O “apagão de pilotos” das companhias aéreas regionais americanas se agrava: empresas já apelam para programas de “cadetes” e bônus de retenção – What’s next???

By: Author Raul MarinhoPosted on
1990Views11

O texto deste artigo encontra-se publicado em https://paraserpiloto.org/blog/2018/03/14/recordar-e-viver-formacao-de-pilotos-nos-eua-com-visto-f-1-oportunidades-de-trabalho-em-linha-aerea-regional-americana/

 

11 comments

  1. Marcel
    3 anos ago

    É errado converter moedas. Um piloto trabalhando nos EUA, recebe em moeda local, no caso dólar. Seus gastos são em dólares, não em Reais. Então sim, os salários são baixos. No Brasil, a remuneração é maior.

    • Marcos Véio d' Guerra
      3 anos ago

      Muita burrice essas comparações. Aqui nos EUA os seguros saude, mercado, vestuario e etc… É tudo mais barato. A única coisa que aqui supera e muito o custo do brasil é o imposto predial o equivalente ao IPTU no BR.

  2. vai vendo...
    3 anos ago

    Estranho, pilotos brasileiros falando mal dos salários americanos….
    Com os salários que as companhias pagam aqui….
    A pouco falava-se em greve ou paralização aqui… agora, falamos mal dos outros…

    • Anônimo
      3 anos ago

      Acho que vc não entendeu!
      Um “fritador de hamburguer” aqui no Brasil recebe o mesmo do que um copila da Passaredo?

      • vai vendo...
        3 anos ago

        O cop da Passaredo, recebe a mesma coisa que o cop da Azul….
        Acho que vc não entendeu….
        Quem somos nós para falar que os salários americanos são ruins???

        • Anônimo
          3 anos ago

          Desisto kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • Raul Marinho
      3 anos ago

      Não se trata de “falar mal” de ninguém, é uma constatação: para a realidade americana, um copiloto de linha aérea regional recebe salários muito baixos, de acordo com a realidade local (no patamar do “fritador de hambúrger” citado no texto). Se este salário (US$20mil/ano) é equivalente em R$s (R$6mil/mês mais ou menos) ao salário de um copiloto da cia A ou P, eventualmente maior, também é fato que esse copiloto ganha muito mais que um “fritador de hambúrguer” no Brasil. Daí que, em termos comparativos (levando-se em conta as realidades salariais do Brasil e dos EUA), o copiloto brasileiro é mais bem remunerado que o copiloto americano, e isso é o que importa analisar na decisão de atratividade da carreira na aviação, que é o ponto do artigo.

      • Thiago Vizeu
        3 anos ago

        Raul, pq o será q o curso ATPL é tão caro? Sou PLA ANAC e tava com intenção de checar ATP FAA, cotei e não achei por menos de 5 mil dólares o teorico +++ horas de check ATP 5 mil dolares… ou seja.. não sai por menos de 10 mil dólares….
        35 mil reais! WTF

        • Chumbrega
          3 anos ago

          Thiago, o que ocorre é o seguinte: recentemente (2013 +-) a FAA alterou as regras para emissão do ATP. Além do pré requisito das horas, para você fazer a prova teórica, você precisa de um curso de ATP-CTP. O valor deste curso é esse mesmo que você falou, em torno de US$ 5 mil, pois envolve uma carga horária de aproximadamente 32 horas de sala de aula e também várias horas de vôo em simulador classe C ou D (ou seja, full flight simulator), sendo que estas horas em simulador são obrigatórias, mesmo que você já voe jato. Uma opção que você tem, que talvez não te interessa, é tirar o PC Multi e o ATP monomotor.
          O ATP-CTP é um curso caro até para os próprios pilotos de lá. O que tem acontecido é que as empresas regionais tem “dado” esse curso para quem passa na seleçao. O curso é como se fosse a fase inicial do type rating nas empresas.
          Para nós, brazucas, se quisermos tirar o ATP, só há duas alternativas: ATP monomotor (lá nos EUA é possível, talvez não atenda seus anseios, mas é um ATP da FAA anyway) ou, se quiser tirar o ATP em bi-motor (ou num simulador para tirar ATP com type rating) aí tem que fazer o ATP-CTP.
          O preço vai acabar sendo esse mesmo: Uns 5 mil pro ATP-CTP e uns 2 mil a 4 mil pras horas de vôo ou pra checar num simulador. Sad, but true. O ATP mono sai por uns 2 mil. Já pesquisei muito sobre isso e não há waiver, mesmo que você tenha experiência de jato. Na verdade, pela regulamentação atual, você pode ser cidadão americano e piloto de F-18 na US Navy com 3.000 horas de vôo que não tem jeito: para tirar o ATP você PRECISA do ATP-CTP (que, para os pilotos de lá, faz parte do treinamento da maior parte das regionais).

          • Thiago Vizeu
            3 anos ago

            valeu pela resposta amigo!! abracos!

Deixe uma resposta