Falta de padronização na instrução de voo: um trágico caso real

By: Author Raul MarinhoPosted on
1588Views8

O texto deste artigo encontra-se publicado em https://paraserpiloto.org/blog/2018/01/19/recordar-e-viver-falta-de-padronizacao-na-instrucao-de-voo-um-tragico-caso-real/

8 comments

  1. João Paulo
    2 anos ago

    Ainda sobre falta de padronização e outras coisas:

    https://m.youtube.com/watch?v=wRTx-cmQSF4

  2. André.
    2 anos ago

    Eu nem sei se “falta de padronização” seria a correta classificação de toda esta estória; faltou mesmo foi estrutura (e fiscalização).
    Tinha regulamento para comunicar instrução fora do aeroclube – foi esquecido ou não foi cumprido?
    Tinha regulamento para não acumulação de cargo de instrutor e coordenador de curso etc etc.

    Agora, vamos esquecer por um momento o ACCE acima citado. Como já se nota por alguns comentários acima, sobra regulamento, sobra ANAC, sobra um monte de coisas quando vc tem aeroclubes sucateados, funcionando de forma improvisada, mambembe, a força da quase-teimosia de algumas pessoas que lutam para manter a instrução de vôo. Na maioria, vítimas de si próprias.

    Não há dinheiro que chegue para manter uma aeronave, hangar, manutenção, impostos, taxas e mais taxas etc. Então vai assim: fecha os olhos pra isso, esquece aquilo… Adicione umas gotas de auto-confiança… Improvise aqui e ali…

    Enquanto isso, em Brasília, sobra dinheiro para certos aumentos, certas verbas de gabinete etc.
    Retratos de um Brasil desmantelado.

    Meu sonho era morar no Brasil que aparece nas propagandas do governo. Isso sim! Cada hospital bacana, corredores vazios, limpos! E as escolas? Toda a meninada de uniforme novo.

    Dava tudo pra ver um aeroclube de propaganda… esquece o boero, esquece o 172. Ia todo PP voar tucano prá já ira acostumando com o jatinho do PC…

  3. Fulano
    2 anos ago

    A falta de profissionalismo de alguns INVAS (postura com a qual muitos dirigentes são ou coniventes ou até mesmo indiferentes) é algo que tem me incomodado bastante.Nós (alunos PP, PC, INVA ou seja lá o que for)deixamos uma GRANA nos aeroclubes/escolas de aviação e, muitas vezes, o retorno não é o esperado.No aeroclube onde voo, instrutor não faz briefing.Vez ou outra um checklist é deixado de lado pra agilizar as operações.Instrutor sai pra voar com aluno sem saber em qual missão o cara está.E isso ainda é pouco…Já vi coisas que prefiro não relatar aqui.No final das contas, frutos da macheza e ignorância daqueles que, futuramente, serão meus colegas de profissão.

    • Raul Marinho
      2 anos ago

      Bem, Fulano… O que posso te dizer é: mude de aeroclube urgente! Ou interrompa sua formação, se for o caso. Isso aconteceu comigo também numa dada etapa da minha formação de PC, eu relevei (afinal, era mais barato, mais prático, etc.), e só me dei conta do risco que estava correndo quando tomei uma pane de motor parcial na decolagem que quase resulta num acidente. Hoje me arrependo de duas coisas: de não ter saído de lá antes, e de não ter comunicado o fato às autoridades.

      • Fulano
        2 anos ago

        Não posso parar de voar lá imediatamente pois comprei pacote de 40h.Mas uma coisa é certa: depois que eu checar o PP, nunca mais coloco meus pés ali.Como se não bastasse o padrão lixo da instrução, a manutenção (que é o que mais me preocupa) deixa a desejar.Grande abraço.

  4. Luiz C
    2 anos ago

    Tudo errado! Até o nome do aeroclube.

  5. Gustavo
    2 anos ago

    Ahh… a falta de profissionalismo….

Deixe uma resposta para André. Cancelar resposta