumular horas voando por lá mesmo, mas apenas acumular, sem a intenção de checar com as regras FAA. Poderei fazer isso? Caso sim, o que teria que fazer pra permitir que eu voe por lá? Agradeço!

    • Raul Marinho
      2 anos ago

      Sua estratégia será ineficaz. A ANAC não vai aceitar suas horas voadas em aeronave de matrícula canadense para vc checar o PC aqui. Ou vc faz tudo lá ou tudo aqui, tentar fazer parte do curso em cada lugar não vai dar certo.
      E a autoridade regulatória da aviação canadense não é a FAA.

  4. Pacelli Francesco
    2 anos ago

    Após esse período existe a possibilidade legar e real dele ficar trabalhado lá?

    • Leandro
      2 anos ago

      Infelizmente essa possibilidade ainda não é possivel, mas quem sabe num futuro próximo.

  5. To chutando!
    2 anos ago

    Raul, de fato este hoje, para quem quer ser piloto, e o melhor caminho (desde q ja fale bem ingles, tenha os recursos e possa ficar uns 3 anos fora do Brasil).
    Dito isso, o q o Enderson Rafael tambem faz sentido. Como um CFI, via de regra, tambem da muito ground school e o briefing debriefing, acho q uma media mais realista de horas voadas e de 55 horas por mes.
    E vale lembrar q o lance de checar ATP com 1.000 horas + faculdade de aviacao so vale para o Restricted ATP,licenca q so existe na FAA.
    Fora isso, concordo com tudo que falaste.

    • Raul Marinho
      2 anos ago

      Na verdade, a média de horas de instrução alegada foi de 80h/mês. Folgando uma vez por semana, isso dá praticamente 3h diárias de voo. Com 55h/mês, como vc sugeriu, seriam 2h07min. ao dia. Será que voar 53min. a mais por dia é tão irrealista assim?

  6. william romualdo
    2 anos ago

    Na verdade numa escola do tamanho da Hillsboro é bem facil voar 110 horas mês porque existem vários alunos chineses que precisam voar 300 horas em 12 meses, com 4 alunos chineses voce facilmente voa 110 horas mes, fora todo o ground school que tem que fazer com eles. Em escolinhas americanas que não tem alunos, realmente CFI não voa tanto. Não foi um caso só de brasileiro que foi pra linha no visto F-1, já teve mais.

    • To chutando!
      2 anos ago

      110 horas de voo por mes em media acho pouco provavel, sobretudo no Oregon.
      Talvez em um mes especifico, no verao. Mas nao da pra afirmar q vai ser isso, acho pouco realista.

      • Leandro
        2 anos ago

        To chutando! Posso te garantir que não é tão difícil quanto parece, inclusive no Oregon, basta querer.

  7. Enderson Rafael
    2 anos ago

    Esse é um caso beeeeem específico, voar tudo isso em tão pouco tempo é raríssimo. Não dá pra contar com isso. Mas abre um precedente que num futuro próximo pode fazer com que cias americanas patrocinem vistos de trabalho temporários. Interessante o post!

    • Olá Enderson, boa tarde.
      A escola que você representa, (acabei esquecendo o nome dela agora), é certificada para oferecer F1 também?

      • Enderson Rafael
        2 anos ago

        Oi, Nícolas. Infelizmente não. Apenas M1, mais interessante pra quem pretende checar o PC com 250h e voltar. É uma escola menor, cerca de 20 aviões. Na Florida quem oferece F1 e tem um bom histórico com brasileiros é a Phoenix East, em Daytona.

        • william romualdo
          2 anos ago

          Essa escola já foi boa no passado, porém hoje em dia esta BEM diferente….

Deixe uma resposta